Faça o seu comentário

:

:







Comentários

avatar
Astronomer em 30 de dezembro de 2010 às 17:41:14»
luna luna, fiquei cego lendo seu comentario hehehe
vcs escrevem muito @@
avatar
Luna em 09 de agosto de 2010 às 08:31:53»
Enquanto isso, não muito distante da li, mas precisamente no planeta MDig, os Mdguianos aguardam preocupados e ansiosos, pois seu grande protetor, o Super Bração, saíra em uma missão muito perigosa.
Assim que Caco recupera a memória, se lembra de que é Minuto Man, do planeta relógio, e que vagou por vários planetas, se perdeu no espaço e no tempo e encarnou no corpo de várias criaturas. Ele se recorda tbm de que precisa resgatar a princesa Maria Rita. Quem bom que Minuto Man pode contar com Super Bração, pois esse conhece um cara que conhece um cara que conhece um cara...e logo uma liga super heróis, comovidos com a história, chegam para ajudar a salvar princesa Maria Rita, mas não será tão fácil assim pois ela se encontra nas garras do cara mais malvado de toda a galáxia -Dr Atrasado....Conseguirá Os super amigos concluir essa missão e derrotar maléfico Dr. Atrasado?
hehehe
mega, vc é o cara.
Teus quadrinhos são show.
Continua aí se quiser. Minha missão termina aqui.
surprised
avatar
Megatron em 08 de agosto de 2010 às 22:43:02»
avatar
Tyr em 08 de agosto de 2010 às 19:33:07»
Que parte de 'breve' voce não entendeu ?
Aproveitando ...
avatar
Tyr em 08 de agosto de 2010 às 18:43:57»
Eu até queria participar! Mas ja vi que vou ter de escrever algo do tipo 'A Divina comédia' narrando algo do 7º circulo! Não era pra ser texto curto ?
avatar
Luna em 08 de agosto de 2010 às 16:34:37»
Ninguém mais ninguém menos que ele...o Super bração....
Mais forte Halls preta, mais ágil que camelô em batida policial, mais esperto que Franklin, de 'Eu, a patroa e as criança's... É ele: Luisão, com seu poderoso bração e seu fiel amigo alienígena, MDguinho. Essa dupla vai aprontar todas num clima de aventura, emoção e azaração como vc nunca viu antes..
avatar
Megatron em 08 de agosto de 2010 às 16:15:52»
E com as últimas revelações...

avatar
Luna em 08 de agosto de 2010 às 13:57:10»
Então, Caco ouve uma voz...

-A resposta está...corretaaammm....
[aplausos]

Era a voz de Silvio Santos... Caco estava participando do programa de perguntas...
Caco sabia tudo, toda as perguntas eram respondidas sem tetubear, ele nem sequer parava para pensar. Silvio Santos não estava gostando nada daquilo. Caco tinha que fazer cara de bobo, tinha que ao menos fingir que estava pensando, mas Caco nem mesmo precisou pular nenhuma pergunta, nem precisou da inútil ajuda dos universitários.

-A resposta está...corretaaaammm....
[aplausos]

[música excitante]

Vc acaba de ganhar um milhão de reais....

Caco já não era mais um mendigo, ele tinha um milhão de reais. Caco jogou na mega e ganhou, e foi jogando, participando de concursos, programas, ganhando prêmios e dinheiro ... em pouco tempo ele ficou multimilionário...Tinha tudo, tudo o que queria. Aqueles dias de desabor, de mendigagem havia ficado para trás, ele já não se embebedava, apesar de ser dono da sua própria destilaria. Ele comprou varias ações em grandes empresas, até da NASA ele era sócio, inclusive foi convidado para jogar golfe com o homem mais poderoso do mundo -Obama Bin laden. Caco agora configurava na lista dos homens mais ricos e poderosos do mundo. Mas como Caco conseguiu tamanha proesa? Toda noite ao se deitar, Caco se lembrava dos tempos difíceis, de quando seu pai disse:

Caco, agora é só você
E não vai adiantar
Chorar vai me fazer sofrer
Caco, a vida é prá valer
Eu fiz o meu melhor
E o seu destino eu sei de cor
....

