Faça o seu comentário

:

:







Comentários

Osaminha em 23 de novembro de 2013 às 10:26:14»
Marron, acho que só vc pra se assustar com ela ou quem não gosta de mulher bonita...
jgjhgj em 14 de novembro de 2013 às 22:48:53»
ela n é beleza convencional? kkkk a tá,é igualzinha as outras modelos.
avatar
Dominique em 14 de novembro de 2013 às 20:48:10»
Bonita, mas com cara de boba.
avatar
headbanger em 12 de novembro de 2013 às 23:06:00»
Muito bonita. O estrabismo não prejudicou em nada. smile

Na pior das hipóteses, só dar um Ray Ban de aniversário! razz
avatar
Marron em 12 de novembro de 2013 às 14:03:49»
Quanto sera que ela cobra para assombrar um barracão de 2 cômodos?
avatar
Politico Honesto em 12 de novembro de 2013 às 11:58:41»
Pelo contrário: já presenciei adolescentes nessas circunstâncias – algumas, apesar do alerta dos pais, de professores e tantos outros, seguiram em frente com sua obsessão e aprenderam da forma mais dolorosa: com os próprios erros; outras só conseguiram frear seus impulsos graças à intervenção dos pais; mas também há aquelas que tiveram mente forte para avaliar a situação e perceberam que medidas extremas seriam um grande risco, o qual preferiram não correr.

Ademais, você está entendendo minha opinião de maneira errada. Não estou dizendo que a culpa é exclusivamente dessas meninas. Como eu mencionei em meu comentário anterior, se os pais não fornecem qualquer tipo de orientação aos filhos, estes tendem a seguir pelo caminho errado e, na maioria das vezes, só aprenderão (e se aprenderão) com os próprios erros. Se os pais deixam os filhos desamparados, que tipo de expectativa se pode ter em relação a estes? Por outro lado, e quando os filhos, mesmo após inúmeras advertências por parte dos pais, insistem, cientes dos riscos que correm, seguir em frente? Meninas de 6 a 10 anos podem não ter muita consciência da influência da mídia, mas minha crítica, novamente, não é para tais "vítimas", que ficam à mercê de seus pais (responsáveis ou não), e sim para aquelas que têm consciência do que estão fazendo, que estão cientes dos riscos, recebem toda sorte de conselhos e orientações de pais, professores e amigos, são capazes de avaliar a situação (adolescentes de hoje já têm noção de muita coisa) e, apesar de tudo, persistem em suas obsessões. Em relação a este tipo de pessoa, que tem condições para resistir às influências da mídia, mas não o faz, por vontade e julgamento próprios, transferir a culpa de sua fixação – consciente – para terceiros não é uma atitude inteligente.
avatar
Elbereth em 12 de novembro de 2013 às 11:07:26»
PH, você fala sem conhecer pessoas que estiveram nessa situação, ou que lutaram para não entrar nelas, não é?

Os pais nem sempre estão tão presentes nas vidas das filhas como deveriam.

A mídia faz, em sua maior parte, justamente o contrário de incentivar uma vida realmente saudável. É tanto photoshop, tantas meninas anoréxicas sendo vendidas como padrão de beleza, tantas revistas falando "tenha o cabelo perfeito em 5 passos!" "perca 10 quilos em duas semanas, saiba como!" e afins, que assusta. E vende, essa imagem de que modelos não tem celulite, tem a pele lisa, são super magras, o cabelo está lindo todos os dias...

