Faça o seu comentário

:

:







Comentários

Página 1 de 2 (54 comentários)
« Ant. | Primeira | 1 | 2 | | Última | Prox. »

avatar
guimaraes em 06 de maio de 2014 às 13:16:25»
Nao interessa o que faltou aqui , se ele matou tem de ir preso mesmo se nao , acaba virando uma febem da vida , uma verdadeira escola de aperfeicoamento de mini marginais... ma
avatar
Matraka em 08 de setembro de 2010 às 16:22:43»
Mata ele logo e fika tudo certo
Thais em 29 de março de 2010 às 09:33:31»
Essa historia ta muito mau contada!
Ninguém toma providencias para fazer algo sem se quer ter acontecido algo, certo?E tenho certeza que o menino não estava brincando de tiro ao alvo com a madrasta, alguma coisa ela fez para isso ter chegado a esse ponto. Não è querer defender, mas, è fácil ficar falando que esse menino tem que ser morto, ou até mesmo pegar prisão perpetua.
A culpa de tudo isso foi a educação que seus pais deram ou até mesmo a falta de atenção, pois nenhuma criança nasce sabendo o que è certo e o que è errado.
ana bia em 24 de fevereiro de 2010 às 13:20:35»
ain , que horror *O*' se o menino de 11 anos faz isto imagine quando tiver com 18 .
Loli em 25 de junho de 2009 às 15:35:47»
Concordo com Luiz. Criança ou não, que "matar é errado" não é novidade para ninguém. se é sangue frio assim aos 11 anos, imagina aos 19.
Helena de Campos em 23 de abril de 2009 às 11:53:13»
Eu acho que aí faltou muito diálogo de pai pra filho. Não existe o que voce explica a uma criança que ela não entenda. Junta a falta de diálogo com uma possível falta de atenção(afeto), porque um menino de 11 anos é uma criança e as crianças agem por impulso, não há reciocínio. Também acho que as lei desse condado deveria rever tudo isso.
Luiz Fernando em 31 de março de 2009 às 19:30:08»
Fizeram bem.

Se o muleke faz isso com 11 anos, imagina quando cresce!
kyo em 31 de março de 2009 às 15:43:33»
que lindinho ele *u*...é ele na foto? q
Well..shit HAPPENS.Se fosse eu, não daria prisão perpétua...talvez uns 10 anos.
fazendeiro em 31 de março de 2009 às 11:12:19»
Pôrra mas nesse caso o Piá tem 11 onze anos, não é nem um préadolescente, pra mim parece uma história mau contada.
avatar
Marya em 31 de março de 2009 às 06:45:33»
Gabriel de Souza,

desculpa, pode fechar o tópico biggrin
TOTAL ALIEN em 30 de março de 2009 às 23:12:32»
Mais um decente post do MDIG , que serve para alertar que a legislação penal brasileira é patética, arcaica e cheia de brechas.
Do tempo que se assaltava com estilete..............
O crime como esse maldito menor cometeu, tem o mesmo efeito que um vagabundo maior de idade comete !
Sendo assim as penas tem que ser as mesmas, sendo que pra esse bosta assassino, TEM QUE SER A MORTE !!!
avatar
Gabriel de Souza em 30 de março de 2009 às 23:05:30»
O Maria deixa eu fechar tópico ma
avatar
Marya em 30 de março de 2009 às 11:07:39»
Que é isso...

desde pequena que ouço falar dos crimes que os " de menor " cometem, tirando a vida de pais de família, desestruturando famílias inteiras, e depois não pode fazer nada porque é " de menor "
avatar
Gabriel de Souza em 30 de março de 2009 às 10:25:04»
"Tem que mandar matar mesmo!!!" evil

