Faça o seu comentário

:

:







Comentários

Página 1 de 2 (80 comentários)
« Ant. | Primeira | 1 | 2 | | Última | Prox. »

Jorge Vivace em 19 de setembro de 2012 às 21:43:32»
Também acho cruel rotular uma criança com uma etiqueta azul ou rosa. E por que crianças tem que saber o que é sexo? Que aprendam na adolescência.
sabrina em 21 de setembro de 2011 às 19:36:17»
eu acho bom,pois os rotulos q a sociedade impõe a todos n serve pra nada,vejam quanta discriminação no mundo
Panais Bouki em 08 de abril de 2011 às 21:30:47»
Olha. Para ser sincero acho isso estranho demais. Sou gay e tento me livrar dos meus preconceitos sempre que os noto, mas isso é muito bizarro.
keila em 03 de março de 2011 às 11:27:55»
Quando você começa a ver uma situação dessa você pode ter certeza de uma unica coisa "esta chegando o final dos tempos".
Mestre Dos Ansiões em 31 de janeiro de 2011 às 03:34:20»
Eu não tenho nada contra esse tipo de criacão pois é inedito
so saberemos se esse tipo de educacão é bom quando
essa criança crescer.

os generos não podem ser mudados por mais que os homossexuais
insistao um homem não vira mulher e nem ao contrario
é o tal de XX e XY.

o que pode aver é a propria pessoa se educa nimguem educa um seu humano alguem criado por pais machistas pode se educar para se tranformar em um homossexual.
os pais so ensinão a criança o que é certo e errado o resto a pessoa tera de descobrir issu pode ser inovador ou pode ser uma desgrassa

teremos de ver o resultado final para ter serteza embora essas formas diferentes de criação normalmente termina em tristeza mas não temos serteza.
a caneta vence a ESPADA

essa educação é a caneta Mas a caneta sempre é misterioza e as vezes borra o caderno porem sempre tem o CORRETIVO ebora ele apague o erro numca da para escrever sobre ELE.
Mestre dos ansiões.
Bernado em 21 de janeiro de 2011 às 18:54:10»
PÔ, OS CARAS TÃO TRAINDO O MOVIMENTO BIOLOGIA VÉI!
Walker em 01 de janeiro de 2011 às 23:23:16»
vamos deixar claro que ser HOMEM ou MULHER é totalmente diferente de ser HOMOSSEXUAL, HETEROSSEXUAL ou BISSEXUAL.
Os pais da criança sabem o sexo, ou seja, sabem se é homem ou mulher, mas criam a criança de forma andrógina, e não revelam o sexo da criança por isso (evita preconceito). Isso pode até ser bom, pois não será uma pessoa que vai se limitar à sexualidade ou gênero, coisa que hoje em dia é ridículo, exemplo: se você nasce mulher, tem que cuidar do marido, fazer comida e lavar as roupas dele POR DIREITO, e ser submissa ao mesmo e isso é ensinado desde cedo. Se você nasce homem, Te ensinam - pai, geralmente - que você tem que ser uma espécie de "predador" do sexo feminino e que você tem que gostar de tal esporte. Resumindo, a mulher aprende a ser mais autossuficiente, e responsável, enquanto o homem aprende a ser mais infantil e depender da mulher pelo resto da vida, só por que pegar num ferro de passar ou uma vassoura vai torná-lo "menos homem".
Lembro que quando eu era pequeno e lavava a louça meu pai falava "isso é coisa de mulher, você não pode fazer isso. Você tem que ficar na rua jogando bola e empinando pipa" Acho que separar ações para cada gênero, ou sexualidade (sim, sexualidade, pois gays não são mulheres e lesbicas não são homens e geralmene nem agem como o sexo oposto) é só mais um clichê ilusionário, vito que depois dos 12, seu genero se torna óbvio
Felipe Fernandes em 26 de dezembro de 2010 às 12:48:39»
eu acho uma aberração, porra, e se a criança virar um macho, mas ser tão feminista e sofrer até de bulling???
por que ele pode gostar de mulher mas fazer outras coisas de mulher sabe!
Moiz em 08 de dezembro de 2010 às 22:02:06»
@O_Fim_Esta_Proximo por causa de pessoas como vc, está mesmo.

