Faça o seu comentário

:









Comentários

Página 1 de 2 (53 comentários)
« Ant. | Primeira | 1 | 2 | | Última | Prox. »

Luciano Blues em 21 de maio de 2010 às 15:36:04»
Post atemporal este. Gostei!
avatar
Pablo em 16 de abril de 2010 às 17:26:04»
Post antigo mas de grande conteúdo...

mas a parte do "nem li, muito grande o texto" foi pra "ri alto"

Quero ver como vai ficar a situação quando a reforma ortográfica entrar de vez no dicionário...
AMANDA DE PAULO AMORIM... em 07 de março de 2010 às 10:58:11»
legal d+....
doida.com em 04 de dezembro de 2009 às 20:46:18»
concordo.
avatar
Near em 09 de setembro de 2009 às 21:50:59»
é mesmo, eu sou um adolescente, trabalho em lan house e te confesso, fiquei surpreso com número alto de palavras que os adolescentes têm, pensei que não chegasse a 100!
o adolescente hoje em dia, ele faz tudo para parecer cool, segue paradigmas idiotas sha , parecem zumbis, não tem personalidade, são perfeitos idiotas lol , eu fico imaginando como será o país daqui a 15 anos, quando eles crescerem.... fool
*eu falo da maioria, mas há exceções, como eu!(18 anos eu tenho!)

eu graças a Deus sou um caso peculiar, adoro ler, leio qualquer tipo de coisa, leio livros sempre que posso, leio textos técnicos, passo normalmente uma hora viajando na Wikipédia enfim adoro ler!
o meu vocabulário deve passar a casa, sem exageros, das centenas de milhares de palavras e se for contar os outros idiomas eu falo mais de um milhão de palavras....(desculpe me se faltou modéstia...)
bah jackson em 12 de dezembro de 2008 às 13:45:39»
vc ai de baixo arrazou e isto ai
Beatriz em 29 de novembro de 2008 às 21:11:07»
Nemli.
HAHAHA,brincadeira,mas eu discordo.
Uma pessoa é culta,se ELA quiser,não se ela jogar video game,ou ultilizar o orkut,msn etc.
Não é querer ser o 'exemplo de adolescente',mas eu entro na internet todos os dias,muitas vezes não faço nada construtivo,e mesmo assim,eu leio,e muito.
Por isso digo e repito, NÃO É PORQUE MILHOES JOVENS USAM TERMOS CONSIDERADOS VERGONHOSO PRA SOCIEDADE,QUE TODOS OS OUTROS USEM TAMBÉM,FINAL NÓS ADOLESCENTES SOMOS BEM MAIS QUE MILHOES! smile
Julian em 25 de novembro de 2008 às 13:38:16»
Parabéns Gabriela!
Eu também acho que sem ler as pessoas não se refletem...hsahsahsasahsahsahsahsahsahsahsa, mas e se houver um espelho, será que mesmo assim não refletiram?

hehehehehehe
Gabriela em 03 de novembro de 2008 às 21:23:19»
eu acho que isso está muito certo!!!!
pois os adolescentes devem saber se comunicar de uma forma mais formal.
continuem assim!!!pois, todo o aluno que ler isto vai se refletir...
obrigada,
isso me ajudou em um trabalho♥♥
kelly em 17 de setembro de 2008 às 10:33:43»
que uma resposta digna ao conteúdo do post? é verdade! só! beleza! é nóis mano!legal................
avatar
Admin em 27 de junho de 2008 às 21:30:32»
P, o texto, ao contrário do que tenha entendido, não é uma crítica ao jovem, senão ao sistema. De forma que não entendi a animosidade. Eu não estou urdindo dados, somente repetindo números. Além de quê, antes de ser uma crítica, é uma constatação.
Concordo plenamente com o seu professor de inglês, mas qual o proveito de saber o inglês em detrimento da lingua mãe. O que adianta saber o que significa WTF se tem dificuldades ao interpretar um texto.
A televisão e o computador podem, sim, auxiliar na melhor formação cultural e acadêmica se usados da forma acertada. Agora diga-me realmente se acredita que um jovem vai aprender alguma coisa passando horas em chats,IM's, etc usando estas abreviações mnemônicas que não acrescentam em nada ao intelecto. De forma que não creio que tenha feito diversas pesquisas sobre o assunto.
Minha mãe me presenteou com um Atari por causa da minha aplicação na escola. Da mesma forma presentei meu filho porque ele, da mesma forma, mereceu. Jogamos sempre e nos divertimos muito. De modo que poderá notar que não tenho inveja do PS3. Sou tiozão, sim, de um garoto lindo de dois anos e ficarei muito feliz que aproveite as oportunidades e tenha a sua notada eloqüência e inteligência quando tiver a sua idade, só que menos arrogante.

