Faça o seu comentário

:

:







Comentários

Página 1 de 3 (135 comentários)
« Ant. | Primeira | 1 | 2 | 3 | | Última | Prox. »

denis michel em 28 de maio de 2016 às 17:39:46»
extremamente criativo!!!!! smile
denis mitchel em 28 de maio de 2016 às 17:18:22»
ah sim agora eu li mais partes do texto é zuaçao. rsrsrss
denis mitchel em 28 de maio de 2016 às 16:59:04»
nossa o senhor foi muito infeliz na sua compreensao da musica e muito machista também. A musica apenas retrata que o eduardo apesar da idade ainda era uma criança e a monica era uma mulher responsavel e estudiosa ai os dois se encontraram se apaixonaram a criança virou um homem e foram felizes e no que se diz no final fica claro isso. ( O filhinho de eduardo está de recuperação)
Júnior em 27 de março de 2016 às 15:49:25»
Alguns "machos" não conseguem ver uma mulher numa situação "superior" (usei aspas porque na verdade a situação de ambos era apenas diferentes) nem em uma música. Mônica era uma mulher mais velha que Eduardo, apenas isso, se Eduardo fosse o cara que bebesse não seria chamado de "pudim de cachaça" né? Ah essa frágil masculinidade dos machos...
elder lima em 07 de agosto de 2014 às 09:31:06»
O que mais eu posso falar? Respeito a sua análise, mas está totalmente fora de contexto!

A letra da música simplesmente fala de um adolescente comum da década de oitenta, com suas dúvidas e ideais de sua geração.
E de uma mulher(não adolescente) mais velha, mais vivida que se apaixona por esse adolescente.

Resumindo: Renato só quis dizer que o amor está aquém das diferenças, seja ela intelectual ou de idade.
Guilherme em 04 de dezembro de 2013 às 21:12:31»
Sensacional!!! adorei suas ironias, sarcasmos e uma dose cômica!! muito bom hahaha
Rogerio em 17 de maio de 2013 às 09:02:22»
"Então o que diabos uma motoqueira transviada pode ensinar sobre céu, terra, água e mar que uma muriçoca não saiba?

Leia mais em: Renato Russo esculhambou Eduardo e glorificou Monica."

Quando leio esse trecho não consigo aguentar.

Rio demais.
Luft em 25 de janeiro de 2013 às 14:12:29»
Recebi esse texto a muito tempo em um e-mail. Sensacional. Rio toda vez que eu leio e concordo plenamente.
laura em 03 de dezembro de 2012 às 21:24:29»
Cara não é nada disso. Ele, o Renato, apenas quis retratar duas pessoas totalmente diferentes, e o mais natural é que a pessoa mais velha tenha mais conhecimento, no caso a opção de a Mônica ser mais velha, acredito, que é para mostrar um casal diferente mesmo, já que geralmente é o mais velho é o homem.
ROBIN em 22 de novembro de 2012 às 02:26:52»
seila... serio,essa zuação achei que pega pesado com o renato russo e para uma banda como legião urbana,com letras incriveis seila cara seilaa
ANDREAAG em 03 de novembro de 2012 às 21:16:59»
KKKKkkkkkkkk!!! Chorei de rir dessa "análise"! Tem gente sem senso de humor mesmo....
Lorenna R. em 28 de outubro de 2012 às 14:01:24»
Ainda tem o erro dessas estrofes:
"Construíram uma casa há uns dois anos atrás
Mais ou menos quando os gêmeos vieram"

"Só que nessas férias, não vão viajar
Porque o filhinho do Eduardo tá de recuperação"

