Faça o seu comentário

:

:







Comentários

zé rosquinha em 21 de novembro de 2014 às 17:15:17»
Talvez, porque consentizara poucas pessoas, principalmente no futebol.
avatar
LukeSchimmel em 04 de maio de 2014 às 21:28:11»
Já sofri com racismo. Atos aleatórios, sem sentido ou justificativa de pessoas que não querem nada além do ódio.
E o pior é que quando falo que fui vitima de racismo pessoas erguem sobrancelhas, "mas és branco, três de quatro de seus avós sequer são brasileiros e está a me falar de racismo?" como se racismo fosse unidirecional. (Racismo é onidirecional, dizer que é unidirecional está em par com 'mulheres são vitimas, homens agressores' e outros preconceitos aos quais as pessoas se prendem tão firmemente).
E nessa "campanha" há mais um problema, ela não é amigável a pessoas que possuem origens diferentes da negra, o caso da campanha que entendi ser resposta a banana lançada ao jogador negro, o que pode gerar em ainda mais problemas como, citando o mais simples, uma "desilusão" pois a pessoa não apresenta características físicas e/ou culturais de algo que "todo o resto é".
Carlos Biriba em 04 de maio de 2014 às 05:28:28»
Jogadores de futebol não são exatamente as criaturas mais simpáticas do planeta. Lembro de um atacante que falava em campo aos seus marcadores, zagueiros de times pequenos, que o salários destes sequer pagava a comida do seu cachorro. Também foi um "elogio" semelhante feito por Materazzi à irmã de Zidane que levou à famosa cena da cabeçada da copa de 2006, que virou até estátua na França.
O abismo existente entre o orçamento dos times tidos como grandes e o dos times pequenos é gigantesco, uma verdadeira ofensa aos pobres. Os últimos 9 títulos do campeonato espanhóis foram vencidos ou pelo Barcelona ou pelo Real Madrid. O futebol transformou-se em um embate desproporcional entre muitos Davi's e poucos Golias.
Metade da população jovem da Europa encontra-se desempregada, a "geração perdida". A produção das suas indústrias encontram-se na Ásia; as sedes em paraísos fiscais; e os investimentos em lobbies políticos.
Penso que os recentes acontecimentos de arremessos de bananas seja apenas a ponta de um problema muito maior, que não se relacionam ao racismo ou conflitos étnicos. Assim como a letra da música "É" de Gonzaguinha, trata-se de uma gente que está cansada de ter a bunda exposta na janela prá passar a mão nela...
Quem discordar que coma a primeira banana.
.Tyr em 03 de maio de 2014 às 20:50:59»
Em 1958:
"por 'complexo de vira-lata' entendo eu a inferioridade em que o brasileiro se coloca, voluntariamente, em face do resto do mundo" - Nelson Rodrigues.

Hoje:
Bananas e somos todos macacos.

Amanhã:
De certo serão pamonhas.

Do resto o celebre Haiduqque expressou o que penso. Nada mais a acrescentar.
avatar
Marya em 03 de maio de 2014 às 15:49:05»
Por que houve racismo? Por causa da banana? Então devo supor que os donos de supermercados onde vendem bananas, são racistas? E os feirantes que vendem bananas, são racistas? E as pessoas que compram bananas do supermercado e da feira, são racistas?

Banana é bom, tem potássio, vitaminas do complexo B, magnésio e fibras.
Joguem bananas aqui pra mim, e mamões, maçãs, abacates, caquis, abacaxis, laranjas e limões... Fico feliz.

Quem dera jogassem bananas lá na Etiópia, onde os coitadinhos morrem de fome...

Sabem desde quando existe preconceito no mundo? Desde que o mundo é mundo.
Sabem quando vai acabar o preconceito no mundo? Quando acabarem com a raça humana, aí acaba o preconceito.
avatar
Politico Honesto em 03 de maio de 2014 às 15:29:35»
Mas hein?
avatar
Brazuka em 03 de maio de 2014 às 11:38:51»
Mister Putin, não esqueça depois de invadir a Criméia e agora a Ucrania...SOCORRE O BRASIL, PLEASE, e anexa nosso território nacional também! ma fool

A COISA MAIS NOJEIRA QUE JÁ VÍ ATÉ HOJE, QUE ME IRRITOU MAIS COMO NEGRO, QUE A BANANADA NA CARA DO MOÇO QUE TÁ ACOSTUMADO DE SABER QUE TODO JOGO DE FUTEBOL É ASSIM MESMO!

Ótimo post este, que acho até melhor parar por aqui de comentar mais coisas, para não ser processado depois! kkkkkkk ma
avatar
Brazuka em 03 de maio de 2014 às 11:27:01»
QUE MICO SENHORAS E SENHORES "CEREBRIDADES!".

