Faça o seu comentário

:

:







Comentários

Página 1 de 2 (80 comentários)
« Ant. | Primeira | 1 | 2 | | Última | Prox. »

Veg Girl em 25 de junho de 2009 às 13:28:56»
Esperar o que cujo um país o presidente é um analfabeto funcional, e cujo a população está mais interessada em big brother do que coisas que realmente valem a pena.
Picaço em 23 de junho de 2009 às 11:22:39»
Realmente, é um assunto controverso...Mas envolver o presidente é um pouco demais...Por outro lado temos um pulha como Cláudio Humberto como jornalista que só inventa e fala m... e se esconde atrás da profissão.
avatar
Angelik em 22 de junho de 2009 às 11:46:58»
Bruna, você pode fazer jornalismo, o diploma vai ser um diferencial em sua carreira, com certeza vai somar pontos em seu curriculo.

O que acontece hoje, é que a maioria dos universitários não ligam para estudar ou aprender, sabem que no mercado o que conta na hora de conseguir emprego é ter diploma, então só se interessam mesmo em conseguir o diploma e saem da faculdade mais burros do que entraram, são os famosos AFD (analfetos funcionais diplomados).

Esses AFD devem se preocupar com a não exigência do diploma, mas quem estuda e é competente, não tem com o que se preocupar.
bruna em 22 de junho de 2009 às 09:19:05»
Putz, só pq eu queria fazer jornalismo!
¬¬
Marco Antonio Rodrigues em 21 de junho de 2009 às 23:37:31»
Não acho correto a exigência de diploma para escrever na imprensa. Esta exigência fere a liberdade de expressão. Algumas entidades e profissionais já estavam querendo até pedir a exigência de jornalista para se ter um site, um blog, etc….
Renner em 21 de junho de 2009 às 21:20:02»
Definitivamente há várias opiniões com respeito à obrigatoriedade do diploma para jornalista, de gente boa que aprova a medida e de gente boa que discorda. Há blogs muito bons que são escritos por pessoas sem formação jornalística, de modo que me parece, pelo menos em uma análise superficial, que a qualidade do jornalismo em geral não irá cair, posso estar errado. Acredito que há uma tendência cada vez maior da internet em ser canal de informação, quebrando o oligopólio dos grandes meios de comunicação (globo, folha, veja, etc). Bom, cabe lembrar ainda que um dos jornais mais "conservadores" deste País, adepto da "ditabranda", o jornal Folha de São Paulo, em editorial recente manifestou-se totalmente favorável à medida, de modo que os "conservadores" não ficarão órfãos de notícias com a tal "edição", ou seja, a publicação da notícia com a visão do "chefe", basta continuarem a escrever como manda o patrão e está tudo certo.
avatar
Gawain em 21 de junho de 2009 às 19:39:11»
- Cadê o diploma de Jornalista do Paulo Francis (O Pasquim!)? Do Jaguar (O Pasquim!)? Hélio Fernandes? (Tribuna da Imprensa - RJ,Irmão do Millor!)e do Millor Fernandes? Do Jô Soares? Do Ciro Gomes? Do Miguel Fallabela? Do Lulu Santos? Luís Carlos Maciel (O Pasquim!) ? Sergio Augusto (O Pasquim!)? Sergio Cabral (O Pasquim!)? Léo Jaime? Paulo Ricardo? Roberto Marinho (O Globo)? Do Júlio de Mesquita Filho (Folha de S.Paulo)?
- Querem mais? Hein?Hein?Hein? ma ma ma ma ma ma
avatar
infernaldesire em 21 de junho de 2009 às 18:00:34»
não acredito nos políticos, por isso sempre anulei o meu voto!
falta de civismo ou consciência?

acho que não, no meu ponto de vista as coisas estão de uma tal forma, que só uma reação enérgica e veemente do povo pra mudar essa realidade

Temos que ser reacionários perante as atitudes(ou a falta delas) dos nossos políticos!
e pra quem não sabe o que é reacionário pesquisem na etimologia, pois existe mais de um sentido!

huiahuiahuia
avatar
infernaldesire em 21 de junho de 2009 às 16:27:53»
mister prince vc é a favor do fim do voto?

pois se o voto for facultativo.. vixe as urnas hão de ficar vazias nos dias de votação!