E então um dia
Uma forte chuva veio
E acabou com o trabalho
De um ano inteiro
E aos treze anos
De idade Caco sentia
Todo o peso do mundo
Em suas costas
.....

Foi nessa época que Caco decidiu que mudaria seu destino e o de sua familia...
Caco era multíssimo inteligente e tinha um dom, seria um desperdício ele ter o mesmo destino do pai, que se acabou no trabalho sofrido da roça. Caco conseguiu livros, estudou, estudou, juntava matérias no qual achava necessário para a realização de seus planos. Nas horas vagas ele ia para uma casa abandonada e ficava lá até as madrugas trabalhando em seu grande projeto -Construir uma máquina do tempo...

É isso, o grande mistério foi desvendado: Caco é um viajante do tempo. Por isso ele tem alucinações...Caco acabou ficando maluco ao viajar no tempo, mexer no passado e no futuro, causar mudanças e uma grande confusão em sua mente, em sua vida e na vida de outras pessoas...
avatar
Marya em 08 de agosto de 2010 às 12:59:41»
Ei... você esqueceu de dar continuidade à história...

Bem... nessa altura do acontecimento, Caco ... ou melhor, Charlie... ou melhor, Caco... ou melhor... ah, vai de Caco mesmo!
Nessa altura do acontecimento Caco decide que só comerá chocolate se for tipo bombom de licor... com muito licor... é que Caco não consegue largar a maldita pinga...
Então, entre um bombom de licor e outro, Caco resolve tomar uma atitude de macho!... escreve uma carta aberta ao Luisão:

..." Luisão, saudações!
Luisão me diga, que raio de história é esta que eu já não sei mais o que sou ou quem sou e já não posso mais ver minha Maria Rita que era tudo o que eu queria neste mundo?...
Faça alguma coisa para eu sair desta situação, pois você tem o poder...
Peço para aproveitar e me enviar também uns três garrafões de cachaça da boa... pois para aguentar essas sequências de histórias desses comentaristas aloprados, só mesmo muiiito pra lá de Bagdá...
E me faça o favor de providenciar tudo isso o mais rápido possível, pois o tempo urge...

Sem mais para o momento, subscrevo-me...
atenciosamente,
Caco, o engolidor de sapo...
Então, Caco ouve uma voz...
avatar
Luna em 07 de agosto de 2010 às 21:13:04»
Por que Caco não consegue ser feliz?
Por que Caco não consegue sair daquela maldita praça?
Por que Caco não consegue parar com as alucinações?
Por que Caco não tem paz nesse mundo?
Alguém lá embaixo não gosta de Caco?
Caco não tem conta no Banco do Brasil, e agora?

Os anões alienígenas amarram Caco, tapam seus olhos e o colocam na nave.
Caco, amedrontado, abalado, estonteado, com frio, com medo, com fome, de saco cheio desse contando historia, com vontade de xingar o Luisão, fica jogado em um canto. Ele se encolhe todo, quieto, só ouvindo vozes, tentando identificar sobre o que eles falam. Depois de um certo tempo, que parecia infinito, a nave pousa... Caco, com os olhos ainda tapados, sente um cheiro diferente, um cheiro bom adocicado, parece que ele já sentiu aquele cheiro, mas não identificava o que é.
Os anõezinhos pegam Caco e o levantam, fazem com que ele ande o empurrando...Caco está confuso e com medo. O que estaria acontecendo? Quem estaria por detrás daquilo? O que queriam com o pobre Caco? Será que a Dilma vai ser a presidenta do Brasil?
Caco ouve outras vozes, vozes diferentes, e ouve tbm uma canção. Aquela canção lhe parece familiar, aquele cheiro tbm, mas ele não consegue se lembrar de nada...
Enfim, depois de caminhar um tempo, os anões tiram o pano dos olhos de Caco, que fica momentaneamente sem poder ver, aos poucos ele vai enxergando as coisas ao ser redor...e quando enfim recobre totalmente a visão, Caco fica perplexo com o que vê: um lugar maravilhoso, mágico, fantástico, enigmático....

-Chocolate! Isso! O cheiro é de chocolate. Pensa Caco.

