Faça o seu comentário

:

:







Comentários

avatar
Politico Honesto em 16 de março de 2013 às 15:00:27»
O contrário parece ser verdadeiro, em alguns casos.

"Mas não saberia debater com alguém sobre religião, não sei se sou eu que não entendo o argumento dos meus professores ou eles mesmo que me enrolam com respostas inúteis."

Quem consegue obter um esclarecimento através de questionamentos pode mesmo ser mal compreendido (no sentido de teimosia) por aqueles que têm a mente fechada e rejeitam qualquer argumento além de sua crença. Como eu disse no começo, parece que a fé exagerada, cega, anula a capacidade de raciocinar de pessoas assim – é praticamente a mesma situação de uma lavagem cerebral.
Jaderson em 26 de novembro de 2012 às 16:59:08»
Amina, é verdade. Mas se vc estiver errada, Ele estara vendo isso que vc escreveu... Imagine como Ele se sente sobre um filho por quem morreu para salvar e que mesmo assim o despresa.
NPR em 04 de agosto de 2012 às 19:07:09»
Acredito que sempre há ignorância nos extremos.
Eric em 04 de julho de 2012 às 04:36:57»
gênios*
Eric em 04 de julho de 2012 às 04:36:20»
Sou ateu e não concordo bem com essas pesquisas, tipo, que relacionam ateísmo a inteligencia, ou racionalidade. Tem vários cientistas que eram gémeos e acreditavam em deus Newton, por exemplo.
avatar
Politico Honesto em 20 de junho de 2012 às 11:58:10»
Raciocínio traz soluções.
Amina em 27 de maio de 2012 às 20:39:50»
Nada muito novo o que diz na pesquisa, mas de qualquer forma,é boa.
Eu estudo em uma escola muçulmana, e acho que essa cobrança de religião que se tem todo o tempo, me tornou mais crítica, ainda me lembro que em uma aula de religião, quando a professora falava sobre Noé, comecei a duvidar de Deus(escrito em letra maiúscula por ser nome)
O começo dos tempos que fiquei muito atordoada com isso.
Atualmente me resolvi(mais ou menos).
Mas não saberia debater com alguém sobre religião, não sei se sou eu que não entendo o argumento dos meus professores ou eles mesmo que me enrolam com respostas inúteis.
Pode talvez ser preguiça.
Eu poderia esquecer do tormento e simplesmente acreditar,mas não posso. Não sei como uma pessoa nunca pensou sobre isso.
E agora que começamos a ter aula de filosofia, e "aprendemos" a filosofar, algo que eu á fazia há tempos, todos começam a pensar, raciocinar mais e duvidar.
Não gosto disso, acho que é egoísmo.
Como não querer que tenham cultura, ou conhecer a arte gótica, quero ela só para mim.
Não gosto de compartir conhecimento.
Sou bem estúpida mesmo...
Nossa, disse muita besteira, só como um desabafo serviu.
Se um crente ler isso, um recado:
Deus talvez não exista, sabia?
Thiago peres em 17 de maio de 2012 às 11:55:44»
Voces todos falando com textos longos "pisses me off" ...
Se vcs forem alem do raciocinio logico, passarao por 2 estagios, o primeiro eh nao acreditar em deus algum, o segundo se vc tiver a sorte, eh ver que de tao magnifico que o mundo e o universo eh, algo pode estar por tras disso, e nao eh esse deus que a igreja ve, algo mto mto maior q isso...

Tem sim alguma energia foda por tras de tudo que conspira a favor da criacao, Einstein mesmo disse que essa grandeza maior existe e esta presente sutilmente em tudo que prcebemos.
Sou contra religiao, eh uma merda, mas sou obrigado a dizer q devemos acreditar em ambas a ciencia e essa grandeza desconhecida que denominamos deus.
Caioaews em 07 de maio de 2012 às 11:05:32»
Isto não é meio óbvio??
Uma coisa é vc refletir
outra eh dizer, "um ser magico fez assim"
avatar
Tyr em 02 de maio de 2012 às 08:05:33»
Pronto, um comentário um tanto longo, mas muito bem resolvido. Crença é como amor, intransitivo. Posso sentir, posso explicar, mas não posso transferir.
Muito bem explicadinho Luiz Felipe. Gostei. lol
avatar
Luiz Felipe em 01 de maio de 2012 às 22:47:44»
Adoro essas discuções, poe lenha e prepara a pipoca.

