Faça o seu comentário

:

:







Comentários

W.A.V em 29 de fevereiro de 2012 às 13:47:12»
´´Por não saber o que realmente queremos, o nosso próprio eu pode levar aquilo que + necessitamos!`` W.A.V
Diogo Cardoso em 12 de outubro de 2010 às 20:36:03»
Olha, Malcolm Sutherland conseguiu expor em 5 minutos o que seria necessário, ao menos me pequena dose, para milhares de filmes!

Realmente, a ideia do ciclo, já comentada por alguém aqui, deixa o curta com um caráter incrivel; até porque, parece que a interpretação despenca tmabém em um ciclo!

O que mais me impressionou e que mais pensei é que, por intermédio da ligação do carinha uno, gigante, com os milhões pequenos, mostra o quão fragmentado é nosso intrinseco. Realmente, Fernando Pessoa já dizia isso, "o eu fragmentado", somos milhões em um.
E o mergulhar na sombra, atraz do capacete espacial, entendi como que o que nos é essencial, encontra-se em nós mesmo. :I muito ferinha o curtinha...! Leva que leva no pensamento...
Murilo Bragança em 18 de setembro de 2010 às 15:33:09»
O curta é bastante interessante.
Mas algo feito pra não ter um significado definido não pode ter significado.
avatar
MoonRa em 17 de setembro de 2010 às 23:13:07»
MUITO bom...
Pensador em 17 de setembro de 2010 às 00:11:19»
Olha, não vou comentar porque não pensei nada sobre o que vi. De cara, pareceu vazio.

Mas li uma coisa interessante que o Satiro escreveu, sobre escolhas.

Um pensador disse que nossas escolhas mais fundamentais não são baseadas em nada. Não há razão para nossas escolhas essenciais.

Agora, o que fundamental e essencial quer dizer no pensamento dele, fica pra outra ocasião, pois tou com sono agora.
avatar
Daredevil em 16 de setembro de 2010 às 12:39:21»
caramba, loko

eu quero mais curtaaaaaaaaaa
Satiro. em 16 de setembro de 2010 às 00:57:47»
Hellen, o que tinha na sombra era o capacete espacial dele, que caiu quando ele foi abandonado pela sombra que se fez pelo o acúmulo de seus pequenos Eu's interiores. hahaha

Essa é a parte cômica, a parte da razão é o que o guizul disse :
A animação fala sobre a forma como tudo esta interligado num ciclo eterno...

Mas tem a parte mais "reggae" que o André disse :

Temos sempre uma escolha, e a escolha de não querer escolher já é em si mesma uma escolha.
Logo "escolher" é inevitável.

haha Paz....
avatar
Hellen em 15 de setembro de 2010 às 23:26:27»
Caramba...complexo!!! Fiquei curiosa para saber o que tinha na "sombra"!!! rolleyes
André Homem-pássaro em 15 de setembro de 2010 às 22:07:47»
Temos sempre uma escolha, e a escolha de não querer escolher já é em si mesma uma escolha.
Logo "escolher" é inevitável.
E que existem coisas que existem sem nossa escolha em admití-las ou não.
Danpcz em 15 de setembro de 2010 às 18:52:28»
o verme passeia ♫
na lua cheia! ♪

o verme passeia ♫
na lua cheia...

xD
avatar
guizul em 15 de setembro de 2010 às 17:41:50»
A animação fala sobre a forma como tudo esta interligado num ciclo eterno...efeito dominó rolleyes
avatar
Felipex em 15 de setembro de 2010 às 15:45:09»
argh, psicodelico
avatar
Kassio em 15 de setembro de 2010 às 13:35:14»
Somos UM "RICHARD BACK"
Luiz em 15 de setembro de 2010 às 12:47:08»
Nos sempre tentamos fugir do nosso destino e arranjar obstaculos para impedi-los porem no fim sempre vamos de encontro a ele.
avatar
Gabriel Tavares em 15 de setembro de 2010 às 12:21:59»
Não tenho palavras para isso...
avatar
wendelzao em 15 de setembro de 2010 às 12:06:20»
Traços legais biggrin
avatar
Nana em 15 de setembro de 2010 às 10:48:21»
Poxa confused ... Entendi que somos um e ao mesmo tempo todos... Que tudo o que fazemos afeta o outro diretamente e indiretamente a nós mesmos... Ah mais ou menos isso...
E gostei da beleza artística... e da musica!
avatar
Nana em 15 de setembro de 2010 às 10:38:06»
sha