Faça o seu comentário

:

:







Comentários

zé rosquinha em 25 de agosto de 2013 às 21:18:29»
rackaram não seria hackearam
tut em 25 de agosto de 2013 às 15:51:28»
pessoal me rackaram por isso falei palavra ou melhor o hacker
tut em 23 de agosto de 2013 às 23:24:05»
EU LEMBRO DA FAMILIA FINDFODAS foi assim-um dia find 1 passava pela rua com sua bike e morre só o irmao descobriu.a bike mó foda toda quebrada aparece a cara o fuu
e o motorista volta para ver e o outro irmao falou.minha bike ta quebrada seu fdp.o motorista da uns 200 conto.ele ganha e deixou o irmao ae derrepente apareceu o irmao querendo se vingar ele.o irmao vivo viu o caminha assassino e fala
-fudeu duplo e ele morre depois o irmao que morreu 1 o find 1 virou um peixe e o find 2 com seus contos ao todo compra um navio o titanicU e atropela seu irmao e ele virou outrA PESSOA E O OUTRO FIND TAMBEM.O FIND 1 FOI CANTOR,LENHADOR E POLICIAL E IMORTAL E VIAJOU PARA A CROACIA.FIND 2 VIROU UM JOGADOR DE FUTEBOL,FUGITIVO DA POLICIA E POLITICO DA ALEMANHA E IMORTAL ELE FICAVA NA BELGICA E IA PARA A ALEMANHA.QUEM ACHOU FODA FALA SOBRE MIM QUANDO VC TIVER FAMA.
de um comentario a mais em 23 de agosto de 2013 às 23:07:31»
os finds. nao vejo o problema mas,a ultima o confortably numb fala certo
cagada
avatar
KaiserThel em 17 de julho de 2013 às 22:57:00»
João, você foi BEM redundante, ao usar o nome como uma fonte de coincidência, já que não é só o nome são as medidas que impressionam (fora a história que é mais ou menos parecida)... Claro os assuntos dos livros de 1880 eram todos de naufrágios, você além de conhecedor de probabilidades também entende de literatura européia no século XIX... E eu não me referi aos 7 bilhões de HUMANOS, me referi a vida no universo em si.
avatar
Moonwalker em 16 de julho de 2013 às 11:48:27»
Alguem já leu o livro História Sem Fim? Tem um trecho onde os habitantes de determinado lugar estão jogando um jogo de dados com letras, e o organizador argumenta que ao longo das eras são formadas palavras no jogo, embora elas não sejam aleatórias e não façam sentido, como "salsicha-escova".
Mas ele diz que se o jogo for jogado infinitamente, talvez um dia tenham sido formadas todas as palavras do mundo, e quem sabe até todas as histórias do mundo, incluindo aquela que estava acontecendo no momento, de alguem perguntando a lógica do jogo.
É improvável? Com certeza. Mas não impossível.
Então não considero impossíveis estas coincidências. Por exemplo, meu nome do meio é bem difícil, mas acabei de vender um objeto pessoal para uma pessoa com este nome. Acontece!
avatar
cacafilho em 15 de julho de 2013 às 16:38:22»
a do titanic foi top! hahaha
João em 14 de julho de 2013 às 23:20:46»
KaiserThel pensou que somos 7 bilhões de pessoas e cada uma faz uma ação diferente a cada segundo?

Imagine que tenhamos 7 bilhões de tempestades de areia por segundo e peças de boeings 747 para cada uma dessas tempestades de areia, não é difícil imaginar que depois de algum tempo uma dessas monte o boeing.

Como disse, estude probabilidade, as chances do navio chamar Titan eram as mesmas de chamar qualquer outro nome comum para navios da época, tivemos milhares de livros falando sobre o mesmo assunto, e a rota Europa-America era comum na época, um desses navios teve a sorte de ter um nome próximo de outro que ficou famoso e assim ganhar destaque, agora pense em quantos livros desse assunto existiram e você nem sabe.