Fraterno Abraço
P. em 27 de junho de 2008 às 19:31:39»
Grande porcaria o texto.

Tem cara de tiozão querendo se achar culto defendendo a própria geração e idade e metendo o pau na próxima. Deplorável, autor.

Fiz diversas pesquisas no assunto para um trabalho de faculdade, e pasmem, Video Game, televisão e computador não são meros meios de emburrecer uma pessoa.

Durante uma entrevista com o dono de um dos mais bem conceituados cursos de inglês da cidade (curso para jovens), o cara me contou que antigamente o pessoal ia sem saber nada da língua estrangeira. Nada.
E hoje? eu perguntei. "Hoje os jovens, por terem contato e exposição a uma maior quantidade de informação por meio da Televisão, video game, eles chegam aqui sabendo muito mais coisa. Só corrigimos algumas regras gramaticais, mas o básico, eles já SABEM."

E agora a influência por televisão, quem é que está sofrendo? Vocês veêm malhação e acham que todos os jovens são como os jovens bitolados da rede globo que só falam "caraca, moleque!"! Que hipocrisia, nãããão?

Se conformem. Existem jovens burros, jovens do Créu e do BBB, sim, existem. Mas, o que eu vejo num texto assim, é mera auto-afirmação com a idade. Autor, como foi a tua juventude? Tens inveja de quem não joga atari, joga playstation 3? Pelo jeito, tem.

E não se sinta mal por este comentário, você está só repetindo o que a geração dos seus pais falava sobre a sua. "Onde já se viu esse ATARI? Nossos jovens estão ficando burros!"
Suellen em 08 de maio de 2008 às 13:58:48»
Bem eu não acho isso!

Tenho um bom vocabulário,e gosto muito de ler!

Só não leio quando o assunto não me interessa!

Não quando é grande,o tamanho do texto não me mete medo!

biggrin
avatar
LittleJohn em 10 de abril de 2008 às 08:27:09»
As coisas em Portugal não são diferentes... Os jovens falam sem dizer nada... Com termos horríveis e as poucas palavras do vocabulário na maioria das vezes mal ditas...

Eu preocupo-me porque tenho uma filha de 4 anos e que vai crescer neste mundo não de palavras mas de grunhidos...

Tentarei fazer o meu papel educativo... Vamos lá a ver se consigo.

Abraços
Patricia em 08 de abril de 2008 às 20:21:08»
Infelizmente essa é a realidade da educação no nosso país. Além de ter uma linguagem reduzida, os jovens de hoje em sua grande maioria sequer sabe o significado das palavras que utiliza!!! Ou seja: fala sem nem saber de que está falando. Sem falar que não sabem usar corretamente a e há, mau e mal, virão e viram, etc... Mas tudo bem né, com o presidente que temos e com todos os que já tivemos, até que estamos bem demais...
BETO em 08 de abril de 2008 às 10:29:24»
concordo, mas como era muito extenso o texto, nao o li redface
avatar
binho em 07 de abril de 2008 às 20:55:23»
última revisão :
em vez de 350 palavras , mude para duas :

NOSSA! ADRENALINA
ex.:
Como foi o torneio ?
_Nossa! Adrenalina
_Como foi o show ?
_Nossa! Adrenalina.
_Como foi a apresentação ?
_Nossa! Adrenalina.
_Como foi .... ?
_Nossa! Adrenalina.
_Como foi o funeral ?
_Nossa! Adrenalina.

