Faça o seu comentário

:

:







Comentários

avatar
PadreTorque em 23 de julho de 2015 às 18:17:56»
Tocante....
:-/
avatar
Marya em 23 de julho de 2015 às 15:32:19»
L!$@, vou concordar com vc pois tive uma prima que teve câncer e fez tratamento, passou mau pra dedéu com o tratamento e acabou morrendo do mesmo jeito. Se ela não tivesse feito o tratamento teria morrido também mas não teria passado por todas aquelas coisas desagradáveis.
Eu sou a favor de não fazer tratamento, mas devemos respeitar a vontade de cada um, tem gente que quer lutar por todos os meios para tentar a cura, uns conseguem, outros não, e assim é a vida. Mas vai da vontade de cada um e acho que devemos respeitar.

Outro beijo!
avatar
Raven em 23 de julho de 2015 às 07:41:35»
Já faz muitos anos que eu que li esse texto, muito bonito, Mas, ele nunca foi citado como real, era só uma lição para que possamos valorizar as pessoas que estão ao nosso redor, principalmente as pessoas mais próximas.
L!$@ em 23 de julho de 2015 às 07:39:41»
Pode não ser real, mas não foge da realidade, uma pessoa hoje em dia pode muito bem rejeitar tratamento e passar os últimos dias com a família e ao lado de quem ama!

Beijos, fica com Deus.
avatar
Marya em 23 de julho de 2015 às 06:26:32»
Ok L!$@, o texto é bonito sim mas note que mesmo a Redação alega não saber se o texto é história real ou não.
L!$@ em 23 de julho de 2015 às 00:54:05»
Mariah quando se está em estado terminal e não tem mais cura, não se precisa fazer quimio, vc escolhe se quer fazer um tratamento para se por um milagre prolongue mais o tempo de vida, ou se quer aproveitar seus dias longe dos hospitais e com sua família, principalmente em países desenvolvidos é cada vez mais comum as pessoas aceitarem a sua condição de meses ou dias de vida e aproveitar ao lado da família, é impressionante porque vc chega a esquecer que a pessoa está doente, o cabelo cresce, porque não faz mais quimio e a aparência até melhora, se vc já descobre a doença em estado terminal, não precisa nem fazer, pode continuar sua vida normalmente... Ao meu tio foi dado um ano de vida e ele passou do nosso lado, sem tratamento, vivendo sua vida normal, chegando perto começou a perder peso e nos fez cair na real, com um ano passou mal, se internou e morreu, já não tinha mais o que fazer e ao menos ele aproveitou bem os últimos dias ao lado da família! Então a história não é tão piegas assim.

Com relação ao texto me emocionou, pois até o fim ela poupou a criança de tudo e morreu ao lado do esposo, a criança provavelmente nunca saberá as intenções do pai, pois a mãe morreu antes... Na minha interpretação acho que ela não falou, guardou para ela e resolveu passar os últimos dias ao lado da família, porém, o esposo veio com a bomba e ela encontrou uma saída de passar até o último dia com a ilusão de tê-lo e ao filho! Me emocionei, hoje em dia as pessoas levam mais em conta a futilidade, trocam seus parceiros por pessoas mais jovens, colocam situações ruins acima das boas que passou com a pessoa e esquecem de momentos maravilhosos que viveram juntos... É triste.
avatar
Marya em 22 de julho de 2015 às 21:34:11»
Eu também acho assim tipo, sei lá, é mentira pois ela nem fez quimio, nem ficou careca, nem entrou em coma...

Mas a mensagem que ele encerra é concordante
avatar
sol em 22 de julho de 2015 às 21:15:03»
Com sinceridade, acho esse texto muito piegas. Mas concordo com a mensagem que ele encerra. Quando as pessoas convivem por muito tempo muitas vezes deixam de cultivar a proximidade.