@Topico

Acho que não deveriam fazer isso com a criança. Essa fase tem tantas dúvidas que pelo menos a do próprio sexo deveria ser respondida. Se ela quiser seguir uma orientação diferente, pelo menos ela saberá que tem o apoio dos pais antes de mais nada, o que já é um "grande passo" para a sua educação sexual.
O_FIM_ESTA_PRÓXIMO em 08 de dezembro de 2010 às 17:42:02»
TODA E QUALQUER FORMA DE VIDA HOMOSEXUAL DEVERIA SER EXTINTA DA FACE DA TERRA.

DA FORMA MAIS HORRENDA POSSIVEL
David Albuquerque em 06 de dezembro de 2010 às 23:07:00»
"É cruel trazer uma criança ao mundo com uma etiqueta de cor azul ou rosa na testa."

essa frase ai superou todas as barreiras da idiotice, afinal dizem que "inteligência tem limite e burrice não."

Bom, se ela acha isso cruel pq ela não vai reclamar com DEUS?
Kleyton em 06 de dezembro de 2010 às 06:41:12»
ridículo, os pais poderiam criar a criança sem uma pressão sociológica.
mas da maneira que estão fazendo estão criando um ser sem personalidade sexual, vai virar um adulto com sérios problemas para se adaptar na sociedade.
não é preciso toda essa palhaçada pra deixar a criança optar pelo que quiser quando crescer, estão a transformando desde já, isso sim.
e mais, o fazem para aparecer.
avatar
Marya em 05 de dezembro de 2010 às 22:08:50»
Deixa eu ver se entendi... quer dizer que todos os homens e todas as mulheres que existem no mundo foram obrigados a serem homens e mulheres porque não lhes foi permitido escolher o que queriam ser quando tinham meses de idade...
Hum... ta bom...só que se for perguntado à todos os homens e mulheres hoje se eles querem mudar de sexo, garanto que eles vão dizer que NÃO ...
avatar
Luiz Felipe em 05 de dezembro de 2010 às 18:23:37»
Isso vai descobrir se é menina ou menino quando puder dirigir e for ruim de roda ou não. Brinks, foi só uma brincadeirinha machista.

Acredito que a sexualidade a pessoa vai se definir depois por suas experiencias sociais de vida e por sua escolha. O que esses pais fazem não vão mudar em nada o fato da criança poder sofrer preconceito ou ter que escolher algo depois.
De fato essa criança tem um genero, existem 2 generos somente (XX,XY), e esse tipo de escolha não é os pais nem a criança que faz, voce vem no mundo assim e pronto. e tem questóes praticas ligadas a isso como questões de higiene pessoal e padrões ja definidos pela sociedade, e não adianta querer ir contra os padrões, voce pode até querer mudar de sexo depois, mas isso não muda em nada o fato de que a pessoa ja vem com genero escolhido de "fabrica". portanto o que esses pais fizeram é burrice, pois não tem essa de escolher se vai ser menino ou menina, já esta escolhido, depois a medicina permite mudar se a pessoa escolher.

Tudo se resume ao fato de que é dificil aceitar diferenças. Comentaram aí embaixo que todos tem o direito de ser iguais, acredito que essa idéia está errada (Arianismo), todos tem o direito de serem diferentes e a diferença deve ser aceita.
Não existe esse negocio de ter direitos iguais, quem faz mais tem mais direitos do que quem não faz nada pela sociedade. claro que todos temos os mesmos direitos basicos, mas não porque somos iguais, mas sim porque somos diferentes e todos somos seres humanos e todo ser humano tem direito basico, mas não significa que todos devem ter os mesmo direitos e serem iguais.