Frase Dalborga para fechar esse "tópico".
avatar
D u d a em 30 de março de 2009 às 09:21:06»
nussssssss esse caso eu nao tinha conhecimento ate agra...vou buscar mais no google...agora convem dizer que a maioridade penal deveria ter caido aqui no Brasil há bastante tempo....eh claro que cada um tem sua opiniao,e muitos dirao que assim esta bom.mas essa eh a minha opiniao.Se o jovem ja eh suficientemente grande para matar alguem,ja eh grande suficiente para sofrer as consequencias,ate porque se isso nao ocorrer,o aumento do que eh mal soh tem realmente a aumentar.
Colokemos um bolo sobre a mesa,a criança coloca o dedo e lambe....vc fala...nao faz isso.....ela vai e repete....se na primeira vez vc tivesse dado alguma punicao....com certeza ela pensaria duas vezes.Não adianta apenas falar,nao adianta a midia causar polemica no mundo todo,a pessoa soh ficara conhecida,depois esquecida...e talvez relembrada daki alguns anos quando um caso parecido ocorrer.....tem que fazer algo,para num futuro mostrar como era o passado,que se foi...
linguissa em 30 de março de 2009 às 08:31:19»
então, é um pouco dificil discutir tudo isso sem fundamentação teorica, baseada em pesquisas sérias visando a melhororia da qualidade de vida e não os intereces de alguns, infeliz mente estes conhecimentos hoje aqui ninguem pareceter (inclusive eu) então acabamos ficando no "achismo" esta história de que antes era diferente, não concordo, o que acredito é que tinha menos divulgação, um exemplo é que era comum casar um cara de 20 anos com uma menina de 14 15 isso hoje é estuplo presumido, não sei te dizer se é certo ou errado, mas era assim...

realmente duvido que diminuição de idade penal resolverá alguma coisa, sei que alguns paises ja fizeram isso, e assim como podemos achar numeros dizendo que isso foi bom, teremos tambem numeros dizendo que não foi..

então defendo meu ponto de vista baseado que uma pessoa de 11 anos ,como o citado na materia, é uma criança, e devia estar brincando e estudando, se ela ta matando é porque alguma coisa ta muito errada com esta sociedade, prender ou matar um muleque não vai impedir que outros entrem para esta vida....

e voltando a questão de que antigamente não era assim... para os que acreditam, lembro que no mundo só tinha Adão Eva e seus filhos, um matou o outro, logo um quarto da população mundial morreu assassinada pelo outro um quarto... o mundo era muito mais violento rsrs
Alê em 30 de março de 2009 às 04:20:10»
comentários longos é chato pra caramba!!
Markus em 30 de março de 2009 às 02:11:13»
Baixar a idade, resolve sim. Não é à toa que em todo mundo isso foi feito com relativo sucesso. Enquanto o marginal acreditar que poderá agir à margem da lei, assim permanecerá.
Aos que ficaram ressentidos utilizando a desculpa de padrastas e má-drastas, saibam que tem a mente tão deturpada o quanto. Quem age por impulso deve assumir e pagar pelas consequências de seus atos. Apodrecer na cadeia ou tomar uma injeção letal pode ser uma boa medida.
A banalização da violência é a causa disso tudo, a partir do momento em que estes bandidinhos começarem a ter sua liberdade cerceadas, eles mudam.
Linguissa tenho dó de seus alunos.
anonimo em anonimato em 30 de março de 2009 às 01:34:47»
loira inteligente:
"-Estupro só é possivel contra mulheres. Sendo assim os meninos que vão ao cárcere podem ser violados ou coisa do gênero."
vc entendeu oque eu quis dizerquando me referi a estrupo,quis dizer violaçao sexual,tou nem ai pro portugues correto (tenho minhas teorias sobre oque eh "certo em uma lingua" mas isso nao vem ao caso)

numero 2
"Os bens de pais separados são dividos geralmente ao meio. Filhos tem direito apenas a partir da morte dos mesmos, sendo assim, enquanto forem vivos podem dispor da forma como quiserem. Não existe herança de pais vivos. Como os segundos casamentos hoje geralmente não são de viuvez, não há o que discutir. A não ser o fato de que se quer algo que não lhe pertence."
aqui voce realmente esta certa , mas eu nao quis citar apenas o brasil .

numero 3
"Quanto á tortura psicológica, é bom que se entenda que ela pode ser praticada por qualquer pessoa que cuida de criança ou adolescente. Babás, avós, tios, professores, monitores de creche, vizinhos, padastros, irmãos e também por pais. Sabe porque? Falta amor."
se vc leu oque escrevi ,deve ter percebido que o contexto trata de tortura praticada por madrastas e padrastos.nao estou falando de outros tipos de bulling aqui . estou apenas querendo citar que quando um adulto quer torturar uma criança sem deixar reaçao nela (digasse tortura pisicologica no caso) ele consegue.
e por ultimo :
"Conheço casos e mais casos de bons padastros."
claro que existem .eu mesmo falei que os mau tratos nao acontescem em 100% dos casos ,existem de fatos boms padrastos e madrastas.mas isso nao quer dizer que exista ainda um grande quantidade ruin destes .

