Faça o seu comentário

:

:







Comentários

Página 1 de 2 (80 comentários)
« Ant. | Primeira | 1 | 2 | | Última | Prox. »

carlos rodrigues em 17 de novembro de 2013 às 12:25:49»
É lamentável e preocupante que a USP, que já foi referência no ensino universitário, chegar ao ponto
de ser invadida por vândalos universitários que são
comandados por fundamentalistas que se beneficiam das
verbas e benefícios de um partido que outrora se apresentava como baluarte da democracia.
Hoje, que conseguiram o poder, está mergulhado em vários
casos de corrupção tais como o mensalão. lamentável!!!
Raoni em 16 de novembro de 2011 às 01:15:40»
reaça
jf em 13 de novembro de 2011 às 16:39:08»
Fico enojado em ler esses comentários de pessoas que tem por traz um paitrocinador, com direito a tudo, que reclama da violência, mas sustenta ela dando dinheiro a traficantes e estupradores. Engraçado ninguém olha para o seu umbigo.
E ainda, vão ficar putinhos porque falei isso KKKKKKKKKKKKKKK.
avatar
Nerd guy em 12 de novembro de 2011 às 12:44:47»
Ja foi tarde. Nunca ouviu dizer que contra fatos não há argumentos?
Guilherme GC em 12 de novembro de 2011 às 12:26:17»
Com 'falar merda sobre o que falo', não quis dizer dar opinião contrária, quis dizer desrespeitar, como se eu estivesse tentando, com minha opinião, apenas defender um bando de maconheiros.

Mas já vi que aqui não se respeita muitas opiniões, e segundo o exemplo da 'dePaula', também deixo esta discussão
avatar
jhonny em 12 de novembro de 2011 às 11:51:20»
"só vi falarem merda sobre o que falo"

Pois, pare de falar merda.

...
O cara, manda uma dessas e ainda diz que não tenta se impor.
ma ma ma
Guilherme GC em 12 de novembro de 2011 às 11:25:11»
Não, eu me ponho no lugar que quero.

Jhonny,
Claro que estou enchendo o saco, afinal, até agora só vi falarem merda sobre o que falo sem mostrar nenhum fato contra. Já disse, não quero impor nada, quero ouvir algo contrário baseado em fatos.
avatar
jhonny em 12 de novembro de 2011 às 10:34:54»
Pow Guilherme,

Apesar de não concordar com a sua opinião à respeito desta minoria, eu te elogiei ai embaixo, pois vi que você está se esforçando para compreensão dos fatos, mas você infelizmente não sabe a diferença em EXPRESSAR sua opinião e tentar IMPOR. Já estava enchendo o saco veio.
Martinho em 11 de novembro de 2011 às 23:05:41»
Aleluia, enfim alguém para colocar este crianção no seu devido lugar. Nunca vi ninguém tão mala quanto o imbecilzinho. pqp
avatar
Redação em 11 de novembro de 2011 às 22:37:26»
dePaula, distorcer propostalmente o que eu disse só faz transparecer sua dissimulada mágoa e a necessidade de imposição idiossincrática.

Melhor assim, não gasta seu tempo e nem o meu com fúteis susceptibilidades acadêmicas.


Importa sim Guilherme, te colocan no seu devido lugar.

Abraços fraternos
avatar
dePaula em 11 de novembro de 2011 às 22:22:10»
Os links podem ser podres para você Admin, mas pode ser de interesse dos que estão participando da discussão, no importa o lado, mas ok, por aqui assunto encerrado pra mim, e não faço questão de ter o "privilégio" de ficar comentando por aqui não, nunca foi de meu agrado perder meu tempo com quem no quer ouvir o que os outros tem pra dizer!
Boa noite.
avatar
100Nossao em 11 de novembro de 2011 às 21:30:58»
Parece que alguém vai dormir de orelha quente hoje LOL smile
Guilherme GC em 11 de novembro de 2011 às 21:11:14»
Não quero ganhar no cansaço, mas defendo minha opinião até o fim.

Limite?? desconheço mesmo. Se acho que cabe um protesto em relação à algo, não consigo encontrar limites. Talvez seja um defeito. Talvez não.