Se os gêmeos vieram a dois anos atrás, eles provavelmente tem apenas dois anos ou menos. Como alguém de dois anos fica de recuperação??? Deve ser uma versão 2.0 da Mônica, mas não, pois está de recuperação. Ainda por cima na propaganda da Vivo, a criança manda um sms para o pai, perguntando se coração é escrito com s ou ç. Que criança de 2 anos manda sms sobre erros ortográficos para o pai ??
Quanto mais ouço, mais percebo o quão é hilária essa música!! asushuahsuh
luciele em 23 de outubro de 2012 às 21:02:14»
gostei do testo e li até o final, coisa q é dificil de acontecer rsrs
rindo em 23 de outubro de 2012 às 21:00:25»
é não, na verdade monia de fermeno n se passa com almeida e sim como silva entendeu? o silva é melhor, a monica é legal
avatar
Politico Honesto em 12 de junho de 2012 às 15:54:17»
Gostei do texto.
Amanda2 em 12 de junho de 2012 às 15:29:21»
concordo com a amanda "Achei esse texto machista e homofóbico... Tinha tudo para ser um texto interessante, mas... Não tive saco de ler até o final..."
Thiago Pedroso em 24 de setembro de 2011 às 14:56:46»
Eu fico perplexo de ver como as pessoas se dão ao trabalho de postar comentários eivados de ira, utilizando-se dos argumentos mais ou menos fundamentados para criticar a "análise" da música, e não percebem que estão cometendo a IDIOTICE de não PERCEBER que se trata de um TEXTO CÔMICO, HUMORÍSTICO, escrito PROPOSITALMENTE para FAZER RIR. Quem levou a sério a "análise" da música merece ter sua condição intelectual criticada mais do que a do autor do post. O autor foi um gênio ao utilizar-se de discursos preconceituosos, machistas, homofóbicos e do senso-comum de forma IRÔNICA e CÔMICA para produzir uma análise-paródia da música, sendo o RESULTADO PRETENDIDO JUSTAMENTE A CRÍTICA AOS DISCURSOS UTILIZADOS, sem deixar de criticar aspectos preconceituosos contidos na música.
Parabéns ao autor do texto!!! Assim como o amigo do comentário anterior, "rachei" de rir!! Excelente produção (os erros ortográficos e gramaticais são o de menos em um texto tão bem produzido)!!! Grande inteligência e criatividade!!
Só pra constar: também sou fã do Legião Urbana e de suas letras, mas percebi o quão óbvio era o caráter CÔMICO da "análise" da música. Mais uma vez, parabéns!!! biggrin
aline em 13 de junho de 2011 às 17:45:06»
cara, eu curto essa música... mas rachei de rir pela perspectiva!! criativo..valeu
Bárabara em 05 de dezembro de 2010 às 18:55:41»
Achei esse texto machista e homofóbico... Tinha tudo para ser um texto interessante, mas... Não tive saco de ler até o final...
Andreotti em 18 de julho de 2010 às 23:46:30»
Só completando o meu comentário anterior, como foi dito, por uma pessoa mais abaixo, e como é do conhecimento de qualquer fã do legião, a música Eduardo e Monica, foi composta inspirada em um casal de amigos do Renato, hoje em dia este casal já não está mais junto.
Andreotti em 18 de julho de 2010 às 23:30:41»
Bem, não sou de comentar blog, porém não posso deixar de expressar minha opinião com relação a este absurdo.

Cara, me desculpe, serei obrigado a discordar da sua opinião.
A música inteira trata de um casal que se conheceu e ficaram juntos, porém com uma diferença de idade, na própria música é dito:

- Ela era de Leão e ele tinha dezesseis

Qual adolecente de 16 anos daquela época ou até mesmo de hoje em dia quer saber de alguma coisa... todos nós já fomos adolecentes, e quantos de nós estavam se lixando para o futuro, escola, trabalho... enfim (conheço pessoas com 24 anos nas costas que ainda tem a mesma mentalidade).

Algumas rebatidas:

1) Teatro e artesanato não costumam pagar muito imposto. 2) Teatro e artesanato não são lá as coisas mais úteis do mundo. 3) Natação e fotografia? Porque os dois não foram estudar para o concurso do Banco do Brasil? Vagabundos…
1) Ué... o que tem o imposto a ver com a história?
2) Podem não ser úteis, para quem não quer, o que é inútil para um pode ser utilissimo para outros, tanto como profissão, quando como um hobbie para esquecer o stress de um dia de trabalho, falando desse jeito você desvaloriza o trabalho de milhôes de brasileiros que vivem justamente do artesanato.
3) Natação: Já ouviu o conceito Mente sã e corpo são? há de se existir um equilibrio entre mente e corpo, de que adiantaria estudar para o concurso do banco do brasil, e morrer de infarto alguns anos depois, por falta de uma prática esportiva. Fotografia: que há de mal em se fazer um curso extra-curricular? nenhum conhecimento é inútil.