sobre o caso do egoismo do adulto ao entrar num segundo casamento tendo filhos pequenos ainda . saiu uma reportagem , que eh uma pesquisa sociologica interessante ,num jornal frances a um tempo atras .agora nao estou com o documento .mais amanha posto a fonte .
avatar
Marya em 29 de março de 2009 às 20:21:19»
Peguei na net algumas opiniões à respeito do que fazer para o menor de idade ser bem educado nos dias de hoje.:

“O adolescente vê atos de agressividade ocorrerem com muita naturalidade. Ele age sem raciocinar e ainda tem modelos de como cometer o crime na TV, no cinema, nos jogos.”
“É preciso saber onde as crianças estão brincando, de que tipo de diversão gostam, proibir que brinquem em um quarto trancado e em um matagal fechado, por exemplo.”
“Os games estão criando uma aceitabilidade da destruição. É preciso observar a mensagem do jogo. Muitas vezes, o pai dá de presente e nem sabe o conteúdo do jogo.”
Os pais precisam sustentar os limites com atitude. Quando disser um não à criança, precisa manter a palavra e não voltar atrás. Nem sempre a explicação do não é necessária.”
avatar
LoiraInteligente em 29 de março de 2009 às 19:29:53»
Linguissa,

Entendo seus argumentos e concordo que precisamos buscar soluções que gerem expectativa de vida saudável para a molecada.
A questão é que: sem punição decente, os menores se acham super-homens e não tem limites. Hoje as sanções socio-educativas se mostraram ineficientes e o estado responsabiliza os pais que são pelo mesmo estado "impedido" de educar seus filhos. Quanto desses pais tem o conhecimento e a formação necessária para lidar com esses problemas só na conversa? Sabemos que bem poucos. Conhecer os fundamentos básicos de educação dialogal é quase um luxo para muitos que também não a receberam. Mas eu pergunto: Quando os pais educavam com severidade, como o caso do Loroloko e o meu, havia tantos marginais? Claro que não.
Eu já ouvi muitas vezes menores dizerem que nada pode acontecer com eles, não podem ser presos e de fato poucos são os que ficam com a liberdade limitada. A impunidade gera a crescente violência.
linguissa em 29 de março de 2009 às 19:06:40»
outra coisa, para esclarecer, tenho 29 anos, sou professor, tenho irmã, primos, amigos, professores... o que fazer com as crianças é assunto constante nas rodas, não sei se alguem ai é professor e ja deu aula na periferia brava. eu dei e conheço o potencial destrutivo desta mulecada... não to aqui de alegre defendendo ong de direitos humanos, to defendendo a busca de uma solução não um pseudo-paleativo extremista.
linguissa em 29 de março de 2009 às 19:01:12»
gente.. não defendo direitos humanos, nem impunidade, só disse que baixar idade penal não resolve nada...
concordo que algo tem que ser feito, mas baixar idade penal não resolve, e isso não quer dizer que nada tem de ser feito...

não tenho filhos, mas tenho sobrinhos, e ja fui assaltado por menores, e maiores...

hoje o crime "recruta" jovens de 17 16 15 anos pq estes não são presos.. se simplesmente baixar idade penal, vão passar a pegar gente mais nova.. e assim vai..

peço desculpa se ofendi alguem, mas realmente os discursos me lembraram os militares nazistas.

entendo as mães e pais, preocupados com seus filhos, como disse tenho sobrinhos e se algo acontecer a eles com certeza terei vontade de preder seja la quem for, mas este assunto é muito sério, envolve não só combate ao crime, nele esta contido tada situação dos sistemas publicos no Brasil, acredito que não se deve defender idéias movido pelas emoções.
avatar
Sunrunner em 29 de março de 2009 às 16:14:50»
Fatores de por que ele matou ela:

1-ela provavelmente o limitava ou o torturava
2-ou ele não queria que ela tomasse metade dos bens porque cegou o pai(como em uns 10% dos casos"amor pelo dinheiro" wink .
3-ele não queria ter mais irmãos e irmãs(estava grávida)e tava mutcho dotcho
4-o pai só ligava pra ela agora.

