Faça o seu comentário

:

:







Comentários

avatar
Luna em 07 de janeiro de 2013 às 18:52:46»
O urso polar que é o visitante inesperado? Tô desconfiando do cinismo barato do ser humano. Mas só desconfiando, porque talvez eu não tenha entendido bem nada disso. Uma equipe de filmagens vai para o nicho do urso polar, que é o ártico, e é surpreendida por um urso polar. Então... para que serve e qual o propósito mesmo dessa parafernalha de segurança em que o cara esta? Ele, Gordon Buchanan, disse que essa joça é a prova de balas, mas não de urso polares. Mas acho que esse urso não sabe atirar. Que azar. Ursos sempre foram bons atiradores, e jamais ousam ir para as cidades fazer documentários sobre humanos sem levar uma arma. Acho que confiaram muito na proteção de Timothy Treadwell, lá do alto. Que apavorante foi tudo isso...para o urso.
avatar
Tyr em 07 de janeiro de 2013 às 14:17:51»
Edgar
Tu matou minha piada no ninho! lol
avatar
msp1500 em 07 de janeiro de 2013 às 13:59:49»
Muito louco!!!!!!!!!!!!!!!
Edgar Rocha em 07 de janeiro de 2013 às 13:47:04»
Ô, Tyr.
Já tentou abraçar um sapo? Leva um papo com ele, coitado. Vai que você, amigo, e ele também estão é precisando de calor humano. O bicho tá lá, frio, nojento, asqueroso... tenta, vai. Uma alma precisa de uma chance. Você é muito gente, sabia?! Jesus te ama.

Se me mandar abraçar a um traficante, te mando à merda!
Edgar Rocha em 07 de janeiro de 2013 às 13:39:51»
É triste, melancólico, é tudo que se pode imaginar de desestimulante. Parece que tudo que sentíamos antes não passou de mera ilusão: amizade, esperança, confiança em si e no próximo... conseguiram tirar estas coisas dos mais jovens e, em grande parte, de nós. Às vezes me sinto logrado, ingênuo demais e recalcado por não conseguir esquecer estes bons sentimentos e enfiar o pé de vez nesta jaca podre. Falando assim, irão dizer que quero me sentir superior ou a virgem no bordel. Nem lamentar podemos mais, nem saudade. Tudo é posto em cheque e tudo que não é isto que chamo de falso realismo ou pragmatismo funcional sociopata, não passa de romantismo, hipocrisia, coisas ilegítimas. Acabei de escutar da minha janela dois "manos" se elogiando: "Vai se fuder, filha da puta do caraio!" Acho que faltou bagulho pros dois...

Como faço pra adotar uma ursa fofinha destas? Tem no petshop?
diell em 07 de janeiro de 2013 às 13:17:07»
Sinto muito Edgar, a vida, as pessoas...está assim. Deprê mesmo.
diell em 07 de janeiro de 2013 às 13:09:22»
Esse Tyr é outro doido.
Aí. Tem roupa no varal, tá ligado Edgar? Não é por que sou do asfalto que não sou bicho solto.
E, ademais, a parada tá servidona, é da boa, não é da malhada. Mas tem de ficar esperto que tá a maior sujeira. Tá cheio de samango na área, só de escolta, esperando algum mané dar bobeira. Se der mole, toma um bote.

Treinando pra nos quintos ser a dona da boca que subalterno não vale a pena. XD
Edgar Rocha em 07 de janeiro de 2013 às 13:04:44»
Ê Ê Ê... aí, ó! Se liga, véi! O Diell é mina. Né mano, não! Orra, cara, brisa, mina, brisa... tava ligado não que tu é gatinha, valeu? É que diell pode ser mina, pode ser mano... esse lance de internet deixa todo mundo ...mano....mano... xá pra lá. (pedido de desculpas versão cracolândia).
avatar
Tyr em 07 de janeiro de 2013 às 13:02:31»
Faltou um curtir aqui.
Edgar Rocha em 07 de janeiro de 2013 às 13:00:37»
Não temos muito o que elogiar na ZL. Lá vai filosofia inútil: ouvi um velho falar uma vez que os muito velhos morrem porque já não tem ninguém do seu tempo pra conversar. Foram-se amigos, cônjuges, parentes próximos. Que cê vai fazer aqui, se as pessoas que te marcaram já se foram? Minha geração ainda teve uma boa leva de sobreviventes, mas esta de hoje... sorte deles não criarem vínculos afetivos. Ô mulecada fria, de um pragmatismo macabro que, definitivamente, não é realista! Os pouquíssimos que sobrevivem, nem sentem a falta de ninguém (é o que parece). Deprê, deprê... será que já são velhos que chega pra se sentirem sobreviventes em relação aos seus conhecidos? Será que se lembram deles? Será que se lembrarão?