"Obviamente quem vai pelo lado intelectual irá recusar a intuição"
Não necessariamente, eu programo computadores, precisa ser muito racional para conseguir escrever na linguaguem das maquinas. Porem eu sou muito bom programador porque aprendi a programar intuitivamente e não fico racionalizando muito, eu apenas "percebo" a forma que eu quero que o codigo tome.
Einsten era intelectual, mas ele vizualisava suas equações utilizando a sua intuição, somente depois ele usava a razão. Ou melhor, ele usava ambas para atingir os objectivos.
Claro que isso não desmerece a religião, mas ela deveria cuidar da mente humana e não de saber se o universo foi ou não criado por um deus, não precisamos de deus para explicar o universo. Porque ele não aparece e escreve algumas equações no quadro verde para sabermos que ele existe e como o universo funciona.
Tlvez alguns precisem como conforto, por isso alguns omentarios como o do matheus, que sequer podem cogitar que não existe deus algum e a vida não tem objetivo.
Disseram ai embaixo que o ateismo parece um religião, não concordo, eu não fico pregando o ateismo por ai, quer acreditar em deus, acredite, não me importa, o fato de 97% dos hominideos "evoluidos" acreditar não muda minha opnião que eu cheguei usando meu raciocinio. Mas parece que essa postura pode ofender alguns, por mais neutra que possa ser. Claro que existem ateus extremistas, eu já fui um (nivel 5 ateismo, se é que existe) por breve periodo, até perceber que não adianta, que os outros 97% dificilmente vão acordar e pensar por si proprios, é mais comodo continuar seguindo a crença dos pais ou a que te da o melhor conforto, digo, ilusão.

"Esses fanáticos religiosos como o matheus me desanimam, achando que todos são obrigados a seguir a sua crença"
Seguir a crença, é um babaca, ele acaba de ferir a propria crença, pensei que ele não deveria julgar, se bem que os ditos livros são muito contraditorios.

Sempre alguem vem com esse argumento, se Einsten era ateu ou não não prova ou desprova nada. Ninguem vira ateu por conta da aprovação social de outro ateu. Para chegar no ateismo, sempre se deve percorrer um caminho proprio.
E é isso que o texto trata, se voce é racional, invariavelmente pensa por si proprio, acaba por perceber que a crendice é só uma ideia, e que não muda muita coisa não acreditar em deus, exceto ter que aturar alguns crentes chatos.
Na minha opnião algumas crenças são tão absurdas como acreditar no papai noel, chega a ser comico e ridiculo como as pessoas não tem capacidade alguma de pensamento racional.

Eu não quero que as pessoas deixem de acreditar em seu deus, mas elas podiam deixar de ser tão ignorantes e aprender a raciocinar.

Sobre o lado emocional, ele é importante, porem acredito que as emoções devam ser controladas pela razão e não o contrario, metodologia Vulcano de ser.
Pois o odio leva a ignorancia.
avatar
Tyr em 01 de maio de 2012 às 16:31:12»
Discordo veementemente: Nem todo ateu é pensador critico. Por aqui mesmo tem um que só sabe copiar, colar e dizer "Já havia visto isso antes" - Me mostra o senso critico ai!? Vai! Vai! Mostra!??

Meu tutor - Takeo - tempos atras havia me dito exatamente algo igual sobre conhecimento e crenças "Teu conhecimento numa area não te dá direito de querer derrubar todas as outras" - Isso não é algo que se tira de alguém - crença - mesmo porque é perda de tempo e sejamos francos, já vi gente bem passadinha tanto crente quanto ateu.

A questão dos titulares das frases vai longe, pois como já dizia Isaac Newton 'Nem tão aos céus e nem tão ao inferno' mrgreen - Ou será que foi Bethoven ??? Apelativo, é verdade, mas divertido!

Amplexos irmanados.
avatar
Admin em 01 de maio de 2012 às 16:13:57»
Você entendeu o que eu disse Marcelo, mas vou fingir que não e tentar explicar de novo: todo ateísta é naturalmente um pensador crítico (isto não quer dizer e nem suscita necessariamente que seja mais inteligente que um crente), mas nem todo pensador crítico é ateu. A análise criteriosa pode levar, não obrigatoriamente, a renúncia à crença. O que esta pesquisa quer implicar é que as pessoas, inteligentes ou não, que racionalizam têm mais tendência à incredulidade. Nenhuma novidade. Só isso!

