Faça o seu comentário

:

:







Comentários

G. Costa em 19 de outubro de 2012 às 18:51:39»
Bom, não é nenhum dos grandes do Renoir. Mas, convenhamos, só a moldura em estilo rococó já valia muito mais que os 7 dólares. Quais as chances de ser uma farsa?
Hugo Heggedorn em 12 de setembro de 2012 às 09:55:11»
O quadro é feinho, mas tem outros piores. Essa deu sorte!
avatar
Fabio em 10 de setembro de 2012 às 18:41:31»
ö pintura feia,,,
avatar
revolt4d4 em 10 de setembro de 2012 às 17:09:00»
100 mil é pouco comparado a outras obras dele e de outros artistas da época.
E digo que o quadro só vale mais pela assinatura e por estar perdido tanto tempo.
Edgar Rocha em 10 de setembro de 2012 às 17:05:40»
Achei uma história meio triste, não? Enfim, os valores aos objetos são dados de acordo com os paradigmas da época em que são avaliados. Boa parte da arquitetura imperial romana foi desmontada pra virar material de construção, múmias egípcias foram moídas no século XIX pra servir de fertilizante na Inglaterra. Parecem absurdas estas coisas. No entanto, acredito que, mesmo o significado contextual de um objeto confere a ele um valor em si. Legal saber como os valores mudam no decorrer dos tempos. Meu pai tinha um livro de orações, todo em latim, com edição do século XIX. Encontrei jogado numa gaveta. Perguntei pra minha mãe o que era e ela me disse que era "reza brava", pra exorcismo. Demais, né? Tava jogado num canto...
Dnk em 10 de setembro de 2012 às 17:05:09»
Um achado é um achado? Sabe o que é 100 mil dolares?
avatar
revolt4d4 em 10 de setembro de 2012 às 16:40:22»
eek
Ele tem quadros melhores, mas um achado é um achado.
avatar
Politico Honesto em 10 de setembro de 2012 às 16:38:19»
Essa se deu bem.