Agora temos os versos mais cretinos de toda a letra:

a Mônica explicava p’ro Eduardo Coisas sobre o céu, a terra, a água e o ar.

Mais uma vez, aquela lengalenga esotérica que não leva a lugar nenhum. Vejamos: a Mônica trabalha na previsão do tempo? Não. Mônica é geóloga? Não. Mônica é professora de química? Não. Mônica é alguma aviadora? Também não. Então o que diabos uma motoqueira transviada pode ensinar sobre céu, terra, água e mar que uma muriçoca não saiba? Novamente, Eduardo é tratado como um debilóide pueril capaz de comprar alegremente a torre Eiffel, após ser convencido deste grande negócio pelo caô mais furado do mundo. Santa inocência…

Ué, uma pessoa precisa ser formada em uma faculdade pra ter conhecimentos a mais que outra? não sabia disso.... existem livros sabia, naquela época existia uma coisa legal chama enciclopédia que ensinava muita coisa. e se fosse uma melhorzinha, ensinava muitas coisas que nunca se aprenderia na escola. Eu mesmo se quis aprender muita coisa tive que correr atrás pro que meus professores não foram capazes de me transmitir.

Ainda em, "Ele aprendeu a beber", não precisa ser muito esperto para sacar com quem… é claro, com Mônica, a campeã do alambique! Eduardo poderia ter aprendido coisas mais úteis como o código Morse ou as capitais da Europa, mas não. Acharam melhor ensinar para o rapaz como encher a cara de pinga. Muito bem, Mônica! Grande contribuição! Depois temos deixou o cabelo crescer. Pobre Eduardo! Àquela altura, estava crente que deixar crescer o cabelo o diferenciaria dos outros na sociedade. lsso sim é que é ativismo pessoal. Já dá pra ver aí o estrago causado por Mônica na cabeça do iludido Eduardo.
Neste ponto concordo com você, não precisa ser Genio para aprender a beber, porém não é preciso que alguém ensine... qualquer moleque de 13 anos hoje em dia sai por aí tomando um gorotinho, a culpa é de quem? da Mõnica também?

você disse no final do seu post o seguinte:

E ela se formou no mesmo mês
Em que ele passou no vestibular.

Por esse ritmo, quando Eduardo conseguir o diploma, Mônica deverá estar ganhando o seu oitavo prêmio Nobel. Outra prova da parcialidade do autor está em:

Não é prova da parcialidade, e uma linha de tempo contínua. se quando ele estava com dezesseis, ela já cursava o curso de medicina, e levando em consideração que naquela época as pessoas entravam na faculdade um pouco mais tarde, não como hoje que já se sai do colegial e se presta vestibular. Analisemos, se ele tinha dezeseis ele teria pelo menos mais 1 ano de colégio a cursar, e supondo que tenha ficado 2 anos para passar no vestibular, temos aí a formatura de Monica.

Vou encerrar por aqui, pois já me extendi demais, porém peço a gentileza de não tentar analisar filosóficamente uma música, se você não é um filósofo, como disse uma amigo abaixo, esta foi a maior idiotice que já li na minha vida... Sinceramente gostaria de ver uma análise sua a música Vento no litoral, ou faroeste caboclo, não sou filósofo também, por isso nem me atrevo a tentar analisar as músicas de uma mente que tenho certeza que era brilhante.

[]s. a todos
Cristina Bilitre em 01 de novembro de 2009 às 12:41:59»
Olá, tudo bem?
Gostei da sua defesa ao Eduardo, porém, a culpa não é da Mônica, é do RENATO. Que eu acho, aqui pra mim, que estava apaixonado pelo garoto e para disfarçar exaltou a Mônica.
Você não acha? RRRRRRRR
Kennya em 28 de agosto de 2009 às 00:50:05»
Essa eh uma historia na qual Renato viveu,ele era Eduardo mas ñ tao tolo assim foi o que o proprio disse
lilikadoidinha em 15 de abril de 2009 às 14:56:54»
cansei de ler AHSUAHSUhauhs mas ta muito bom mrgreen
fala serio... em 30 de novembro de 2008 às 23:15:46»
sinceramente?! eu acabo de ler a maior idiotice da minha vida. cada topico q passava pensava em um contra argumento obvios q qualquer um com um minimo de inteligencia teria reparado, ms preferui num perder meu tempo c isso. so vou perguntar umas coisas: vc sabe o contexto historico da musica? percebeu a diferença de idade? ou vc axa q independente da idade eh sempre o homem q deve ensinar as coisas p mulher? quanto ao P.l.M.B.A., vc num axa q c assemelha mt aos q tanto critica? falando mal assim de um musico incrivel?
ninguem merece...