esses são os positivos os negativos abaixo:

1-tinha comportamento violento e a madrasta o castigou(por uma coisinha véia)
2-estava sob efeito de drogas
3-puro prazer de matar(sem ser um ente querido)

eu entendo os dois pontos de vista o que eu acho errado é o fato de eles descartarem a possibilidade de tortura,mas é só isso(não que ele não possa ter matado por prazer) neutral
avatar
R 3 N 4 T I M em 29 de março de 2009 às 04:40:48»
Essas crianças, huh!
avatar
LoiraInteligente em 29 de março de 2009 às 04:22:45»
Anônimo em anonimato,

Espero que seja alguém bem jovem, em formação e em tempo de corrigir conceitos.
Entendi seu ponto de vista, que aliás é comum á muitas pessoas. Contudo é necessário rever alguns pontos:
-Estupro só é possivel contra mulheres. Sendo assim os meninos que vão ao cárcere podem ser violados ou coisa do gênero.
- Os bens de pais separados são dividos geralmente ao meio. Filhos tem direito apenas a partir da morte dos mesmos, sendo assim, enquanto forem vivos podem dispor da forma como quiserem. Não existe herança de pais vivos. Como os segundos casamentos hoje geralmente não são de viuvez, não há o que discutir. A não ser o fato de que se quer algo que não lhe pertence.
-Quanto á tortura psicológica, é bom que se entenda que ela pode ser praticada por qualquer pessoa que cuida de criança ou adolescente. Babás, avós, tios, professores, monitores de creche, vizinhos, padastros, irmãos e também por pais. Sabe porque? Falta amor.
Quando isso ocorre, nada mais é possível.
Conheço casos e mais casos de bons padastros. Raros são os casos que terminam em tragédia. Mas, como o Loroloko testemunhou, quando falta o respeito, nada mais é possível.
Um amoroso abraço
avatar
leonita em 28 de março de 2009 às 19:11:08»
Para linguissa, 1º teu português tá meio malequinho, e provavelmente tua cabecinha também. Sou mãe de 2 filhos com idades de 23 e 27 anos. Se um deles por ventura tivesse cometido alguma atrocidade se quer parecida com o assunto, eu gostaria de vê-los e bem trancafiados. Porque um psicopata se forma na infância. Um psicopata também mata, só que não sente remorsos. Se o piá matou e foi pra escola, o que achas que ele fará qdo for adulto... A psiquiatria alega que um psicopata não se regenera. Já tá demorando e muito, para que o Brasil acorde para as realidades criminosas.
Só para sua informação, se uma criança joga uma pedra em outra, ela joga para ferir, porque sabe e tem consciência de que ia machucar ao jogar. Isso é fato. Como esse espírito de porco, tantos outros é que fazem a violência aumentar.
Perguntinha básica. Quando só houver uma pocinha de água para se beber, quem vc acha que vai ter direito a beber, vc ou o assassino acima???
anonimo em anonimato em 28 de março de 2009 às 19:04:35»
lokoroco
vc esta interpretando mal oque eu disse (ou o erro pode ter meu de ter dado uma coerencia textual errada) .
nao disse que ele esta certo porque tinha ciumes ,e só porcausa da divisao do futuro inventario.
eu quis dizer que muitos casos de guerra com madrasta ,não são puro ciuminho por parte da criança ,como costuma mostrar a midia (que por um lado eh favorecida com as mudanças nos habitos culturais da sociedade,ja que isso da reportagem) ,a maioria das vezes existe sim uma tortura pisicologica ,que eh ligada com coisas pequenas,logo se a criança for argumentar sobre uma dessas coisa ,vai parescer superficial . mas que juntando essas coisas se percebe um historico de maus tratos,logo uma tortura.
oque a criança (o ser humano nao eh bom nem ruin , eh parcial segundo hume.mas pra esse filosofo a emoçao sao os fins , a razao sao os meios ,e para maquiavel os fins justificam os meios),um ser que se sente oprimido por uma causa a qual ele nao pode reagir vai fazer? chamar o juizado de menores?nao pensas que iram rir
dele?
e em:
"E ai? pelo seu modo de pensar essa criança estara no direito de te matar para não dividir nada da mãe."
voce me interpretou muito mal .eu quis dizer que quando o padrasto ou madrasta tortura a criança (que como ja falei nao eh sempre,existem otimos padrastos e otimas madrastas).faz racionalmente a criança sentir um odio grande e inexpressavel (por ter pouca força de dialogo ,e ser uma criança) e a criança, vai se defender proporcionalmente ao odio que sente , eh simplesmente natural .