Acredito que os filhos tem sim que seguir o padrão da familia, a familia tem que ser unida e seguir o mesmo rumo. até que a pessoa tenha discernimento e toma as decisões da vida dela por si mesma, dai ela pode mudar de sexo, religião, casa, enfim, fazer o que achar melhor para ela.
Até porque criança não tem discernimento para escolher nada por falta de esperiencia. Mas parece que pais tambem não tem, como nesse caso.
bernado em 05 de dezembro de 2010 às 01:32:00»
uma aberração, eles vão contra a natureza, sexo é questão biológica, e não social entendam isso e aceitem
avatar
Daniel Ciriaco em 04 de dezembro de 2010 às 23:29:41»
Devo confessar que pensei bastante em escrever qualquer coisa neste post, sério. Após ler tantas imbecilidades em comentários, decidi escrever uma coisa: Não entendo o porque da bizarrice disso (e sim, estou falando sério). Como seria se não fosse colocado em nossas cabeças que os meninos tem que vestir azul, gostar de futebol, ser macho, não gostar de detalhes, coçar o saco. E as meninas, tem que ser delicadas, gostar de princesas e esperar um homem educado que a sociedade não cria. É, mesmo que não pareça, uma situação bastante interessante. Uma vida sem obrigações e sem estereótipos tantas vezes obsoletos.A "machesa" como muitos embaixo citaram não provém de você gostar ou não de uma cor, basta acreditar em sua própria verdade. E, para aqueles que acreditam em Evolução: se não foi assim no Princípio, quem ensinou ao homem a machesa dele de hoje, porque, não sei se lembram, mas apenas dois séculos atrás os homens é que se enfeitavam, maquiavam e usavam salto. Os tempos Mudaram e as pessoas não Evoluíram, não sejam retardatários
LTShaka em 04 de dezembro de 2010 às 22:27:56»
Imbecilidade total !!! simples assim !!!
Pensemos, se a criança nascer com pinto, como ela poderá dar a luz a novas crianças se não for por intermédio de cirurgias ? e vice e versa!!
Estes pais deveriam ser internados em manicômios ou hospícios.
FILOSOFO DE BUTECO em 04 de dezembro de 2010 às 21:33:29»
Se a criança for cruzeirense as roupas devem ser azul. Se for atleticano deve ser ROSINHA, que vai ficar linda! Rsrsrsrsrsrs
avatar
Jade em 04 de dezembro de 2010 às 19:32:47»
Acho que devemos deixar as crianças crescerem naturalmente, e deixar que elas definam sua sexualidade apenas na vida adulta.

Infelizmente alguns pais estão exagerando na dose e estão empurrando os filhos para homossexualidade desde pequenininhos apenas para posar de moderninhos.
avatar
Marya em 04 de dezembro de 2010 às 18:31:51»
Tá bom... e se essa criança Pop for um menino, e optar em ser uma menina, o que os pais dele irão fazer?... Cortar o bilau dele?...
E se for uma menina e optar por ser menino?... Irão implantar um bilau nela?...
avatar
Moonwalker em 04 de dezembro de 2010 às 16:59:15»
Bom, tem gente xingando até meus pais e avós por email por eu ter dito que a sexualidade é um fator biológico.
Bom, acontece que mesmo em indivíduos hermafroditas - condição biológica aleatória e extraordinária - há a predominância de uma sexualidade feminina ou masculina; nunca um meio termo.
Ainda assim, de fato, a grande maioria dos homossexuais não é hermafrodita, tendo escolhido um gênero diferente do biologicamente imposto. Isso por si só mostra que não há absolutamente nenhuma relação entre um ou outro fenômeno.
A nossa preferência sexual é determinada por impulsos sexuais pessoais. Isso não muda o fato de biologicamente sermos homens ou mulheres.
Uma vez que nossos níveis de hormônios são variáveis, seria melhor que os jovens fossem ensinados a observar que certos impulsos podem ser temporários e hormonais. Se, ainda assim, um indivíduo escolhe seguir um padrão sexual diferente do aceito como normal, cada um é responsável pelo que faz. Exigir que terceiros endossem seu próprio ponto de vista, taxando de antiquados e preconceituosos os que não querem fazer isso, é, no mínimo, uma falta de bom senso, e inclusive também é uma forma de desrespeito irônica.
Além disso, vivemos em sociedade, e o ser humano não tem como viver sozinho hoje em dia. Relações sociais são de grande importância na formação psicológica de alguém. Independente de você ser contra ou a favor do homossexualismo, deveria ser a favor do humano e reprovar uma experiência que brinca com a formação de um.
avatar
Rafaelp em 04 de dezembro de 2010 às 16:52:30»
POP.. pelo nome ja sei que nao vai ser tão macho PKOSAPKSAKOPSAPKO
ra em 04 de dezembro de 2010 às 16:38:27»
certeza que uma criança dessa crescerá traumatizada com crise de identidade e a culpa é totalmente dos pais
Débora em 04 de dezembro de 2010 às 16:37:15»
Acho isso uma aberração e ponto final.
laila em 04 de dezembro de 2010 às 15:35:37»
Ohh, as pessoas adoram falar quantas consequências ruins causam as novas educações, mas nunca pensam no fato de que o medo de mudar uma educação arcáica pode causar mais problemas do que novas tentativas.