Pouco me importa seu grau de qualificação, o do seus filhos, e como e quando conseguiram isso. Que eu saiba, isso não foi posto em questão.

Sim, eu tenho uma ideologia, e defendo ela até o fim, não importa o que vou ter que ouvir. Em relação à leitura, desde quando você me conhece pra saber o que eu li e leio??

Se você acha que lutar contra as imposições de um reitor que simplesmente cala suas turmas é errado, impensado e grotesco, respeito sua opinião, mas à mim parece a opinião de quem fecha o olho aos fatos.

Você não conhece nada à respeito de minha ideologia, portanto não cabe à você classificá-la como burra.

E quanto aos seus filhos, parabéns, e sinceramente, não me importo à respeito da opinião deles em relação à todas essas manifestações, desde que tenham opiniões próprias, não baseadas no que a mídia está impondo (não disse que sua opinião é desse tipo. caso esteja parecendo isso, não é a intenção). Também não me importo se a opinião deles é exatamente igual à que a mídia impõe, desde que tenham parado pra analisar as notícias que chegam à eles, questionado, procurado outros pontos de vista. Pode soar estranho eu ter dito isso da forma que disse, mas, na minha opinião, e acho que você vai concordar comigo, o Brasil precisa de mais pessoas que questionem o que ouvem. Espero que você e seus filhos sejam assim.

E espero que tenham sucesso em suas atitudes que visam mudar o mundo (não estou sendo irônico, caso pareça. Digo isso em relação ao que disse, que seus filhos também querem mudar o mundo. Todo mundo quer, e espero que os que realmente pretendem mudar pra melhor tenham sucesso, não importa o tamanho do que façam), mas, desculpe, acho uma ideologia algo necessário pra isso. Não uma ideologia qualquer, já existente. Sou à favor da formação de caráter pessoal, sem influencias, para que cada um possa criar sua própria ideologia. Sendo seus filhos graduados, ou graduandos, creio que tem plena capacidade para criar suas próprias ideologias sem problemas.

Por fim, quero deixar bem claro que o que pretendia aqui não era, de forma alguma, uma discussão. Deixei isso claro em um dos meus primeiros comentários, quando disse que queria uma discussão cordial. Gosto de conversar com quem tem opiniões contrárias à minha. Gosto de conhecer outros pontos de vista. Porém, ainda a maioria tendo discordado das minhas opiniões, acabei não vendo fundamento nas outras opiniões. Faltou algo. Talvez um link, de alguém de dentro das manifestações (não importa o lado), que mostre que as notícias nas quais estou me baseando são, de alguma forma, falsas, ou que retratam os acontecimentos de forma superficial. Faltou um fato que contrariasse os que eu postei, na forma de link, alguns dos quais foram deletados

Para encerrar, apenas gostaria de declarar que mantenho firme minha opinião, sou contra a PM dentro de qualquer campus, salvo aqueles que não tem condições de manter a segurança sem tal intervenção, o que não é o caso da USP. Portanto, sou contra a PM na USP porque a universidade tem condições de atender às reivindicações feitas pelos estudantes desde 2007, as quais NUNCA envolveram a utilização de qualquer tipo de droga dentro do campus. Então, na minha opinião, o fato de o Reitor ter firmado o convênio com a PM não demonstra nada mais do que sua intolerância em relação à protestos de qualquer forma. Novamente afirmo, como fiz várias vezes em outros comentários. Não importa se as reivindicações serão atendidas ou não. Conversar, ouvir os alunos, não custa nada, e pode evitar fatos constrangedores, como está sendo todo este caso, para ambos os lados.

Obrigado,

Abraços
avatar
Redação em 11 de novembro de 2011 às 20:37:13»
Vou repetir porque pessoas como você tem problemas para razoar em seu pequeno mundinho de assertos: quer discutir, dialogar, brigar, se matar e, inclusive, me insultar nos comentários? Fique a vontade, mas não poste mais links "podres" no MDig.

Eu poderia tentar explicar o que é SEO para você, mas creio que seria uma perda de tempo.

