Faça o seu comentário

:

:







Comentários

Anônima em 07 de maio de 2011 às 04:46:18»
Lenda... =SEMPRE CONTAM LENDAS PARA ANGARIAR VOTOS A FAVOR.
Ainda dizer que aplaudiram,...você quer é que eu me identifique com o conto e seja como as pessoas que você inventou,...aplauda preconceito contra brancos.EU NÃO!
Anônima em 07 de maio de 2011 às 04:40:18»
Como essa comissária foi racista com a mulher branca, ela somente fez o que a mulher fez, foi preconceito.
Karla em 15 de junho de 2010 às 23:55:34»
Se nem mesmo DEUS, que nos fez sua imagem e semelhança, não faz acepção de pessoas...precisamos amar ao próximo como a nós mesmo...Somos iguais perante os olhos do criador...mas, infelizmente a humanidade ainda não tem a capacidade de enxergar com os olhos do coração
José em 29 de dezembro de 2009 às 20:50:32»
Essa estória é uma lenda.....Como varias outras....
Ninguém da nomes......nem certezas....
Day em 10 de agosto de 2009 às 14:12:48»
nao importa a cor, as pessoas sao preconceituosas com td e isso é ridiculo
anny pucca em 21 de junho de 2009 às 13:23:41»
q preconceito,credoooooooo!!!!! eu acho essa história uma porcariia, naum temos que ter raciismo,eu sou negra"morena" e tenho váriias miigas brancas 'p'aliidas que gostam e fiicam comiigo.qual o problema em, de vcs brancos?só pq vcs são bem branquiinhos com a pele "clara" naum quer diizer que são os donos do mundo.
pucca s2 garu igual a eu e uma pessoa rs em 27 de agosto de 2008 às 23:14:14»
eu acho essa história uma porcariia, naum temos que ter raciismo,eu sou negra"morena" e tenho váriias miigas brancas 'p'aliidas que gostam e fiicam comiigo.qual o problema em, de vcs brancos?só pq vcs são bem branquiinhos com a pele "clara" naum quer diizer que são os donos do mundo.
Eu tenho uma amiiga que ela é branca cm a nv e adora boneca preta"negra" ela ama e naum gosta de branca um diia ela diisse prea miim que queriia ser da miinha cor e eu faleii que bom!!!

eu gosto de qualquer boneca seja preta ou branca naum tem nd a ver !!!sou negra"morena"e tenho mto orgulho de ser e gostoo de um garoto moreno igual a miim e miinha amiiga ela é branca e gosta de um garoto preto preto preto preto e ela é feliiz com ixo


NAUM SIINTAM VERGONHA DE SUA COR NAUM LIIGUE PRO OUTROS QUE TE CRETIICAM SEJA "FELIIZ"!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
pest em 18 de fevereiro de 2008 às 23:09:09»
o gente num tem pq briga por regra de portugues na internet... não sendo algo muito cansativo de se ler e transmitindo o sentido, tá valendo...
Jessica em 16 de fevereiro de 2008 às 13:31:50»
a e esqueci de fala q eu meu nome eh o Jessica q se usa em ingles por isso nao se pronuncia Jéssica e sim jiessica... bem e obrigada por me ensinar zuzuben q substantivos própios tbm se usam as regras de portugues mesmo sendo um nome estrageiro!! cool
JEssica em 16 de fevereiro de 2008 às 13:17:17»
Eu não sabia q substantivo próprio tem regras de portugues.... nome propio eh nome propio pode escrever como quiser, pq nome proprio nao tem regras de proparoxitona nem oxitona e etc... pq se fosse assim ninguem poderia se chamar yngrid pq tem y e Y eh uma letra q nao se usa no alfabeto portugues... vc estendeu agora ?
ZuzoBem Gara (Euro-descendente) em 15 de fevereiro de 2008 às 16:40:52»
Muito bem, Pest, você captou a mensagem...
Segundo o dicionário Barsa da Língua Portuguesa, configura racismo: Atitude hostil em relação à determinada categoria de pessoas...
Estas pessoas abaixo, tiveram nada mais nada menos que uma atitude racista em relação a mim, e eu coloquei após meu nome o Euro-descendente justamente para provocar isto. hehe
Temos que discernir entre igualdade entre pessoas e povos e reivindicações sociais, principalmente baseadas em cor de pele.
Wardoq, obrigado pelos elogios.
Jessica, é uma palavra proparoxítona, portanto deveria ter acento. Se não tem, seus pais devem ser ainda menos inteligentes que você.
pest em 15 de fevereiro de 2008 às 14:13:12»
com toda essa onda de racismo, a sociedade tem vivido um momento de defesa incansável das minorias, q nem sempre (ou talvez quase nunca), resultam em algo concreto.

