Faça o seu comentário

:

:







Comentários

avatar
Luiz Felipe em 21 de abril de 2011 às 09:59:23»
Biocombustivel é paleativo. Energia nuclear é a solução para o "problema" com CO2. Se é que o "CO2" é problema.
Concordo plenamente com o Karlos.
O problema do Co2 não é o mal que faz para o planeta. é o mal que faz para NÓS. Nós vivemos nas cidades cheias que co2 e outros poluentes, nós que temos problemas de sistema respiratorio, nós que temos problema de AQUECIMENTO URBANO.
Não exite aquecimento global, o planeta não esta mais quente, AS CIDADES estão mais quentes.
Enquando essa balela ficar, não teremos uma solução limpa e barata (energia nuclear), que fará muito bem para as cidades e os seres que vivem nelas.
Energia Nuclear já.
Sr. Bio em 19 de abril de 2011 às 17:04:14»
O problema é o custo, isso gera muito custo e de cada toneladas de mosto (vinhaça) é possível se obter 10% de álcool em média, por isso o alcool ta caro em comparação com a gasosa, que anda mais e custa menos, mas o que os produtores tem medo é de não conseguir cobrir o custo, e é aí que esta o problema, talvez esteja na hora de alguem mais se entrometer no mercado de biocombustivel.
avatar
Michel Sanderson em 18 de abril de 2011 às 21:27:11»
Interessante, sou totalmente a favor de energiase combustíveis que contribuem para a diminuição da poluição em nosso planeta...
avatar
Tyr em 18 de abril de 2011 às 13:08:30»
Agora é cana mesmo! Tem até fuligem da bagaça caindo aqui no meu teclado! lol
K-rlos em 18 de abril de 2011 às 13:05:57»
Procurem o documentário,"Quem matou o carro elétrico?" Lá eles mostram que o Governo dos EUA criou uma lei onde uma porcentagem dos carros que rodavam no estado teriam que ser elétricos.
Apesar da GM ter realmente fabricado os altamente eficientes EV1, elas fizeram um lobby tão forte que a lei foi revogada e os carros elétricos foram todos tomados de volta de seus donos. TOMADOS DE VOLTA mesmo, através de contrato. Isso só prova o óbvio, eles estão interessados em dinheiro. D-I-N-H-E-I-R-O.
avatar
Tyr em 18 de abril de 2011 às 12:56:44»
Concordo k-rlos, mas até agora os que tenho visto apresentam algumas 'gags' de funcionamento.
Seria bom mesmo se ficassem somente nos elétricos. Mas acha mesmo que os 'dinossauros' da energia iam deixar mudar de mãos quem fornece isso? Nem phodend#!
K-rlos em 18 de abril de 2011 às 12:53:15»
Não faz a menor diferença. Não há problema nenhum na emissão de carbono, pois isso NÃO AFETA, NUNCA AFETOU E JAMAIS VAI INFLUIR NO CLIMA DO PLANETA. É muito mais simples substituirmos os motores por elétricos. São mais eficazes e não emporcalham o ar da cidade.
Boca em 18 de abril de 2011 às 12:33:40»
Porque diabos colocaram a imagem de um bambu no post?
avatar
Tyr em 18 de abril de 2011 às 12:33:30»
Sem contar o quanto uma talhão de cana pode capturar de monoxido de carbono do ar. Segundo as pesquisas do instituto de São Paulo é pelo menos duas vezes maior que o de outras plantaçãoes. Já que a cana produz em primeira linha açucar e esse como sabemos é composto de carbono.

Grande matéria pequeno blogueiro! wink