Faça o seu comentário

:

:







Comentários

Fernando Cavalcanti em 26 de março de 2016 às 12:12:05»
Imagem comovente, o amor que desmaia no chão. Ele devia ser um homem, isso sim. Por isso foi tão amado por sua noiva. Não é fácil hoje em dia encontrar um homem de verdade, com coragem, capaz de enfrentar inimigos em qualquer parte para defender seu país. E ainda aparecem esquerdistas idiotas para desmerecer o seu heroísmo. Não fosse por homens como James Regan, o ocidente estaria escravizado, com suas mulheres sendo obrigadas a usar burca e se casar sem amor. Foi precisamente contra isso que ele lutou. E é pelo destroçar de seu sonho de se casar por amor que essa mulher
desabou diante do túmulo de seu amado.
avatar
Angelina em 07 de abril de 2013 às 12:55:55»
Ele se alistou por que quis, mas isso não faz merecer a ''insensibilidade'' das pessoas.
Se alistou por querer proteger e servir a pátria.
Se bem que qualquer coisa que se faz com guerra, não é bom.
avatar
msp1500 em 07 de abril de 2013 às 12:43:28»
Guerra é a representação su´rema da ignorância humana.
Jobenia Marina em 17 de maio de 2011 às 08:26:38»
Infelizmente é uma dor que todos nós iremos passar um dia.Essa é exatamente a única certeza que temos na vida, não existe a frase , tem que se conformar, porque ninguém se conforma com a perda. O espaço vazio permanecerá sempre ali, nunca mais será preenchido.
Xibiu em 13 de maio de 2011 às 23:45:51»
ñ vo falar de forma inteligente como vcs fazem, mas a ultima imagem mostrando várias tumbas me comoveu mtu!!!
avatar
Luiz Felipe em 09 de maio de 2011 às 23:28:05»
A linha entre o sensacionalismo é tenue. Ou eu que tenho sindrome de dr house. Va saber.
Mas concordo, foi porque quis.
Agora não me venha chorar. E ainda era cristao (provavelmente), logo acredita em vida apos a morte. Para que o choro. Morrer não é o pior que pode acontecer numa guerra, acredite. Ser prisioneiro e ser torturado é muito pior que morrer.
E tem mais, somente vivemos em paz por conta do poder militar exorbitante dos EUA. é o lema, Peace through power. Paz pelo poder!.
meninaaa em 07 de maio de 2011 às 22:57:40»
concordo com o Toninho! foi porque quis e sabia muito bem o que podia acontecer! pior é pros cidadãos que não escolheram ter sua cidade bombardeada pelos americanos. patriotismo é estupidez.
avatar
Luciana em 07 de maio de 2011 às 22:00:12»
Bela história, independentemente dos fatos/atos que a motivaram ter um final triste.....
Toninho Sá Guimarães em 06 de maio de 2011 às 23:48:14»
Acho que não resta a menor dúvida de que crer em ideias patrióticos é assinar um atestado inequivoco de estupidez. Enquanto um idiota qualquer perde a vida defendendo um pedaço podre de pano, os senhores da guerra acrescentam vários zeros à direita de suas contas bancárias. Pobre otário, que descanse em paz...
Thiago C. em 06 de maio de 2011 às 15:12:14»
Passarinho que come pedra sabe o cu que tem...
avatar
Raxyz em 05 de maio de 2011 às 23:40:37»
Concordo com o Nato e o Decio
Nada mais a declarar.
avatar
Nato em 05 de maio de 2011 às 21:49:40»
Pelo menos lá eles podem se alistar ou não, morrer por um país idiota ou não. Aqui somos obrigados...
Decio Cupramim em 05 de maio de 2011 às 16:38:28»
Ahh... concordo não..
Triste? Ele tinha a opção de não ir, tinha a opção de votar em um presidente q não fizesse uma política externa q instigasse tanto ódio...
Foi por vontade própria, sabendo dos riscos!
Por isso não acho triste qdo leio sobre mortes de soldados, gente q se aventura em esportes radicais, etc...
Triste é um civil atingido por uma bomba "extraviada"!
K-rlos em 05 de maio de 2011 às 12:21:33»
Alguns fatos (fatos, não opiniôes)
"September eleventh" não foi organizado pelo islão, nem Al-Qaeda ou qualquer outra organização terrorista com cunho religioso. Tanto que o falecido Bin Laden nunca foi procurado pelos atentados. Vide site do FBI.

Já se sabia (E.U.A.) desde 1998 que o Iraque não tinha e armas de destruição em massa e nem a capacidade de produzi-las.

Mas não, os EUA não invadiram o Iraque por causa do óleo deles.

O objetivo do Islão não é destruir o ocidente, e sim eliminar sumariamente os infiéis. E tornar o Islão novamente o centro do mundo.

Pois bem.
Ainda estou procurando sobre o "sistema opressor que acompanha o cristianismo". Ainda não ache nada que ligasse uma coisa à outra.

Sem mais.
Ponã em 04 de maio de 2011 às 19:38:15»
Podes crer, Ramom.
Vou agradecer eternamente a familia Bush pelo fato
de nenhum árabe ter explodido a lanchonete onde costumo comer.

Se os Americados são odiados no mundo todo, fizeram por onde e,
o Brasil não deixou que vistoriassem as usinas de Angra e nem por isso mataram o Lula enforcado.

E mais uma coisa, o objetivo do Islã não é destruir o ocidente. Procure se informar sobre outras religiões e culturas antes de falar asneiras.
avatar
Michel Sanderson em 04 de maio de 2011 às 18:44:22»
É a única coisa que a guerra traz...tristeza...
Ramon em 04 de maio de 2011 às 18:14:01»
Saddam Hussein fez de tudo para que o mundo inteiro acreditasse que possuía armas proibidas, por exemplo, quando proibiu que os inspetores da ONU adentrassem algumas instalações em seu país.

O objetivo maior do Islã é destruir o Ocidente, pois nos consideram a todos infiéis. Agradeçam aos americanos a relativa segurança em que vivemos.
avatar
LukeSchimmel em 04 de maio de 2011 às 18:08:10»
Numa guerra apenas aqueles que são inteligente sobreviverão. E uma guerra só acontecerá quando o numero de pessoas inteligentes for menor.
arnaldo estevão em 04 de maio de 2011 às 17:48:04»
é por isso que mesmo com todo o comércio e sistema opressor que se desenvolve acompanhando o cristianismo, eu ainda teimo em seguir a Jesus, na esperança que suas palavras sejam verdadeiras e que ele nos traga de volta a vida algum dia
avatar
Kennedy Leandro em 04 de maio de 2011 às 17:40:02»
Não tão emocionante o quanto eu esperava...
avatar
Gabriel Tavares em 04 de maio de 2011 às 15:53:08»
Cada um possui o direito de escolher...pena que ele escolheu errado.
avatar
Gabriel Tavares em 04 de maio de 2011 às 15:52:21»
sha