~= /
Eu mesma. em 30 de novembro de 2008 às 21:53:52»
Esquecendo as ofensas ai de cima,vou falar da grande analise hahahahakkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk cara ri muiitooo eu sei que nao foi com ma entençao que vc fez isso e por isso que ficou muito ilario gostei demasss parabeins vc e genio,vou comentar essa analise com meus amigos fans de renato aposto que eles tmb vao rir muito !!!!!
Ryuuzaki em 01 de maio de 2008 às 23:49:28»
Tá, vamos tentar analisar a coisa. (Uma análise da análise, WOW!)

Eu sou fã de carteirinha do Renato. Fã, fanzaço, que não perderia um show se ele estivesse vivo.

Então, gosto das músicas dele. "Eduardo e Mônica" para mim retrata como duas pessoas completamente diferentes podem se apaixonar, o que definitivamente não era (e nem é) pregado pelos meios estúpidos de comunicação.

Fazermos uma análise fria de uma música? Então muuuuitas podem ser riscadas... Música é que nem arte abstrata: Para mim não tem sentido nenhum aqueles rabiscos estranhos, que "qualquer um faz" (hoje está na mídia a última degradação do ser humano, o tal do McCréu, que coisa horrível...)

No fim, acho que quem escreveu este texto seja alguém que compreende os seres humanos como são, e tem uma visão bem específica dos detalhes (apesar de minha compreensão geral ser diferente da dele), mas que está sendo um pouco FRIO. Afinal, não querem que a gente acredite que novela é arte? Vamos pela sociedade... (isso foi irônico, aos que não perceberam).

Parabéns ao autor pela discussão que gerou (até o ponto que surgiram estranhos com opiniões non-sense). E, também, por me fazer ver por outro lado biggrin biggrin .

Té.
rafael em 08 de abril de 2008 às 18:18:40»
esse autor ai nao sabe oque fala...ele tem é inveja..ele nao tem capacidade de fazer uma musica desse geitu.........
Alexandre em 31 de dezembro de 2007 às 10:32:09»
O autor do texto comentou um assunto que desconhece, a letra se refere a uma história real vivida por um casal, amigos de Renato, que de fato ocorreu. Portanto, não se trata de nehum tipo de desvalorização do homem ou valorização da mulher ou exaltação ao homosexualismo, enfim... O "Grande" Adolar Gangorra viajou e parece estar com tempo ocioso, pois a analogia foi maior do que a obra propriamente dita, além disso me espanta que um bando de desinformados enalteçam um comentário destes, sem fundamento.
Danilo Tussini Fernandes em 28 de março de 2007 às 00:54:13»
Estou pensando fazer meu doutorado em História da Música por causa do Renato. Eu sou doido pelas suas músicas. Se for fazer, minha tese de doutorado será sobre ele ou sobre Elis Regina. biggrin
j souza em 20 de março de 2007 às 11:01:15»
no caneco 90
j souza em 20 de março de 2007 às 11:00:50»
entao diz pro adolar gangorra, 93 que vei ter the feevers aqui em sao gonçalo, rj
Benito em 15 de março de 2007 às 19:22:34»
Cara!
Adolar Gangorra é meeeeeeestre!!! Absolutamente lúcida e totalmente hilária... A análise que ele fez de "Eduardo e Mônica" tinha que ser registrada e inclusa nas melhores revistas de psicologia. É um verdadeiro tratado... E o Adolar deveria extrapolar as suas análises para o meio político, o círculo musical, etc. Ah! a propósito, a batalha verbal nos comentários é algo... lol lol lol
Vanessa em 28 de fevereiro de 2007 às 22:02:37»
Há princípio achei o texto machista, mas após uma boa reflexão deduzi que, talvez esta não seja a análise verossímil desta letra, mas que é totalmente lógica e fundamentada, isso é mesmo!!! Muito boa, como professora de português, diria q vc foi muito feliz em sua contextualização. wink
DEDE em 28 de fevereiro de 2007 às 13:41:49»
Relaxa dona Cristina,a sua aurea esta muito carregada,respire...inspire...respire...inspire...,ja esta melhorando,isso devagar,agora feche os olhos,tente enxergar o arco iris...isso,bem relaxada,proucure agora cores suaves...,não abra os olhos,tente se imaginar no meio do oceano...so voce...flutuando,bem relaxada...deixando as suas preocupações e angustia bem no fundo desse oceano...isso,somente pensando no que pode te trazer alegria,paz de espirito...Abra os olhos lentamente e diga para si mesma :"a partir desse momento serei mais compassiva e tolerante com as pessoas,sem ponderar ou tentar entender as pessoas,sem antes entender a mim mesma"
Abraços fraternos DEDE razz razz razz
Mascotinho em 27 de fevereiro de 2007 às 19:20:44»
Isso mesmo Dede, demos o maior ibope para este texto, e lembrando que tudo isso começou quando nós exaltamos o nosso amigo o E milho