ESSA É A PARTE MAIS IMPORTANTE DO TEXTO, LEIA:
Os eventos são independentes, pegando o exemplo do D. Quaid por exemplo, um cara ganhar na megasena, as chances são de 1 em 50 milhões, e de ele ganhar novamente, 1 em 50 milhões, as chances de um cara que nunca ganhou ganhar é de 1 em 50 milhões, sempre assim, um evento não influencia em outro, ele ter ganho não deixa mais difícil ele ganhar novamente.
avatar
andrea em 14 de julho de 2013 às 01:16:41»
Realmente o primeiro caso é espantoso,finlandeses feios,não existem!
D. Quaid em 13 de julho de 2013 às 22:22:02»
Levando-se em consideração que só identificamos uma coincidência após ela ocorrer, digamos que 6 bilhões de pessoas na terra que diariamente exercem suas atividades e poussem uma infinidade de ações, há de convir que diariamente são geradas zilhões de situações. Entre estas zilhões de situações, certamente conectaremos uma a outra a fim de determinamos uma suposta coincidência. Levando-se ainda em conta que a cada outras zilhões de situações serão vivenciadas...a possibilidade de alguém ganhar na mega-sena duas vezes acaba sendo maior do que encontrarmos algum tipo de coincidência absurda que saia da normalidade. A ocorrência do absurdo é o que alimenta uma estatística, sem que ocorra, ela seria zero, ou absolutamente impossível, visto que dentro de x situações normais, nunca houve um número natural de situação coincidentemente absurda. Ou seja, a lógica demonstra que coincidências estão plenamente contidas nas leis do universo. Boa noite.
avatar
KaiserThel em 13 de julho de 2013 às 12:28:26»
João, larga de ser chato meu caro e ficar caçando pelo na cabeça de ovo, o titulo com certeza foi uma figura de linguagem! E claro que desafiam, já pensou, uma tempestade de areia em um ferro velho, montar um boeing 747 perfeitamente (isso nunca aconteceu e nunca acontecerá), é a mesma probabilidade da vida ocorrer no universo... Isso pra mim já nem entra na quantificação, pra mim isso é milagre! Tipo o item 5, QUAIS AS CHANCES? KKKKK
avatar
KaiserThel em 13 de julho de 2013 às 12:26:42»
Existem mais algumas, eu me lembrei de um caso, fui lendo e esqueci :/
avatar
Luiz Felipe em 12 de julho de 2013 às 20:36:36»
A humanidade já é tão grande e ocorrem tantas coisas, que o improvavel pode ocorrer, não viola lei alguma.
João em 12 de julho de 2013 às 18:59:11»
Não desafia lei de probabilidade nenhuma.

Deem uma estudada em probabilidade e verão que não desafia lei nenhuma.
Ulisses Sampaio em 12 de julho de 2013 às 17:31:54»
Ok. Vi essa no Fantastico, quando ainda assistia televisão.

Em Curitiba, no sorteio de fim de ano do comércio, uma urna com milhares de cupons foi colocado no centro da cidade. Chamaram uma mulher ao acaso para retirar um cupom. A urna foi remexida e a dita mulher enfiou o braço dentro e retirou um cupom. Pra surpresa de todos o cupom era justamente o dela. Todo mundo gritou que era marmelada. O auditor mandou cancelar aquele sorteio, a moça retirar a blusa de manga cumprida e repetir o sorteio. Ela fez como dito. E acreditem, o cupom que saiu, de novo, era com o nome dela.
Das duas uma: ou tinha muita sorte ou fez muita compra no comércio.
avatar
revolt4d4 em 12 de julho de 2013 às 17:17:49»
Bacana.
Conheço um caso com meus bisavós.
E um casal da minha cidade com um caso semelhante ao 3º.
avatar
Angelina em 12 de julho de 2013 às 17:07:00»
Muito interessante. Até dá medo.
avatar
Confortably Numb em 12 de julho de 2013 às 17:01:07»
Interessante.... eu ja conhecia a 2 e a 3.

Essa ultima foi uma 'cagada' mesmo.... hehehe
avatar
LukeSchimmel em 12 de julho de 2013 às 16:57:50»
Não desafiam, só são bem difíceis de acontecer.
avatar
Politico Honesto em 12 de julho de 2013 às 15:31:45»
Conhecia as duas primeiras. A terceira – se realmente aconteceu como descrito – é a mais curiosa; parece até cena de "Os Simpsons".