rsrsrs

serviço militar? pra quê? isso é atraso de vida pra quem trabalha ou quer estudar!
avatar
infernaldesire em 21 de junho de 2009 às 14:18:46»
é

o Brasil tá perdido mesmo!
Antes tínhamos um acadêmico no poder..
Agora temos um analfabeto funcional..

e o que ganhamos até agora?
avatar
Tiago nox em 21 de junho de 2009 às 13:50:24»
jonny

concordo contigo ma defendo o seguinte

os deputados tiraram o diploma pois os jornalistas podem exercer a função sem possuir um diploma mas eles deveriam ter um curso superior porque eles são os maiores formadores de opinião do pais então mesmo eles podendo mecher em cameras e etc sem um ''canudo'' a responsabilidade que lhes é imcubida é muito grande então eles tem que ter certeza que sabem oque estão fasendo, já nos casos dos chefs eles tem que cuzinhar, e pra isso levam anos de pratica e um jornalista sem diploma tme que pratica em lidar com as noticias?
avatar
Cassio em 21 de junho de 2009 às 13:43:01»
Boa tentativa Mister Prince, mas ainda uma justificativa hipócrita.
Você por acaso me conhece para incluir o idiota ou vc é mais um que prefere insultar quando lhe faltam argumentos?
Ah sim, o certo é hermano.
johnnydeski em 21 de junho de 2009 às 11:29:43»
Realmente diploma pra quê né, ser jornalista não é um previlegio só pra quem tem um curso superior, assim como professor, advogado, medico, dentista, entre outros vamos acabar com as faculdades, vamos bestializar os ja bestializados, para que assim eles sejam manipulados com mais facilidade, e os que mais perdem com isso não estão nem aí, vejamos aonde estão os nossos universitarios?
estão nas mesas dos bares bebendo, festando e jogando truco.
Renner em 21 de junho de 2009 às 11:19:39»
O que me impressionou no seu post foi o seu esforço em "incluir" (digamos assim) o governo Lula na tal desobrigação do diploma em jornalismo, isentando de crítica a quem caberia criticar, incluindo aí o Gilmar Mendes, relator do processo, que chegou a comparar o jornalismo com profissões como cozinheiro. Segundo ele "Um excelente chefe de cozinha poderá ser formado numa faculdade de culinária, o que não legitima estarmos a exigir que toda e qualquer refeição seja feita por profissional registrado mediante diploma de curso superior nessa área. O Poder Público não pode restringir, dessa forma, a liberdade profissional no âmbito da culinária. Disso ninguém tem dúvida, o que não afasta a possibilidade do exercício abusivo e antiético dessa profissão, com riscos eventualmente até à saúde e à vida dos consumidores". Em minha opinião, se você é contra a decisão, porque não criticou o tal aí? É lógico que você pode "desancar" à sua vontade o presidente, mas um mínimo de coerência é bom de vez em quando. A César o que é César. O fato de o Presidente ter escolhido 7 dos 11 ministros não implica necessariamente que ele tenha a mesma opinião dos ministros do STF, bem como do Presidente do Supremo, indicado pelo ex-presidente Fernando Henrique Cardoso. Bom, retiro a expressão "babaca", já que não quis ofender, mas que você misturou "alhos com bugalhos" me pareceu claro, tendo em vista que você "incluiu" o governo Lula em duas menções muito críticas e apenas citou o STF sem a mesma contundência. A título de melhor esclarecimento, o que seria o "padrão do governo atual do "quanto mais burro, melhor"", você pode citar exemplos? E para finalizar, em que você se baseia para atribuir o tal analfabetismo funcional ao Presidente?
avatar
Marya em 21 de junho de 2009 às 11:03:26»
Vocês que fazem parte dessa massa,
Que passa nos projetos, do futuro
É duro tanto ter que caminhar
E dar muito mais, do que receber.
E ter que demonstrar, sua coragem
A margem do que possa aparecer.
E ver que toda essa, engrenagem
Já sente a ferrugem, lhe comer.

Eh, ôô, vida de gado
Povo marcado, ê
Povo feliz
Eh, ôô, vida de gado
Povo marcado, ê
Povo feliz

Lá fora faz um tempo confortável
A vigilância cuida do normal
Os automóveis ouvem a notícia
Os homens a publicam no jornal
E correm através da madrugada
A única velhice que chegou
Demoram-se na beira da estrada
E passam a contar o que sobrou.