Pergunte o que é adrenalina.
_Adrenalina é adrenalina.
Nada a ver... em 07 de abril de 2008 às 13:30:49»
Faz sentido
edimar_cs em 07 de abril de 2008 às 12:01:38»
Não li, muito grande, kkkkk. Isso verdade. Já notei muito isso na escola e na vida cotidiana, onde palavras simples tem significado desconhecido por enormes números de pessoas. Há única solução pra esse problema é a educação, e isto implica me toda uma reformulação do sistema de ensino brasileiro, que não ocorrerá tão cedo.
Ryukyu em 06 de abril de 2008 às 23:39:14»
(Certo, dessa vez não é sobre os erros de português)

Eu também acho que tem muito adolescente aqui no MDig se ofendendo à toa. O texto generaliza o bastante a ponto de não precisar que nenhum jovem fique se justificando.
Claro, eles têm toda liberdade de se expressar e se defender, mas os que estão aqui estão tentando provar o improvável, por parte dos leitores e comentaristas do site. Se realmente têm o tal do vocabulário de mais de 300 palavras, guardem para si para utilizá-lo em situações realmente dignas. Gostei muito mais da atitude do filho do sr. Medeiros que sabe das próprias capacidades e que não precisa se justificar por pouco ou tentar provar que não é o descrito no texto, o que é perda de tempo! Utilizem-no para continuar estudando e não o percam tentando provar algo aos outros.
Medeiros em 06 de abril de 2008 às 10:47:55»
Perfeito, eu não conseguiria me expressar melhor. Lógico que não são todos os adolescentes nesta situação. Meu filho, que pediu assustado que eu lesse esta ótima crônica reflexiva, é uma clara prova em contrário. Apesar de ser viciado em computador, como a grande maioria dos adolescentes, ele adora ler e têm uma linguagem fácil e fluente. Graças a Deus.

Faltou também ressaltar que o adolescente deve conhecer milhares de palavras e que as 350 (também acho muito) indicadas são as que ele usa para se comunicar no dia-a-dia, o que explica a pobreza de raciocínio e a falta de diálogo em casa tão necessário à boa educação.
simone em 06 de abril de 2008 às 10:11:39»
o admin está errado. eu li todo o texto e entendi e o texto tem mais de 500 palavras. isso é mentira do mdig que quer falar que os adolescente são burros só que não é verdade. eu sou muito estudiosa.
LuisãoCS em 06 de abril de 2008 às 10:00:20»
O Ryukyu está certo, na pressa acabei por escrever errado. Mas o 100Nossao também está certo, só mudei o texto por não ser isso o que eu queria dizer e também para não dar margem a equivocadas interpretações.
avatar
velho em 06 de abril de 2008 às 09:44:56»
Creio que 350 palavras é um número muito alto, arriscaria sem medo dizer que não passa de 200 palavras.

kero,tb,vc,blz,pq e outras abreviaturas popularizadas pelos programas de mensagem, o maldito miguxês lançado pela anta loira Xuxa que mesmo depois dos 40 ainda acredita que é adolescente (iuhuuu) e a idiota alternância de letras maiúsculas e minúsculas ao escrever são alguns dos exemplos (maus) da tentativa de assassinato do idioma.

E viva a involução! Milhares de anos para o desenvolvimento de uma linguagem e estão conseguindo acabar com tudo em uma década.
nóis em 06 de abril de 2008 às 08:31:24»
Eu só queria saber quais foram as fontes de onde tiraram esses dados
Ryukyu em 06 de abril de 2008 às 05:42:43»
Bem, novamente, só como aviso, Psicobom, o sr. cometeu alguns pequenos erros em algumas palavras, mas seus argumentos são totalmente válidos. Não tenho o que discordar.