Espero que isso tenha ficado claro, Agora dá licença que preciso assisitir a novela da "Grobo". mrgreen

Abraços fraternos.
avatar
Redação em 11 de novembro de 2011 às 20:24:13»
Atitude típica de quem não sabe onde parar, que perdeu o semancol (ou nunca teve), que quer "ganhar no cansaço" e cuja educação não contemplou o significado da palavra "limite".

Estou pouco me lixando que alguém como você seja contrário a minha opinião -que a bem da verdade, nem emiti-, simplesmente porque eu não vou perder meu tempo com quem teoriza sobre responsabilidades e que desconhece o que é uma vida acadêmica. Mas sim, eu sou favor do policiamento em qualquer ambiente público, sobretudo naquele que funciona com base em impostos. E também sou totalmente contrário ao uso de drogas, bebidas alcoólicas inclusas.

Ao invés de insistirem neste afetado senso de superioridade intelectual de que não restou nenhuma lição e de querer exigir a todo custo um Direito de Reposta depois do leite derramado, parece mais latente o Dever de Desculpa com a sociedade que banca a instituição. Se por um lado a educação é um direito do cidadão e um dever do Estado, é dever do aluno zelar por seu patrimônio como se fosse uma posse de ordem pessoal e não sair depredando e quebrando tudo.

O mais irônico desta história é que os alunos que poderiam mostrar algum tipo de descontentamento porque usam busão lotado, são ratos de bibliotecas para não precisar adquirir livros, vivem em repúblicas, comem mal, dormem mal não participam deste tipo de manifestação, pois a vida acaba lhes ensinado o que é ser responsável, que muitos fariam de tudo para estar ali no lugar deles.

Na sua idade Guilherme, eu já estava na universidade, fazia meus bicos para pagar o material de estudo (não tinha esta moleza de bolsa-trabalho, na verdade às vezes trabalhávamos de graça) e agradecia por ter tido a sorte e competência de poder frequentar uma boa escola pública. Na sua idade meus filhos já superavam o segundo período de seus cursos. Eles também querem mudar o mundo, mas estão trabalhando duro e de forma inteligente para isso; não perdem seu tempo viajando em ideologias burras nem defendendo e justificando atitudes impensadas e grotescas. Isso é coisa para fracos.

"Vai garrar" um livro para ler, de preferência um que lhe possibilite atitudes menos arrogantes e que o ajude a passar no vestibular. Talvez assim, após alguns anos de estudo, aprenda a transigir e note que o mundo não gira ao redor do seu umbigo.

Abraços fraternos
Guilherme GC em 11 de novembro de 2011 às 19:50:46»
atitude típica de quem não tem argumento, mas tem uma arma na mão para impedir que as pessoas mostrem seus argumentos e opiniões.

COINCIDENTEMENTE, isso é o mesmo que ocorre na usp desde que Rodas assumiu a reitoria. Ele não quer que as pessoas se expressem contra a reitoria, então em grandes manifestações, chamava a PM. Agora que a PM está lá, ele não precisa fazer mais nada, que as manifestações são reprimidas antes de se iniciarem.

Aqui, eu estava postando minha opinião, e colocando os links, nas quais elas se fundamentam. Você não admite que sua opinião seja contrariada (ou pelo menos que se mostre os fundamentos que baseiam a opinião contrária à sua).

Entendo porque você é à favor da PM dentro do campus. Assim como quem colocou a PM lá dentro, e a própria PM, você não admite nada que contrarie sua opinião de forma consistente.
avatar
Redação em 11 de novembro de 2011 às 19:31:58»
Gulherme, para quem comenta logo abaixo que frequenta este site há muito tempo, você demonstrou que não conhece nada dele. Se tivesse se dado ao trabalho de ler o Editorial saberia que aqui existem regras e que estas devem ser seguidas. O MDig não é uma agregador de links e muito menos filial da central de desculpas da USP. Quer discutir, dialogar, brigar, ponderar? Fique a vontade, mas chega de colocar links "podres" no site.