Caco já esteve ali antes. Os anões, os anões eram os Oompa-Loompas, sim, criaturas feinhas de apenas 30 centímetros. A memória de Caco voltava aos poucos, ele estava em uma fabrica de chocolate....

-Olá, Charlie! Até que enfiam nós o achamos, amigo. Quem diz isso é Willy Wonka.

Caco era Charlie, o menino pobre, que virou dono da Fantástica fábrica de chocolates.....Mas o que havia acontecido com Charlie, porque ele estava naquela situação, e no corpo de um homem, um mendigo?

(Augustus)
Oompa Loompa, do-ba-dee-doo,
Eu conseguí o enigma perfeito para você.
Oompa Loompa, do-ba-dee-dee,
Se você for esperto você vai me ouvir.
O que você ganha quando bebe tantos doces?
Comendo tanto quanto um elefante come.
Por quê você está ficando terrivelmente gordo?
Em que você acha que isso resultará?
Eu não gosto de como isso está.
Oompa Loompa do-ba-dee-da,
Se comportando você irá longe.
Você também viverá feliz,
Como os oompa loompa do-ba-dee-doo.
Do-ba-dee-doo

(Violet)

Oompa Loompa, do-ba-dee-doo,
Eu conseguí outro enigma para você.
Oompa Loompa, do-ba-dee-dee,
Se você for esperto você vai me ouvir.
Mascar balas é bom quando você está mascando.
Isso faz você parar de fumar e dá brilho ao seu
sorriso.
Mas é repulsivo, revoltoso e errado.
Mascar e mascar todo o dia.
Da forma que um boy faz.
Oompa Loompa do-ba-dee-da,
Se comportando você irá longe.
Você também viverá feliz,
Como os oompa loompa do-ba-dee-doo.

(Veruca)
Oompa Loompa, do-ba-dee-doo,
Eu conseguí outro enigma para você.
Oompa Loompa, do-ba-dee-dee,
Se você for esperto você vai me ouvir.
Quem você culpa quando seu filho é um malcriado?
mimado e estragado como um gato Siamês?
Cupar as crianças é uma vergonha
Você sabe exatamente a quem culpar::
A mãe e o pai!
Oompa Loompa doompadee dah
Se você não for mimado você irá longe.
Você também viverá feliz,
Como os oompa loompa do-ba-dee-doo.

(Mike)
Oompa Loompa, do-ba-dee-doo,
Eu conseguí outro enigma para você.
Oompa Loompa, do-ba-dee-dee,
Se você for esperto você vai me ouvir.
O que você ganha com excesso de TV?
Dor no pescoço e QI de três
Por quê você não tenta simplesmente ler um livro?
Or could you just not bear tô look?
Você não terá
Você não terá
Você não terá
Você não terá
Você não terá comerciais
Oompa Loompa Doompadee Dah
Se você não for ganancioso irá longe.
Você também viverá feliz,
Como os oompa loompa do-ba-dee-doo.
avatar
Megatron em 07 de agosto de 2010 às 16:28:44»
Caco, então, se dá conta de que essa é mais uma alucinação.
Ele já nem sabe se está acordado ou dormindo.
Mas a voz do homem que cobrava-lhe dinheiro lhe traz de volta à realidade...

avatar
Luna em 07 de agosto de 2010 às 15:59:21»
Caco se assustou, ele não devia nada, ele não tinha dinheiro nem para uma bala. O que ele comia era dado pela dona bondosa do restaurante(sem malícias, por favor!). E a cachaça era cortesia do seu Zé do butiquin.
Quando Caco levantou a cabeça para dizer que era um engano, ele levou um baita susto -um urso, era um urso falante em sua frente...

-WTF? Disse Caco assombrado.

-Caraca! Disse o urso. É vc cara?

Caco tremia igual vara verde. Um urso falante, mas não era um urso comum, parecia um boneco de pelúcia...
Que diacho era aquilo?!

-Vai de reto trem ruim! Eu não te conheço, filho do cão! Diz Caco fazendo o sinal da cruz.