Estamos todos de parabéns, os Admins, o Vitor, o Luisão CS, o Zequinha, a dona Cristina entre outros colaboradores que deixaram seus comentários neste maravilhoso texto de Adolar Gangorra. Será se continuarmos com as discursões chegaremos ao comentário de número 200?

P.S.: Desculpe por ter usado o nome maldito, mas num podia deixar passar em branco esse momento!
DEDE em 27 de fevereiro de 2007 às 18:50:02»
Prezados srs Admin.,Vitor e Zequinha.
Ao passear pelo site,na categoria de Email,descobri que o topico chamado Eguinha Pocoto enviado por Vitor,aparece uma senhora de nick Tina,seria a mesma Cristina com seus comentarios Exaltados ou e impressão minha!!!(desculpem mas nessa porqueira de teclado não tem o ponto de interrogação e nem acentos.)
ps Chegamos ao centesimo comentario nesse maravilhoso texto de Adolar Gangorra (que ibope meu...o loco meu) imagina se nao tivessem apagado os outros!!!
Abraços Fraternos DEDE razz razz razz
Vitor em 27 de fevereiro de 2007 às 17:57:15»
acho que depois dessa ela nunca mais entra no site!!!
e eu perdendo meu precioso tempo!
reinterando...ninguem merece...
avatar
Redação em 27 de fevereiro de 2007 às 17:27:05»
Pois é dona cristina ao que me parece a senhora está vivendo um triângulo amoroso com o Seu Jão e a dona Amélia.
Afinal o IP de dona cristina, dona Amélia e Seu Jão é o mesmo, coincidência não?