Comentar no MDig não é um direito senão um privilégio. Quer mantê-lo, respeite as regras. Avisado está!
avatar
Tyr em 11 de novembro de 2011 às 08:14:14»
Pra encerrar!
Aos militantes do protesto sem causa: (Se é que eles ouvem a opinião contrária á eles)

Vejam bem como foi toda essa tragicomédia e o que vocês conseguiram com isso? A mídia manipulou pra transformar vocês em palhaços? Se sim, só posso terminar dizendo que aceitaram o papel, se não o mesmo é válido. Porque absolutamente ninguém que não é do grupo estudantil engoliu essa história de reivindicação junto a reitoria.

Essa, os estudantes perderam. Fica ai a lição.
J u n i c o aqui em 10 de novembro de 2011 às 23:51:25»
Perai, deixa ver se entendi, o garoto nem entrou na universidade e já exibe a arrogância de chamar aqueles q ñ concordam com sua opinião de alienados. Kkkk. Pois um dos sinônimos de alienado é por extensão extasiado, demente. Algo parecido ao estado de quem se cre um universitário repetindo a velha retórica burra socialista. Quem é mesmo o alienado?
J u n i c o aqui em 10 de novembro de 2011 às 23:03:19»
Estranho é que no início os maconheiros foram tratados como heróis e de repente ninguém mais fala no assunto. Que amadorismo meu...Kkkkk
J u n i c o aqui em 10 de novembro de 2011 às 22:58:13»
Porra Luis, de repente arrumou um bando de leitor do MDig hein. Os caras aprontam uma patacoada destas e agora ficam como loucos tentando encobrir a besteira.

Meu nick continua bloqueado...
Guilherme GC em 10 de novembro de 2011 às 22:26:11»
valew. você é universitário??
avatar
jhonny em 10 de novembro de 2011 às 22:06:59»
Aeronáutica?

Espero que você passe. Boa sorte camarada.
Guilherme GC em 10 de novembro de 2011 às 21:53:08»
Não, pretendo prestar Usp-São Carlos.

Obrigado, procuro me manter antenado inclusive com situações que não me afetarão diretamente, como é o caso de toda essa manifestação na USP-SP, uma vez que, se está acontecendo em um lugar, nada garante que isso não se espalhe pra outros.
avatar
jhonny em 10 de novembro de 2011 às 21:40:49»
Olá Guilherme GC.
Estava eu cá, lendo os comentários e vi que você vai prestar engenharia. Você pretende prestar Poli?
É bom saber que existem jovens antenados como você.
Guilherme GC em 10 de novembro de 2011 às 19:31:21»
Parabéns martinho, era disso que eu precisava. Você é o exemplo perfeito do que a manipulação da população pela mídia faz.

Se você gosta de lamber a merda que os políticos vem jogando na cara da população, lamba, problema é seu, mas não se esqueça que TODAS as mudanças que ocorreram no brasil, PRINCIPALMENTE os protestos contra a ditadura, partiram de universidades.

Este é só mais um protesto contra uma atitude que o PSDB, com o excelentíssimo ex-governador José Serra, praticou, colocando um reitor que perdeu a eleição pra reitoria, no cargo, podendo, assim, controlar facilmente o que ocorre no maior núcleo do Brasil de estudos da sociedade.

Se é contra, ok, mas peço que não me ofenda. Em momento nenhum ofendi alguém em meus comentários.

O fato de ter chamado de alienados grande parte da população brasileira é FATO. Não dirigi isso especificamente à ninguém.

Mas sinta-se à vontade para lançar algum argumento contra tudo o que eu disse. ARGUMENTO. Não adianta chegar falando merda, como fez abaixo.
avatar
Redação em 10 de novembro de 2011 às 13:12:55»
Ao que parece, os melindrosos, que acham que suas atividades duvidosas estão acima do bem e do mal só porque tiveram uma melhor chance, andam vendo muito Ratinho e Veja. Tem que ver isso aí!
avatar
jimmyf3l1pe em 10 de novembro de 2011 às 12:12:02»
Faz um bom tempo que leio o MDIG e o NDIG e é a primeira vez que vejo um post tão lamentavel, eu esperava isso do Ratinho, de jornalistas da Veja, de qualquer um, menos do Admin.
avatar
Tyr em 10 de novembro de 2011 às 05:45:09»
Acho que o que o Martinho quis dizer foi:
"A cagada ja foi feita e não adianta querer justificar. Portanto, façam a gentiliza de arrumar essa bagunça e pensem melhor antes de começar uma revolução."