Eh, ôô, vida de gado
Povo marcado, ê
Povo feliz
Eh, ôô, vida de gado
Povo marcado, ê
Povo feliz

O povo, foge da ignorância
Apesar de viver tão perto dela
E sonham com melhores, tempos idos
Contemplam essa vida, com a cela
Esperam nova possibilidade
De verem esse mundo, se acabar
A arca de Noé, o dirigível
Não voam, nem se pode flutuar,
Não voam nem se pode flutuar,
Não voam nem se pode flutuar.

Eh, ôô, vida de gado
Povo marcado e,
Povo feliz
Eh, ôô, vida de gado
Povo marcado e,
Povo feliz
avatar
Tiago nox em 21 de junho de 2009 às 00:08:13»
o renner foi mais uma vitima do fenomeno lula

quando planejaram o ''plano'' para recuperar a inflação retirando dinheiro da poupança de milhões, culparam o PRESIDENTE Collor(com razão), quando os tucanos privatizaram varias empresas estatais, culparam o PRESIDENTE FHC(com razão) mas quando, estourou o escandalo dos mensalões e veio a tona as falcatruas do PT culparam o PT e não o PRESIDENTE Lula(com razão?)
avatar
Redação em 20 de junho de 2009 às 21:33:49»
"tendencioso", "reacionarismo", raciocínio... como não pensei nisso antes: Renner, você é petista. Está mais do que na hora de vocês mudarem esta cartilhazinha do partido, ela está bastante ultrapassada. Lógico que sou tendencioso, eu faço as minhas escolhas, e uma delas é ser contrária a este partido sem vergonha com políticos que se arvoravam em baluartes da moralidade e da ética e na verdade demonstraram ser um bando de calhordas e ladrões do patrimônio público. Entenda Renner, quem tem que se preocupar com a palavra "tendencioso" são as mídias oficiais que devem ser, por padrão, isentas de parcialidade, não eu.

Primeiro você disse que eu quis atribuir o fim da obrigatoriedade do diploma ao governo e agora diz que estou exercitando um reacionarismo barato e sem fundamento. Decida-se.

Você sabe o que é ser reacionário? Pelo jeito não. Então aprenda antes de usar palavras que desconhece para criar frases de efeito. Estude, recicle-se, aprenda.

As frases "enfiadas" que tanto lhe incomodam, infelizmente para você são duas realidades. "Esperar o que de um país cujo presidente é um analfabeto funcional?" É uma pergunta retórica utilizada para concluir o texto e levar o leitor a raciocinar: "é verdade!". A outra frase, faço um acréscimo: "quanto mais burro e ladino, melhor". Ou você crê que todos são tão "inocentes" a ponto de dissociar a Suprema Corte com o governo atual. Lula colocou 7 ministros lá.

Quanto ao babaca, espero que reveja, já que o MDig é aberto a comentários e críticas pertinentes, insultos são totalmente dispensáveis.
avatar
Evil em 20 de junho de 2009 às 19:58:37»
Apesar de que existem muitos jornalistas formados que usam o verbo entornar com o sentido de "em torno de"... evil Isso é um erro crasso... evil eek mrgreen
Renner em 20 de junho de 2009 às 18:15:44»
Tópico extremamente babaca e tendencioso. Se você não quis atribuir ao governo a autoria do "erro", então porque "enfia" frases totalmente fora de contexto como: "Pois é, seguindo o padrão do governo atual do "quanto mais burro, melhor" e "esperar o que de um país cujo presidente é um analfabeto funcional".? Acho que você estava apenas exercitando o seu reacionarismo barato e sem fundamento. E quem merecia mesmo receber as críticas, que eram os excelentíssimos senhores "ministros" do STF, dentre eles aquele que tem o hábito de dar habeas corpus "relâmpagos" a certas personalidades, passaram em brancas nuvens.
avatar
kOiNhO em 20 de junho de 2009 às 17:52:28»
Bah, admin pegou pesado em falar que o presidente é analfabeto funcional.
Padre Torque em 20 de junho de 2009 às 17:36:01»
Não acredito nesta estória...
O governo não iria ser tão idiota, a ponto de retroceder
numa situação destas...

