Faça o seu comentário

:

:







Comentários

avatar
Brazuka em 03 de maio de 2014 às 11:06:42»
Prefiro ser um ignorante que se questiona e se auto critica, que um simples nerd otário cego e manipulado ( principalmente mental e intelectualoidemente) a tal ponto que, por já pensar e se julgar saber de tudo, ignora até sua própria existencia e razão de ser dentro do Sistema.

DESSA VEZ SÓ O PROFESSOR PAULO FREIRE EXPLICA!

Visite e participe e post também do nosso Amigos do MDig:

www.amigos.mdig.com.br
avatar
Sentinela em 17 de janeiro de 2011 às 11:12:21»
E, quanto mais se sabe sobre uma coisa, menos se sabe sobre todo o resto.
avatar
Luiz Felipe em 11 de janeiro de 2011 às 23:53:15»
Perfeito, é como me sinto um lunatico por pensar supostamente diferente da massa de "pilhas". ou rebanho como alguns gostam de serem chamados.
O senhor é meu pastor não é mesmo. devo ser uma ovelhar então!
avatar
Led Franzoso em 11 de janeiro de 2011 às 09:15:53»
Acho que George Orwel foi totalmente coerente (e um pouquinho profético) quando descreveu a sociedade em "1984".
O costume de parar e refletir sobre as coisas em geral é algo que se restringe as pessoas que fugiram do plano traçado pelo sistema. Buscar a verdade e enxergar algumas das mentiras que ninguém enxerga pode levar alguém à loucura, ou, se não, pelo menos levar alguém a achar que está sendo levado à loucura,(?) uma vez que é raro encontrar quem partilhe de suas opiniões: Se ninguém pensa igual a mim eu devo ser lunático.

Crer piamente em uma verdade criada por outrem e privar-se do costume de questionar se há falhas nesta verdade é a atitude mais cômoda que alguém pode ter (MATRIX); desta maneira, um operário que trabalhou 12 horas por dia durante 50 anos e nunca realizou nada na vida pode morrer em paz, feliz e crente que sua missão foi cumprida na terra e que o paraíso o aguarda e coisa e tal. Tudo conforme o plano.

Por outro lado, alguém que percebe as falhas das tais verdades pode nunca alcançar a felicidade do supracitado operário. Sem mencionar o fato frustrante que é o de tentar convencer as pessoas que ela está sendo enganada, que é uma alienada, que ela não deve ser tão conformada que deve para de assistir Datena etc.

Quanto à religiões sou agnóstico. Se fosse seguir alguma seria o Onãnismo, pois, mesmo sem ser cristão sou devoto a Onã, todas as noites repito seu ato com determinação e entusiasmo. Af.
Nemli o que eu escrvi, to beudo.
avatar
Luiz Felipe em 10 de janeiro de 2011 às 21:30:02»
Luna, voce não pode ficar decepcionada sem as respostas. É o modo de exergar as coisas.
Pessoas religiosas são inseguras com a realidade das coisas e precisam de algo com 100% de certeza mesmo que seja mentira. E pelo simples fato de algo dar 100% de certeza, não sendo a morte, já é em parte ilusão ou mentira. Elas aceita por isso um entendimento mais simples das coisas, mas que de a segurança, pios o mundo é complexo e isso assusta os incautos. Pelo menos é o que eu percebo, com certeza estou errado em menor ou maior grau.
Já os cientistas tem muito mais perguntas que respostas, para cada resposta nova surge milhares de perguntas. Eles se intrigam com isso. é como uma chama de explorador, a curiosidade de entender como tudo funciona, de querer alcançar as estrelas.
Foi isso que impulsionou o conhecimento para a era iluminista que estamos e nos tirou da era negra da idade media, onde a religião, mitos e medos mandavam na vida das pessoas.
Hoje pode ser livre, ao menos no pensamento, antigamente isso não existia. E eu estaria morto por pensar o que penso.
avatar
msp1500 em 10 de janeiro de 2011 às 19:18:32»
É a velha questão de que um burro bem enfeitado fica parecendo um cavalo de circo.
Darwin estava certíssimo.
avatar
Marya em 10 de janeiro de 2011 às 18:48:37»
Luna,

Isso faz parte da história, aconteceu realmente, é só pesquisar...
avatar
Luna em 10 de janeiro de 2011 às 18:39:18»
Obrigada Moon, dolu uxe.
Mentira, não te adoro nada, sua raposa felpuda, ainda eu de caçar-te e fazer de seus pelos macios uma sainha no estilo Xena: Warrior Princess. smile

Maria, tbm acho que só se morre uma vez. Sobre esse povo aí que morreu tão dramaticamente, falta algo, crer só não basta. Acho. Lembre-se de Daniel na cova dos leões, essa é área de domínio do peixe.

