Faça o seu comentário

:

:







Comentários

avatar
Politico Honesto em 13 de junho de 2013 às 10:56:23»
Ordem do post alterada.
Headbanger em 12 de junho de 2013 às 09:55:38»
Escrevi INTENS duas vezes. Burro!
Headbanger em 12 de junho de 2013 às 09:54:41»
Eu sempre procuro por produtos baratos em coisas que não me despertam interesse, como roupas, por exemplo. Pra mim uma camiseta simples, jeans barato e um tênis all star estão de bom tamanho. Não ligo pra marcas e grifes.

Já quando se trata dos intens de meu maior interesse, como intens de informática, costumo ir além do que normalmente pagaria, objetivando uma maior qualidade.

Enfim, é uma gangorra, o importante é caber tudo no fim do mês. hehehehehehehe.
avatar
Elbereth em 12 de junho de 2013 às 09:38:11»
Luisão, obrigada, agora consegui entender bem.

Eu também tenho essa mania de decorar números. Peguei quando aprendi a ler e sempre perdia os marca-páginas dos livros... era mais fácil decorar em que página eu havia parado. Só serve pra números, no entanto, pra nomes eu sou uma negação, mal e mal lembro do meu.

E essa conversa toda só me lembrou de uma coisa... Alguém aí não tem um Galaxy s3 ou s4 ou um Iphone 4 ou 5 pra doar não? Pode ser também um Nokia 920. Tô "precisando"...
avatar
Politico Honesto em 11 de junho de 2013 às 22:04:28»
Ainda se surpreende?
avatar
revolt4d4 em 11 de junho de 2013 às 22:00:05»
eek fool V
avatar
LukeSchimmel em 11 de junho de 2013 às 20:38:05»
Dê uma bonbonnière a sua namorada, uma e 25 reais... depois dÊ uma de 250, que vem com rosas que fala "me coma por inteiro, linda"....
avatar
Politico Honesto em 11 de junho de 2013 às 20:28:40»
A mesma questão pode ser aplicada a obras de arte cujo valor é duvidoso para muitos, como as deste post: http://www.mdig.com.br/index.php?itemid=27894
avatar
Dominique em 11 de junho de 2013 às 18:43:28»
Já pra mim o grande barato é comprar pagando pouco.
avatar
Redação em 11 de junho de 2013 às 18:18:00»
Na pressa cometi um erro ao escrever. Corrigi e acho que está mais fácil de entender agora. O efeito de ancoragem é a mania que a gente tem de quase sempre se basear em uma informação existente na hora de tomar uma decisão, mesmo que esta informação ou parte dela não seja correta. No caso da experiência, Dan Ariely fez com que os alunos acreditassem que, pagando para ouvi-lo, o poema não era grande coisa e vice e versa. Isto é muito usado no marketing. Muitas lojas majoram o preço de um determinado produto em destaque na vitrine, obviamente não vendem, mas dentro de alguns dias oferecem um desconto excepcional no mesmo produto fazendo o cliente acreditar, através do efeito ancoragem, que ele está fazendo um bom negócio, quando em realidade está pagando o preço real.

No ano passado cai numa esparrela dessas: sempre que entrava em um hipermercado que tem próximo de casa, via uma cadeira do papai com um cartaz indicando a promoção. De tanto ver já sabia o preço de cor -junte-se ao fato a mania quase doentia que tenho de decorar números-, até que baixaram o preço e cai como um pato, comprei sem realmente estar precisando. Alguns dias mais tarde vi em outra loja que havia inclusive pagado mais pelo trombolho que agora está lá no quarto pegando pó.

Rogério, não disse que os Apple são ruins, senão que são caros, sobrevalorizados, custando mais do que o dobro de produtos de igual qualidade. Insistiram tanto no marketing exclusivista que foram superados pela Samsung.

Abraços fraternos!
Rogério em 11 de junho de 2013 às 17:51:50»
na verdade oq é mais caro geralmente é melhor sim. O que acontece é q aqui no nosso Brasil, nós pagamos muito, muito, muito mais caro pelas coisas... já comprei roupas de marca e roupas baratas, e a diferença existe sim...qualidade, acabamento, corte, etc. Não uso apple, mas trabalho com informática e devo admitir, os computadores deles são bons...o iphone é bom.. assim como outros tb são. Agora compre um "Hiphone" xing ling pra ver qto tempo vai conseguir usar .... o problema é q pagamos muito caro devido aos impostos... quero ver com essa lei ai, quem comprar um carro vai ver o preço dos impostos na NF....
avatar
Elbereth em 11 de junho de 2013 às 17:32:01»
Pode explicar o efeito âncora melhor? Pelo que eu entendi, pessoas que achavam que receberiam pra ouvir o poema estariam dispostas a pagar mais pra ouvir o mesmo poema? Entendi direito?

Se sim, qual o sentido disso? E qual, exatamente, é a relação disso com o texto?

De toda forma, algumas vezes um preço mais alto corresponde a produtos ou serviços melhores. Nem sempre é justo... caro ou barato, o preço deve ser "justo", correspondendo ao produto em si e não apenas à marca. Se não, é sacanagem.
avatar
Angelina em 11 de junho de 2013 às 17:28:19»
''Por exemplo, a Wikipédia é gratuita e os livros do Paulo Coelho, não, e... enfim''
Hehe rolleyes
avatar
Politico Honesto em 11 de junho de 2013 às 17:19:06»
"É algo que está, ao que parece, na condição humana de pertencer a um grupo diferente e exclusivista."

Tomo como exemplo características – simples e até, para muitos, estranhas – que alguns famosos possuem e que são copiadas por seus fãs, como penteados/cortes de cabelo e modo de se vestir. O desejo de querer fazer parte daquilo que uma pessoa considera como "elite", mais que uma motivação, age como estímulo imperativo para que a mesma, com uma percepção alterada de um determinado item (produto, característica ou hábito), faça o possível para adquiri-lo.