Tem que descobrir da onde saiu este boato...

:-/
avatar
Marya em 20 de junho de 2009 às 12:49:35»
Quanto mais burro for o povo, mais fácil de manipulá-lo...

Dai pão e circo para o povo que o povo fica feliz...

... ê ô ô vida de gado... povo marcado... povo feliz...
Hamilton Tavares da Silva em 20 de junho de 2009 às 12:18:47»
É por isto que quase não me manifesto aqui. Podem me confundir com um jornalista ( eu tenho diploma em outra área ).
Por falar em diploma, será que os ministros ( ou empregados do Gilmar ? ) possuem este documento, já que para ocuparem este cargo necessitam apenas de indicação política ?

Lembrem-se: Nas próximas eleições VOTEM NULO.
Desempreguem esta turminha.
Vitin em 20 de junho de 2009 às 12:04:15»
Decio Cupra Todos, é isso mesmo. Não estuda não. Alguém tem que limpar as latrinas. mrgreen Maldita inclusão digital.
Martins em 20 de junho de 2009 às 10:50:10»
Decio Cupro Zotro é isto aí, não estuda mesmo. Afinal precisamos de gente para varrer as ruas. smile
Dedo em 20 de junho de 2009 às 10:42:22»
Nunca antes na história deste país...
avatar
Cassio em 20 de junho de 2009 às 10:26:55»
Mister Prince
hipócrita = desleal, falso, fingido.
Desleal com quem? Com o STF?
Falso porquê? O tópico estaria por acaso divulgando uma notícia falsa?
Fingimento aonde? Com quem?

Aqui explica-se porque é necessário estudo para fazer um jornalismo sério. É para não falar bobagem, para não fazer comentário hipócrita. mrgreen
Decio Cupramim em 20 de junho de 2009 às 10:23:21»
Povo chato, reclamando de barriga cheia. Um dos maiores problemas desse país é gente incompetente se escondendo atrás de diploma. Mil vezes um secundarista que aparece com uma reportagem-denúncia válida e sólida do que um "jornalista da PUC" fazendo matérias paga-pau pra celebridades e ex-BBBs. Quer garantir seu lugar no mercado SEJA BOM! Se conseguir qualidade através de um curso superior, ótimo, mas se for por méritos próprios, ótimo também.
Um exemplo: Alguém já viu esse chororô na porta do Conselho Federal de Administração reclamando que engenheiros formados atuam como gerentes nas Petrobrás e Vales do Rio Doce da vida? Ou que São os psicologos que estão tomando conta dos processos de recrutamento e seleção? Ahhh...vão se catar! Bando de filho de papai que fica na balada ao invés de estudar e depois ficar com esse "mi mi mi" de ter diploma de jornalista querendo entrar no Jornal do Brasil por indicação de algum conhecido importante ou por ter um sobrenome conhecido.
VSF!
avatar
Deeh em 20 de junho de 2009 às 09:57:25»
Nossa! eek
O Admin não alisa... lol lol
avatar
Redação em 20 de junho de 2009 às 09:51:07»
Uau, Renner, você aprendeu isto sozinho? Aonde você lê esta atribuição ao governo? Lástima é o teu raciocínio, a falta dele.
avatar
Angelik em 20 de junho de 2009 às 09:43:57»
Nesse exato momento, jornalistas do mundo inteiro estão proibidos de divulgar fatos sobre os protestos no Irã.

Quem mais tem divulgado o que está acontecendo no Irã são os meios "informais" de comunicação, os blogueiros e internautas que, mesmo com muitos erros ortográficos, estão fazendo o trabalho que os jornalistas formados, infelizmente, não podem.

O importante é transmitir informações, divulgar fatos, sem censura por qualquer meio disponível.

O diploma pode ser um diferencial, mas não pode ser condição essencial para fazer jornalismo.

Exigir diploma é ir contra a liberdade de expressão para todos.
avatar
Angelik em 20 de junho de 2009 às 09:24:41»
Não adianta ter um diploma e fazer um jornalismo manipulado ou censurado.

Vejam a Globo, tem excelentes jornalistas, todos formados, mas faz um jornalismo que vai de acordo com os interesses de poucos...

A Globo, infelizmente, é o maior meio de formação de opinião no Brasil, usa jornalistas gabaritados para transformar a opinião pública em uma merda.