LuisãoCS, eu tinha entendido, foi só uma provocaçãozinha.
Aquela tal brecha para novas idéias, conceitos, voltar e mudar uma opinião formada... enfim, eu a mantenho. Embora ache algumas coisas sem cabimento e para algumas eu ter fechado minha mente e não há o que mude minha opinião, como o aborto, por exemplo.
Creio em Deus e leio sobre evolução e ciências. Assunto que me atrai muito é a biologia dos seres, dentro de mim eu separo tudo, não acho que eu esteja encima do muro e nem patinando entre uma coisa e outra.
Minha mente não se influencia com as tuas idéias ateístas e seu ceticismo, não sou tão susceptível, não sou ingênua e boba, eu absorvo o que quero, por isso que gosto do que vc escreve e me mantenho aqui, porque me faz pensar de outras formas, podendo até acrescentar, mas não mudando aquilo no qual acredito. Ao menos isso eu aprendi aqui, aprendi muito.

Beijos.
avatar
Marya em 10 de janeiro de 2011 às 17:38:19»
Catarina de Alexandria foi condenada à morte pelo imperador no ano de 305.
Teve o corpo dilacerado por rodas com lâminas cortantes.
Seu crime cometido: crer em Deus

Barbara foi torturada e flagelada e depois foi decapitada por Dióscoro durante o reinado do imperador Maximiano (305-311).
Seu crime cometido: crer em Deus

Luzia foi torturada, seus olhos foram arrancados e novamente torturada até finalmente ser decapitada no ano de 304 durante as perseguições de Diocleciano em Siracusa.
Seu crime cometido: crer em Deus

No ano de 304, Juliana foi torturada até a morte por Eleusius.
Seu crime: Crer em Deus
avatar
Marya em 10 de janeiro de 2011 às 17:33:43»
Não existe reencarnação... a gente morre uma só vez...
avatar
Admin em 10 de janeiro de 2011 às 16:59:44»
Não digo atrevido no sentido de ser ousado, e sim de ser abusado.

Vejam o exemplo da falácia que virou a física quântica que por ser um ramo relativamente novo da física, não é compreendida pelo público em geral.

Hoje em dia serve para explicar qualquer porcaria sem explicação. Até os espiritas estão usando a física quântica para explciar a reencarnação. Estes ignorantes geram interpretações erradas, que justificam filosofias e ideologias sem nenhum fundamento.

No entanto se você fizer uma questão simples a quem conhece um pouco sobre o assunto ele terá dúvidas de, por exemplo, questionar a quebra do paradigma da relativização do tempo.

Temos muito a explorar, é uma área nova que dá margem a vastos horizontes, mas entre eles não estão a explicação de fantasmas, pulseiras do equilíbrio e toda esta sorte de estupidezes inventadas para cooptar incautos tolos.

Abraços fraternos.
avatar
Moonwalker em 10 de janeiro de 2011 às 15:07:08»
Luna, vou salvar sua vida:
- Quem somos eu? Você é a Luna
-Pra onde vamos vcs? Eu vou para casa, você eu não sei... smile
-Vestido cor de abóbora ou verde florescente? Abóbora se for social e verde se for uma rave
-Se colocássemos na mulher grávida um mecanismo "secreto" que transforma a melancia, tipicamente redonda, em quadrada, a barriga da mulher ficaria quadrada da mesma forma? Acho bem provável, só que isso ia depender do coeficiente de flexibilidade dos talos de melancia, que haveriam de tornar-se quadrados com o tempo, naturalmente, assim como afirma a literatura científica a respeito.
Me agradeça no MSN quando puder...
Político Honesto em 10 de janeiro de 2011 às 15:05:50»
Em adição, quanto mais conhecimento adquirimos, mais percebemos o quanto não sabemos, passamos a compreender melhor os nossos limites - algo que os ignorantes... Ignoram!
Político Honesto em 10 de janeiro de 2011 às 15:03:30»
O ignorante pode ser atrevido sim, quando acha que tem razão e que os demais é que estão errados.
avatar
Luna em 10 de janeiro de 2011 às 14:59:23»
Eu sou sempre cheia de duvidas.

- Quem somos eu?
-Pra onde vamos vcs?
-Vestido cor de abóbora ou verde florescente?
-Se colocássemos na mulher grávida um mecanismo "secreto" que transforma a melancia, tipicamente redonda, em quadrada, a barriga da mulher ficaria quadrada da mesma forma?

