Faça o seu comentário

:

:







Comentários

avatar
Redação em 02 de setembro de 2015 às 17:51:13»
Coloscopia ou colonoscopia, tanto faz. http://www.priberam.pt/dlpo...

Mas obrigado por cooperar Georgia!
Georgia V Mariano em 02 de setembro de 2015 às 16:44:28»
Nossa gente que bate boca de comentários...
Moço, o certo é colonoscopia e não coloscopia.
Adorei o site
Bj
Tÿr em 04 de novembro de 2014 às 05:25:16»
Depois que vi um senhor ir fazer o exame para revalidar sua aposentadoria compulsória eu não duvido de mais nada. Era cego.
Quando saiu do INSS foi até a quadra ao lado, pegou seu carro e foi embora dirigindo.
Nunca ouvi falar de carro que funcionasse em Braile.
Rogério em 03 de novembro de 2014 às 22:48:01»
e se duvidar, no meio dos operários egípcios liderando a greve devia ter um barbudinho com um dedo a menos em uma das mãos agitando a galera... "vamos lá companheiros!"
Rogério em 03 de novembro de 2014 às 22:39:17»
R$ 400 billhões é o gasto ANUAL do INSS... 70% dos aposentados ganham só 01 salário mínimo... Acho q dificilmente o fator deveria cair. Já que não existe idade mínima para se aposentar no Brasil então o fator desistimula a se aposentar cedo. Mas o q acho errado é a pensão de 100%, viúvas ou viúvos continuam recebendo a totalidade da aposentadoria até morrerem... sem falar de outras aposentadorias estratosféricas... Esse é um tema polêmico onde ninguém quer meter a mão, mas com o aumento da expectativa de vida algumas medidas impopulares terão q ser tomadas...
AChein em 03 de novembro de 2014 às 20:11:49»
ora, ora, ora!! causando de novo, hein, admin!
a porcaria do fator previdenciário, a porcaria do aparelhamento, a porcaria da corrupção (não que seja nova, mas já disse o Delfim há um bom tempo, 30 anos pelo menos: 'perdeu-se completamente o pudor!), a porcaria da burrice generalizada, a porcaria da socialização do alheio.
a máquina do tempo está funcionando?
muito legal o post, pena que perdeu-se o humor (fabricar cerveja e apanhar da dona casca foi ótimo).
vai pedalar que passa.
avatar
Redação em 03 de novembro de 2014 às 18:11:56»
Ah sim, se tentou me ofender ao fazer referência que sou eleitor da Dilma, foi em vão. Jamais votaria nesta mulher pelo que ela está fazendo com o nosso país, inclusive na área de saúde.
avatar
Redação em 03 de novembro de 2014 às 18:05:32»
Pois é Gawain, a impostura intelectual aqui é sua. Quem usou a palavra "vagabundo" e vestiu a carapuça foi você, e de forma totalmente desnecessária. Se tivesse lido o post com cuidado notaria que em momento algum eu digo que quem usa o sistema previdenciário de saúde é malandro. Eu escrevo que "pessoas encostadas ou aposentadas por invalidez, SEM NECESSIDADE", estes sim são vadios. Tipos que vivem abusando de atestados médicos, SEM NECESSIDADE, estes sim são vadios.

Ademais reitero que eu "não entendo é que algumas pessoas que realmente necessitam desse auxílio financeiro, não passam na avaliação médico-pericial, enquanto outros vendendo saúde estão no encosto ou aposentados".

Eu conheço duas pessoas que se aposentaram no ano passado por invalidez, os dois por complicações na coluna, que verdadeiramente eles não têm, jogam futebol, praticam esportes impeditivos para a doença. Por outro lado tenho aqui na empresa um funcionário que mal consegue caminhar, que o médico liberou para trabalhar.

Sinto muito pelo problema que está enfrentando e posso até mesmo imaginar o terrível sentimento de frustração pelo qual está passando, mas ele não lhe dá o direito de sair por ai desalijando sua neurastenia e seu desassossego, me acusando de algo que eu não disse e colocando palavras na minha boca.

Abraços fraternos.
avatar
Gawain em 03 de novembro de 2014 às 17:09:48»
Não sei nada a respeito a respeito dos valores citados aqui no artigo. Se são corretos ou não estes valores cabe ao autor provar. Mas é preciso esclarecer um detalhezinho antes de cometer aleivosias achando que uma pessoa está afastada sem necessidade e recebendo por isto da previdência social :
- Toda licença remunerada por problemas de saúde tem que passar por perícia do INSS! Encaminha-se o trabalhador para a perícia acompanhado de um laudo do médico ou dos médicos que o estão tratando discriminando o diagnóstico e o tratamento empregado e ainda as consequências da enfermidade na relação de trabalho!
- Nos casos mais graves, onde a enfermidade é crônica e impeditiva de exercer um trabalho recomenda-se a aposentadoria por invalidez! Aí estão os lesionados por perda de membros amputados, paraplegia, lesões graves neurológicas permanentes, perda de visão ou outro sentido que obstrua ou impeça uma vida normal profissional ou pessoal sem assistência de terceiros, intoxicações químicas e radioativas, e doenças renais e ou cardiológicas.
- Em outros casos fortuitos embora não menos graves, podemos ter acidentados no trânsito, grávidas, ou pessoas que estão se restabelecendo após longo tratamento de enfermidades, acidentados no trabalho, ou ainda os casos que a pessoa tem direito a uma pensão vitalícia por ser portadora de deficiência física congênita!
E apesar de tudo, duas coisas notam-se na previdência brasileira: É preciso um envolvimento de vários níveis funcionais, entre médicos e pessoal administrativo para fraudar uma aposentadoria ou um afastamento por invalidez! Ou seja é quase impossível!
Eu mesmo estou enfrentando um drama pessoal muito estressante, estou acometido de uma insuficiência renal aos 59 anos, tudo isto acompanhado por uma cardiopatia grave (causada pela insuficiência!), ainda tenho suspeita de um possível câncer como causa desta insuficiência, mas mesmo fazendo a hemo-diálise a perícia do INSS ainda não acha suficiente para me conceder a aposentadoria.
Recebo por afastamento de saúde (90 dias só) cerca de 400 reais por mês, eu ganhava quase vinte vezes mais quando trabalhava de carteira assinada, e a cada três meses tenho que ir a perícia porque o benefício é cortado automaticamente! Depois que faço a perícia espero 60 dias para receber o primeiro pagamento! Quase na hora de fazer a perícia de novo!E isso já dura quase um ano!
Agora a ironia é que contribuo para o INSS desde que comecei a trabalhar aos 16 aos de idade! Tentei me aposentar por tempo de contribuição aos 55 anos de idade, mas foi indeferido por não ter a idade mínima de 65 anos, recorri a justiça e o INSS retificou a alegação dizendo que várias empresas que constavam na minha carteira de trabalho não existiam mais! Tornando impossível a aferição do tempo de contribuição! Recorri novamente e o INSS apelou levando a causa para o supremo tribunal aonde encontra-se às moscas esperando algum ministro julgar!
Em compensação!!!! O governo do PT chega a pagar dois mil reais por mês para quem não trabalha, nunca recolheu um tostão para a previdência e ainda eu tenho que ler este artigo e escutar um eleitor da Dilma chamar de vagabundos aqueles que precisam de licença saúde ou aposentadoria por invalidez! E ele ainda acha que é um dinheiro gasto à toa! ma
avatar
PREDADOR em 03 de novembro de 2014 às 16:07:50»
Roooaaarrr... TO PAGANDO...