Que bom que temos os meios informais, como blogs e sites interessantes, muitos feitos e administrados por "não diplomados" mas que têm coragem para expor fatos censurados e transmitir informações com liberdade, sem manipulação.
Renner em 20 de junho de 2009 às 08:21:59»
O pior de tudo é querer atribuir o fim da obrigatoriedade do diploma para jornalismo ao governo. Para quem não sabe, no Brasil existe o poder executivo, legislativo e judiciário e para quem não sabe ainda, o STF (Supremo Tribunal Federal) é a instância maior do poder judiciário. Esse mdig quando se mete a discutir política é uma lástima.
avatar
Deeh em 20 de junho de 2009 às 02:32:15»
Chr... Gostei não só da sua opinião, como do modo como a expressou e o que posso dizer é que pessoas como você enriquecem o Mdig. Seus exemplos são muito pertinentes e suas idéias, claras.
Quanto aos erros, relaxe, amigo. Isso aqui não é escola de português, embora seja sempre bom escrever corretamente.

Abraços e apareça mais vezes.
avatar
Deeh em 20 de junho de 2009 às 02:24:23»
Não estou muito preocupada com essa inovação, pois, para mim, não haverá grandes mudanças.
Não acredito que, de uma hora para outra, a imprensa começará a contratar pessoas, teoricamente falando, sem qualificação. E mesmo que, por lei, o diploma não seja obrigatório, este servirá como critério para seleção. Numa disputa por uma vaga, quem vocês acham que tem mais chance de vencer? Um candidato de nível médio ou um com nível superior? O diploma passará a ser um diferencial, creio eu, e ,assim, a situação permanecerá igual.

*Desculpem se falei besteira, mas não tenho mérito pra falar sobre esse assunto. É só uma opinião sem muito aprofundamento nessa questão.
Chr em 20 de junho de 2009 às 02:24:17»
Mas corrija-me se eu estiver errado, a medida não diz que qualquer um pode ser jornalista, afinal, com exceção da imprensa "fuleira", não é de se esperar que a grande imprensa contrate funcionários que não tenham a capacidade para exercer tal profissão.
Não vejo a necessidade para tanto alvoroço, pois se o jornalista possuir competência, não é de se esperar que perca o emprego, em minha opinião pessoal, a medida ao contrario disso, apenas afeta quem efetivamente não tem a capacidade para exercer a profissão. O mercado apenas seleciona os mais qualificados e rejeita os menos qualificados.
Em certa parte concordo com o artigo, afinal a imprensa é a maior formadora de opiniões sem sombra de duvida, mas, há de contar-se que boa parte das faculdades de jornalismo de hoje em dia, deixariam menos a desejar se trabalhassem com chimpanzés adestrados, como disse o amigo abaixo, dando a seus alunos o diploma somente para enfeitar a parede.
Só para exemplo de retórica, o exame da Ordem dos Advogados, como alguém que ja o fez e foi aprovado, posso ao menos fazer um pequeno comentario sobre ele. Nesse exame consta apenas com o básico do básico, o mínimo que alguem que se deu ao luxo de abrir o caderno uma vez ao dia por 4 anos deveria saber, e mesmo assim, a grande maioria reprova, e boa parte dos candidatos reprovados, tem em suas faculdades cursos de jornalismo tão bons quanto os de direito. Agora, se um bacharel em direito que não teve a capacidade de saber o básico, tem seu direito de exercer a profissão de advogado privado, por que um jornalista de mesmo naipe tem o direito de ter o mercado de trabalho reservado para ele? Caso não goste do exemplo do bacharel, e quanto ao engenheiro que não possui CREA?
Pra quem não concordar com a minha opinião, peço encarecidamente que não leia apenas esse "tijolo" ou que apenas faça piadinhas, mas sim que discorra sobre as suas opiniões, pois deste modo, também temos um outro grande meio formador de opinião, o boca-a-boca.
A todos os que leram até aqui, peço desculpas pelos prováveis erros de acentuação e concordância e/ou digitação, as 2 e 20 da manha, depois de 51 horas sem dormir por causa do trabalho... realmente é complicado.
Vagner Schweitzer em 20 de junho de 2009 às 01:44:20»
Qualquer pessoa com um cunho de investigador e bons argumetos pode ser jornalista, isso nunca teve segredo nem foi um grande mistério, é igual o curso de administração o cara se forma e fica com diploma enfeitando a parede e vai ser taxista ou vendedor de sapatos, e o gerente ou administrador que é chefe do cara formado raramente tem o segundo grau completo. Realmente isso é lamentável, mas muitas vezes a experiência e muito mais eficaz e eficiente que diploma de curso superior, principalmente se for de uma Universidade Particular que a credibilidade cai mais ainda, constantemente vemos reportagens que mostram a facilidade de se obter um diploma de curso superiror, a educação em nosso país não passa de uma mercadoria vendida para quem pode pagar por ela, mas não possui competência para tê - la por isso ela é paga.
Vagner Schweitzer em 20 de junho de 2009 às 01:39:21»
Vamos pela lógica, se para governar o país não é exigido curso superior, então para falar mal da vida dos outros e que nunca foi preciso mesmo.
avatar
Deltafox em 20 de junho de 2009 às 00:14:19»
Para ser Juiz tambem não precisa, observe quem faz os julgamentos nas favelas, quem decide quem vai para o micro-ondas, que decide quem vai morar no morro ou vai ser despejado de lá.
Soranço em 19 de junho de 2009 às 23:59:28»
Discordo que necessitem profissionais diplomados para eles suarem.