Jake e Eu Silva, posso até entender que queiram defender sua geração, mas procurem melhores argumentos e formas de escrever. Jake esqueceu-se de pontuação, como já foi dito, e Silva não utilizou vocabulário rico como alegou ter feito e acho que confundiu um pouco vocábulário com gramática. Estudem bastante (se já não o fazem) e construam, aos poucos, a própria credibilidade.
Ryukyu em 06 de abril de 2008 às 05:31:44»
Acho que fui mal interpretado e espero que o Admin possa confirmar o que direi:

Vocês, "100nossao" e "professor" não leram o texto ANTES do Admin ter corrigido. Estava escrito "um maU do nosso tempo". Vocês devem ter lido quando já estava escrito maL e o que escrevi pode foi interpretado como uma correção da correção, o que não aconteceu.

Se não tivesse visto que o Admin fez a correção, estaria ainda duvidando do meu português.

Abraços
Vitor Valladares em 05 de abril de 2008 às 21:44:24»
Perfeito!

A propósito GRACY, o que são gênero, numero e grau? Tem certeza de que o texto possui isso??? rsrsrs biggrin
PSICOBOM em 05 de abril de 2008 às 20:07:26»
Concordo com o texto e dou uma dica a alguns adolescentes: Tenham um dicionário em casa e por favor, use-o.
O Robson fez um comentário do Jack Olson, também o faço e ainda acrecento o Eu Silva, não querendo menospreza-los, pois todos temos chances de amadurecer o nosso vocabulário, mas pena que isso está ocorrendo tarde demais. Dos meninos que fizeram seus comentários, em primeiro lugar digo que devem, sim, sempre se impor às críticas feitas se "não lhe cabem o capuz" e peço ainda como há algumas dificuldades (de todos nós), que façamos então uma revisão do nosso texto, assim dá para melhorar alguma coisa.
Jack Olson esqueceu da pontuação e o Eu Silva da acentuação.
Mas não sejamos tão carrascos com nossas crianças, pois a culpa maior é quase toda nossa, ficamos apenas criticando e pouco fazemos, digo isso no sentido de cobrar deles uma postura madura antes de uma crítica jogada ao vento. Eu não me sinto nenhum pouco constrangido em corrigir alguém que não sabe escrever ou falar direito. Um exemplo é uma sobrinha de 19 anos que está fazendo a faculdade de administração e quando conversa comigo reduz quase tudo as palavras "COISANDO, O COISINHA, TIPO ASSIM, TÁ LIGADO?,...", aí eu peço para ela reformular sua fala colocando verdadeiramente a palavra correta, e digo mais a ela, "Menina, amanhã você será uma administradora, então tome jeito, oras..."

MEU TEXTO TAMBÉM É EXTENSO NÃO É?
O QUE FAZER? IGNORÁ-LO?
Gracy em 05 de abril de 2008 às 17:48:32»
Concordo em gênero,número e grau!
Aproveitando o momento, alguém poderia me dar uma dica de onde eu consiga encontrar modelos de letras diferentes para cartazes?Ficarei muito agradecida! biggrin
Guardião em 05 de abril de 2008 às 17:24:28»
Os jovens hoje em dia não só estão ficando débeis intelectualmente, mas moral e espiritualmente.
Culpa disso é o sistema de ensino global com pouca participação da família e desprezo aos costumes sadios.
avatar
Elbereth em 05 de abril de 2008 às 17:02:25»
Ah, o texto não foi engraçado, os comentários sim.