Voltemos a ursa...
avatar
Tyr em 07 de janeiro de 2013 às 12:55:40»
Ai mina Diell, não é contigo o lance não glamurosa.
Nós estamos trocando uma letra sobre a zona que é as quebrada.
(Um dia me livro desse palavreado!)
diell em 07 de janeiro de 2013 às 12:52:44»
Mano...?
Não moro nos quintos não. Só que do jeito que anda aqui também, um dia chego lá. XD
avatar
Tyr em 07 de janeiro de 2013 às 12:38:21»
Ai mano véio, eu era de São Miguel. Tu acha que não sei das paradas desses barracos não?
Amigo meu de infância ou virou nóia ou foi pra vala. Bicho ruim conheço de monte.
Edgar Rocha em 07 de janeiro de 2013 às 12:32:51»
É o que eu falo, Diel. Nóia e traficante são as nossas feras. Tu me chama de doido! Tu mora em Itaquera, mano? Eu moro, tá ligado? É uma bosta! É nóis no quinto dos inferno! Deus me livre!
Edgar Rocha em 07 de janeiro de 2013 às 12:30:30»
6 kilos?! Já mudaram o valor do quilograma? Vai mudar este ano. Eu não tenho crise de insônia. A insônia é que tem crise quando eu durmo. Imagina se teu sapo fosse um ursão destes morrendo de fome! Nosso país é abençoado, não? E o medo é uma questão de escala... e e de distância. Quanto mais perto, maior fica. Peraí, deixa eu limpar a baba. Tá feia a coisa. Próxima parada, Alzheimer. Errr que que eu tô fazendo... ah sim! Agora é só enviar.
diell em 07 de janeiro de 2013 às 12:26:28»
Também tenho asco de sapos. Principalmente os barbudos.
Hehe, esse Edgar é doido. Já vivemos no meio de animais (e da mesma espécie que a gente) que oferecem risco real. Saia às duas da manhã por aí.
avatar
Marya em 07 de janeiro de 2013 às 12:22:52»
Que bonitinha!
avatar
Tyr em 07 de janeiro de 2013 às 12:21:24»
VTF!!!!
Você tem crise de insônia e 4 da madruga tá aqui!
E o sapo tinha lá seus... (xô ver...) 6 quilos (sério mesmo).
Era mais feio que bater na mãe por causa de mistura.
Edgar Rocha em 07 de janeiro de 2013 às 12:19:12»
Fala sério. Meio dia é hora do almoço. Não vai deixar cair migalha nem coca-cola no teclado. Esse cara comenta a qualquer hora...
Edgar Rocha em 07 de janeiro de 2013 às 12:17:08»
Um sapo do tamanho de um urso polar... Lá vamos nós.
avatar
Tyr em 07 de janeiro de 2013 às 12:11:32»
Sapo! Eu tenho um horror á sapos!
(Pererecas é outra história!)
Edgar Rocha em 07 de janeiro de 2013 às 12:05:06»
Como será viver num ambiente onde existem animais que oferecem risco real ao homem, sem que por isto você tenha a intenção de exterminá-los? Lembrei de um certo pescador que tem medo de sucuris (tudo bom, Tyr?). Pra falar a verdade, tememos mais pelos outros.
avatar
Politico Honesto em 07 de janeiro de 2013 às 12:00:01»
Legal se o material não resistisse.
avatar
Tyr em 07 de janeiro de 2013 às 12:00:00»
Tomara que ele tenha levado uma cueca extra. Deve ter precisado.