Faça o seu comentário

:

:







Comentários

Isabela em 18 de junho de 2015 às 11:40:41»
Pavoroso.
avatar
Admin em 18 de junho de 2015 às 00:55:55»
Um amigo muito próximo viveu dois anos nestas condições para fazer um pé de meia no Japão. Depois chegou a conclusão que se tivesse permanecido no Brasil, exercendo sua profissão (engenheiro eletrônico), morando em uma favela, faria uma economia bem maior. Moral da história: está tentando a vida na Austrália, o cabeção.
avatar
Haiduqque em 17 de junho de 2015 às 23:25:07»
Claustrofóbico.
Mas, mais do que isso, há algo intrigante nisto tudo:
como é possível que a lei japonesa permita a existência deste "hotel"?
Quaisquer regras de segurança, higiene e de bom senso são incompatíveis com esta aberração. A sua existência em um país desenvolvido e evoluído como é o Japão é incompreensível.
Tere em 17 de junho de 2015 às 19:37:31»
É claustrofóbico, deprimente.
Claro que se eles tivessem outra opção não estariam ali,
mas acho que não conseguiria respirar.