Eu li alguns links que o Guilherme GC postou abaixo. O que acho? Que se queriam melhorias na reitoria escolheram o momento mais errado possível, ainda mais com agravante de haver drogas na história. Foi um belo gol contra que o pessoal do corpo discente marcou.

Uma coisa eu aprendi quando se mete em algo grande: Tenha do seu lado o apoio da opinião publica. Isso facilita. Só que ai não foi o caso.
Martinho em 10 de novembro de 2011 às 00:05:47»
Nojento como os defensores querem vencer pelo cansaço e se repetem e repetem. Nojento a cara de pau de dissimulados que mudaram o discurso de ontem para hoje. Como pegou super mal a história dos maconheiros, criaram estorinhas para justificar o injustificável. Fazem cagada e culpam a mídia. É vergonhoso como a burguesia vadia usa velhos discursos esquerdistas para parecer que estão fazendo algo que tenha mesmo alguma importância.

...não se cala nenhum estudante, de nenhuma turma, de nenhum grau de ensino...

Ai que lindo utópico e poético... vai ajudar sua mãe a lavar os pratos crianção.

Se cala sim, principamente quando age de forma radical, à margem da lei. Se é macho para quebrar e depredar, tem que ser homem para ir para a cadeia, para levar porrada, para assumir a cagada que fez. A maior parte destes playboyzinhos viciados quer fazer uma revolução em um copo de água mas abanam o rabinho quando mamãe chama. Descubram o que é responsabilidade ou arquem com as consequências! Simples assim!
avatar
dePaula em 09 de novembro de 2011 às 23:25:23»
Só para encerrar, Martinho, quanto ao seu comentário "Alguém tem que avisar a estes imbecis que não estamos em época de ditadura militar, e que assim como qualquer pessoas devem respeitar os rigores da lei" já parou para questionar se são só "imbecis" que participam desses manifestos? ou se de fato existem pessoas engajadas em um projeto de futuro melhor a partir de reivindicações em nossa política, como no campo das leis que vigoram em nosso país ?! não me refiro a reivindicar leis por exemplo de legalização de drogas, mas leis de modo geral, as quais todos sabem que não são todas de agrado a maioria da sociedade, acredito que o Brasil esteja passando por um momento importante, em que pessoas com cabeça aberta para novas idéias estão visando uma melhoria para nossa política, e uma hora a coisa aqui vai estorar, e não vai ser com uma manifestação de meia dúzia de estudantes não, vejam o número de manifestos políticos que o mundo passou e está passando esse ano, e a grandiosidade desses. Eu entendo sua opinião, mas insisto em frisar que devemos olhar para os dois lados da moeda.
valsolleann em 09 de novembro de 2011 às 23:11:55»
Concordo com a dePaula:

https://www.facebook.com/no...

Somos alunos da ECA-USP e visto a falta de imparcialidade da mídia com referência aos últimos acontecimentos ocorridos dentro da Universidade de São Paulo, cremos ser importante divulgar o cenário real do que realmente se passa na USP. Alguns fatos importantes que gostaríamos de mostrar:

- O incidente do dia 27/10/11, quando 3 alunos foram pegos portando maconha, NÃO foi o ponto de partida das reivindicações estudantis. Aquele foi o estopim para insatisfações já existentes.

- Portanto, gostaíamos de explicitar que a legalização da maconha, seja dentro da Cidade Universitária ou em qualquer espaço público, não é uma reivindicação estudantil. Alguns grupos até estão discutindo essa questão, mas ela NÃO entra na pauta de discussões que estamos tendo na USP.

- Os alunos da USP NÃO são uma unidade. Dentro da Universidade há diversas unidades (FFLCH, FEA, Poli, etc.) e, dentro de cada unidade, grupos com diferentes opiniões. Por isso não se deve generalizar atitudes de minorias para uma universidade inteira. O que estamos fazendo, isso no geral, é sim discutir a situação atual em que se encontra a Universidade.

