Faça o seu comentário

:

:







Comentários

[M] em 05 de julho de 2013 às 14:47:15»
Apartidário.

Primavera é uma metáfora.
Que significa uma estação mais amena e florida.
Jean Carvalho em 01 de julho de 2013 às 12:34:43»
Respondendo ao Brazuka, a questão não é a quantidade de partidos. Nos EUA só existem dois, mas o custo de um político lá não é tão mais barato do q o daqui - e não estou falando do custo "oficial", mas daquilo que rola "por debaixo dos panos" - e há muita corrupção lá também, bastando para isto lembrar os vários escândalos que já houveram lá (Teapot, Watergate, Plamegate, o escândalo do lobby na Câmara dos Representantes, o "caso Enron", o "Caso Randy Cunningham", o escândalo de Abu Ghraib, os vários escândalos político-financeiros envolvendo o vice de George Bush - Dick Cheney-, a própria eleição dos Bush... isto só para citar alguns...
A questão é o "como se dá" o financiamento da política, das campanhas políticas, a relação entre mídia e poder... e é pouco provável que, num país com a extensão territorial, a diversidade sócio-cultural, e a extensão e diversidade dos problemas que temos, apenas dois partidos possam representar todos os brasileiros... particularmente, sou a favor sim da pluralidade de partidos, observando porém que o financiamento dos mesmos, e o modo de financiamento das campanhas, além do salário e mordomia dos políticos, devem ser todos revistos, tal como enfatiza nosso amigo "Brazuka"...
cafa em 30 de junho de 2013 às 11:53:44»
só podemos credenciar essas manifestações as influencias astrais, qualquer outra seria apenas imaginação ou megalomania, loucura ou histeria.
avatar
Luiz Felipe em 29 de junho de 2013 às 22:17:10»
http://politicalcompass.org/test Fiquei exatamente no meio do grafico, balance is the way. Too much of anything is bad for you.
Luis Oliveira em 29 de junho de 2013 às 10:35:57»
Começou de Esquerda, a Direita fez de tudo pra se apropriar.
River em 29 de junho de 2013 às 09:48:57»
É um movimento peristáltico
avatar
Brazuka em 29 de junho de 2013 às 09:04:58»
As três correntes de pensamento estão nas ruas e por isto mesmo, parafraseando as palavras do velho Chico Anysio eu também digo e repito:" o cidadão pode até ter medo do seu passado mas os políticos sórdidos e corruptos, devem ter medo é do seu passado sujo que os condena".

Nem sou de direita e nem de esquerda, sou do meio do povão e por isto exijo que no Brasil existam apenas dois partidos: "OPOSIÇÃO" e "SITUAÇÃO", visto que dos 30 partidos que hoje temos, se a gente juntar todos, não dá um.

Exijo eleições realmente limpas, com caras novas assumindo seu papel de representantes dos povos dos seus Estados, Capitais, Municípios e o Distrito Federal e que se ponham fim na vergonhosa imposição do "VOTO OBRIGATÓRIO", que fere vergonhosa e mortalmente a nossa Democracia ( se é que ela realmente existe por aqui ).

Exijo que Políticos cumpram horários corridos de trabalho como todo e qualquer trabalhador brasileiro; fim do auxílio paletó, isso, aquilo, acolá e a PQP, pois estamos de saco cheio de sustentar tantos inúteis e vagabundos, enquanto o povo se fode todinho no asfalto sem esperança ou saída de dias melhores pois a cada eleição que vem, a coisa só piora por aqui. twisted ma
avatar
Politico Honesto em 29 de junho de 2013 às 00:59:02»
Concordo com a linha de pensamento geral dos comentários abaixo. Ademais, lados opostos, quando adotam posturas extremas, tendem a se aproximar um do outro, em determinados aspectos, por mais irônico que pareça.
avatar
cacafilho em 29 de junho de 2013 às 00:14:52»
vixe vixe.. eh uma nova democracia surgindo..
só consigo fazer um paralelo com a democracia ateniense, onde o povo se manifestava e tinha modo de exercer ações perante o governo.
Por isso, discordo na parte onde vc disse q a presidenta está perdida.. a convocação do plebiscito na vdd é o primeiro patamar da ação populista..
Veremos o q está por vir.. e sim..eu realmente acho q as coisas mudarão e mto daqui pra frente!
graças a essa nossa geração mais antenada, mais critica e que se levantou!!
Guillherme em 28 de junho de 2013 às 21:48:43»
Pode haver exceções. Quem sabe se um ou outro partido ainda mereça alguma confiança por conservar um mínimo de decência. O problema é descobrir qual. E o temor é que, chegando ao poder, acabe se contaminando e igualando-se ao que há de pior na política brasileira.
Eu não arrisco... De novo não.
Guillherme em 28 de junho de 2013 às 21:45:18»
Os partidos políticos brasileiros estão falidos. Pior do que isto: estão levando à falência a ainda débil democracia brasileira. O sinal de estado de coma do nosso sistema político-eleitoral acaba de ser dado com o desmantelamento do PT, pequeno, mas que conseguiu conquistar a Presidência da República e muitos outros altos cargos executivos e legislativos, pregando ética e mudanças que atenderiam, enfim, aos reais interesses do povo. Hoje, é uma agremiação implodida, depois de haver revelado ser capaz de todas as mazelas que eram praticadas pelas outras agremiações e por ele, PT, severamente denunciadas e condenadas.
Thainara em 28 de junho de 2013 às 21:15:40»
Eu acredito que o movimento é apartidário. Isso tem pontos negativos e ruins. Querer fugir da política e de partidos é muito complicado, pois até podemos ignorá-la, mas a política jamais nos ignorará. Enquanto tem gente gritando sem partidos, mtas vezes acabam fzendo o trabalho do partido alheio, como por exemplo criticar a Dilma por educação se depende de cada município. e na história inteira, sempre que o povo foi para as ruas sem um foco ou líder definido, conseguiu ser facilmente manipulado e acabou perdendo seus protestos para outras classes, como a Revolução Francesa. é óbvio que discordo dos extremistas, ao dizer que o brasil pode virar um fascismo, longe disso. Mas acho saudável defendermos alguma política, já que estamos inseridos nela. Também penso que esse negócio de quebrar cartazes vai contra a democracia em si que defendemos.
avatar
LukeSchimmel em 28 de junho de 2013 às 20:57:46»
Partido brasileiro é catch all... não tem uma "ideologia"... é por força, não tem essa coisa de direita ou esquerda.
Henrique10rs em 28 de junho de 2013 às 20:29:57»
Acho que é Apartidário, mas não pode nunca ser ANTIpartidário.

