Faça o seu comentário

:

:







Comentários

avatar
msp1500 em 30 de março de 2013 às 19:23:23»
Essa aí até eu apalpava.
rsrsrsrsrs
Pafúncio em 24 de abril de 2012 às 13:09:26»
Ah se todo BAR fosse assim, eu virava alcólatra
E vamos que vamos rumo a cirrose!
avatar
Sentinela em 24 de abril de 2012 às 00:37:10»
Ou pode ser o Gael García Bernal, que eu não reclamo... sha
Sou revistada e revisto de volta wink
avatar
Pitralon em 23 de abril de 2012 às 20:49:21»
Maria, parece que todos nós, homens e mulheres, partilhamos uma mesma opinião:
seria ótimo chegar a um aeroporto e, por questões de segurança (lógico!) ser apalpado, demorada e minuciosamente, apenas por quem corresponda ao nosso ideal erótico.
wink
avatar
Marya em 23 de abril de 2012 às 08:51:50»
Aqui todos respeitamos a opinião uns dos outros... porém, noto ligeiramente que a opinião masculina sempre acaba prevalecendo sobre a opinião feminina... será o nosso gene ancestral Machismus Insistentis falando mais alto? ... rolleyes rolleyes mrgreen
avatar
Sentinela em 22 de abril de 2012 às 21:24:04»
Realmente, Pitralon. Pensei no que você argumentou, e de fato você está certo. Mesmo não sendo uma opinião que partiu de mim, eu aceitei e respeitei.

"Se ela fosse comprovadamente lésbica", se a Bar Rafaeli tivesse provas, se não fosse algo subjetivo, eu até insistiria no meu ponto de vista anterior. Mas me redimo (ou pelo menos tento neutral ) nesse segundo comentário.

Não sei com quem está a razão.

Pitralon, você me convenceu. E (algo que valorizo muito e considero importante), foi educado e coerente nos argumentos. clap
avatar
Tyr em 21 de abril de 2012 às 07:37:32»
Curioso mesmo notar que foi justamente o que pensei (o comentário do Pitralon) mas o restante foi direto no óbvio. A modelo de cara fez duas coisas, levou o caso a conhecimento publico com direito a imprensa e de quebra taxou a encarregada da revista. Não havia ficado claro a intenção de auto-promoção á custo ZERO?
avatar
Pitralon em 21 de abril de 2012 às 07:32:26»
Sentinela, onde está escrito que a funcionária do aeroporto É lésbica?
Essa avaliação partiu de uma vedeta que, não suportando as contrariedades a que está sujeito o povão, atribuiu essa etiqueta a um ser humano, profissional e socialmente seu "inferior".
É, portanto, uma avaliação subjetiva. O problema aqui é ela ser alguém que busca protagonismo a qualquer preço e esse seu preconceito foi usado como poderia usar outro qualquer. O problema aqui é ela não ter nenhuma autoridade moral, pois vende e expõe o corpo e a sua imagem. Quem quer moralismos comece por dar o exemplo. Certo?
E há também a questão da funcionária. Seja ou não lésbica é o trabalho dela. Apalpa centenas de mulheres por dia e uma delas acha que ela é "aparentemente lésbica", logo não pode exercer a sua profissão. Segundo esse critério (suspeita+preconceito) quantas pessoas no mundo teriam também de mudar de profissão?
Acho inquietante que haja pessoas inteligentes sem a inteligência nem vontade para dominar e vencer os seus próprios preconceitos sociais, sexuais, culturais, étnicos... Eu também tenho preconceitos em relação a elas (deviam ser atiradas ao mar) mas controlo-me e nada digo, na esperança de que constatem que também elas podem ser vítimas dos preconceitos dos outros.
avatar
Sentinela em 21 de abril de 2012 às 02:30:08»
Eu também concordo com o Moonwalker. Que sentido tem garantir que uma mulher não será revistada por um homem, se deixam uma lésbica revistá-la?

E, NÃO QUE EU ESTEJA QUERENDO COMPRAR BRIGA, discordo do Pitralon. Não é por que ela vende sua imagem que qualquer uma pode assediá-la sem punição. Nem mesmo se ela fosse puta (e a discussão não é essa) seria correto admitir uma atitude de quem realiza o trabalho com "outras" intenções.
Arcanis em 20 de abril de 2012 às 20:02:53»
Eu a julgo como aparentemente perfeita.
Brincadeiras a parte, concordo com o comentário do Moonwalker.
avatar
Tyr em 20 de abril de 2012 às 18:56:05»
Odeio fazer isso, mas lá vai...

"Se ela, por um simples momento, avalia uma funcionária a executar o seu trabalho como "aparentemente lésbica" (tavez até "aparentemente palestiniana" ) eu, a julgar pelas fotos encontradas na net, avalio esta modelo israelense como "aparentemente puta"."

Eu ri!

lol
avatar
revolt4d4 em 20 de abril de 2012 às 14:57:55»
Não concordo. V
avatar
Pitralon em 20 de abril de 2012 às 11:17:13»
Para quem não tem qualquer preconceito em vender a sua imagem, em usar seu corpo sexuado como ferramenta de trabalho, em posar para fotos desinibidas exibindo seus atributos erógenos para deleite de "tarados"... esta israelense apenas parece querer publicidade grátis.

Se ela, por um simples momento, avalia uma funcionária a executar o seu trabalho como "aparentemente lésbica" (tavez até "aparentemente palestiniana" ) eu, a julgar pelas fotos encontradas na net, avalio esta modelo israelense como "aparentemente puta".
avatar
Moonwalker em 20 de abril de 2012 às 09:47:33»
Posso estar sendo preconceituoso, mas não seria o caso de vetar homossexuais nesta função?
Mulher revista mulher e homem revista homem justamente para não acontecer esse tipo de coisa. Uma mulher com orientação sexual masculina revistando outra mulher é o equivalente a um homem revistando.
Tem gente que não entende que mesmo que você goste de uma apalpada, você não quer ser apalpado no ônibus, na fila, na revista...
avatar
Confortably Numb em 20 de abril de 2012 às 09:22:48»
guardinha ligeira.... rolleyes
avatar
Leo Sllyver em 20 de abril de 2012 às 06:53:06»
Deve ter sido muito ruim apalpar ela... e não poder fazer mais nada!
avatar
revolt4d4 em 19 de abril de 2012 às 23:56:26»
Aff
avatar
m4GnUm em 19 de abril de 2012 às 22:11:55»
meow Deos...... eu apalpava facin.... surprised clap
avatar
Politico Honesto em 19 de abril de 2012 às 21:56:25»
Profissionais homossexuais devem adorar esse trabalho.
avatar
LukeSchimmel em 19 de abril de 2012 às 20:44:14»
Deixa eu <s>apalpar</s> revistar também lol
avatar
Tyr em 19 de abril de 2012 às 18:52:46»
Saco! Apaguei meu comentário umas 10 vezes!!!!!