- O Movimento Estudantil, responsável pelos eventos recentes, NÃO é uma organização e tampouco possui membros fixos. Cada ação é deliberada em assembleia por alunos cuja presença é facultativa. O que há é uma liderança desse movimento, composta principalmente por membros do DCE (Diretório Central dos Estudantes) e dos CAs (Centros Acadêmicos) de cada unidade. Alguns são ligados a partidos políticos, outros não.

- Portanto, os meios pelos quais o Movimento Estudantil se mostra (invasões, pixações, etc.) não são decisão de maiorias e, portanto, são passíveis de reprovação. Seus fins (ou seja, os pontos reais que são discutidos), no entanto, têm adesão muito maior, com 3000 alunos na assembleia do dia 08/11.

- Apesar de reprovar os meio usados pelo Movimento Estudantil (invasões, depredação), não podemos desligitimar as reivindicações feitas por esses 3000 alunos. Os fatos não podem ser resumidos a uma atitude de uma parcela muito pequena dos universitários.
avatar
dePaula em 09 de novembro de 2011 às 22:51:29»
Aqui, muito interessante http://pt.globalvoicesonlin...

E no facebook, se for de interesse, procure por:
"Esclarecendo o caso USP (pra quem vê de fora)"

Boa noite para todos, espero que meu comentário tenha sido útil de alguma forma.
surprised
avatar
dePaula em 09 de novembro de 2011 às 22:42:27»
Boa noite, eu estava como todos os dias visitando o mdig, quando esse post me chamou muito a atenção, ainda mais quando observei o que o Guilherme GC falou, eu tenho 4 anos de mdig sem se quer perder uma segunda com as imagens da semana, e nunca me cadastrei, pelo simples fato de não gostar de expor minha opinião. Venho analisando com dedicação esse assunto da USP desde de seu inicio no dia 27, pois é uma universidade na qual eu pretendo ingressar. O principal motivo que me levou a querer opinar sobre isso, é o fato de acreditar na grande influência de opiniões que vc exerce na internet Admin, seus posts sempre foram de grande importância em minha formação de pensamento, mas acho que em relação a isso você poderia expor os dois lados da moeda, me parece que você está contribuindo para a infeliz manipulação de mídia que predomina em nosso país, quando eu li "Drogas, polícia e conflitos... Na favela? Não, na USP" parecia até um típico tema de reportagem de revista como a VEJA. Gostaria de compartilhar um outro ponto de vista, e quem tiver interesse leia, vale a pena, é de um boa análise de fatos que se constrói uma boa opinião!
avatar
Gorski em 09 de novembro de 2011 às 22:41:45»
"Basta saber: maconheiros contra polícia e pronto. Não importa os outros motivos! Já sabemos quem está errado!" G. Oliveira
Guilherme GC em 09 de novembro de 2011 às 21:58:09»
Li, Tyr, agora tenho que sair, dormir que amanha a aula é período integral. Amanha a noite volto.

Faz 3 anos que entro nesse site, e ainda não me cadastrei. uhsuhsuhsauhsa. Se lembrar, amanha faço isso.

Se houver novidades no assunto, amanha a gente continua a discussão. Adoro conhecer outros pontos de vista. Foi muito interessante trocar idéia com vocês.

Valew, Boa noite, até mais.
Guilherme GC em 09 de novembro de 2011 às 21:39:40»
Exatamente, agora é mera especulação, mas uma coisa é fato. O reitor da USP está estragando a universidade. Não se cala uma turma de humanas. Não se cala nenhum estudante, de nenhuma turma, de nenhum grau de ensino.

Todos devem ter voz. Não importa se as coisas vão continuar como estão ou não, mas sentar e conversar é sempre o mais sensato.

Desde que Rodas assumiu, isto não ocorreu. O protesto é esse. Os alunos querem sua voz de volta, que foi tirada sem motivo.

Não importa se as coisas vão continuar como estão ou não, sentar e conversar é o certo, e isto é fato, repito. Não há como negar que uma atitude simples, como ouvir os alunos, e parar pra analisar o que eles tem à dizer, é o que se deve fazer em um ambiente acadêmico.