interessante foi ver que todos demonstraram uma atitude de repudio contra o comentario do zuzubem, utilizando-se de termos pejorativos, geralmente voltados à condição social do sujeito. até o cassio, q me pareceu bastante esclarecido, demonstrou certo descontrole emocional ao disparar contra zuzubem.

tá certo q ele não se exprimiu da maneira mais correta, mas levantou um discussão muito interessante, e aqui vou dar o meu pitaco.

no caso de cotas para universidades, eu realmente acredito q não seja essa a maneira mais correta de "reparo". falando-se da parcela menos favorecida, e não somente dos negros, o reparo teria q vir de toda a base, não querer "remendar" algo q já vem quebrado desde sempre. politicas socio-economicas para auxilio à familia e reestruturação total da rede publica de ensino, são algumas medidas q realmente dariam alguma chance a essa parcela da população e que realmente poderia aumentar muito a condição intelectual do pais e abrir muito mais portas a toda a população, eliminando assim a necessidade por colegios particulares e coisas do genero. não estou superfavorecendo empregos e/ou condições de alto nivel intelectual, só estou afirmando q essa condição abre um leque muito maior de possibilidades de empregos. não cotas raciais para universidades, q apenas tapam o sol com a peneira. nem aquele negocio de escola da familia q dá auxilio tb a estudantes universitarios, q abre muitas brechas, como auxilio a pessoas q realmente não precisam.

outro ponto: a inversão de papéis. sair com uma camiseta escrito 100% Coab ou 100% negro é bonito, mas se eu sair estampando um slogam valorizando minha condição social ou enaltecendo a minha cor de pele (não sendo esta negra), eu sou racista, ou aroogante, sei lá. um exemplo mais pratico: futebol. é como se usar a camiseta do corinthians e usar um slogam "100% FIEL" fosse bonito e usar a camiseta so São Paulo fosse racismo (fique claro, eu sou CORINTHIANO)

há tb quem se faz de vítima, como o caso do negão da hilux do Brasileiro do Sertão e tb aquele um lá da novela das 8 da Rede globo q tb se fez de vítima (péssimo exemplo, me perdoem). esse sentimento de desvalorização, marginalidade e inferioridade foi colocado no coração do próprio negro. e como sempre aconteceu com a humanidade, alguns se aproveitam disso, tentando se aproveitar dessa condição.