Luisão embaralhou minha pequena e frágil bebecinha. -Por que o ignorante é atrevido? Eu sou atrevida, às vezes, por causa daquela propaganda que diz que pra dar certo a gente tem que ser ousado. Ou não.
avatar
guizul em 10 de janeiro de 2011 às 14:53:41»
O ignorante é atrevido? O ignorante é acomodado isso sim! Cê errou não errou não? wink

Admin, o problema nem é só a questão de se tratar de uma frase do Darwin e sim de se tratar de uma frase ambígua, o que gera várias interpretações.

Eu mesmo fico P tanto quando um ateu diz que é mais inteligente por ser ateu, quanto quando um religioso diz que é mais especial e bondoso pois tem Deus no coração.
avatar
Admin em 10 de janeiro de 2011 às 14:12:14»
Tem uma famosa frase de Bertran Russel que sintetiza muito bem esta frase de Darwin: "O problema com o mundo é que os estúpidos estão seguros de si e os inteligentes cheios de dúvidas." O detalhe é que basta uma assinatura de Darwin, Sagan ou Nietzsche para despertar os melindres religiosos e somente enxergarem conotações religiosas. Darwin só quis dizer que o ignorante é atrevido, independente de ser religioso ou não.

Abraços Fraternos
avatar
Moonwalker em 10 de janeiro de 2011 às 13:51:09»
Hatasil, não é bem assim.
Não é o que você acredita, e sim como acredita. Conheço ateus que o são justamente com a desculpa de não perder mais tempo estudando o que não podem compreender.
Já quem quer seguir um pensamento religioso/ateísta de verdade precisa conhecer ciência, história, filosofia, antropologia, mitologia, cultura em geral, além de pelo menos o básico dos idiomas antigos usados no livro sagrado que estiver estudando para defender ou criticar.
Ou seja, não é tão simples assim. No mais, é duro ter que admitir, mas o Guizul tem razão sobre como devemos tratar os outros. Pena que isso nunca acontece.
avatar
guizul em 10 de janeiro de 2011 às 13:44:58»
"Não concordo com uma palavra do que dizes, mas defenderei até a morte o teu direito de dizê-lo."-Voltaire
avatar
guizul em 10 de janeiro de 2011 às 13:41:13»
O que mais me deixa feliz é pensar que independentemente do nível de conhecimento de uma pessoa ela pode ser de vital importância para alguém biggrin

Tenho certaza que um ateu não chama de ignorante alguém que lhe é amável só pelo fato deste alguém crer em uma divindade e ele não.
avatar
Luna em 10 de janeiro de 2011 às 13:34:25»
Acho que ele fala, TBm, dos religiosos como alguns sendo ignorantes, e a ciência é o conhecimento. É só ler sobre sua historia, e como ele penou para que fossem aceitas suas idéias evolucionistas no campo científico, e ainda foi apedrejado pelos religiosos, claro etc. Confiança no criacionismo, por ex, sem questionar e analisar nada, acredito que ele tinha raiva disso.

É mais fácil ser confiante quando não se busca entender determinado fato. Eu confio e pronto. É obra de Deus e não se fala mais nisso. Escarafunche, pense, reflita, duvide, busque e logo vc ficará perdido e sem respostas, decepcionado, frustrado e até louco.... E isso vale para todos os campos...

O tal problema pode ser as diversas questões, fenômenos, acontecimentos...coisas que a ciência ainda não explica, ou não por completo, não desvendou, as curas...assim como a origem da vida e por diante. Nunca, é muito tempo, tudo é um grande quebra cabeça e as peças, não estão todas nas mãos da ciência.
Hatasil em 10 de janeiro de 2011 às 13:20:29»
É por isto que existem mais religiosos que ateus.
Ser ateu cansa. Temos que pensar, ler, pesquisar, indagar, questionar.
Político Honesto em 10 de janeiro de 2011 às 12:57:42»
Ainda bem que o Adolf não está por aqui, ou teríamos mais um daqueles "combates".
avatar
Moonwalker em 10 de janeiro de 2011 às 12:40:03»
A ignorância é muito relativa. E todo e qualquer conhecimento humano pode ser manipulado a favor de um determinado ponto de vista particular para parecer certo ou errado.
avatar
Sara em 10 de janeiro de 2011 às 12:20:49»
hum, vejamos... sou uma ignorante sad
avatar
wendelzao em 10 de janeiro de 2011 às 12:18:26»
Powered by Darwin
avatar
Marya em 10 de janeiro de 2011 às 12:14:58»
Tem razão, isto é , são os que não acreditam na existência de Deus é que acham que sabem mais...
avatar
Led Franzoso em 10 de janeiro de 2011 às 11:17:47»
Claro que a ignorância gera mais confiança.

Eu não emprestaria dinheiro para alguém mais inteligente do que eu.