Se isto ainda ocorresse, muita coisa teria sido evitada, inclusive toda essa confusão.

Talvez se tivesse sido dada a devida atenção aos protestos dos alunos, não aos atuais, mas aos mais antigos, pela melhora nas condições de segurança do campus, muita coisa já tivesse mudado, e não houvesse a necessidade de se colocar a PM dentro do campus.

A PM dentro do campus, até agora, só calou ainda mais os estudantes.
avatar
Li em 09 de novembro de 2011 às 21:36:23»
Imagina Tyr! hehehe entendi que era uma brincadeira.

Guilherme,
Achei que vc tivesse essa idade mesmo, mas achei que você já estudasse na USP. Isso é um bom sinal!
avatar
Tyr em 09 de novembro de 2011 às 21:30:52»
Guilherme
O lado que esta vencendo conta a história que quer! Entenda isso. Você mesmo ainda não viu. Partindo desse ponto, tudo, absolutamente tudo eu sempre verifico.
É muito estapafúrdio essa história toda. Só quando a poeira baixar que vamos saber como realmente tudo aconteceu. Agora é mera especulação.
Sou contra em 09 de novembro de 2011 às 21:30:26»
Ah, sim, deixa eu corrigir:mais de 95% são contrários.

Agora sim, sem mais
avatar
Tyr em 09 de novembro de 2011 às 21:28:22»
Guilherme
Dissimular na internet é útil. Não se engane com isso.
Fazer falarem é o melhor meio de saber várias coisas.
Engenharia? Parabéns!
Guilherme GC em 09 de novembro de 2011 às 21:28:01»
Tyr, sua opinião permanece a mesma?? Algo mudou em relação ao que disse antes?? Continua achando que o protesto é pela liberação da maconha?? (foi isso que me pareceu, ao ler seus comentários)
avatar
Tyr em 09 de novembro de 2011 às 21:26:30»
Li
Eu sei! Mas ia perder a deixa????
Desculpa!
Guilherme GC em 09 de novembro de 2011 às 21:26:16»
É o problema da internet. Não saber exatamente com quem estamos conversando.

Provavelmente vou te surpreender agora.

Tenho 18 anos, pra fazer 19. Não faço faculdade, faço cursinho pré-vestibular.

Não sou da área de humanas, como provavelmente não só você, mas a grande maioria dos que leram meus comentários deduziu, estou prestando engenharia.

Me desculpe pela indiscrição. hehehe.

Você sabe a idade média das pessoas que comentam no MDig??

Muitos me pareceram apresentar argumentos muito menos convincentes, muito menos coesos, do que muita gente da minha idade.
avatar
Li em 09 de novembro de 2011 às 21:24:53»
Poxa Tyr, eu estou bem longe da menopausa. Pelo menos espero. eek
avatar
Tyr em 09 de novembro de 2011 às 21:22:32»
Guilherme GC
em média 25/30 anos.
Li, não diz não! Ninguém quer saber que vocè ja entrou na menopausa! lol
avatar
Li em 09 de novembro de 2011 às 21:18:50»
Rapaz, não seja indiscreto perguntando a idade dos outros. Principalmente de uma mulher.

eek redface
Guilherme GC em 09 de novembro de 2011 às 21:13:56»
e qual a idade média da galera que comenta por aqui??
Guilherme GC em 09 de novembro de 2011 às 21:13:13»
Li, só por curiosidade, qual sua idade??
Guilherme GC em 09 de novembro de 2011 às 21:10:11»
O DCE foi contra a invasão, mas perdeu por 9 votos. Mesmo assim, apoiou e ia organizar, afinal, perdendo ou não, essa é uma das funções do DCE. Até que foram hostilizados, e não puderam participar da organização da invasão (sim, existe organização em uma invasão), mas mesmo assim, manteve apoio, porém não participou. Foi mais um apoio moral.
Parabéns 'sou contra', mostrou que está pelo menos 2 dias atrasado em relação ao assunto. uhsahuashuashuashu.

Seu comentário me fez rir
Página 1 de 2 (80 comentários)
« Ant. | Primeira | 1 | 2 | | Última | Prox. »