Veja os caras do CQC, por exemplo. Alguns tentam descreditá-los chamando de "algo que tem mais a ver com o humor do que com jornalismo". Certo, são um programa de humor, mas que já se mostrou capaz de irritar diversos políticos. O que os caras são? Comediantes stand-up...
Mr. Hyde em 19 de junho de 2009 às 23:27:22»
A questão é simples:Interessa ao(s) governos profissionais despreparados nesta área.Veja o "calor" que eles passam com os os profissionais preparados...Mas tudo bem, cada povo tem os líderes que merecem, e com certeza, o brasileiro MERECE esses aí.Merece o Collor , merece o Sarney, tudo certo...
avatar
Tiago nox em 19 de junho de 2009 às 22:54:08»
sobranço

o arthur foi ironico, fica tranquilo wink

tirando o fatop de tu ter insultado o arthur eu achei qeu tu disse tudo
Soranço em 19 de junho de 2009 às 22:29:22»
De Arthur:
"Agora eu posso ser jornalista também... que legal... vou começar a escrever matérias sobre a incompetência do STF... "

Sério? Você consegue? Vai acompanhar os diários oficiais? Consegue escrever textos regularmente demonstrando propriedade em suas opiniões? Consegue construir argumentos para refutar a decisão dos ministros? SIM!?!? Po, meus parabéns!!! Dou o maior apoio para que você se torne um grande jornalista imediatamente! Afinal, um país precisa desse tipo de competência! Boa sorte!

Conforme eu disse, e acho que tem muita gente indo nessa, o post dá a enteder que trata-se de uma coisa "nova"...

Sobre "emitir opiniões nos jornais sérios", sim, isso é completamente possível, um pouco de atenção e vc vai perceber que eles fazem isso o tempo todo. Basta que a sua opinião coincida com a linha editorial do jornal.
avatar
infernaldesire em 19 de junho de 2009 às 21:44:41»
para formar opinião o indivíduo precisa ser dotado de sagacidade e de uma inteligência essencial e sutil!
estamos nos apegando demais a detalhes técnicos, ah sim! é lógico que se o profissional não tiver como lapidar a informação bruta que se encontra em seu pensar, não haverá como transmitir de forma clara a opinião!

..sim, o canudo comprova que o profissional foi instruído ou iniciado nas técnicas, mas técnica sem competência ou melhor sem vocação quem sabe talento.. enfim

esse debate é mais do que simplesmente pontos de vista divergentes
acho que é um debate de valores
Arthur em 19 de junho de 2009 às 20:46:40»
Acredito que devia fazer algo tipo "para ser jornalista deve ter concluído um curso superior", isso faria sentido para alguém que fez um curso de, sei lá, tecnologia da informação por exemplo, para falar de sua própria área de atuação.