finalmente, há a necessidade de saber distinguir entre racismo, preconceito ,"pensamento de playboy" e opinião , procura por soluções mais eficazes.
wardog em 13 de fevereiro de 2008 às 21:58:38»
Este ZuzoBem Gara, é um tremendo babaca Playbpy fdp,
Jessica em 13 de fevereiro de 2008 às 13:27:05»
se eu sou engraçada nao sei... to poKo me iNNNNNNNNportando com otografia..... A e o meu nome nao tem acento no Je
ZuzoBem Gara (Euro-descendente) em 13 de fevereiro de 2008 às 08:42:00»
AHAHAHA.
Jéssica, você é muito engraçada.
AHAHAHA.
adimite? invez?
AHAHAHA
Jessica em 12 de fevereiro de 2008 às 13:40:28»
ui ui coitadinha de mim, vem k vc entendeu muito bem o que eu escrevi ok?? nao vem munda o rumo do assunto nao pq vc eh racista e pronto ... pq nao adimite logo isso ao invez de vir fala pra mim procurar uma vaga na escolinha pq VC nao vai estudar q discriminaçao eh crime ??????
ZuzoBem Gara (Euro-descendente) em 11 de fevereiro de 2008 às 22:35:43»
Cassio, pelo menos agora você não me ofendeu... Tenha a sua opinião, mas deixe os outros terem as suas. Isto se chama "Liberdade de Expressão". Tentar mudar a opinião de outros, na força, é tão grave quanto o racismo.
Não sou racista, só acho que, em nome de uma falsa "políticamente correta reivindicação" de direitos dos negros, tem muuita gente querendo levar algum na moleza. Você até que é inteligentezinho, mas os outros aí...
Até a próxima polêmica!
avatar
Cassio em 11 de fevereiro de 2008 às 15:41:07»
ZuzoBem, eu nem ia mais comentar aqui pois esta discussão já está tomando um rumo muito chato. Eu tenho nojo de racismo e suas variações. É triste ver pessoas usando o seu nível cultural elevado para destilar sua ira e praticar ensinamentos de líderes acéfalos.

Tenho uma empregada sim e nem a considero como tal já que ela me auxilia na criação e educação de meu filho. Sim, ela é negra, está no último ano de comércio exterior e ganha muito mais que um salário mínimo, pode ter certeza.

Sabendo de ante-mão que esta discussão resultará improfícua, não conseguirei convencê-lo e muito menos você a mim, fica aqui o meu desejo de que, as pessoas com as quais convive, entendam esta tua intolerância. Um abraço.
Jaqueline em 11 de fevereiro de 2008 às 14:24:10»
É como dizem: língua não tem osso. Cuidado com quem você discrimina hoje pois amanhã será um ente querido seu a sofrer na pele a mesma discriminação.
keb em 11 de fevereiro de 2008 às 12:51:16»
Cara, na boa. Depois que você levou uma enrabada do Cassio, perdeu totalmente o rumo do assunto e não está falando "coisa com coisa". Esmola social para negro? Não viaja rapaz.
ZuzoBem Gara (Euro-descendente) em 11 de fevereiro de 2008 às 02:54:41»
Ah, é verdade... Negro não precisa de salário? Ué, mas isso não é escravidão?
E não saio xingando ninguém de racista ou preconceituoso, nem que estão falando merda... Eu vou cair na real, e dar meu suado patrimônio (que eu consegui estudando e trabalhando, e não implorando migalhas sociais) para os coitadinhos dos negros excluídos da sociedade. Obrigado por abrir minha mente, Jéssica.
E vê se aprende a escrever direito, menina... Que coisa feia xingar os outros escrevendo errado o Português!
Tenta uma vaga utilizando cota racial em uma escolinha, para aprender a escrever.
Jéssica em 10 de fevereiro de 2008 às 21:12:35»
OU ZuzoBem Gara (Euro-descendente) vc falou merda simmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmm... racista preconceituoso! pq vc ta falando de salário minimo?? nao eh qestao de dinheiro nao! eh questao de dignidade. axo q o mais atrasado daki eh vc q ainda vive na época do preconceito racial... vc se pensa e cai na real evil evil evil
ZuzoBem Gara (Euro-descendente) em 06 de fevereiro de 2008 às 20:31:05»
Ok, Cassio.
Melhorou um pouco sua argumentação...
Mas lembre-se que (certamente) na educação exata para saber respeitar as pessoas, que seu pai lhe deu, deve ter incluído diferenciar opinião de "falar merda". Ao dizer isso, você me desrespeitou.
Eu tenho a minha opinião, e não tenho medo de falar. Mesmo que outras pessoas discordem dela. Só não admito que confundam com "falar merda".
Agora, uma coisa que eu não faço, mas não faço mesmo, é concordar com opiniões generalizadas, só porque elas soam como políticamente corretas. Mesmo que absurdas.
Você que é tão preocupado com questões sociais, quando tiver dinheiro para pagar uma diarista, vê se paga mais de um salário mínimo prá ela... Um salário mínimo só não dá prá ninguém sobreviver. Nem preto, nem branco.
Beleza? Pague um 10 salários prá ela, não explore a coitadinha. Ou então faça doações ao movimento negro mais próximo.
avatar
Cassio em 06 de fevereiro de 2008 às 09:10:18»
Não fui playboy não, meu pai me deu, além do conforto necessário, a educação exata para saber respeitar as pessoas e seus direitos e acima de tudo a utilizar a minha condição social de forma racional sem ostentação.

