Faça o seu comentário

:

:







Comentários

avatar
PadreTorque em 26 de julho de 2014 às 22:40:17»
Uma missão....
:-/
Matahari em 26 de julho de 2014 às 09:13:21»
Muito bonito.
É muito mais comum ver um tratamento inverso ao dessa filha por aí.
Quando a utilidade das pessoas acaba elas se tornam empecilhos para os desnaturados.
Antonio A. Oliveira em 25 de julho de 2014 às 19:23:55»
suor no olho aqui....
Raven em 25 de julho de 2014 às 14:15:36»
Não pude deixa de associar a filha com minha tia e mãe com minha falecida vó que teve diversos AVC, e que ela chamava minha tia (filha) de mãe. Foram 8 anos de abdicação a qualquer diversão para minha tia. Ela viveu esses anos apenas para cuidar de minha vó com algumas ajudas inclusive a minha.
Raven em 25 de julho de 2014 às 14:01:45»
Uma das coisas mais linda que já vi na minha vida! Ao contrário daquele desgraçado chinês que proibiu a mãe de vista-lo. Luisão parece até que vc quis nos aliviar da amargura de ver tamanha ingratidão daquele post passado enviando esse exemplo de uma filha grata e amorosa!! Obrigada por brindar nossa tarde com amostra de um gesto tão belo.
Raven em 25 de julho de 2014 às 13:51:06»
Foi só algo que caiu no meu olho.
avatar
Politico Honesto em 25 de julho de 2014 às 12:24:25»
Raridade.
Arya em 25 de julho de 2014 às 12:24:06»
Muito bonita a mensagem.
Mas, antes de julgar os outros, vamos pensar que as vezes as pessoas precisam trabalhar muito e não podem deixar os pais sozinhos pois eles podem acabar se machucando ou pior.
Algumas pessoas realmente não estão nem ai, mas não vamos julgar ou generalizar as pessoas.
L!$@ em 25 de julho de 2014 às 11:59:40»
Isso acontece muito hj em dia! Minha mãe hoje cuida da minha vó que teve dois avc e não anda nem movimenta todo um lado do corpo... Ela cuida em tudo, dar comida na boca, troca, dar banho, enfim... Minha vó virou criança e até mesmo chama a minha mãe de mãe!

É tocante quando vc ver uma pessoa que já cuidou de vc e sempre resolvia suas coisas de uma hora para outra virar uma criança, dependente de todos ao seu redor q a ama.
Hugin em 25 de julho de 2014 às 11:59:17»
Contam que em território semita não se pronuncia alemão ou ouvem sequer uma obra de um compositor oriundo daquele território.

Tenho amigos judeus e prezo por eles, mas dia desses não teve como evitar o debate e mostrei mais de 50 fotos de crianças - CRIANÇAS - em estado lástimavel e ouvi o seguinte dele "Estamos lutando pelo que é nosso" e dei a conversa por encerrada.

Reverenciava Golda pela fibra e Natanyahu pela convicção de fazer o que certo. Podem me esquecer. Se depender de mim, nessa vida ou em qualquer outra, não toco mais no nome. Ganhei um Torá de presente 10 anos atras. Embalei e ficará guardado.

"Que tenham paz nesse dia", mas não existe amor e muito menos alegria.

Quanto a senhora do vídeo, uma coisa que vi de perto. Não julgue tão cedo e nem faça suposições. Minha avó Ana padeceu desse mal e ninguém na época (1976) sabia do que se tratava. Meu pai sofreu mais do que os três irmão juntos. E eu vi tudo.
avatar
headbanger em 25 de julho de 2014 às 11:47:54»
Eu vi isso a algum tempo atrás, é realmente incrível o carinho e a paciência que a filha tem com a mãe.

Muito emocionante e um grande exemplo pra geração que diz pros pais "vai se fuder".