De modo que insistir em pontuar argumentações com exemplos em um ídolo popular é invocar de forma apelativa para o senso comum. Por exemplo, ao dizer que "não existe inferno maior que a ignorância", você está parafraseando Sade, um conhecido ateísta. Mas isso não o converte em um.

Abraços fraternos.
avatar
Tyr em 01 de maio de 2012 às 15:17:53»
Luis Claudio
Voce tem a minha idade, você lembra. Não me recordo de alguém que conhecesse mais o projeto de um carro como ele conheceu e sabia os defeitos e acertos que haviam na McLaren, Willians e na sua equipe inicial JPS. Se suscitei então fiz bem, ele sabia das leis da física e mesmo assim rezava. Há mal nisso?

Eu estudo eletrônica, e nem posso ir isso meus joelhos deixaram de dobrar.

[edit]
Em tempo, meu 'Vá pro inferno' não tem o mesmo sentindo do comentário que citou. Apesar de tudo eu levo a máxima de JC - e não é Jonh Connor - ao pé da letra: 'Não existe inferno maior que a ignorância'. Que fique bem claro.
[/edit]
avatar
Politico Honesto em 01 de maio de 2012 às 14:50:06»
"Ouço a torto e direito que o ateísmo se tornou uma espécie de religião."

Alguns monoteístas se esquecem que também são ateus - em relação às divindades (de outras crenças/religiões) que rejeitam.
avatar
Admin em 01 de maio de 2012 às 14:26:46»
Ouço a torto e direito que o ateísmo se tornou uma espécie de religião. Não concordo com isso, mas ainda que fosse verdade, não veria mal algum, afinal as pessoas não devem professar àquilo em que acreditam? Por outro lado, os amigos religiosos deveriam ter mais cuidado em abusar deste argumento por uma razão muito simples: quando dizem que o ateísmo se tornou um religião estão se referindo ao fundamentalismo e portanto falando sobre ignorância; de forma que estão criticando a sua própria condição. Entenderam? Cômico, para não dizer que é idiota.

Marcelo, falar sobre o comportamento de um ídolo nacional do esporte para justificar a crença no improvável, me parece uma grande impostura intelectual para despertar o sentimento de coitadismo. Apelar para o fato de que Ayrton Senna foi um bom cristão não é um argumento para justificar o infra-racionalismo, dizer que Ayrton foi um herói não converte todos os cristãos em boas pessoas. É apenas uma afirmação pessoal (sua) e condicional (para os demais) que visa despertar a simpatia alheia e deturpar o sentido do que propôs a pesquisa.

Mas o pior de tudo, acho que nem você notou, é que termina o seu comentário com a mesma cólera do coitado matheus.

Abraços fraternos
avatar
Politico Honesto em 01 de maio de 2012 às 13:58:42»
Ao menos foi o único doxologista a se manifestar.
avatar
Dominique em 01 de maio de 2012 às 13:44:49»
Esses fanáticos religiosos como o matheus me desanimam, achando que todos são obrigados a seguir a sua crença. Que babaca confused
avatar
LukeSchimmel em 01 de maio de 2012 às 13:37:17»
Esse matheus que "raciosina" aí deve ser "tão inteligente" que não percebe que é uma publicação é uma tradução de um texto cientifico... enfim tem que chamar um interprete para entender o que você que escreve cool
Segundo a Bíblia, você vai ao inferno por odiar o próximo e por julgar e condenar, algo que deveria ser trabalho de todo-poderoso Deus rolleyes
avatar
Tyr em 01 de maio de 2012 às 13:31:10»
Em uma só palavra? D-U-V-I-D-O!
[edit]
Hoje - 1/5/2012 - O brasileiro mais analitico e perfeccionista que conheci morreu. Hoje,18 anos depois ele percorria a pista a pé. Ele conversava com os engenheiros do projeto e de prova perguntando o que podia ser feito. Ele corria pedindo pra ir um volta a mais pra ganhar 1 segundo.
Ele rezava antes de entrar numa prova.
Vai essa pesquisa e todo mundo pro inferno.
[/edit]
avatar
Layla em 01 de maio de 2012 às 09:04:20»
O fanatismo sera sempre equivalente ao grau de ignorancia da pessoa, quanto mais ignorante, mais fanatico.
E ignorancia nao significa apenas falta de estudo.
Assim como fanatismo nao existe apenas o religioso.