-Pow cara, vc tá um caco, meu! E se embebedando, né? Cara, tu ta mais feio do que o mendigo do Pânico quando não esta caracterizado de mendigo do Pânico. E não me reconhece mais, eu sou o seu velho amigo do Muppets, o Fozzie. Miss "Rita" Piggy, te lembra alguma coisa?
_____

Caco ficou em transe por alguns instante...um filme de toda sua vida lhe passou pela cabeça....
Como ele podia ter esquecido de que ele era Caco, o sapo verde querido e amado dos Muppets em todo o mundo. Sim, ele era um sapo...
Como Caco foi parar naquela situação...foi quando ele lembrou-se de Miss "Rita" Piggy, sim, ele agora se recordava, era por causa dela que ele se encontrava na sarjeta....Ela, o grande amor de sua vida, havia o traido com Luciano Gonzo.... aquela maldita coisa azul nariguda...
avatar
Darlene em 07 de agosto de 2010 às 09:51:18»
Caco é cutucado por um cara e percebe que tudo aquilo que se passou horas antes foram alucinações causadas pelas drogas que consumiu na noite anterior e percebe que está com muita fome, mas antes de pensar em arrumar comida, o mesmo cara que lhe acordou lhe pergunta: E aí já arrumou a grana que você tá me devendo?
avatar
Marya em 07 de agosto de 2010 às 08:02:49»
Como podem ter vivido feliz para sempre se ele morreu?... neutral
Mas esperem!... Eis que surge uma ambulância do samu e recolhe o corpo de Caco na praça, e o levam para ser enterrado como indigente...
Logo depois de enterrado, plantinhas estranhas começam a brotar justo encima de onde fora enterrado Caco... e essas plantinhas vão ganhando tamanho e mais tamanho e mais tamanho e mais tamanho!!... e logo ficam como árvores enormes... e floridas, umas flores nunca vistas... daí caem as flores e surgem frutos... uns frutos muito estranhos, redondos e transparentes, dentro dos frutos pode-se observar pequenos peixinhos em estágio de gestação... mais algumas semanas e esses peixinhos nascem e caem todos no chão... e vão se dirigindo para a praça... aquela praça em que Caco costumava ficar... e os peixinhos encontram o banco de Caco e pulam todos para o banco...
os peixinhos então começam a pedir esmola no banco da praça... aquela babá com o menino passam por eles e o menino estende a mão querendo brincar com os peixinhos... mas a babá repreende o menino e o puxa para longe dos peixinhos...
Os peixinhos então, muito p. da vida com a babá, lançam um raio inter galáctico na babá e esta morre dura e seca no meio da praça...
então o menino corre brincar com os peixinhos...
E... viveram felizes para sempre...