Hoje em dia com a bissexualidade sendo mais banalizada conheço muitos bissexuais e até homos. Alguns e até bastantes não contaram aos pais... É impressionante ver quantas pessoas na realidade gostariam de fazer parte de um relacionamento homossexual mas têm medo.

Ser classificado desde criança as vezes se torna um problema. Eu tenho namorado e estou muito feliz com ele, mas gostaria de nunca ter sido escolhida de certa forma e já senti atração por uma menina. Na verdade, por duas. Nunca investi e nem tentei nada, pra mim seria muito estranho... sou considerada uma heterossexual normal mas sei que deixei de ter algumas experiências por puro - sim, isso mesmo - por puro preconceito.

Seria genial poder escolher algo tão decisivo pra sua vida como o gênero... É bem mais complicado chegar na idade X e ter então que declarar pra toda a sua família que, infelizmente, eles te criaram num universo diferente do que você realmente desejara, como aconteceu comigo que comentei cá embaixo \/,
Laila em 04 de dezembro de 2010 às 15:26:43»
Tiago disse tudo por mim.

Interessantíssimo, um tanto bonito. Eu sou hetero, mas nunca fui exatamente uma garota normal e passei toda a minha infância ganhando coisas e usando roupas que não gostava por causa de alguns esteriótipos até que impus minhas preferências.

A criança simplesmente aceita muitas coisas quando é pequena e não necessariamente se revolta com elas, mesmo sendo injustas... se eu tivesse podido escolher melhor o que queria, teria sido mais feliz. Eu não sabia onde começavam as minhas escolhas e onde terminava a necessidade de tal.

