Faça o seu comentário

:

:







Comentários

avatar
Luiz Felipe em 04 de janeiro de 2014 às 21:43:12»
Natal é mais depressivo que o normal por conta da falsidade.
Mas esse ultimo foi feliz porque coloquei um foda-se no que a sociedade quer e fiz exatamente o que eu queria e esqueci do resto por 2 dias seguidos. é tão feliz quando voce ignora suas responsabilidades.
avatar
Politico Honesto em 01 de janeiro de 2014 às 03:30:58»
Não foi o que vi na rua, há algumas horas.
Lilás em 27 de dezembro de 2013 às 10:10:52»
Concordo em partes... Mas não dá pra generalizar. Minha família sempre comemorou o Natal mesmo com o pouco que tínhamos. Participávamos das novenas (a família inteira), íamos à missa, e desde que me lembro, sempre esperávamos a meia-noite pra dar Feliz Natal. São boas lembranças que trago, mesmo que nunca tenham existido ceias suntuosas e presentes caríssimos. Lógico que as coisas mudaram, pra pior diga-se de passagem, pois hoje se dá muito mais valor ao consumismo. Mas acho que a data natalina não tem muito a ver com a depressão das pessoas, pelo menos não no que diz respeito ao materialismo em si. É que as pessoas param pra pensar nas burradas que fizeram durante o ano, pensam nos projetos que não realizaram, e daí, se já estiverem deprimidas, fica ainda pior. Final de ano é época de balanço, e é isso que estraga um pouco a data. Mas é sempre bom lembrar que outros dias virão, e como diz aquela velha e surrada frase, "nada melhor do que um dia atrás do outro". É bom se ter esperança... E se não for esperança em Deus (qualquer um deles, segundo sua crença), que pelo menos seja em si mesmo. Feliz Ano Novo a todos!
Tia do cachorro quente em 27 de dezembro de 2013 às 05:20:07»
época de consumismo só isso
avatar
LukeSchimmel em 26 de dezembro de 2013 às 16:46:48»
Bah, Natal é bom pelos presentes. Falo mesmo. Espiritual vem de acordo com cada pessoa, mas presentes são bem vindos a qualquer um.
Comprar presentes move economia... tirando o fato que boa parte dos impostos vai para corruptos, comprar coisas é bom para a maioria das pessoas. Sou incapaz de entender porque tanta gente acha que felicidade é algo inalcançável.
Amanda Vieira em 26 de dezembro de 2013 às 14:26:16»
O mal desse século... Colocar a felicidade num patamar irreal e inatingível... A felicidade é inconstante, são momentos e não uma coisa a ser alcançada e então vivida pelo resto da vida...
avatar
Politico Honesto em 26 de dezembro de 2013 às 14:20:49»
Criar expectativas pode ser "perigoso", caso a pessoa se fixe muito a elas: se obtém o que consegue, o gosto da conquista tende a ser menor (afinal, houve dispêndio de energia com as expectativas); se falha, a frustração tende a ser grande. A associação da época do Natal ao "deadline" para cumprir as metas estabelecidas para o ano é inevitável, é quando os efeitos das expectativas alimentadas falam mais alto e "cobram" pelos resultados que não apareceram.

Enfim, não fico alimentando expectativas (é um desperdício de energia) e nem ligo para o Natal. Então, para mim, é indiferente.