Faça o seu comentário

:

:







Comentários

keila em 02 de agosto de 2016 às 21:25:59»
Glorioso os países que tratam a educação como investimento e não como gastos!
avatar
CarlosPacheco em 02 de agosto de 2016 às 14:54:30»
A história é bem mais complicada e difícil do que parece. Os professores de lá são monitorados e qualificados ao máximo. da mesma maneira que a Venezuela ou a Arábia Saudita depende do petróleo, ou o Brasil da soja e comodites, a Finlândia depende que seus cidadãos se eduquem. DEPENDE! Se isso não acontecer,a Finlândia deixa de existir!
Leandro, o Augusto em 02 de agosto de 2016 às 14:20:18»
Sinceramente, não tenho esperanças de que nosso país chegue ao menos a uma fração infinitesimal do grau de desenvolvimento dessas civilizações. O esforço teria que ser conjunto, social, político, cultural. Não vejo uma alavanca poderosa o suficiente para inverter o sentido em que esse Brasil caminha. Não temos noção de coletivismo, nossa cultura é inacreditavelmente egoísta. Enfim, caminhamos a passos largos para o quarto, quinto ou sexto mundos. Triste fim para um país abençoado em termos de riquezas e belezas naturais.