Faça o seu comentário

:

:







Comentários

avatar
DanielWaos em 23 de julho de 2014 às 12:05:25»
Eu não venderia tudo o que tenho, mas faria todo o possível (dentro do bom senso), se o animal já está velho, (13~14 anos) ai fica difícil, mas faria o possível para ele não sofrer tanto. E de forma alguma compraria um animal de estimação, com tanto cachorro e gato abandonado, comprar um me parece algo de muito mau gosto... no máximo aceitaria outro de presente... Mas a preferência mesmo é adotar...
Fernanda Aline em 12 de julho de 2013 às 02:45:15»
venderia, com toda certeza. animais de estimaçao sao como filhos, e eu faria de tudo pra salvar os meus.
Rodrigo Batata em 09 de julho de 2013 às 14:52:44»
A vida não tem valor pro ser humano. Há uma inversão de valores. A vida é o maior patrimônio, pois cada vida é diferente de outra e totalmente única.
Como é dito em MATRIX, só uma outra espécie em nosso planeta é similar ao ser humano, o vírus.
Que poucos pensem diferente, mas que sejam firmes em suas idéias para que um dia sejamos muitos!
Julia Grecco em 08 de julho de 2013 às 15:20:55»
Sem sombra de dúvidas que venderia tudo!!!!! Não há amor igual, fidelidade... Não há explicação de como eles nos fazem sentir únicos...
Pitty em 08 de julho de 2013 às 11:17:36»
Correção: a falsidade que quis dizer está na votação não nos comentários.
Pitty em 08 de julho de 2013 às 11:15:18»
Sr Bezerra, gente com deus coração as cadeias estão cheia.
Já eu estou livre desta assombração, e sou ótima com animais.
Aproveitando o espaço, quanta gente falsa comentando hein?
São capazes de nem observar o estado do cocho do cachorro deixá-lo preso com meio metro de corda,e aqui querem pagar de super-humanos, conheço muitos assim.
avatar
Moonwalker em 08 de julho de 2013 às 08:58:34»
Eu não tenho bichos atualmente, mas seria hipócrita se dissesse aqui que venderia tudo que tenho para salvar a vida de algum bicho. Faria o possível, claro... Faria dívidas se precisasse, mas vender todos meus pertences colocaria em risco o restante da minha família e isso não seria legal.
Aliás, venderia tudo que tenho para salvar minha esposa, por exemplo. Mas não deixaria ela vender tudo que temos para salvar a minha vida. Então não é por maldade, é mais por prioridades, ou algo assim.
melhoramigo em 08 de julho de 2013 às 08:55:05»
Jamais vc encontrará ser vivo tão fiel ao homem quanto o cão. Sabe qual é o preço dessa dedicação? Um cafuné, um afago está de bom tamanho. É tudo que eles pedem...
Will Bezerra em 08 de julho de 2013 às 01:04:58»
Não venderia não mais admiro qual quer sujeito que faz isso por um animal imagine por uma pessoa?!

Essa pessoa sim tem deus no coração!
Elson Antonio Gomes em 06 de julho de 2013 às 00:25:28»
Já fiz isso! Na pré véspera do natal de 1999 eu achei uma cadela da raça Dog Alemão na rua. Pedi para um amigo levá-la e cuidar dela, mas ela não quis entrar ma casa dele. Então levei para minha. Ela entrou e não saiu mais. Cuidei dela pois estava muito magra, com pulga, sarna e berne. No dia 31 de janeiro de 2000 perdi o emprego. A cachorra me aparece com dois câncer de mama. Depois de muito choro, pois minhas economias eram poucas, o veterinário operou ela. Logo depois ela me aparece com uma doença no útero (que me desculpem, mas não lembro o nome), uma doença que tinha que ser operada com urgência senão ela morreria. Não pensei duas vezes e vendi minha televisão tela grande para pagar a operação e não deixando de chorar para, desta vez, a veterinária fazer mais barato. Nisso aprendi que o caro não é a operação em si, mas o que vai de anestesia no cachorro. Como a minha era grande e com 80 quilos, ia muiiita anestesia. Infelizmente ela ficou velha, apareceu um monte de problemas, ela perdeu os movimentos da parte de trás do corpo, nem fazer um churros ela conseguia. A única solução da veterinária foi sacrificá-la com uma grande dor no coração. Ela foi minha melhor amiga, trocávamos a maior ideia, ela ria das minhas piadas, se eu estava com alguma garota e ela estava do lado, podia peidar e por a culpa nela. Depois nunca mais quis ter outro cachorro, a gente se apega muito! Eles envelhecem muito rápido!
anonimo 1 em 05 de julho de 2013 às 22:53:20»
eu não vou votar nem em sim nem em não, mas eu faria o possível pra ajudar o animal.
avatar
Haiduqque em 05 de julho de 2013 às 21:49:04»
O dinheiro e os bens materiais são substituíveis e, com o tempo, vão e vêm de volta.
Cada amizade e cada amor são únicos e, se os perdermos, nunca mais voltam.
SilD em 05 de julho de 2013 às 20:54:14»
A gente sempre dá um jeito quando necessário. Acho que esta pergunta é mais abrangente.
Sim, estou sempre bem disposta a não medir limites para ajudar os animais. Infelizmente muitas vezes ficamos reféns da impotência e quando isso acontece me sinto muito infeliz.
avatar
Fabio em 05 de julho de 2013 às 20:45:22»
nao é que eu nao faria tudo o que fosse possivel, mas tambem nao iria vender tudo para ajudar o meu amiguinho '-'
avatar
LukeSchimmel em 05 de julho de 2013 às 20:36:08»
Ela vai comprar tudo de novo confused
avatar
Angelina em 05 de julho de 2013 às 20:24:27»
Não tenho animais de estimação, mas se eu gostasse realmente dele, como com qualquer pessoa a quem quero, eu faria isso.
avatar
Roberto 100 em 05 de julho de 2013 às 19:02:21»
Não sou tão apegado a animais de estimação, talvez gastasse com ração e vacinas preventivas. Mas chegar ao ponto de vender todo o pouco que tenho para salvar a vida dele ae não.
avatar
PREDADOR em 05 de julho de 2013 às 18:23:16»
Rooarr.. Mete seguradora no pau...