Um exemplo de inconsciência e inocência aconteceu na minha cidade, Mauá. A passeata seguiu um roteiro meio óbvio, interditou o Rodoanel por pouco mais de 1 hora e depois, quando o grupo chegou à Prefeitura, onde acontecera uma grande farra com dinheiro público (festa junina), um grupo tomou a frente e disse pra todos irem embora e voltar outro dia.

Concordo que muitos partidos estão tentando se favorecer de um movimento que NÃO foram eles que criaram, mas não acho certo simplesmente quebrar bandeiras partidárias, como andam fazendo. Caso contrário, acaba virando um movimento sem liderança, onde qualquer um pode se auto-intitular "líder" e usar a população com boas intenções como massa de manobra, como aconteceu aqui.
Rogério em 28 de junho de 2013 às 20:27:15»
Elbereth, seria este o teste? http://politicalcompass.org/test É uma série d perguntas, em inglês, e ao final tem o resultado em gráfico, comparando seu resultado com personalidades da história tb.

A maioria dos que participam das manifestações não tem partido, assim como a imensa maioria da população não é filiada. Os protestos estão sendo uma válvula de escape para toda a sensação de impotência e frustração das pessoas para com os políticos.....

não sei foi aqui q li esta frase, mas era mais ou menos assim "quem não se importa com a política corre o risco de ser governado por algum idiota totalmente incapaz" e foi isso q aconteceu aqui no Brasil...

Esse meu pensamento é o da maioria, é de direita ou de esquerda? acho q nenhum, todos só querem q os políticos roubem menos e façam mais
avatar
Fabio em 28 de junho de 2013 às 19:44:02»
é um povo que vem, um povo que vai, no final a população meio sem rumo pode, PODE ser tapeada por um partido e acabar se fodendo...

isso se nao deixar o governo fazer isso
avatar
Angelina em 28 de junho de 2013 às 18:52:02»
A maioria , nos protestos, são apartidários, mas muitos grupos políticos se aproveitam para favorecer seus grupos nos protestos.
Concordo com Elbereth, que ''esquerda'' e ''direita'' são mais ideologias do que propriamente partidos políticos.
Ulisses Sampaio em 28 de junho de 2013 às 18:04:49»
Acompanhando a história recente notei que tanto a extrema esquerda quanto a direita são muito parecidas e é da seguinte forma.
No principio, a direita se encarregou de vender tudo que o estado possuía e enfiou o dinheiro no bolso, a esquerda, agora que tem sua vez, também esta solapando tudo e guardando a grana na própria carteira, mas só que desmantelando o que vê pela frente. E o slogan é idêntico: "A culpa é deles!"
Tem diferença?
avatar
Elbereth em 28 de junho de 2013 às 17:48:01»
Luisão, não se esquece que, a mais das vezes, pessoas que comentam em vários blogs sobre política são aquela minoria que se preocupa em comentar... e essa minoria muitas vezes é extremista.

Eu mesma, muitas vezes, leio blogs e textos e não comento, até por saber que mentecaptos dessa natureza irão aparecer. Daí não acho que a maioria das pessoas são assim, radicais, é só a persona da internet.

Ok, sobre o assunto... é apartidário. Muita gente de esquerda é contra coisas que partidos esquerdistas fazem, e o mesmo acontece com a direita.

Direita e esquerda pouco tem relação com os partidos, mas sim com ideologias políticas que nossos partidos obviamente não seguem.

Vou achar o link de um teste (feito, em inglês), que utiliza não apenas um parâmetro de direita/esquerda, é bem bacana.

Nossa que texto grande foi mal ae
Headbanger em 28 de junho de 2013 às 17:14:02»
O movimento é apartidário.

Isso não quer dizer que não tenham partidos políticos tentando se infiltrar no meio para dizerem que ELES que conseguiram.
avatar
Politico Honesto em 28 de junho de 2013 às 17:06:30»
Houve tantas interpretações.