Acho que será uma criança feliz!
Manoel Assis em 03 de dezembro de 2010 às 22:37:41»
Por que, não criam a criança como se fosse um individuo totalmente independente da nossa civilização? Sem a nossa cultura? E depois esperam pra ver, que linguagem ela inventou, qual o tipo de religião e costumes, que contribuições para o mundo ela poderia dar, já que possivelmente ela deve ter um novo tipo de ciencia.
Stuart em 03 de dezembro de 2010 às 22:26:01»
Tsc.
avatar
Deltafox em 03 de dezembro de 2010 às 22:13:31»
Ainda bem que minha mãe me etiquetou de azul, azul escuro mesmo!!
Tiago em 03 de dezembro de 2010 às 20:10:40»
Interessante, porque os gêneros como conhecemos são muito mais sociais que biológicos. Não é biológico colocar quartos azuis pros meninos e vestidos nas meninas. É válido eles quererem fazer uma educação neutra, mas talvez a criança sofra por não ter com quem se identificar direito durante este processo - durante o crescimento o que nos aproxima dos outros principalmente é a identificação com o próximo. Espero que estes pais tenham pensado em todos os contras que uma criação tão diferenciada pode proporcionar pro desenvolvimento saudável da criança. Apesar de soar estranho, acho que é menos violento do que a criação que ganhamos (onde as coisas não nos são apresentadas e sim impostas - como caso do quarto azul, das bonecas..). Boa sorte para eles, vão precisar!
Alter Abdc em 03 de dezembro de 2010 às 19:53:17»
Dominique, não consigo me conformar com o absurdo que acabou de dizer,
"Como vão presentear a criança?"
Presenteiem com o que der na telha, oras! Deve ser a típica pessoa que a maioria dos cometários abaixo critícam.
Dominique em 03 de dezembro de 2010 às 17:33:17»
Eu acho uma grande besteira. Como presentear esta criança sem saber exatamente qual o sexo? Devem estar querendo aparecer.
Gabriel Ribe em 03 de dezembro de 2010 às 17:25:36»
Imagina essa criança na escola com 10 anos, qual dos banheiros ele ou ela vai usar, roupas, amigos etc.
avatar
Nessa007 em 03 de dezembro de 2010 às 11:52:33»
Até uma certa idade a criança é bissexual do ponto de vista psicologico, ou seja tem atitudes tanto masculinas como femininas, pois imitam os pais e pessoas proximas, isso é um fato, portanto creio que não haja tanto problema em fazer essa isenção de genero...
avatar
Nessa007 em 03 de dezembro de 2010 às 11:47:48»
Sobre os hemafroditas não há gênero dominante, pois não se sabe qual vai ser a preferencia sexual do individuo...
Acho interessante a criança ser criada sem essa diferença... homens não choram e menininhas vestem rosa e no calor não podem ficar sem roupa igual os menininhos.
todos tem o direito de ser iguais, independente de sexo, imagine como deve ser ter sido criado em uma familia rigida como homem e ser Gay tudo se torna mais difcil, criado sem estereótipos acredito que a criança se aceita mais facil. e isso não vai afetar sua preferencia sexual
Gabriela Schwingel em 03 de dezembro de 2010 às 11:40:52»
Se sexo é biologico, como vocês explicam gays, lésbicas, bis, trangêneros?
Nossos orgãos não determinam nossa sexualidade e não adianta reduzir a discussão a roseificação. Não tem nada a ver com isso. Tem a ver com a ideia de que homens tem de agir com "masculinidade" e por se masculinidade se entende ser mais ativo, agressivo, prático, etc e mulher passiva, submissa, emocional. Tem a ver com o fato de que meninas não podem ter certas atitudes e homens podem e vice-versa. Gênero não é biologia. A criança tem o direito de escolher quem ela vai ser e não ter essa escolha feita pelos pais.
Gabriela Schwingel em 03 de dezembro de 2010 às 11:32:38»
Do ponto de vista do gênero, é simplesmente genial. O gênero é uma construção de fato, meu medo é que a criança vai crescer num mundo em que essa construção é dominante e talvez tenha dificuldades de se adaptar ou ser aceito.
Ramon em 03 de dezembro de 2010 às 11:04:26»
Só querem aparecer!
avatar
LoiraInteligente em 03 de dezembro de 2010 às 10:46:32»
Afinal essa criança e o irmão recem nascidos são Hemafroditas?
Só isso explicaria tal decisão desses pais.
Negar a criança o direito de ser o que é ( gênero humano masculino ou feminino) é negar sua existência como ser humano.
Isso é que é aberração. A educação apenas reforça esse gênero.
Não fui criada roseficada, aliás quase nunca usava rosa. Vesti todas as cores e isso não me fez menos feminina ou meus irmãos menos masculinos.
Pais com tamanho desrespeito não deveriam ter o direito de educar essas crianças que estão sendo privadas do primeiro direito essencial que é seu gênero humano. E mesmo os hemafroditas deverão ser respeitadas e educadas no gênero que sobressai mais e decidir, quando a maturidade permitir se quer ser homem ou mulher.
avatar
Olhos Insanos em 03 de dezembro de 2010 às 10:30:40»
A questão vai muito além do usar rosinha ou azul. Brincar de carrinho ou de boneca. Porque as pessoas querem complicar mais a vida do que ela já está. A criança já nasce recebendo um mundo detonado, depravado, repleto de coisa ruins. O assunto é serio, inclusive pode levar a transtornos e até suicídios. Cada criança tem sua personalidade e reagirá diferentemente -novamente eu bato na tecla da sexualidade biológica.
Vão ler antes de encher a boca e falar que apóia algo que pode trazer um leque de conseguencias ruins, imprevisíveis até, onde você imagina estar deixando a criança fazer escolhas, mas foi você quem as fez.
Rafayellow em 03 de dezembro de 2010 às 09:23:23»
Eu acho ótimo, principalemtne se for menina. É terrível essa "rosificação" a que são submetidas as garotas. Tudo é rosa, os brinquedos, as roupas, a decoração, é a feminilidade levada ao extremo. Essas meninas sim que são criadas feitos robôs, andróides e sem personalidade alguma.
avatar
Thor em 03 de dezembro de 2010 às 08:48:08»
Essa é mais uma história de "Meus pais são retardados."
FOGAZZI em 03 de dezembro de 2010 às 08:24:45»
isso é meio arriscado na minha opinião...crianças são esponjas..e a informação absorvida por elas deve ser filtrada pelos pais..mostrando que isso é isso e aquilo é aquilo....se ela nao ter ponto de referencia nao saberá como agir com as demais crianças....sei lá tbm...o mundo vai acaba em 2012 mesmo