quanto a impunidade .
acho que menor infrator deve ir pra "cadeia" mas como o estado (pelo menos o nosso) nao eh uma instituiça seria ,suas instituiçoes nao sao serias,no caso do brasil o menor só vai apanhar de guarda,aprender a fumar com os "amiguinhos" ,e ser extrupado pelos mais velhos ,e vai voltar pior ainda. no caso do brasil temos 3 opçoes para o menor nao voltar pior ainda
1 nao prender
2 prisao perpetua sempre ,para assalto a mão armada e homicidio.pessoalmente minha opção favorita.
3 pena capital.
anonimo em anonimato em 28 de março de 2009 às 17:38:16»
acho certo que as penas de jovems sejam iguais de adultos. pois estes sao capazes de representar perigo igual.

porem tenho madrasta e posso afirmar que muitas vezes ja pensei em agir da mesma forma (muitas vezes ,apenas a racionalidade me impediu) .

nao se sabe oque a madrasta fazia para esse garoto , e normalmente (nao 100% das vezes pois existem boas madrastas) as má-drastas maltratam e muito os menores ,e manipulam o pai ou a mae (no caso dos padrastos ) a ficarem cegos . quando um casal com filhos se separa esquesce que pois um ser no mundo sem ele pedir e que tem obrigaçao de lhe dar a melhor vida possivel independente de sua felicidade emocional com isso,mesmo que isso signifique estar casado.
minha madrasta é esteril,provavelmente o fato da madrasta ter filhos com o pai do menino ,fazia este se desviar do amor paternal ao filho ,fazendo ele se sentir pisicologicamente mais abalado ainda .

se realmente a madrasta torturava o garoto pisicologicamente, ele fez e bem ta na hora desse modernismo de merda acabar! que sigam seu exemplo.

absurdo eh uma criança que veio de um casamento ser obrigado a dividir os bems do pai ou da mae quando ela /ele morrer . com um estranho que o torturou na medida do possivel .
avatar
LoiraInteligente em 28 de março de 2009 às 16:36:01»
Linguissa,

Diga-me és pai?
Se és, qual a idade de seus filhos?
Meus filhos de 10 e 11 foram assaltados na rua em frente á minha casa por uma "cria" dessa permissividade jurídica. Se fosse seus filhos como se sentiria???
Um abraço
avatar
LoiraInteligente em 28 de março de 2009 às 16:33:47»
Loroloko, como sempre maravilhoso.

Fui educada, eu e meus 5 irmãos,como você. No respeito, com limites, com deveres a cumprir e correção severa. Tivemos uma infância feliz e adolescência muito boa. Nenhum se perdeu. Todos são profissionais, bons pais e bons cidadões.
Estamos com o desafio de educar nossos filhos em "tempos modernos" onde os pais veêm sua autoridade roubada por leis cada vez mais protetoras com os delinguentes. Proteger a infância de crianças impedidas de estudar para trabalhar,virou motivo de todo esse cerciamento da liberdade dos pais em educar seus filhos. Uma coisa é criança na escola, outra é achar que não fazem nada consciente. Fazem sim. Esse garoto da matéria premeditou a morte da madrasta tanto sabia o que fazia que abafou o tiro. Que pague pelo seu dasatino.Prisão perpétua? Certamente verão os atenuantes do crime...
Aqui no Brasil é preciso fazer uma revisão urgente na ação dos conselhos tutelares e dos orgãos "defensores" da infância.
Aliás, muitos já educaram seu filhos com os velhos métodos e impõe aos pais hoje essa educação sem limites...
Markus em 28 de março de 2009 às 14:14:51»
linguissa, no dia que um fdp de um menor matar algum ente querido seu, vc muda de opinião. Até lá continue com esta ladainha de defensor dos direitos humanos.
linguissa em 28 de março de 2009 às 12:54:45»
na boa, me assusta algumas opiniões, de maneira alguma defendo impunidade, mas baixar idade penal só vai fazer o crime recrutar gente ainda mais jovem....