Sinceramente... ninguém merece.
CRISTINA em 27 de fevereiro de 2007 às 16:57:48»
Isso é d++++++++++++++++++++++++
Agora ver se eu agüento uma coisa dessa,chego eu aqui em casa agora(pois como já disse facão meu horário) estressada pois tive uma paciente muito difícil hoje, primeira vez, a pobre descobriu que depois de 17 anos de casada o marido dela, tinha um relacionamento extra conjugal a dez, só que a amante era nada mais que um homossexual, eu até perguntei a ela se por um acaso o nome do dito não era Zequinha ou Vitor, sei lá poderia ser não é? pois o difícil do tratamento é dissuadi –l da culpa que ela sente, agora já viu, uma mulher bonita bem sucedida financeiramente, inteligente, achar que a culpa do enrustido do ex marido dela ter um caso com outro homem era dela, mas fazer o que , cabeça é um problema, cabe a mim agora mudar isso. Bem , mais ai eu chego em cãs, vou dar uma entrada na nete para me distrair um pouco , resolvo dar uma olhada no MDIG, só para ver se tem alguma novidade, pois o site até que é bom, o problema são certas pessoas que freqüentam , ai dei uma olhadinha aqui para ver como estavam os babacas de Platão(Vitor,Zequinha e companhia)mas só ia olhar mesmo, pois resolvir não gastar mas minha inteligência com eles, mais ai minha indignação falou mais forte, me deparo com um padeiro qualquer, tentando me dar lição de moral e inteligência, agora ver se eu realmente posso agüentar uma coisa dessa, se já não agüentava do senhor advogado Vitos, senhor redator Das quantas Zequinha, vou agüentar de um padeiro? Jamais, olha me caro padeiro, vai procurar melhorar de vida, procura estudar e sair dessa vida, tenta se tornar o dono da padaria, mais perde tempo se incomodado com o sucesso alheio não, eu sei que para os proletariados quem teve grana para subir na vida é odiado, posso sim dizer que tive as melhores escolas e faculdade senhor Admim e senhor padeiro, pois eu tive simmmmmmmmmm, mas se não tivesse eu correria atrás para poder ter, não perderia meu tempo invejando quem tem ou teve como eu. Só uma coisa eu concordo seu padeiro, eu realmente entrei aqui prioritariamente com intuito de dar a minha opinião a respeito do texto que realmente achei bem interessante, mais ai esses BABACAS SIMMMMMMMMMMM começaram a pegar no meu pé, ai me defendir, pois realmente a inteligência pura e crua, sem quere conquistar fãs realmente incomoda mesmo, mais não me importo.
Mas vejo que se tem solução esse MDUG, pois pessoas como a Amélia parece ter bom censo e inteligência para ver isso aqui da forma que é, parabéns querida continua assim, se quiser seguir a carreira de psicóloga vai em frente, mais perde tempo com caso perdidos como esses ai não, eles não querem ser curados, gostam do que são, voltando a senhor padeiro, vc queria na verdade ganhar o apoio desse BABACAS ai, mais se deu mal já percebeu ? pois meu querido como eles dizem”recolha seu cacetinho, pois eles gostão de vara mesmo”
Sem mais
avatar
Vitor em 27 de fevereiro de 2007 às 15:12:57»
É amigos,a casa caiu,tentamos esconder nossa homossexualidade, a doutora Cristina nos desmascarou,tentamos usar varios nicks o malicioso Jõao da rosquinha também nos desmascarou,agora temos que nos recolher a nossa limitada capacidade,pois com esses individuos tão inteligentes e de verdades tão absolutas,não há o que contestar!!!
João de uma coisa você tem razão...foi simplismente hilário o episódio da doutora em questão.
Zequinha Cypriano em 27 de fevereiro de 2007 às 14:28:20»
Sr. Jão da padaria:
Não questionarei os seus argumentos, pois tenho certeza que tens razão.
Eu, o Vitor, o Admin, o Binho, etc...etc...etc...devemos ser realmente a mesma pessoa, todas querendo esculhambar a Dona Cristina.
Prometemos para o Sr. que nunca mais esculhambaremos ninguém...nem o Sr.
Afinal sabemos que realmente deve ser cansativo ter que acordar as 3:30 da madrugada para fazer crescer a bisnaga...agasalhar o pãozinho
(eu disse pãozinho...não confunda com pauzinho)...assar a rosquinha...se lambuzar no creme...bater a massa...dar um tapa no croissant...e se estiver em terras soteropolitanas, ter que fazer crescer o cacete ou cacetinho...como queira.
E depois disso tudo entrar aqui no MDIG e ler tantas besteiras!!!
Sendo assim, pedimos humildes desculpas...
Somente pediremos uma gentileza ao Senhor...
Evite dar tantas brechas pro nosso sarrinho de todo dia, como por exemplo esta história tão panificante que é a sua vida, pois isto libera dentro de nós uma vontade doida de esculhambarmos com vc tb!
Um sincero abraço dos amigos
Zequinha Vitor de Admin Binho Cypriano
João da padaria em 27 de fevereiro de 2007 às 14:21:43»
Espero que vcs ou vc não jogue meu comentario no FILTRO, ai realmente será o fim mesmo, realmente será dificil se ver desmascarado por um padeiro BURRO, não é mesmo?mas vou ter experança que vcs ou vc seja mais esperto
PS: olha o pouco tempo do meus comentarios te lembra algo?
João da padaria em 27 de fevereiro de 2007 às 14:16:58»
OBS: resolvi não dormir essa tarde e dei uma boa passeada no site todo, mais é realmente uma vergonha a fraude, senhores sejam um pouquinho só espertos e dar mais um tempinho para cada mensagem, dar menos na pinta rapaz e olha que sou burro pra cacete, falando a língua de vcs ou vc?
Jão da padaria em 27 de fevereiro de 2007 às 13:59:31»
Caro amigos