(EU DISSE: "C E R E B R I D A D E S" mesmo!) ma

Pior que o jogar a banana em campo prá o jogador ( que até ignorou o otário que jogou e comeu depois), foi pelo menos se dar baita ou a menor trela e cobertura pra o que os vermes oportunistas de mídia e famintos de ibopes disseram ou, tentaram dizer depois nas redes sociais, principalmente com uma "fotinha hipócrita" na causa sem causa do lado!.

Dá-lhes Edir Mais Cedo!

Sai de retro Mala Falha!

Vermes e parasitas, para serem mais claros, que nada contribuem prá nada e nem ninguém na Humanidade, que tenha um pouquinho só de noção dentro do seu minúsculo cérebro tamanho: grãzinho de lentilha! twisted

É JUSTO NESSAS HORAS QUE MORRO DE VERGONHA DE SER BRAZUKA! ma lol
Neoraptor em 03 de maio de 2014 às 11:23:20»
MDIG, MDIG, MDIG... Por isso não passo um único dia sem verificar por novos posts. Agora soa muito óbvio e claro o oportunismo dessa classe de aproveitadores do mérito alheio para si mesmo. Apesar me me achar crítico com relação ás vias que o marketing nos incita á tomar foi necessário ler estas poucas e esclarecedoras palavras:"..senão uma sacada publicitária de uma agência de marketing". Esclarecedora a forma como ficou evidenciada uma forma básica de manipulação em massa: O efeito manada encabeçada pelos formadores de opinião.
Ao ADMIN, meus parabéns pelo excelente texto e minha gratidão por ter aberto mais meus olhos para as mazelas da mídia. Assim nos tornamos menos vítimas...
avatar
therock em 03 de maio de 2014 às 10:36:29»
Eu admirei a atitude do Daniel,sempre que alguém jogava banana pra algum jogar eu pensava nisso, 'porque ele não pega e come', e Daniel teve a brilhante ideia de fazer isso.
Agora essa campanha de que todos somos macacos acho uma tremenda de uma apalhaçada. E fiquei mais indignado ainda, ao saber que era uma jogada de publicidade,se fossem apenas fotos com bananas sem # nenhuma e de espontânea vontade seria perfeito.
Hadox em 03 de maio de 2014 às 10:21:00»
Revolt4d4 falou tudo.
avatar
revolt4d4 em 03 de maio de 2014 às 02:14:08»
Defesa do Gentili www.respostaaacusacao.blogspot.com.br (não acompanhei este caso, então nada a opinar).
Quanto ao caso do Daniel, acho que ele se esquivou bem do que poderia ser uma ofensa, só. Eu não aderi a essa campanha e nem pensei, senti o cheiro de podridão logo.
Todos somos preconceituosos (admitir isso é que deveria estar estampado).
avatar
Politico Honesto em 03 de maio de 2014 às 02:07:50»
Os dois comentários seguintes ao meu reforçam meu pensamento sobre o ser humano: o preconceito "evoluiu" bastante, ao longo do tempo, pois à medida que novas diferenças entre as pessoas surgem, com elas também nascem discriminações.

Num artigo que indiquei, o autor diz que o gesto de atirar uma banana em campo está mais para um ato de bullying que de racismo (provavelmente, o juiz que inocentou esse Gentili tenha raciocinado de modo parecido). Racismo, tecnicamente, é querer dividir a raça humana em outras subespécies; mas este é um conceito biológico e não vou entrar em detalhes. Em termos de sociologia, o racismo significa a tentativa de uma raça (o termo científico correto é etnia) ser superior a outra(s), utilizando-se, para isso, de expressões de ódio e comportamentos derivados e/ou que reforcem tais atitudes. Nisso, entra a tão conhecida segregação étnica.
Não tenho a mínima intenção de defender uma ou outra etnia e, muito menos, os preconceitos de cada uma, mas vale lembrar um questionamento que muitos fazem, em discussões sobre este assunto: se um ato de bullying de um branco contra o negro (como o sofrido pelo tal jogador) é considerado racismo, então o de um negro contra um branco também é? Alguns dirão que sim, outros dirão que não. Qual seria a interpretação da Lei? Que tipo de atitudes/comportamentos ela considera como racismo? O racismo é válido somente para qualquer etnia? Se um negro pratica bullying contra outro negro, pode ser considerado racismo?

Se qualquer ato de bullying for considerado crime de preconceito/discriminação, então a "lista de opções" não teria fim, pelo motivo que expliquei no meu primeiro parágrafo. O comentário do Haiduqque complementa meu raciocínio.
Matahari em 02 de maio de 2014 às 22:54:25»
Essas celebridades...
biggrin
O racismo está morrendo de medo das selfies com uma banana. mrgreen
Embananaram tudo.

Já somos a República das Bananas.
O tema do filme de Wood Allen se encaixa direitinho no perfil do país.

