Faça o seu comentário

:

:







Comentários

Isabela em 29 de agosto de 2013 às 15:53:11»
Cobra engolindo cobra.
Gécio em 16 de agosto de 2013 às 21:42:38»
TOMARAM NO ÂNUS. BANCO TEM MAIS É QUE SIFU MESMO kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk DEVEMOS FAZER ISSO AQUI TAMBÉM NO BRASIL. APOIADO KKKKKKKKKKKKKK
avatar
Luiz Felipe em 16 de agosto de 2013 às 20:47:50»
Enquanto isso, o contrato das empresas de telefonia só existe online, elas alteram o que bem quiser, voce nem precisa assinar porcaria nenhuma. É feito para te foder incondicionalmente.
avatar
revolt4d4 em 16 de agosto de 2013 às 11:58:20»
Bem feito pro Banco
avatar
KaiserThel em 16 de agosto de 2013 às 00:30:18»
KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK malandro é malandro em qualquer lugar do mundo!
avatar
Semiramis em 15 de agosto de 2013 às 21:09:37»
Ladrão que rouba ladrão, tem mil anos de perdão ( é cem, mas contando com a inflação.....) clap clap clap clap
avatar
Paulo Pereiros em 15 de agosto de 2013 às 16:31:51»
Concordo com Elbereth.
Trata-se de uma negociação. Da mesma forma que por vezes os clientes assinam sem ler e acabam concordando com clausulas que não concordam, desta vez foi o banco que assinou sem ler... Temos pena...
avatar
Elbereth em 15 de agosto de 2013 às 16:19:11»
Euri
avatar
Moonwalker em 15 de agosto de 2013 às 16:18:46»
Kkkk ótimo, CN... Tive que rir... Você é melhor criador de piadas do que eu... clap
avatar
Confortably Numb em 15 de agosto de 2013 às 16:17:40»
Corrigindo Moon... "Se fosse um russo ele poderia ter dito que era..." Vodka!! lol
avatar
Sentinela em 15 de agosto de 2013 às 16:09:21»
Ufa, está aqui... wink
avatar
Politico Honesto em 15 de agosto de 2013 às 16:09:18»
Vai ver o funcionário do banco responsável por conferir o contrato estava bêbado - algo "normal", considerando que foi na Rússia.
avatar
Moonwalker em 15 de agosto de 2013 às 16:07:28»
É que essa história de proibido, permitido, certo, errado, me lembrou essa piada fraquinha, mas interessante:

Próximos a um lago de água geladíssima, estava um brasileiro, um americano e um francês. Na outra margem, dois amigos conversavam:

– Eu te dou 100 pratas se você conseguir fazer com que aquelas três pessoas pulem nessa água gelada.

O outro, sem perder tempo, foi logo falar com os três turistas. Após algum tempo os três pularam na água. E o outro perguntou:

– Tudo bem, eu te pago os 100, mas me conta, como você fez pra eles pularem?

– Fácil! Para o americano eu disse que era lei, para o francês, que era moda e para o brasileiro eu disse que era proibido!

Se fosse um russo ele poderia ter dito que era perigoso... wink
avatar
Elbereth em 15 de agosto de 2013 às 16:05:01»
Ah, e pra constar: eu não tenho a MENOR ideia de como é a lei na Russia, qualquer observação feita levou em consideração a legislação nacional brasileira.
avatar
Sentinela em 15 de agosto de 2013 às 16:00:55»
Cadê o meu avatar? eek
avatar
Sentinela em 15 de agosto de 2013 às 16:00:13»
Aí é que está. Mesmo ele tendo "dado o troco" no banco (perdão pelo trocadilho medíocre rolleyes ) e lavado a alma de tanta gente que não lê as letrinhas miúdas, não acho que ele esteja certo nisso.
Há que se esclarecer que há uma enorme diferença entre o que é legal e o que é certo; e devemos, sempre que não for possível conciliar as duas coisas, optar pelo que é certo.
avatar
Elbereth em 15 de agosto de 2013 às 15:57:56»
Mas Moon, não fala em momento algum que usou o timbre do banco. Nem sei se tinha o timbre do banco no documento. É praxe aqui no Brasil? Sim, mas já peguei contrato do HSBC sem.

Por isso eu falei, não dá pra saber se teve ou não a fraude.