É realmente uma pena que não se perceba a grande fraude que existe em alguns comentários aqui nesse MDIG, será que é tão difícil de entender que a mesma pessoa escreve vários textos com nomes trocados, para insuflar a briga e a baixaria aqui? A coisa é tão ridícula que eles muitas das vezes nem se preocupa com a pequena diferença dos horários das mensagens com nomes diferentes, quanto a sra Cristina eu tenho duas opinião, primeiro ela realmente me parece muito inteligente, pois o primeiro comentário dela foi exatamente sobre o texto , ela deu a sua opinião e ressaltou uma outra critica, sobre as péssima qualidade de algumas musicas, que somos obrigados a escolta, coisas de alto baixo nível e ai vale a redundância , sou do tempo em que ouvíamos, Chico Buarque, Gil, Caetano Veloso, Milton Nascimento e interpretávamos essas musicas na escola, as de Renato Russo eram idolatradas pelos jovens Poe suas letras criticas, em cada música dele ele nos passávamos uma mensagem critica, seja elas um bom rock ou uma boa balada romântica, todas tinha uma mensagem a ser passada, com uma pitada de critica, Eduardo e Mônica não fugiu a regra, pois relatava exatamente a historia daquele garoto muito mal informado da vida sentimental, onde era cobra por amigos que tivesse a tão sonhada relação sexual, ou simplesmente um garota, isso era ser macho para eles, e foi isso que a dra Cristina tentou passar a principio, mais ai é que ela pecou e muito, sua inteligência foi toda por água abaixo, pois ela entrou nessa onda ridícula desses impostores, fez o jogo dele e continuou fazendo, a ponto deles(ou na verdade dele) sentirem muita falta dela, pois pelo que li até aqui vejo que ele(ele) está clamando por sua volta para continuar se divertindo as custa dela e ela toda cheia de si achando que estava sendo superior a eles(ele) e se enforcou com sua própria arrogância e BURRICE, por isso dra Cristina, inteligência realmente não se compra em boas escolas ou faculdades, se adquire na malicia da vida, em perceber quando você esta sendo usada através de seu próprio ego, na verdade dra, a senhora serviu para o diversão de muitos, pois sua INTELIGENCIA tão ressaltada , só te serviu para dar audiência a essa pagina, se vc notar também essa pagina é uma das que mais tem comentários e a maioria são atrás da senhora.
Bem aqui quem vos fala é apenas um padeiro que acorda as 3:30 da madrugada para fazer seu pão e descanso o resto da tarde(13:00 as 4:00) retornando as 6:00 para deixar a padaria preparada para o outro dia, só fiz o segundo grau e muito ruim, uso o Word para ter certeza que estarei escrevendo certo e só uso a nete para um pouco de lazer quando o sono não me domina, mas depois que li aqui tanta besteira arrogante e tantas expressões de burrice disfarçada de inteligência, me sinto realmente muito mais EU,muito mais EU mesmo.
Vitor em 27 de fevereiro de 2007 às 13:08:17»
Peço desculpa a todos pelos excessos!mais não gosto de intolerância!
Parabens Admin. pelas sabias palavras!
São essas atitudes que dão o diferencial ao Mdig!
Zequinha Cypriano em 27 de fevereiro de 2007 às 08:53:37»
Grande Admin:
Em outro tópico onde rolava o mesmo tipo de bate boca, a Amélia me deu uma quase carcada por estarmos levando os comentários para outro lado e não comentando o tópico em questão.
Neste aqui ela resolveu pegar um pouco mais pesado, mas quando li o seu comentário resolvi que não deveria responder, em respeito aos leitores do MDIG, a vc e acho que a ela tb.
Sendo assim fica aqui o meu pedido de desculpas a todos.
um abraço
DEDE em 27 de fevereiro de 2007 às 06:52:22»
Obrigado pela correção,Sr Binho,a partir de agora esses erros não mais serão cometidos,e por favor caso encontre outros erros favor destaca-los para eventual correção.
Abraços fraternos DEDE razz razz razz
avatar
Redação em 27 de fevereiro de 2007 às 01:15:41»
O grande problema corrente da Net é que a grande maioria das pessoas crê que pode entrar em qualquer página e ir insultando (só faltou xingar a mãe!) como se estivesse falando com o irmão "pentelho" menor ou com uma pessoa íntima que detesta. Esquecem-se que isso aqui nada mais é que a extensão da rua onde mora, e ocultos atrás de um monitor cospem as suas frustrações diuturnas.
No caso específico preferem questionar o cárater do editor/autor do que, de forma inteligente, discutir o texto e expor a sua opinião de forma no mínimo educada. Seria tão mais simples dizer que o texto é horrível, que a análise é tendenciosa ou coisa parecida. Mas através de um simples fragmento de texto estas pessoas sabem que você é gay ou que sua mãe está na zona, incrível... incrível mesmo isto.
Sinceramente gostaria de saber que faculdade ou universidade cursaram para nunca permitir que meus filhos estudem lá. Ah sim, estas mesmas pessoas adoram gabar-se de ter cursado ou estar cursando o melhor colégio ou faculdade como se isto fosse grande coisa, como se fosse um grande privilégio.
Se esta tal cristina terminasse o seu primeiro comentário em "...ASSIM COMO NOSSO AMIGO E INTELIGENTE DEDE..." teria dado o seu recado e exposto o que pensava sobre o assunto de forma inteligente e respeitosa. Não, não bastava... ela tinha a necessidade de mostrar-se, tentar ofender alguém:

