Faça o seu comentário

:

:







Comentários

Zitrilo em 29 de agosto de 2016 às 18:37:16»
A infra é excelente, mas de longe parece um favelão. Pra quem está do outro lado do mundo deve ser "cool".
Djeefther Souza Albuquerque em 15 de abril de 2013 às 04:22:58»
É lindo, realmente, babei e queria muito viver ai.

Mas bom essa beleza toda tem sim um custo, que nem é tão caro assim se considerarmos os padrões europeus. Vi a página oficial, coloquei na versão em inglês, e fui lendo. Aqui ta a página especifica sobre a cobrança http://tietgenkollegiet.dk/en/apply-and-become-a-resident/leases-and-prices/
De 3.000 à 5.000 DKK, olhei o cambio e fica algo como entre 1.000 reais e 1.600 reais. Caro, mas para padrões europeus aproximadamente 500 dólares é barato para uma acomodação tão confortável.
Bv em 14 de abril de 2013 às 22:28:07»
Link com os preços. É caro. Bem caro
http://tietgenkollegiet.dk/en/apply-and-become-a-resident/leases-and-prices/
Nicolas em 14 de abril de 2013 às 21:43:23»
Bacana seu comentário Vanderlei Dannibale
VANDERLEI DANNIBALE em 14 de abril de 2013 às 17:56:54»
Aqui no Brasil há um conjunto estudantil que apesar de ter a arquitetura bem menos sofisticada que a apresentada neste post, apresenta algumas soluções bem parecidas com a citada obra. É o CRUSP, conjunto de moradia dos estudantes da USP- campus Butantã. Oito conjuntos de prédios com seis andares e onze apartamento por andar - cada apartamento c/ três quartos, sala e banheiros ( um para o chuveiro e outro para o vaso, uma área de serviços . Há cozinhas coletivas por andar , sala de estudos, sala de informática, sala de TV, um térreo de um dos edifícios é cedido para as estudantes-mães, uma sala de brinquedos para as crianças, um refeitório central (bandejão), uma área para apresentações ao ar livre - ágora-, um cinema conjugado ao conjunto e para completar o conjunto poliesportivo fica ao lado.
Problemas? tem muitos: não há vagas para todos os estudantes que necessitam, as paredes não tem muito isolamento acústico, não há no local uma área de convivência para reuniões e/ou festas etc. Outros problemas são: a política das últimas gestões - a cargo de reitores que seguem o projeto neoliberal - tenta ocupar os espaços estudantis, não há apoio para as iniciativas dos estudantes relativa ao uso dos espaços coletivos; o último bloco de edifício a ser criado já não há cozinha coletiva e sim individual por apartamento; há uma velada campanha para acabar com a moradia ou pelo menos cobrar por ela - já que toda essa infraestrutura é oferecida sem custos aos estudantes, bastando passar por uma triagem sócio econômica e, quanto aos estudantes, estão a cada geração mais individualistas menos interessados no que eu acho de mais rico em moradias deste tipo: a integração e a possibilidade de trocas com pessoas de diversas áreas de conhecimento, de pessoas de estados e culturas diferentes do nosso país e do estrangeiros (há muitos lá argentinos - paraguaios, bolivianos, suíços, africanos, alemães etc), pessoas da graduação e da pós-graduação e de culturas familiares diversas! Enfim é um calderão poderoso de possibilidades, sub valorizado e sub-utilizado!
O Crusp foi o foco de resistência estudantil nos anos da ditadura e por isso mesmo foi difamado nas décadas de 70 e 80 e, como todo local onde há jovens havidos por novas experiências, sempre houve consumo de drogas, por uma minoria posso dizer, mas o problema existiu e persiste em níveis pequenos se comparados a décadas passadas . Estes são fatores que normalmente as pessoas medíocres, mal-intencionadas e com tendências reacionárias usam para criticar o que não conhecem. Pesquisa realizadas pelo MEC comprovam que os estudantes de casas estudantis tem desempenho superior aos demais universitários. O que posso dizer é que morei lá por sete anos- graduação e licenciatura, fiz grandes amigos e conheci o amor de minha vida: uma linda paraguaia! não troco esta experiência por nada, adquiri tanto ou mais conhecimento lá do que no curso propriamente dito, já que que meu apartamento era um local de discussão política, filosófica, sociológica, física, matemática, etc Também participei de festas e saraus, porque ninguém é de ferro! simplesmente inesquecível.
Quando ao conjunto acima é lindo e suas janela me lembraram as da moradia UNB, mas duvido que tenham o calor das moradias latino americanas! o convívio com o ser humano é sempre difícil e quanto mais nos isolamos pior; tenho certeza que, apesar de estarmos mais individualistas hoje do que ontem, ainda superamos os europeus no quesito calor humano!
avatar
revolt4d4 em 08 de agosto de 2012 às 20:52:12»
Parece bem organizado. Interessante.
Tó Malaike em 03 de agosto de 2012 às 12:07:51»
Branco é fudido...
Ivo em 26 de julho de 2012 às 13:28:39»
Algum Arquiteto ou Empresa poderia planejar isso no Brasil, não?!
Quem sabe daqui a 50 anos...
Suricate em 26 de julho de 2012 às 10:19:21»
*consertem lol
Suricate em 26 de julho de 2012 às 10:18:46»
Na verdade são 2 FORNOS e um grande fogão.

Concertem aí por favor.
avatar
Evandro Eloy em 26 de julho de 2012 às 10:11:33»
Só me fez lembrar de um dos motivos de eu ter trancado a matrícula na minha primeira Faculdade... um kitinete 4x4 (banheiro incluso)...aff!
Talyta em 26 de julho de 2012 às 08:20:08»
Linda arquitetura! Lugar elegante e confortável para os estudantes.
avatar
Leo Sllyver em 26 de julho de 2012 às 07:58:08»
Cohab estudantil de luxo!
bacana em 25 de julho de 2012 às 22:43:09»
vá se fu, meu! puta arquitetura bacana, lembra até um estádio ou uma arena.
avatar
LukeSchimmel em 25 de julho de 2012 às 21:19:25»
Gostei.
avatar
Politico Honesto em 25 de julho de 2012 às 20:43:20»
Interessante, e nem vou comentar sobre a "possibilidade" de ser no Brasil.
Lia em 25 de julho de 2012 às 19:29:12»
É outro nível, aqui no Brasil, esse lugar iria virar um cortiço em 1 mês.
avatar
xandy46 em 25 de julho de 2012 às 19:14:40»
Se isso fosse no Brasil, muitos alunos iriam jubilar na universidade. mrgreen
avatar
Lucy em 25 de julho de 2012 às 16:33:07»
rolleyes