Se você mesmo diz que a humanidade é porca, sabe exatamente o que aconteceu com esta raça, um crime tão hediondo quanto o holocausto e as pessoas como você ainda fazem vistas grossas, justificando se com dados históricos.

Nunca foi dado uma chance aos menos favorecidos e quando dão você diz que é lobby de poucos, esmola social. Creio que você está confundindo as coisas ou apenas tergiversando só para não concordar, ou sei lá, pode ser somente má vontade e um baita preconceito mesmo.

Que bom que tenha 3 cursos superiores. Para mim, unzinho só, na PUCPR, bastou para a minha formação acadêmica e profissional. Está mais que na hora de você colocar todo este potencial para trabalhar, para discutir idéias e não desmerecê-las porque simplesmente se sente ameaçado.

Eu por exemplo sou da opinião que este sitema de cotas deveria ser de pelo menos 60%, não somente para negros, mas para toda a camada menos favorecida deste país. E sabe o que iria acontecer? Estes 60% teriam quase uma totalidade de negros e pardos. (De antemão: não sou petista)

O cara que não tem capacidade para ter uma melhor colocação que a maioria destes que saem direto de um supletivo para fazer o vestibular deveria ir mesmo capinar rua ou trabalhar na empresa do papai.

Estou bastante longe da ingenuidade assim como também da intolerância e exatamente por isso defendo esta causa que devia ser de todos os brasileiros, já que a percentagem de nativos hoje não alcança 1%.

A questão do holocausto é somente uma correlação já que quem costuma ser preconceituoso com os negros o é também com os judeus. Com a participação agora de alguns muçulmanos, vários grupos neo-nazistas no mundo negam as declarações de Oskar Gröning e dizem que o extermínio não existiu, que as câmaras de gás eram utilizadas somente para desinfecção de roupas e objetos nos campo de concentração. Dia destes foram presos alguns retardados em SP que divulgavam esta besteira toda no Orkut.
ZuzoBem Gara (Euro-descendente) em 05 de fevereiro de 2008 às 19:35:20»
Cassio, você não foi playboy na sua adolescência? Que pena... Eu pude ser. Sinto muito. hehe.

Falando sério: A humanidade é porca. Em toda a história dela, sempre teve um povo que dominava outro, e a alternância de poder nunca teve correlação com cor de pele, e sim pelo simples uso da força e inteligência.
Os romanos escravizavam todos que eram vencidos, a mesma coisa os assírios, os persas, os gregos, os nativos norte-americanos, os orientais, os próprios africanos escravizavam africanos, etc, etc. Não foi privilégio dos "brancos".
É a triste realidade...

Não seja ingênuo, cara, você está sendo iludido por um lobby de poucos que querem obter vantagem ilícita.

E sim, tenho três cursos superiores, e me permito falar a merda que quiser, pois a liberdade de expressão me dá esse direito, o mesmo direito dos afro-descendentes ficarem chorando uma escravatura que já não existe, clamando por esmolas sociais.

p.s. Holocausto foi branco contra branco... Não entendi a colocação, e acho que nem você...
avatar
Cassio em 05 de fevereiro de 2008 às 15:48:34»
ZuzoBem Gara a não ser que você seja mais uma playboy sem capacidade para passar no vestibular deveria estudar um pouco mais a situação antes de sair falando merda por aí. O negro não veio a este país por vontade própria. Ele foi sequestrado na sua terra, arrancado de lá a força. Tente imaginar alguem entrando na sua casa, arrastando sua família estruprando suas irmãs e mãe e arrastando você, irmãos e pai abaixo de chicote. Degradante, não é mesmo?