SHUAHSUAHSUAHSUAH
avatar
DanielWaos em 03 de dezembro de 2010 às 08:16:04»
Eu apoio! razz e se pudesse faria o mesmo quando tiver um filho, ou uma filha, aliás que se pudesse não apenas o sexo, mas também a religião, e talvez até o próprio nome, quem escolheria seria a própria criança, que tivesse um apelido, e, se gostasse do mesmo que, fosse registrado o mesmo, quando ele ou ela tivesse certa idade.
Todo mundo fala desse "absurdo" desse "abuso" e que é "forçado" mas ninguém se lembra que muitos pais obrigam os filhos e filhas a serem "clones" deles profissionalmente, pessoalmente, e porque não dizer sexualmente, querendo que os filhos(as) os sigam na maneira de ser (caráter), na carreira e na opção sexual. Os forçam a serem "normais" dentro do padrões deles. E não é nem a uma criança que fazem isso senão com adolescentes, um quadro que vem desde a infância, e agora quando surge alguém que deixa ou pelo menos tenta ser neutro, todo mundo acha uma aberração, mas deixe estar os outros não é, o que quero expressar é a minha opinião, como vinha dizendo acima, se pudesse faria o mesmo, eu tenho uma vida, que é muito tradicional, e, como muita gente se tivesse um filho(a), gostaria que fosse semelhante comigo (pessoalmente), profissionalmente e sexualmente, ele ou ela que tenha a própria escolha, se for parecido com as minhas que sejam, se não for só o alertarei para que, com isso sofrerá muito preconceito...de pessoas como vocês...por exemplo. A não ser por 2 ou 3 comments ai que são um pouco mais razoáveis...acho que é radical o que o casal tenta fazer, mas acho muito válido e interessante, a criança ao meu ver quem sabe não cresce sem os tantos daltonismos que todos temos, quando se trata de ver coisas diferentes... bom desejo sorte a essa criança que, com certeza tem boas chances de não crescer um adulto estúpido e massificado, talvez ele ou ela ou ambos, perceba que é único e diferente como todos nós haviamos de perceber...
avatar
guizul em 03 de dezembro de 2010 às 01:41:32»
Concordo com a Maria, é a Era de Aquários.
Dois incompetentes querendo ser "moderninhos". Brincam com a criança com se a vida fosse um joguinho eletrônico aleatório.
Kevin em 03 de dezembro de 2010 às 00:36:11»
Coitada da criança, e os brinquedos, o penteado, roupas? Ela vai ficar isolada a infância toda.
André Eloy em 03 de dezembro de 2010 às 00:17:04»
O Stan Falou tudo...o sexo,todo mundo nasce com um,depois vem a escolha da personalidade...acho ridícula essa idéia de tratar uma criança como um andróide,às vezes até sem personalidade. :/
fernandoww em 02 de dezembro de 2010 às 23:23:33»
AberRAÇÃO

é um animal quem faz isso
avatar
Henrique0706 em 02 de dezembro de 2010 às 22:23:50»
Acho um absurdo,ela vai ficar confusa.

Não saberá qual banheiro usar,numa brincadeira,não saberá qual time escolher,na "chamada" da escola,o que colocarão???
Se a criança quiser,tudo bem,que nem eu já vi um menino de 9 anos virar transexual,mais impor isto a criança....

Aberração completa!
Hiey em 02 de dezembro de 2010 às 20:55:25»
Como privar a criança de estereótipos? Só de ela ver o pai brigando com a mãe, ou qualquer coisa do tipo, ela vai associar. Será que também não verá televisão? Escutar músicas?
Pra mim o máximo que pode acontecer é a coitada se sentir como uma experiência e acabar cometendo suicídio, simples.
Página 1 de 2 (80 comentários)
« Ant. | Primeira | 1 | 2 | | Última | Prox. »