Curiosidade, por que fanaticos religiosos estao sempre ameacando, rogando praga e mandando os outros para o inferno?
Alberto em 01 de maio de 2012 às 00:41:22»
Já pararam para pensar que o cérebro humano nada mais é que um conjunto de reações químicas? O cérebro humano tem suas limitações. Não é necessário pensar em termos de religião pois ela só deturpa as mentes das pessoas. Considerar a possibilidade de uma mente superior, sem os filtros do ateísmo (que hoje mais parece outra "religião" wink e da crendice cega, comprova que a pessoa está verdadeiramente interessado em ciência.
Mateus em 30 de abril de 2012 às 23:38:53»
Pra começo de conversa Einstein era ateu, mas crentes insistem em ignorar a sua biografia e gostam de adulterar suas frases. Basta ver um video famoso no youtube que inventa um garoto que desafia seu professor com um discurso que a escuridão nao existe e que na verdade é a ausência de luz. Uma bobagem assim sem tamanho que serve bem para convencer mentes que gostam mais de intuição do que de raciocínio.
Só tem Mateus por aqui?
Matheus em 30 de abril de 2012 às 22:48:06»
"Político Honesto" - Quem "raciosina" não escreve "raciosina".

Já até estou vendo quem vai arder no fogo do "inferno", não é sua religião que prega o não julgamento ao próximo?
avatar
Politico Honesto em 30 de abril de 2012 às 22:18:06»
matheus em 30 de abril de 2012 as 21:41:43 »
"admin ateu f.d.p. porquê não escreve direto que quem raciosina não acredita em Deus Nosso Senhor Jesus Cristo? Tomara que toda sua família queimem no fogo do inferno."

Alguém aí precisa aprender a escrever e a interpretar direito.
Rogerio em 30 de abril de 2012 às 21:52:10»
Se encarar como um estudo fisiológico é interessante. Mas não serve para favorecer ou desmerecer a intuição (religião) ou o intelecto (ciência). Todo mundo sabe que se um homem só usa a mão esquerda, a sua direita será mais fraca. Se usa somente a direita, a esquerda será fraca. Obviamente quem vai pelo lado intelectual irá recusar a intuição, e quem vai pelo lado espiritual irá abdicar da razão. Só não entendo pq cada lado fica querendo tanto provar q o outro esta errado. O homem considerado por muitos um dos maiores gênios da atualidade dizia : " ... Deus não joga dados..." Einstein
matheus em 30 de abril de 2012 às 21:41:43»
admin ateu f.d.p. porquê não escreve direto que quem raciosina não acredita em Deus Nosso Senhor Jesus Cristo? Tomara que toda sua família queimem no fogo do inferno.
Franco em 30 de abril de 2012 às 20:38:56»
E quem disse que crença é "racional"? Crença é supra-racional...Não parece óbvio que o "racionalizar" algo acontece num campo diferente do transcendental ? Se fosse óbvio, não seria crença, seria conhecimento... Esses argumentos...
avatar
Politico Honesto em 30 de abril de 2012 às 20:04:09»
Não é pra menos que religiosos querem oficializar o estudo do criacionismo em algumas escolas.
avatar
LukeSchimmel em 30 de abril de 2012 às 17:19:17»
Essa busca não é vã... Luciano, os humanos tendem a se por em um lugar inferior ao Universo e até mesmo suas próprias crenças. Tipo um Complexo de Vira-Lata, só que em escala de quase toda a humanidade.
Lembre-se que, no passado, era uma busca vã fazer uma coisa mais pesada que o ar voar. Lembre-se que também era uma busca vã navegar em embarcações de metal. Que levou muito tempo para aceitarem Jesus como salvador, que levou algum tempo para firmarem Maomé como um dos 5 profetas. Aposto que em uma época passada também existiu algum egípcio dizendo que era bobagem dizer que Amon não existia... enfim, a única coisa que impede a a busca do ser 100% racional é a própria humanidade.
avatar
LucianoBlues em 30 de abril de 2012 às 16:40:39»
FIRST sha

Cada metodologia que criam, hein ? Dá-se a entender que estão na vã busca do ser 100% racional.