E por favor, piada!!!!
avatar
Moonwalker em 15 de agosto de 2013 às 15:53:55»
E não vou mais me justificar, se tiver que entrar aqui de novo vou contar uma piada que ouvi esses dias... cool
avatar
Moonwalker em 15 de agosto de 2013 às 15:53:21»
Ó, eu não estou questionando se ele vale assinado ou não... A questão é que ao alterar o contrato sem avisar, de forma a tornar o contrato bom para ele e usar o timbre do banco no documento, dando a entender que foi o banco que fez o contrato, para mim ele errou... Foi engraçado, claro... Mas errado...
avatar
Confortably Numb em 15 de agosto de 2013 às 15:45:32»
kkk o Moon não tá entendendo a pegada...
Mas a Elbereth explicou bem o que eu quiz dizer.... o formulário é de propriedade do banco sim, mas enquanto não foi assinado ele não tem valor de documento, portanto não pode ser falsificado, e as alterações podem ser feitas e aceitas ou não por ambas as partes.
avatar
Moonwalker em 15 de agosto de 2013 às 15:30:59»
Mas não foi isso que ele fez? "Substanciais modificações" é um termo educado para dizer que ele "alterou a porr* toda", não? lol
avatar
Elbereth em 15 de agosto de 2013 às 15:26:31»
Moon, não dá pra afirmar que o contrato foi falsificado. Era simplesmente um contrato nos mesmos padrões do banco com outros termos.

Se ele usou a logo do banco, afirmou que estava devolvendo o contrato enviado ou algo assim, daí talvez configure-se.

Agora, eu trabalho como advogada de diversas empresas, inclusive estrangeiras. Várias vezes enviamos a minuta padrão do contrato para cliente do cliente, que devolve com cláusulas modificadas. Não é fraude, é negociação. É nossa obrigação reler e aceitar ou, não aceitando, mandar de novo a minuta com as modificações que entendemos pertinentes.
Era essa a obrigação do banco.

O consumidor tem o direito de propor mudanças, ou de falar "aceito o contrato desde que seja assim". E o banco, o direito de aceitar ou não. Aceitaram.
avatar
Moonwalker em 15 de agosto de 2013 às 15:18:46»
É, vocês não leem letras miúdas, mesmo... lol
Peguem um contrato de banco e leiam inteiro. O documento em si, ainda que não assinado, é de propriedade da instituição, e uma vez alterado, pode ser considerado falsificado. Eles não deveriam ter assinado, erraram nisso... Mas que o contrato alterado é falsificado, isso é. E corajoso o cara, sendo na Rússia podia ter tomado um tiro ou algo assim...
avatar
LukeSchimmel em 15 de agosto de 2013 às 15:04:35»
Isso não é fraude: O contrato foi alterado antes da acordo entre as partes.
Há uma enorme diferença entre eu pegar uma folha em branco, pedir uma assinatura e depois imprimir um contrato sobre fazer um contrato, entregá-lo e e ter sido assinado... pois como eles dizem: "Assina-se quando se há ciência das clausulas, não há perdão por as ignorar."
avatar
Politico Honesto em 15 de agosto de 2013 às 14:56:04»
Trollagem, e concordo:
"A partir de quando você assina, significa que está ciente de todas as cláusulas."
avatar
Confortably Numb em 15 de agosto de 2013 às 14:44:15»
Contrato é assim... Se tá, tá. Se num tá, num tá.

\/ Não acho que ele tenha cometido um crime Moon. Não existe contrato de terceiros, as empresas têm contratos padrão sim, mais um contrato é firmado entre duas partes. O banco falhou em não ter pego, a mudança.
A partir de quando você assina, significa que esta ciente de todas as cláusulas.
avatar
Moonwalker em 15 de agosto de 2013 às 14:43:14»
Huehuehe... Boa história, mas ele está errado por ter falsificado um contrato de terceiros, e eles estão errados por serem os tais terceiros e terem aceitado o contrato falsificado sem ler. Acho que se eu fosse juiz deixaria elas por elas.
Tiago Ferrs em 15 de agosto de 2013 às 14:38:12»
Na Russia o Banco paga você.

- Piada velha e infame, mas alguém tinha que contar.
avatar
Moonwalker em 15 de agosto de 2013 às 14:28:42»
cool cool cool cool