Então...
avatar
FoxRaider em 06 de agosto de 2010 às 23:22:13»
e viveram felizes pra sempre
avatar
FoxRaider em 06 de agosto de 2010 às 23:18:42»
caco logo em seguida, depois de descobrir suas origens, tomou tylenol...e morreu...
avatar
Luna em 06 de agosto de 2010 às 21:12:55»
Então, Caco acordou daquele sonho, ou melhor, pesadelo...de novo aqueles pesadelos estranhos, mas nada daquilo fazia sentido, nada estava acontecendo realmente. Caco ficou sem entender...
Estaria ele tendo premunições, uma espécie de visão do futuro quando a humanidade viesse a existir, e com ela coisas belas como um sorriso e a inocência de uma criança, e ruins como a maldade dos homens, a desumanidade, a indiferença, os dissabores da vida....ou tudo seria efeito de uma alga alucinógena que Caco havia ingerido? Ele via um banco, uma claridade que atrapalhava sua visão, sons estranhos, seres diferentes, sensação de medo...tudo muito esquisito.
Caco era um peixe, mas não um peixe qualquer, um peixe sonhador. Naquele tempo, a vida estava muito chata...Caco estava entediado de nadar e nadar pra lá e pra cá. Ele sonhava em descobrir coisas novas, lugares novos. Fisicamente, ele estava preso ali, tudo se resumia à aquele lugar, mas mentalmente, Caco ia longe...
Ele queria nadar até a superfície, ver o que havia lá, uma curiosidade imensa de saber o que era aquele brilho forte que vinha lá de cima, lhe perturbava. Mas os peixes anciões diziam que era proibido, que muitos haviam desobedecido as regras e não voltaram nunca mais...
Caco era rebelde, era um peixe além do seu tempo, e decidiu que iria assim mesmo, pegou sua mochila feita de esponjas do mar, colocou ali apenas o que achava necessário, e partiu rumo a realização de seus sonhos...
Caco saiu ainda no escuro, quando todos ainda dormiam, mas não tardaria e a claridade surgiria, então se apressou. Uma escuridão se fazia nas águas calmas, o medo de ser presado , de encontrar criaturas horrendas, das historias macabras dos velhos peixes era grande, mas ele não se intimidou e foi nadando, nadando, subindo, subindo....bem de vagar...
Enquanto Caco subia, o dia ia amanhecendo e logo o brilho surgiu... A medida em que Caco alcançava a superfície o brilho tornava-se mais e mais intenso.
Caco teve receios, sentiu vontade de retornar, mas seguiu firme...até que enfiam chegou a superfície... indescritível foi a emoção que Caco sentiu...A bola brilhante era linda, imensa. Caco avistou uma paisagem que jamais imaginará que existisse...Ficou tão deslumbrando, tão extasiado que até esquecerá que era um peixe, logo ficou sem ar, tomou um susto, sentiu medo, mergulhou e voltou novamente...
A vontade de Caco era voltar gritando feliz para todos, falar sobre o que tinha visto, mas pensou que ninguém entenderia....poderia ser severamente castigado, foi então que ele decidiu que procuraria um lugar perto da superfície e viveria ali...Para seu espanto mais animais nadavam por ali, tinha muita vida, assim ele percebeu que estava mesmo vivendo em ambiente atrasado, com crendices e mitos ultrapassados, e limites impostos pelos anciões que temiam o novo, temiam perder o respeito e a autoridade.
O tempo foi passando, Caco ia todos os dias para a superfície, a medida em consegui ficar mais tempo sem respirar ele avançava para além da margem da gigantesca massa de água. Foi até que consegui alcançar terra firme e ficar bastante tempo no solo seco, algo impossível para os peixes. Suas barbatanas estavam fortes, bem robustas. Caco treinava, desajeitadamente ficar em pé e caminhar. Ele fazia exercícios forçados, e cada dia respirava melhor fora da água.
Caco decidiu mais uma vez que não ficaria limitado a aquele lugar, ele ira mais longe, onde nenhum peixe jamais foi.... Ele desbravaria a terra...
Mas o tempo passou, Caco se casou com uma peixinha chamada Rita, teve filhos, e seus filhos seguiram seu sonhos, e os filhos de seus filhos tbm, e assim sucessivamente... e foram se modificando, modificando....até que surgiu uma nova espécie, o que chamamos hoje de anfíbios, uma evolução que jamais parou que deu origem ao homem, ao Carlos, mais conhecido como Caco Cachaça, que de tanto ter visões estranhas e impertinentes de passado e presente confuso, começou a se embebedar. Em seu gene, algo do peixe Caco ainda se mantém, do peixe sonhador que teve visões do futuro, com seres evoluídos, que dominaram o mundo, que sonharam como Caco, construíram e inventaram coisas impensaveis, que foram até as estrelas....mas que olham com desprezo e julgamento para alguém sujo e judiado sentado no banco de uma praça.
cry
avatar
Marya em 06 de agosto de 2010 às 19:27:19»
- E que problema seria esse Caco?
- Eu... eu... eu não sei dançar...
- Mas isso não é problema meu querido, podemos jogar xadres...
- Também não sei jogar xadres...
- E que tal jogo de cartas?
- Não sei jogar cartas...
- Poxa Caco, assim não dá! O que você sabe fazer afinal?
- Só sei te amar Maria Rita!
- Óh! Meu amor!... Chuak! Chuak! Chuak!...

