Faça o seu comentário

:

:







Comentários

avatar
Confortably Numb em 21 de março de 2014 às 13:38:50»
O amor, é uma dor.
avatar
Elbereth em 21 de março de 2014 às 11:37:05»
Né por nada não, mas tipo, ter reações de medo e dor não nos tornam mais aptos a resistir a eles?

Os ratos que ficaram calmos mesmo quando jogaram baldes de água onde estavam podiam ter morrido, e um pouco de desespero poderia ajuda!!!
avatar
headbanger em 21 de março de 2014 às 11:23:50»
PH, quem sabe as reações químicas são produtos dos sentimentos?

Heheheheehehe, só pra polemizar! biggrin .

O problema todo é que é o amor é muito necessário, mas como o mundo é muito hostil, todo mundo se blinda emocionalmente para se proteger (e com razão), aí acaba que todos ficam frios uns com os outros.
Isso gera a indiferença, o egoísmo, e tantas outras coisas ruins.

Por outro lado, não se pode sair de peito aberto, vai tomar bomba na primeira esquina.

O ideal seria que as pessoas conseguissem desenvolver o amor e a compaixão, mas sabendo quando e onde baixar as defesas e quando e onde fechar a guarda. Mas para descobrir esse ponto, é necessário investir tempo no auto-conhecimento e no auto-controle, e como isso é algo trabalhoso, ninguém quer.

Por fim, o mundo só melhorará um dia se as pessoas mudarem a sua maneira de pensar e de agir (para a melhor). Senão, continuaremos descendo a ladeira.
Jonatas em 21 de março de 2014 às 08:29:48»
Quer crescer profissionalmente?
Não ame ninguém, o amor enfraquece.
avatar
Politico Honesto em 20 de março de 2014 às 23:23:03»
Eu procuro ver as coisas do ponto de vista lógico e mantenho minha visão de que sentimentos são produtos de reações químicas – em última análise, são mesmo. Assim, os benefícios citados no post (além de outros) podem ser interpretados como consequências de reações químicas diversas que acontecem quando o cérebro "é informado" sobre sensações do tipo.
avatar
PadreTorque em 20 de março de 2014 às 23:13:30»
Só vantagens....
biggrin
avatar
Angelina em 20 de março de 2014 às 20:49:59»
"O contato carinhoso nos primeiros anos de vida beneficia nosso desenvolvimento emocional e "desliga" os genes ruins".

Não confundir carinho com mal-criação, porque os adolescentes são complicados... Mas é importante mesmo uma relação afetiva entre pais e filhos para o desenvolvimento melhor dos jovens, eu percebo isso ao meu redor, pelo menos até a fase da adolescência adulta, porque os adultos, para cima, mudam tanto, são tão diferentes..
güneş em 20 de março de 2014 às 20:18:28»
Acredito que o amor é construído aos poucos, com paciência. A fila anda muito rápido para a maioria porque não investem mais tempo, paciência e compreensão. Não tentam conhecer o outro e se deixar conhecer. São competitivas com seus parceiros e vivem com um medo enorme de traições.
Terminam por escolher a solidão com receio de se doarem.
Enfim, se "procuro um amor que seja bom pra mim" tenho que ter em mente que devo dar o melhor de mim pra esse amor crescer e ficar forte.
avatar
KaiserThel em 20 de março de 2014 às 19:43:41»
Que honra ser o primeiro a comentar, frequento o mdig a 4 anos e nunca tive essa sorte!

Enfim, que bom que o amor faz bem, tão difícil é encontrar alguém que responda o que você sente. Claro pelo que li sobre o amor, ninguém te ama nas mesmas proporções. Mas encontrar alguém que te forneça esses cinco benefícios é algo bem irritante @.@