E, de novo, se você espera que pré adolescentes e adolescentes tenham cabeça para, sozinhas, resistir à mídia e à ideia que é empurrada na cabeça de muitas, de que só tem valor pelo corpo, e culpa apenas as meninas que não resistem a isso, você está mais errado do que posso afirmar.
avatar
Nessa em 12 de novembro de 2013 às 11:03:12»
Ela é muito bonita.
Osaminha em 12 de novembro de 2013 às 10:54:49»
Linda!!
É um detalhe tão pequeno, que não tira nada de sua beleza.
Ulisses Sampaio em 12 de novembro de 2013 às 10:20:23»
Agora quem ficou vesgo com essa conversa fui eu.
avatar
Politico Honesto em 12 de novembro de 2013 às 09:45:52»
É papel dos pais orientar os filhos. Se os pais não orientam, então o erro já começa por aí. Se a pessoa não tem pais ou qualquer outro tutor (o que acho difícil, dadas as circunstâncias), terá que aprender por si mesma – ainda contará com informações divulgadas pelos mesmos de comunicação que influenciaram sua decisão e com as consequências de seus atos.
Uma coisa é a falta de informação, a outra é estar ciente dos riscos, perceber que está sofrendo danos e, ainda assim, continuar. Mesmo sozinha, uma pessoa é capaz de aprender com seus erros, e isto se aplica, também, às meninas que submetem a essas medidas, pois têm consciência do que estão fazendo.
avatar
Elbereth em 12 de novembro de 2013 às 09:25:36»
PH, mas eu tive gente assim na minha vida. E quem não teve? como faz?
Erick Bandeira em 11 de novembro de 2013 às 23:34:12»
03 Mistura de Angelina Jolie com Wille Coyote quando leva uma pancada na Moringa!
Erick Bandeira em 11 de novembro de 2013 às 23:31:47»
Na foto 05 parece uma Kombi que acabou de bater num poste.... Modelos e Mulheres de HJ são tudo uma BOSTA se não é coisa andrógena é coisa deficiente e Bizarra
avatar
Sentinela em 11 de novembro de 2013 às 21:29:14»
Eu também achei bonita. clap

Penso que o problema que envolve tantas moças que sonham cm magreza extrema é a "glamorização" do mundo da moda como se fosse algo fácil e bom.
Uma modelo chamada Tara Moss escreveu certa vez que a ideia de que ser modelo é só viajar pelo mundo e ganhar rios de dinheiro pois o trabalho é uma diversão (ponto de vista vivamente defendido por agências de modelo e programas de televisão e mídia em geral) faz um retrato tão fiel do mundo da moda quanto o filme "Uma Linda Mulher" faz do mundo da prostituição. neutral
avatar
Politico Honesto em 11 de novembro de 2013 às 20:40:44»
Elbereth, por tudo o que você disse, apresentou a prova de que é possível, sim, sobrepujar ideologias errôneas determinadas pela sociedade. Ouvir os conselhos daqueles que sabem o que é melhor para você é um exemplo de agir com a cabeça. Minha crítica é àquelas que, apesar dos conselhos (quando muito, apenas os escutam, mas não o assimilam), fazem questão de ignorá-los, mesmo cientes de todos os danos que certamente irão sofrer.
avatar
revolt4d4 em 11 de novembro de 2013 às 19:59:36»
Hum
NUM G05T0 D3 U54R L33t em 11 de novembro de 2013 às 19:46:54»
Lembra a tal Lana del Rey em algumas fotos.
Tyr 100 Logar em 11 de novembro de 2013 às 18:37:59»
Esse moça, é bonita ou não? a pergunta da terça?
Pra mim, é. Independentemente da direção do seu olhar.
avatar
Semiramis em 11 de novembro de 2013 às 18:35:45»
A beleza está nos olhos de quem a vê. Me desculpem, mas eu não a acho bonita não, e não é por ser estrábica. Há moças bonitas de verdade.
avatar
Cheat em 11 de novembro de 2013 às 18:11:58»
Sempre achei leves traços de estrabismo um charme. Leves. Os dela passam longe disso, mas não a impedem de ser inegavelmente bonita.
Padrões, gostos? Desligue a televisão e descubra os seus.
avatar
xandy46 em 11 de novembro de 2013 às 17:58:41»
Esquisito como vesgos sempre tem um olhar perdido. twisted Mas ela é muito bonita sim. clap
avatar
Elbereth em 11 de novembro de 2013 às 17:36:25»
PH, a maior parte dessas pessoas são meninas. Pré adolescentes ou adolescentes.