Ok ok, generalizar nem sempre é coisa boa. Mas dificilmente uma generalização diria: TODOS os jovens tem vocabulário de 350 palavras ou menos. Se a maioria tem ou não eu não sei, mas é engraçado ver o pessoalzinho mais novo defendendo a geração. =)

Binho, sempre muito preciso e oportuno!
avatar
binho em 05 de abril de 2008 às 11:08:57»
Enriqueça seu vocabulário:

AMOR - Enfermidade temporária que se cura com o casamento. Palavra de quatro letras, duas vogais e dois idiotas.
DANÇAR - É a frustração vertical de um desejo horizontal.
CÉREBRO - Órgão que serve para que pensemos que pensamos.
DOR DE CABEÇA - Contraceptivo mais usado pela mulher destes tempos .
VIRGEM - Menina de 9 anos, muito feia, que corre mais rápido do que o primo
EXAME ORAL - Prova para conseguir um estágio na Casa Branca.
LÍNGUA - Órgão sexual que os antigos usavam para falar.
CONFIANÇA - Via livre que se dá a uma pessoa para que cometa uma série de abusos.
DIPLOMACIA - Arte de dizer "lindo cachorro", até encontrar uma pedra para atirar nele.
FÁCIL - Diz-se da mulher que tem a moral sexual de um homem.
HERÓI - Indivíduo que, diferentemente do resto, não pôde sair correndo.
Loira inteligente em 05 de abril de 2008 às 10:28:58»
Texto muito claro que dispensaria comentários. Visto que é uma realidade quase unânime entre vários grupos ( não só de adolescentes). A preguiça de ler e incorporar novas palavras e expressões só tende a piorar? Talvez.
LER APENAS O QUE INTERESSA. O que realmente é interessante? Difícil saber. Cada indivíduo tem interesses muito próprio. O Luisão tem colaborado com essa tendência. Aqui há textos bem variados. Atendendo a quase todo tipo de público.
Mas a minha preocupação não é com os bates papos via internet, com as abreviações hilárias, mas com o conteúdo de cada indivíduo.
Aqui no cerrado dizemos que o coração fala daquilo que está cheio.
Se não há nada, do que falará?
Ler é preciso. Sempre. Isso estimula seu cérebro e torna mais sociável.
Coisa terrível e pessoa BB. Bonita e burra.
ROBSON em 05 de abril de 2008 às 07:38:44»
o "trájica" com j foi proposital, para muitos, pouca diferença faz.
ROBSON em 05 de abril de 2008 às 07:35:10»
Caro "Jake Olson", realmente você possui um vocabulário espetacular, evidentemente que não o usa. Sua redação é uma comédia, não obstante, a falta de pontuação, trájica,deixou-me sem ar.
Eu Silva em 04 de abril de 2008 às 23:33:56»
cara, esse foi terrivel, sempre ue alguem digito algo aqui todo mundo chega concordando, pois é, concordo com o jake, e acho que a internet e a TV não são o mau tão terrivel assim, acho que video-games, musicas idiotas, idolos imbecis e retardados como os do big brother emburrecem bem mais os jovens
tenho 14 anos e só nesse textinho devo ter usado um vocabulario bem amplo, não se pode falar dos jovens de uma forma geral, somos todos muito diferentes e individuais
yes, Y am em 04 de abril de 2008 às 23:19:41»
cara vou usar teu texto em um seminário na faculdade, muito massa, bom trabalho.
alberto em 04 de abril de 2008 às 22:53:41»
graças a Deus estou a salvo disso!!!

obrigado meu Pai pelo intelecto que tu me destes!!!!!
avatar
Jake Olson em 04 de abril de 2008 às 22:00:09»
Na boa sou adolescente ... Mas não acho isso não utilizo milhares de palavras e meu vocabulário é extremamente rico mrgreen
O vocabulário não abaixa é que porque temos três matérias uma de cada língua diferente (Português, Espanhol, Inglês) As vezes trocamos algumas palavras para outra língua. Não digo que muitos de nós não temos vocabulário mas não exagera creio que todos conhecem muitas palavras só não as usem tanto

Isso não é uma reclamação ou uma oposição ao artigo
razz mas sim um alerta : Nem todos temos vocabulário de tudo e também não somos burros que não sabem palavras com mais de três sílabas
Sir em 04 de abril de 2008 às 19:35:52»
Otimo texto,

trata realmente da realidade do nosso país, os jovens infelizmente estao ficando mais "burros", com a quantidade de porcarias que aparecem para intreter os mesmos.