é um absurdo que existam pessos que defendam uma atrocidade dessas, se o negocio continuar neste ritimo, não demora vai ter paulistano expulssando nordestino de SP, gente querendo internar homosexual para "reabilitação" movimentos de mandar negros e descendentes de volta para a Africa e coisas assim....

diminuir idade penal não resolve porra nenhuma, nem é paleativo, tem que se investir em educação, saude, reforma agraria, distribuição de renda.... dar esmola e porrada não muda nem nunca mudou nada...
Kátia em 28 de março de 2009 às 01:06:40»
Mereceu! pirralho desgraçado.
avatar
Mih em 28 de março de 2009 às 00:04:48»
Só aqui no Brasil uma criatura de 15,16 anos mata e fica impune! ma
Ainda tem o juizado pra defender!!Detesto essa de maior idade com 18. fool
avatar
Pamellak em 27 de março de 2009 às 22:03:45»
eek eek eek
naressi em 27 de março de 2009 às 21:24:06»
loroloko,faço minhas as suas palavras.....é isso mesmo!!!!
Camilinha em 27 de março de 2009 às 20:33:49»
e essa história de nao poder julgar nem prender os marginais terríveis "menores" é uma piada mesmo mrgreen
Camilinha em 27 de março de 2009 às 20:30:21»
Que absurdo, uma "criança" que faz isso é inadmitível... eu ainda sou jovem, mas desde criança tenho noção do que é o certo e errado...
pode ser que essa criança sofria abusos da madrasta, ou sei lá...ngm faz isso de graça, eu acho...claro que não estou defendendo o garoto, ele tem que pagar o fez, mas vai saber o q há por trás de tudo isso!
avatar
Deltafox em 27 de março de 2009 às 20:24:15»
Criança que já faz criança não é mais criança! Exemplo é o bando de zé ruela que transaram com aquela galinha de 15 anos que disse que o filho era do trouxinha de 12. Prendam-no já, lugar de assassino é no caixão ou na cadeia.
avatar
kentaum em 27 de março de 2009 às 20:01:09»
matou?
tem que morrer!
avatar
Perfect em 27 de março de 2009 às 19:34:17»
Aff, esse negocio de menor de idade não existe, só pq eh menor de idade pode fazer a merda que quiser, ahh da um tempo!
avatar
Lucy em 27 de março de 2009 às 19:13:04»
È triste mas ele deve pagar pelo ki fez
avatar
Elton em 27 de março de 2009 às 18:29:21»
eles são grandes o bastante pra cometer um crime e saber o q está fazendo, então pq devem ser considerados de menor pra ser punidos pelo q fez...

ele deve ser ounido sim, mas...

já acho exagero demais ele pegar pena de morte, pois agiu por impulso, ninguem consegue se controlar na hora da raiva, ñ devemos julgar, pois cada meio de impressa fala uma coisa, mas só ele sabe o q passava dentro de sua casa, e além disso, tantos assassinos q fizeram coisa bem pior estão presos nas cadeias ou soltos sem passar por essa pena...

confused
avatar
msp1500 em 27 de março de 2009 às 18:19:27»
angelik;
aqui no Brasil nós temos uma legislação destinada a esses casos, embora que muitas vezes ela é muito complacente, só que lá nos estados unidos é normal pessoas inclusive com menos idade que esse menino portarem e utilizarem armas. É tradição deles lá, arma lá é muito natural. Lá se presenteia o filho com uma espingarda como aqui se presenteia com video games ou computadores.
avatar
Daniel Ciriaco em 27 de março de 2009 às 18:04:03»
eek eek eek eek QUE HORROR... BEM FEITO PRO GAROTO, ma
avatar
tchago em 27 de março de 2009 às 17:53:45»
MAS QUE BARBARIDADE EM ,.,. eek eek eek eek eek eek
Evelyn em 27 de março de 2009 às 17:17:55»
Filho de Chris Brown, tinha que ser.

Falando sério, se com 11 anos ele já oferece perigo, a justiça não deve esperar que ele mate mais gente pra punir.
braulio em 27 de março de 2009 às 16:49:25»
ele devia receber do mesmo veneno
avatar
guizul em 27 de março de 2009 às 16:36:28»
Com 12 anos eu ja sabia muito bem o que era certo ou errado.
Página 1 de 2 (54 comentários)
« Ant. | Primeira | 1 | 2 | | Última | Prox. »