Faça o seu comentário

:

:







Comentários

um idiota em 30 de maio de 2012 às 22:20:04»
Olha não existe alguém que já não passou por pelo menos a maioria disto. Hoje estou passando mais depois de refletir estou vendo como é possível ser um idiota.
Roderick Verden em 28 de abril de 2009 às 17:02:40»
Pois, um conhecido meu está com sintomas parecidos. Cinquentão, depois de anos sem se apaixonar, diz estar perdidamente apaixonado, que foi enfeitiçado, que sua paixão é um bruxa. Só versos para a amada, ele fez mais de 20. Ele está mudado, tem perdoado seus inimigos, está mais animado, mas é só ficar um dia sem ter contato com ela que o astral baixa, basta um pequeno desentendimento com a princesa, para que fique mal humorado. Ele mesmo diz: ela é como uma droga, me deixa dependente.

Sobre o lance dos peidos, conheço uma mulher que separou do seu marido, homem exemplar e honrado, devido sua constante flatulência e arrotos.
avatar
karlinha em 02 de janeiro de 2009 às 00:34:57»
É assim memso que nós ficamos.. =(
TAZAN em 16 de novembro de 2008 às 19:03:59»
besteirada doida essa, não?
jamisneya em 24 de outubro de 2008 às 15:35:40»
isso e a pura verdade ....minha mãe o e namorado dela e desse geito kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk chega da e raiva pense!!!!!!!!!!
Tomaz Turbano em 20 de outubro de 2008 às 22:02:41»
óh óh.. séxo SÊXÒ!! uh úh..
RALINE em 20 de outubro de 2008 às 19:24:46»
É verdad, quando se está apaixonado parec q todas as coisas q antes pareciam sem importância, parec ganhar um sentindo, uma razão!!Tudo se torna mágico, leve, ei falando parec até q estou apaixonada rsrsrsrs, mas é assim mesmo q acontec!!!RUTINHA EU TE AMO MUITO!!!!!!
avatar
valeriaquintao em 20 de outubro de 2008 às 18:44:53»
aa que lindo!

huahauhuahahuahuahu
Иato em 19 de outubro de 2008 às 21:09:46»
ahuiHIUAHUAHuihau

Ficou perfeita a descrição dos sintomas da "doença".

Bem que seria uma boa esse lance de atestado, pena que só em sonho mesmo.
avatar
KahChan em 19 de outubro de 2008 às 18:28:28»
clap ISSO AE

\o/

cool
Artur C. K. em 19 de outubro de 2008 às 13:27:04»
Incrível... é bem assim mesmo. Carol, te amo!