Mas enquanto isso... enquanto nossos dois pombinhos trocam beijos apaixonados... algo acontece...
Dominique em 06 de agosto de 2010 às 19:10:54»
... em meus devaneios, vi Ritinha, minha Maria Rita, se aproximar.Seria ela mesma ou seria um desvario? Eis que aquela bela figura se aproximou, e me dei conta de que....
avatar
Lucy em 06 de agosto de 2010 às 18:33:27»
eis ki surji em minha frente, Maria Rita, com um vestido vermelho linda de morrer, ao som do tango argentino sha e Maria Rita parou bem em minha frente com um olhar sedutor e uma boca vermelha delicadamente Maria Rita perguntou-me, e entao meu amor vc nao vai mi tirar pra dancar, incredulo e imaginando ki so podia ser mais uma de minhas visoes eu ainda respondi .... rolleyes
avatar
Evandro Eloy em 06 de agosto de 2010 às 16:20:31»
começou a dançar um frevo hipnotizante, que aos poucos o lobo com olhar sanguinário não passava de um caozinho carente... mas de repente, a música parou! e um tango argentino começou a tocar... os olhos do lobo começaram a de novo avermelhar... e...
avatar
wendelzao em 06 de agosto de 2010 às 13:14:59»
Um avatar que estava procurando restos antigos de um papiro chinês para entregá-lo a sua Na'vi mãe, até que um lobo feroz e sanguinário apareceu e começou a atacar o reptiliano que...
Kássio Wendel em 06 de agosto de 2010 às 12:54:30»
Uma mão aparece do nada, me ajuda a levantar.
Após tamanha surra, fico amedrontado, com medo daquela mão...
Mas enfim, percebo que esta boa alma só quer ajudar.
Me levanto com dificuldade, olho nos olhos da pessoa que me ajuda, quando então percebo que era...
avatar
Marya em 06 de agosto de 2010 às 12:48:44»
sim... era a silhueta de um repteliano sem seu pin.... Mas como pode ser um repteliano sem seu pin...., indaguei à mim mesmo.

Então o repteliano sacou de sua arma inter galáctica e aspergiu um raio em mim, que garantiu-me, criaria uma película plástica em minha pele, que me protegeria de todas as futuras surras que eu viesse a levar...
Fiquei muito feliz e agradecido ao repteliano, porém minha felicidade foi embora no momento em que ele disse que como pagamento pela minha película ele iria levar o meu pin....
Óh não! Não pode ser! E o que eu farei agora?...
Foi então que...
avatar
therock em 06 de agosto de 2010 às 10:48:50»
...Nossa musica sai cantando alegremente e dançando e cantando : "And so you're back from outer space.
I just walked in to find you here
With that sad look upon your face.
I should've changed that stupid lock,
I should've made you leave your key,
If I had known, for just one second,
You’d be back to bother me."

Well, now go! Walk out the door!
Just turn around now,
'Cause you're not welcome anymore!
Weren't you the one
Who tried to hurt me with goodbye?
Did you think I'd crumble?
Did you think I'd lay down and die?

Oh no, not I! I will survive!
Oh, as long as I know how to love,
I know I'll stay alive!
I've got all my life to live.
I've got all my love to give.
And I’ll survive! I will survive!
Hey, Hey!" Derrepente me deparo com um grupo de skinheads que me chamam de viado FDP e começam a me espancar e corro todo arrebentado.... Na verdade eu cantei a musica errada me empolguei. E vou me ver Maria Rita ô Maria Rita como minha vida é sofrida...!
avatar
Nana em 06 de agosto de 2010 às 09:51:27»
... até que o fundo da minha alma percebeu aquela nota musical e então tudo o que eu tinha era aquela música. Tudo pelo que passei, as ruas pelas quais andei, os caminhos que eu fiz. Cada respiração, cada suspiro... Era aquela música. Como ali no chão da praça? Como naquele chão duro? Como em meio aquela Selva de Pedras tocou a nossa... Música... Minha e da Minha Maria... Minha Rita... Nossa música...
avatar
Marya em 06 de agosto de 2010 às 09:30:13»
Como a sociedade é injusta!... pensei eu; injusta e ingrata... injusta, ingrata e dura...
Minha cabeça rodopiava ainda mais, meu rosto doía, em minha mente a vergonha, o medo...
Queria sair dali e voltar para minha casa, minha cama quentinha, minha Maria Rita... Mas a realidade estava tão longe do meu desejo...
Já não sabia mais para onde ir e fiquei ali jogado e humilhado no chão da praça... até que...