Faça o seu comentário

:

:







Comentários

Lego Arretado em 06 de fevereiro de 2016 às 21:37:19»
Não devemos esquecer que estamos no topo da cadeia alimentar . E isto inclue todas as descobertas . Nunca acabaria se soubéssemos usar com consciência . A resposta pra tudo está na natureza e nela que devemos procurar . Lembrando que há diversas fontes da mesma substância que há no sangue azul deste lindo e azarado carangueijo ferradura... me desculpem mais a corrupção sempre existirá e o ser humano sempre tera uma desculpa pra fazer daquilo que poderia ser uma solução virar uma potente fonte de renda para gananciosos. ..
VALDENILSON em 10 de janeiro de 2014 às 11:40:29»
uM CRIME MATTAR ANIMAIS QUASE EXTINTOS NA NATUREZA. HOMENS BURROS E IMBECIS. NAO SABEM DAR VALOR A DIVERSIDADE. SO QUEREMSABER DO DINHEIRO. GANANCIOSOS E PERVERSOS
avatar
msp1500 em 02 de abril de 2013 às 11:13:49»
Bicho estranho e teve o azar de ser descoberto suas propriedades pelos famigerados seres humanos.
BSGAYDGS em 08 de outubro de 2012 às 08:46:34»
ESSE BICHOBHWIUDEGERYIGF
Erika em 08 de junho de 2012 às 01:49:28»
O ser humano é uma praga mesmo...
Nem presta pra sintetizar o que precisa, ficam explorando os animais como se fossem sacos de porrada!
Aff...
Quero ver se fosse pra doar nosso sangue humano pra salvar o caranguejo de uma doença rara.
O povo não doa sangue nem pra própria espécie.
Infelizmente não sei pra que existe a espécie humana...
G! em 29 de agosto de 2011 às 22:56:20»
Essa é uma questao bem dificiu, vamos, pensar uma pesquisa mostra que em 2050 o numero de habitantes no planetta terra pode chegar a 90 bilhoes (se nao me engano), nesse caso nao haveria comida para ninguem, esse carangueijo esta vivo desde antes dos dinossauros e nos podemos extingui-lo para fazer remedios se nao tomarmos cuidado, eu sei quee dizer deixe os seres humanos morrerem é no minimo exagerado, mas se continuarmos assim vamos todos morrer, nao é só pelo carangueijo(que alias tenho muita dó) é mais por ser racional, embora isso seja bem dificil.
Anônima em 27 de agosto de 2011 às 03:24:50»
Fui só eu que me lembrei do Kabuto de Pokémon???? Pokémon Fóssil, evoluia pra Kabutops, aquele caranguejão bípede com espadas fodelástico... Bem, provavelmente fui a única, mas depois do meu comentário restaurei a lembrança de Pokémon em suas mentes... =P
Jota em 25 de agosto de 2011 às 19:28:21»
"Por que não deixam as pessoas simplesmente morrer, existem tantos"

Eu acho que eu não li isso. PQP
Já que são tantos assim, por que não começamos com os entes da sua família? Sim, por que os da minha eu não abro mão.
avatar
Luiz Felipe em 25 de agosto de 2011 às 00:36:50»
Porque não deixam as pessoas simplesmente morrer, existem tantos.
Quanto a pesquisas com animais, é uma pena mesmo, mas não deixam serem realisadas diretamente em humanos. '
Os cientistas não fazem em animais porque querem, eles querem fazer em humanos, mas não deixam. So resta fazer em animal.
Mas a ciencia da computação prove computadores para os cientistas utilizarem um modelo virtual de corpo humano. Essa pratica de testar em animais foi necessária, mas com uma super simulação do corpo humano, esta com os dias contados.
avatar
Luna em 24 de agosto de 2011 às 20:14:57»
Não cortam o animal ao meio, gente. Até porque, se ele tivesse sido decepado, não teria lógica colher o sangue por dreno, gota a gota. Aliás, creio que a garrafa cheia contem sangue de vários caranguejos. Não perfuraram o coração, o sangue e retirado do pericárdio, que fica na parte externa. Tá claro que o animal foi "dobrado" pela articulação do abdómen. É um invertebrado - artrópode - articulação. Deu pra ligar aí? Tá difícil.

Estamos cansados de saber como a ciência trabalho nesse campo de pesquisas. Há animais que nascem exclusivamente para ser cobaias, os cientistas criam seus próprios animais de pesquisa que já vem com um câncer ou derrame. E nos beneficiamos de muitas dessas pesquisas pavorosas, por ser realizadas em detrimento do animal.
Luh em 24 de agosto de 2011 às 14:15:17»
Nossa,, desse jeito vai parar na lista dos animais em extinção! coitados dos caranguejos mais fazer oq né precisa - se deles! sad
OLHA O TAMANHOOOO DAS CRIANÇAS AMARELAS mEdO*
EEESSSE AI REALMENTEEE TEM SANGUE AZUL.. É NOBRE razz
avatar
m4GnUm em 24 de agosto de 2011 às 13:40:39»
??...só tiram o sangue do bicho e devolvem pra natureza, sabem eles se os demais, não estão morrendo pouco tempo depois por ser retirado seu sangue. mad
Jr Junior em 24 de agosto de 2011 às 12:09:58»
Kbom q os devolvem á natureza !
avatar
Sentinela em 23 de agosto de 2011 às 22:38:09»
"Fóssil vivo", ha_h@. lol Bela analogia.
avatar
phil em 23 de agosto de 2011 às 21:22:55»
Fiquei com a mesma duvida do Eto-o
gu em 23 de agosto de 2011 às 20:10:14»
q pena :/
tão lindo , quero um smile
Eto-o em 23 de agosto de 2011 às 18:55:39»
O bixo é cortado ao meio , tem o coração perfurado , todo o "sangue azul" drenado e ... 15% deles morrem apenas? COMO?!
avatar
Nato em 23 de agosto de 2011 às 17:45:33»
Os seres humanos se acham deuses, os verdadeiros fodelões, mas não são nem capazes de sintetizar em laboratório a substância produzida por um caranguejo pré-histórico.

Para as grandes nações parece sempre ser mais lucrativo ficar procurando cabelo em ovo pelo espaço ou fazendo testes com armamentos de guerra que pesquisar a cura para diversos males que assolam a humanidade.

Nesse caso quem paga pato é o caranguejo mas poderia ser qualquer outra espécie animal ou vegetal também estaria correndo risco de extinção pelo "bem maior da humanidade"...
avatar
Gabriel Tavares em 23 de agosto de 2011 às 17:06:22»
Se apenas 15% morrem e o resto é devolvido para o mar.......não sei por que o número desses seres vem diminuindo...não seria possivel a reprodução em cativeiro?
avatar
Confortably Numb em 23 de agosto de 2011 às 16:32:28»
Sobreviveu 445 milhões de anos, dinossauros, a derci gonçalves mas não vai sobreviver ao homem...

não sei se é um preço justo a ser pago a esses avanços da medicina sad
avatar
LucianoBlues em 23 de agosto de 2011 às 15:59:21»
Essa é a Ciência, destrói tanto quanto sua contraparte criticada, mas ao contrário os resultados desejados raramente compensam para o resto do planeta.

First! sha