Quero ver quais políticos essas celebridades vão apoiar.
avatar
Semiramis em 02 de maio de 2014 às 22:53:54»
Se esses babacas brancos, pretos, mulatos, mestiços, verdes, azuis, (ah, de qualquer cor) exibindo bananas para se promover dependessem de mim para ganhar dinheiro, já teriam morrido de fome. Primeiro porque não suporto suas "músicas" nem seus "programas". Segundo porque quase não assisto tv. Terceiro porque não dou a mínima para suas existências ou inexistências. E, finalmente, quarto porque não sou fã de ninguém, nem ninguém é meu ídolo. Ninguém é melhor do que ninguém, nem com fama, nem sem fama. Portanto, quero mais é que enfiem as bananas lá no fuleco. twisted twisted twisted
avatar
PadreTorque em 02 de maio de 2014 às 22:19:13»
Povinho de merda, esse....
:-/
avatar
Haiduqque em 02 de maio de 2014 às 21:38:59»
Os preconceitos não desaparecem por decreto nem por campanhas publicitárias bem intencionadas.
Os preconceitos nascem e morrem dentro de cada ser humano alheios à razão e à lei.
A minha razão diz-me que é ridícula toda esta estória do macaco e da banana. Se eu for chamado de macaco é igual a me chamarem de leão ou girafa. Atirarem banana para mim teria o mesmo sentido que atirarem papaia - não faria sentido algum.

Outro lado do problema, é que o preconceito étnico ou o da cor da pele, deviam ser tão intoleráveis quanto outro preconceito qualquer, mas a verdade é que há uma hierarquia nos preconceitos.
Há os preconceitos proibidos e os tolerados. Os preconceitos étnicos, religiosos e os que discriminam as opções sexuais são crime. Os preconceitos que discriminam a beleza física, a inteligência ou a pobreza são socialmente aceites e não são crime.
Assim, por exemplo, um judeu homossexual pode discriminar um feio pouco inteligente, alegando que ele "não reúne as condições necessárias" para lhe dar emprego, ou simplesmente para conviver com ele. O inverso será crime.
Quantos negros, vítimas de preconceito, não são eles também preconceituosos contra homossexuais? E o inverso?
Rogério em 02 de maio de 2014 às 21:09:01»
pensado ou não, o gesto do Daniel Alves foi fantástico. O que não é fantástico é um bando de outdoors ambulantes (celebridades e subcelebridades) querendo aparecer com isso. acho q depende de cada cidadão separar o joio do trigo.. fod*sse esses "artistas" q só aparecem na costa dos outros, e não por seus próprios atos. sim para a campanha #somostodoshomosapiens
fabioo em 02 de maio de 2014 às 20:23:16»
Se for pra julgar os modos dessa sociedade, tal campanha já se mostra totalmente inefetiva, tanto que a maior parte dos "apoiadores" que são famosos, estão aderindo, mas superficialmente...
rex em 02 de maio de 2014 às 20:00:18»
Sinceramente essa campanha vai ser esquecida em uma ou duas semanas no máximo,isso ta mais para uma jogada para as celebridades ganharem alguns fãs e quando surgir outro assunto de que de para eles se aproveitarem nem vai se falar mais nisso . Como politico honesto disse "Algo que existe há vários anos não será contornado com uma mera campanha – oportunista, ainda por cima".(perdoem os erros de portugues, meu teclado esta ruim e eu estou digitando no teclado virtual do google razz )
Lee... em 02 de maio de 2014 às 19:55:37»
Pessoa acima do peso = Baleia
Pessoa muito alta = Girafa
Pessoa falsa = Cobra
Pessoa sem higiene = Porco
Pessoa fácil de enganar = Pombo
Pessoa com nariz grade = Tucano
Pessoa com orelha grande = Dumbo
Pessoa com pernas compridas = Garça
Pessoa que ri engraçado = Hiena
Homem Homossexual = Veado
Homem safado = Cachorro
Mulher safada = Vaca / Galinha / Piranha

O correto seria #SomosTodosHumanos
Elson Antonio Gomes em 02 de maio de 2014 às 19:32:16»
Tenho uma tese de psicologia que explica a não evolução do ser humano. O ser humano não evoluiu em nada em seu caráter, sua inidoneidade ou seu espírito. Somos enganados pela evolução das coisas (objetos) que usamos em nosso dia a dia. E uma das provas dessa teoria é o preconceito, o racismo.

Foi como o 'Politico Honesto' disse: "Algo que existe há vários anos não será contornado com uma mera campanha...". Não criticando, mas ele ainda foi bem discreto em seu comentário usando a palavra "anos", pois para mim já são milênios!
avatar
zauza em 02 de maio de 2014 às 19:19:53»
Permita-me fazer um comentário: A idiossincrasia brasileira em relação à temática chega ser patética comparada às outras nações, que trataram o assunto de maneira, digamos, mais profunda ! (EUA, África do Sul, etc)
avatar
Politico Honesto em 02 de maio de 2014 às 18:34:54»
Algo que existe há vários anos não será contornado com uma mera campanha – oportunista, ainda por cima.