Não dá pra exigir uma força dessas de todas meninas, assim.

Eu tive pais ótimos que me estimulavam e me acalmavam nas minhas crises, falavam e repetiam que beleza não é o mais importante. E tive, várias crises, de "eu não sou bonita, eu tenho o nariz grande demais, gordura demais". E, veja bem, eu sou loira, alta, olhos azuis, sempre estive no peso normal para minha altura, vivia sendo chamada para ser modelo quando era mais nova (bons tempos!).

Se eu não tivesse esse apoio, se só tivesse pessoas que não me ajudassem, não sei se não teria feito algumas loucuras assim. E, veja bem, sempre fui uma menina "nota 10" nas aulas, sempre gostei de música "culta", sempre amei ler, entre outros sintomas de "pessoa com cérebro".
Ulisses Sampaio em 11 de novembro de 2013 às 16:48:22»
Cantada de fotografo: _ Mina, quando você me olha eu fico perdido! Sua linda!

mrgreen ... Tá bom! Tá bom! Eu paro!
avatar
Politico Honesto em 11 de novembro de 2013 às 16:39:08»
Aí que está: se elas tivessem uma cabeça mais forte (ou seja, um cérebro de verdade), saberiam valorizar a si mesmas, inclusive a beleza que já possuem, sem a necessidade de recorrer a essa fixação que transcende a sua saúde – física e mental. Há muitas jovens que gostariam de se encaixar nos padrões de beleza ditados pela sociedade, mas elas têm consciência do que podem e do que não podem. Saber avaliar os riscos de um sacrifício (o que nos remete à conhecida relação custo-benefício) é uma opção disponível aos interessados, mas muitas pessoas fazem questão de ignorá-la, descartando-a completamente. Este tipo de pessoa, para mim, está assinando um atestado de falta de cérebro, sim.
Ulisses Sampaio em 11 de novembro de 2013 às 16:20:15»
_ Nossa, gata! Você é linda! Olha pra mim! ... Olha, pra mim... OLHA PRA MIM, PORR4!!!!

(Desculpem, não resisti mrgreen )
avatar
Elbereth em 11 de novembro de 2013 às 16:15:33»
PH, elas tem. Não rotule, achando que por uma menina ter uma preocupação obsessiva com o próprio corpo e os padrões de beleza vigentes, não tem cérebro.

Muitas meninas são levadas a acreditar que não tem valor algum a não ser por seus corpos, por isso precisam fazer com que seus corpos sejam o mais "perfeitos" possíveis.

Claro que é, em parte, culpa das meninas, mas também é culpa de quem fica falando que elas não tem cérebro algum a agregar valor ao mundo.
avatar
Angelina em 11 de novembro de 2013 às 16:11:52»
Achei interessante.

Não acho que fuja tanto do padrão de beleza, porque o estrabismo deu infantilidade a ela.
De qualquer forma, achei muito bonita.
avatar
Elbereth em 11 de novembro de 2013 às 16:10:10»
Eu sei que não devia, mas algumas fotos ela dá a impressão de ser um pouco boba. Na foto em que aparece apenas um olho, no entanto, ela tem uma expressão quase feroz, de quem diz "eu mando nessa bagaça".

Ela é bonita, espero que ajude um pouco a fazer com que pessoas como ela se sintam melhores consigo mesmas.
avatar
Politico Honesto em 11 de novembro de 2013 às 16:08:19»
"Em vez de se preocuparem em abrir um espaço entre as coxas, deviam ser menos tontas e abrir um espaço no cérebro e se darem conta que estão prejudicando sua saúde."

Se ao menos elas tivessem cérebro...
avatar
Politico Honesto em 11 de novembro de 2013 às 15:52:55»
"Seu estrabismo [...] foi exatamente o que a ajudou a ter sucesso no mundo da moda."

Algo que não se vê todos os dias.