Daí veio a abolição e o que foi feito para reparar este crime hediondo para com a raça negra? Nada, absolutamente nada. Os coronéis e donos de propriedades preferiram trazer os europeus ao invés de arrendar terras aos negros que já estavam ali. Ao negro permaneceu a delegação de serviços marginais, só que então a troca de alguns trocados. Desde o Brasil colônia foi criada uma imagem do que o negro era nada mais que um bicho e muitos retardados, playboys sub produtos de latrina que se intitulam nacionalistas ainda defendem esta idéia absurda.

Agoram criam esta timida tentativa de reparação com a raça e vocês ficam cheios de "dedinhos". Mas o problema maior parece ser que tais pessoas não estão suportando ver que o negro atual não abaixa mais a cabeça, resolveu se impor, usa peruca loira e tem orgulho do cabelo pinchaim. Criou moda e muitos acompanham. Antigamente só o sinhozinho comia a nega bunduda agora as loiras se derramam nos braços dos negão. Isto parece ferir a condição ariana tupiniquim. Simplesmente ridículo.

Todos devem estar achando que sou um negão né? Pois saibam que sou polaco de alma negra, coração vermelho, e mentalidade amarela. As cores não me importam, o respeito ao ser humano sim.

Se a coisa caminha assim, os "euro-descendentes" vão daqui a alguns dias dizer que o holocausto não existiu.
ZuzoBem Gara (Euro-descendente) em 04 de fevereiro de 2008 às 20:01:26»
E se fosse ao contrário, um afro-descendente clamando, babaando por um assento "cota racial"? Deveríamos mandá-lo "práquele lugar", de primeira classe? Aí, não né? Um negro se insurgir contra um branco, não é crime...
avatar
Ester Castro em 03 de fevereiro de 2008 às 19:59:19»
Infelizmente ainda são tão comuns tais atitudes racistas.... ma
Amanda em 03 de fevereiro de 2008 às 19:32:56»
ÓTIMO!!!

Sem mais comentários! Só o texto já é o suficiente!!!

clap clap clap clap clap clap clap clap clap
NUM G05T0 D3 U54R L33t em 01 de fevereiro de 2008 às 22:08:34»
IIIIIIIIEEEEEEEEHHHHH!!!!!!! clap clap clap
avatar
LanternaVerd3 em 01 de fevereiro de 2008 às 18:14:20»
concordocom o segundo comentario (MoNgOw)
e se eu fosse o comandante do avião... eu faria a mesma coisa. racismo é crime
avatar
nightcrawler em 01 de fevereiro de 2008 às 17:17:40»
é triste dizer,
mas essa história me parece estar
longe de acontecer realmente.
QUE PENA clap
Fera641 em 01 de fevereiro de 2008 às 16:36:31»
Apesar de achar que o Brasil eh um país multiracial, que jah está superando este grave erro de preconceito, gostei mto do texto.
Parabéns Loira.
avatar
Daniela em 01 de fevereiro de 2008 às 16:18:42»
Hauaiaihaihiahhaihaihiahiahihaihaihaihihaiaha

Brasileiro do sertão me mata!
IRON GIANT em 01 de fevereiro de 2008 às 16:14:40»
Loira interessante, é bom lembrar que a classe trabalhadora é a que faz o trabalho horrível enquanto a plutocracia domina o esse mundo fud*** de cabeça para baixo.
avatar
Paulinha em 01 de fevereiro de 2008 às 14:13:23»
Muito bom texto.... retrata exatamente como deveriiia ser a sociedade neh !!!!!
Pois tenho certeza de q na real isso seria ao contrario..... a comissaria e o comandante jamais fariam isso !!!!
O maximo q poderia acontecer eh nada..... eles dizerem q não poderiam muda-la de lugar...... mas não afrontariam assim a mulher !!! infelizmente.........
avatar
LoiraInteligente em 01 de fevereiro de 2008 às 14:03:33»
Tchago, Gostei do tri-legal. Obrigada.
avatar
LoiraInteligente em 01 de fevereiro de 2008 às 14:01:18»
Oh! Idasq,