- MAIS TAMBEM INFELISMENTE TEM BABACAS COMO,UM TAL DE ALGUEM...
- UM TAL DE ZEQUINHA QUE NA VERDADE TEM UMA LEVE INCLINAÇÃO PARA O HOMOSEXUAL...
Notem que ela rotula o ALGUEM de babaca por este ter opinião contrária ao homossexualismo e logo depois insulta o zequinha dizendo que ele é gay. Dúbio, não?

- UM TAL DE KEB, QUE PREFERE A LINGUAGEM PORNOGRAFICA PARA DISFARÇAR SUA IGNORANCIA NO ASSUNTO...
A única pessoa a desconhecer o assunto e a falar sem propriedade aqui é a própria.

- ENTRE OUTROS QUE NEM MERECE MAIS CARTAZ, QUE PREFEREM CHAMAR ATENÇÃO PELA BABAQUICE, OU SEJA QUEREM CHAMAR MAIS ATENÇÃO DO QUE OS OUTROS...
Quem é que quer chamar a atenção mesmo?

Continuando ela tenta parecer inteligente e esquece das besteiras que acaba de falar:
"...ACHO QUE ESSE ESPAÇO É DEMOCRATICO PARA DARMOS NOSSAS OPINIÕES SOBRE O TEMA RELATADO E NÃO PARA TENTAR CAMUFLAR SUAS FRUSTAÇÕES,..."

E termina mostrando quem exatamente é, o tipinho que gosta de ganhar no grito:
"...AS LETRAS ESTÃO MAIÚSCULAS POIS EU ESTOU REALMENTE GRITANDO PARA VER SE VCS ENTENDEM..."

Ao final Dona cristina se faz de vítima, de "tadinha". Como em todo lugar, uma ação intempestiva é seguida de uma pronta reação com mesmo teor, mas lembrem-se que Zequinha é editor do MDig há mais de 1 ano e nunca necessitou usar seu humor mordaz e ferino para responder a alguém.

Por favor, chega!!! Antes que todas as acéfalas balzacas bruacas mal-amadas ou não resolvam descarregar as suas frustrações por aqui. Comentários, não importa se com erros crassos de Português, devem ser somente sobre o tópico.
Ah, tá... não tem o que falar? Não fale, simples assim.
Abraços a todos
Amelia em 26 de fevereiro de 2007 às 21:35:20»
Pelo que to entendendo estes vitor e zequinha devem ter tido algum caso homosexual na infancia, e agora p/ amenizar o trauma estao tentando jogar os gays na fogueira da inquisição.
Dra.cristina acho que posso me dar bem em psicologia, ja to começando a entender a mente doentia desse povo. Acho que vou deixar de ser manicure p/ cuidar docerebro e coraçao dessa gente!
abçs razz
Página 1 de 3 (135 comentários)
« Ant. | Primeira | 1 | 2 | 3 | | Última | Prox. »