Mas fica uma pergunta...

Os jovens tem a possibilidade de fazer escolhas boas em meio a tantas idiotices que aparece?

A falta de opçao acaba sufocando o adolescente em um mundo falido.
cool
Lda em 04 de abril de 2008 às 18:59:20»
eh...meOo professor vive flandOo isso.!

neutral
nona em 04 de abril de 2008 às 18:34:07»
nem li, muito grande o texto
avatar
Error em 04 de abril de 2008 às 17:19:14»
Elbereth, você sente falta de textos engraçados?
Mas este foi engraçado.

Veja como é só colocar um artigo que fale sobre a gramática que todo mundo começa repentinamente a falar bonito. =)

Enfim, quanto ao texto, tenho um vizinho/amigo que afirmou que tinha palavras demais do vocabulário dele e devido a isso, iria fazer uma filtragem.

Hoje ele fala, independente da ocasião, só no singular. =D
Gih #) em 04 de abril de 2008 às 17:11:28»
massa mesmo...
eu nao tenho saco pra ler. sem flar q to estudando vocabulario em portugues e to tendo q ler sobre isso todo dia pra fazer interpretação ..
concordo com a camarada aqui debaixo, ler ´´e bom.. quando o texto interssa!
esse texto ta interessante mesmo..
massa pacas!
XXX
Mih em 04 de abril de 2008 às 16:47:37»
Muito bom o texto...Pena que muitos não param pra ler!!!
Já ouvi frases do tipo:Tenho preguiça de ler ou é muuuito grande!!!
Aí ninguem merece!!! Ler é tãão bom,enriquece nosso vocabulario,
deixa nossa fala mais bonita...Como diz minha irmã,eu não entendo
palavras de dicionário,querendo dizer que alguém fala "bonito"e ela diz que é palavra de dicionario pq não entende!!!! fool

Mas fazer o que...?!!!Eu desde pequena amei a leitura,lia de tudo,até rótulo de shampoo,bula de remédio,essas coisas sem muito utilidade,e nunca fui muito chegada a tecnologia,pois nos tira o prazer das coisas boas da vida!!! redface

A tendência é nos afastarmos cada vez mais do "natural"!!

Bjim*
LUIZ ERNESTO em 04 de abril de 2008 às 16:38:49»
É o texto é interessante. Nossos comentaristas estão precisando ler para não cometerem gafes com nossa língua portuguesa confused
professor em 04 de abril de 2008 às 16:06:04»
Excelente texto, como sempre. É bom vermos temas como esse em pauta, talvez seja um indício de mudanças...

Se não for, pelo menos é uma começo!

Ryukyu: MAU é antônimo de BOM, e MAL é antônimo de BEM, correto? Leia novamente...
Abraços a todos.
avatar
100Nossao em 04 de abril de 2008 às 15:55:06»
A palavra "mau" pode, sim, ser usada corretamente nesta frase, despende da interpretação, por exemplo: um mau momento, uma má condição. E ela é também um substantivo, por exemplo: o mal. Filosofar é preciso.
Ryukyu em 04 de abril de 2008 às 15:28:16»
Bom, dado o texto, sem querer ser chato..no finalzinho: "um mau de nosso tempo"
maU=adjetivo
maL=substantivo
Mesmo assim, muito bom o texto. clap
É incrível a dificuldade de encontrar alguém com quem ter uma conversa decente, ou um papo por internet, ou uma troca de e-mails sem que a pessoa não tenha o vocabulário restrito como o descrito acima e, pra piorar ainda mais, uma gramática abissal e pobre.
Tempos modernos.
Página 1 de 2 (53 comentários)
« Ant. | Primeira | 1 | 2 | | Última | Prox. »

Curta o MDig no Facebook