Não é só com os fumantes. Se bem que esses andam sendo a bola da vez.
O Brasil é lindo, mas tem um preconceito crônico. Tudo que é diferente suscita uma certa distância. Acredito que o pior preconceito que sofremos é o de classe trabalhista. Temos o hábito de valorizar as profissões que envolvem formação e esquecemos os outros que fazem todo o "trabalho sujo". O único faxineiro que vi ser bem valorizado foi o Ribamar do Sai de baixo.
Régia em 01 de fevereiro de 2008 às 13:30:30»
Eu já conhecia essa historia,
e bem feito pra essa senhora clap clap

ela devia era ser presa!!! ma ma evil
Lala em 01 de fevereiro de 2008 às 13:23:51»
Muito bom clap
Inclusive a foto também mrgreen
avatar
donta18 em 01 de fevereiro de 2008 às 12:33:28»
Brasileiro
q história hein
e eu e meu nos acabamos de rir da frase final da sua mãe
show de bola as duas histórias biggrin biggrin biggrin biggrin
Brasileiro do Sertão em 01 de fevereiro de 2008 às 10:45:05»
Achei o post da Loira Inteligente o maior barato!
Bem feito prá esta mulher babaca deixar de ser preconceituosa! clap
mary em 01 de fevereiro de 2008 às 10:26:05»
clap Nuito bom este artigo das diferenças de banho.... aliás, encantador. Dei boas risadas nesta entrada de carnaval.
avatar
tchago em 01 de fevereiro de 2008 às 10:14:57»
Loira inteligente,,,, vc esta de parabens,, isso e trilegal tche.,.,,.,.,uma bela liçao de bom censo e carater,,,,,,,,,,,, falo e disse,.,.,.,.,.,.,,.,.,.., clap clap clap clap clap clap clap
Brasileiro do Sertão em 01 de fevereiro de 2008 às 09:52:50»
Tem babaca de todas as cores mesmo que se acha.
Eu e minha mãe fomos resolver uma parada no Banco "Bradesco" que se vc cair nas garras dele é melhor ser assaltado por um ladrão na rua, levar umas porradas e se der parte dele, "talvez" a Polícia te escute.Os Bancos te assaltam na boca do caixa e vc não tem prá quem reclamar.
Foi eu e minha mãe em nossa agência e ela irada com o descaso e como ninguém fazia nada, começou a xingar à gerente.
Envergonhado com o mico fui lá prá fora e de dentro do carro só a ferrugem, comecei a buzinar a chamando para que ela viesse logo.
Um negão baiano chegou em sua Hilux zerada todo lindão e se achando "O CARA", estacionou na minha frente, se tocou com as buzinadas e começou a me xingar quando minha mãe vem saindo e deu de cara com ele e ainda o ouviu dizendo:
- Cê sabe com quem tá falando? buzine de novo prá ver!
Minha mãe mais irada ainda disse prá ele:
- Ele tava me chamando viu? e sei muito bem quem é vc: uma ruma de merda ambulante! Deixe de ser besta e bote a sua boca no saco ou quebro esta sobrinha na sua cabeça.
- Vou processar a senhora por racismo!
Minha mãe mais irada disse prá ele:
- Negro é preto e merda é marrom e lhe chamei de merda, não de negro, agora me processe!
lol lol lol lol lol
avatar
Alfredo em 01 de fevereiro de 2008 às 09:41:57»
Loira Inteligente, esse post tem a sua cara! Mas não podemos nos esquecer que hoje em dia existe um tipo de preconceito muito sutíl e tolerado, que é aquele exercido contra os fumantes. Ser fumante virou sinonimo de persona non grata.
avatar
MoNgOw em 01 de fevereiro de 2008 às 09:41:05»
deveria colocar a "véia" no bagageiro!!!!!!!!! twisted twisted
aff em 01 de fevereiro de 2008 às 09:33:15»
povo mais preconceituoso, essa senhora tinha era que ser presa.
mas em relaçao ao post excelente luisao a muito tempo nao se via um post dessa qualidade, com uma moral da estória interessantissima.