Agora eu posso ser jornalista também... que legal... vou começar a escrever matérias sobre a incompetência do STF...
avatar
Admin em 19 de junho de 2009 às 20:41:46»
Dylan_jr, me desculpe, mas você pegou meio pesado. O jornalismo responsável é aquele dedicado a informar de forma imparcial o que está acontecendo no mundo, país, estado... enfim no bairro onde você mora.

Eu nunca propus o MDig como um canal de informação, senão de entretenimento. Nunca nos arvoramos em sermos formadores de opinião. Aliás, como a maioria dos blogs responsáveis. O que fazemos aqui é replicar notícias bizarras e engraçadas, publicar imagens legais, contar histórias, tentar fazer rir e , às vezes, refletir em conjunto com os amigos internautas.

A diferença primordial é que aqui você pode emitir a sua opinião, você é (sim) formador de opinião, e tem papel super importante no blog.Tente fazer o mesmo em um jornal, num tele-jornal, no Fantástico. Tenta... vai...

A TV passa hoje por uma grande mudança que é tentar adaptar a opinião popular à sua grade (imitando os blogs), mas, lógico, ela mostra somente aquilo que lhe é favorável.

É fato que um engenheiro irá opinar melhor sobre o projeto de uma obra; o economista, do momento financeiro; o boleiro, de um time de futebol; o... etc etc etc

Só que vocês esqueceram que é para isso que existem as colunas específicas na mídia de informação. Ou seja, para escrever sobre determinado assunto com propriedade não é necessário ser jornalista -básico-, mas é necessário conhecer, e muito, sobre ele. O triste, como já disse, é que gente sem nenhuma formação, inclusive moral, continue se beneficiando da imagem que criam atrás de uma câmera ou microfone.

Não é um exemplo, mas o vereador mais votado da história de Joinville, última eleição, é um apresentador de telejornalismo que nunca fez nada, absolutamente nada, pela população, apesar de parecer bem intencionado. Entenderam?
avatar
Tiago nox em 19 de junho de 2009 às 20:17:58»
quando eu vi isso ntem não parava de pensar: o jornalista que esta dando a noticia deve estar se remoendo no microfone

se o cara vai formar opinião então o cara tem que ter uma faculdade(ta bem que existe gente sem o canudo que é competente mas querer comparar a chance de achar um competente com curso e um competente sem curso é sacanagem)

sobre a parte do presidente

o Lula pode até ser um nalfabeto,ter cara de idiota mas todo mundo que é idiota diz: ele é um deus

quem é mais inteligente diz: ele e um idiota

quem o conhece diz: ele é o cara(ele pode até não entender nada de administração e na parte administrativa o brasil só ter dado certo pq ele deixo como o FHC deixou mas como NEGOCIANTE quem o conhece afirma, ele sabe oque faz)
Dylan_jr em 19 de junho de 2009 às 19:49:02»
Acho meio hipócrita a posição do post pois se fosse para levar ao pé da letra não poderia haver blogueiros sem diploma de jornalismo, não é vero?
Por acaso todos os blogueiros possuem diploma?!
Além do que uma decisão contrária abriria brecha para que dizerem que, por exemplo, só poderá trabalhar com informática (e isso inclui contruir sites e blog´s) quem for formado em analise de sistemas, ciências da computação ou curso semelhante...
avatar
infernaldesire em 19 de junho de 2009 às 19:31:15»
calma ae!

Conheço muita gente sem diploma e que tem muita competência.

Contudo não há motivos para alarde, quem sabe o que faz se garante, não é?!

e em relação a letargia do povo, não vai ser mais uma atitude leviana dos nossos políticos que vai levar por agua a baixo a consciência e a capacidade de discernimento do povo, a maioria nunca teve mesmo!

tudo junkie
avatar
Markus em 19 de junho de 2009 às 18:33:23»
Estudo e diploma só não servem aos incompetentes. Lógico que se o cara for uma mula, de nada adiantará fazer um doutorado, evidentemente pago. Mas se o cara for competente e principalmente gostar do que faz, um curso técnico o diferenciará de outro numa possível busca de emprego. Por exemplo, aqui no sul as vagas de serviços gerais e ajudantes abundam nas empresas, já que as pessoas minimamente inteligentes buscam especialização para ter um salário melhor.

Ver o STF e pessoas desmerecendo o ensino e o diploma profissional é realmente a cara deste governo que se caracteriza pelo quem chegar primeiro leva. Por um presidente extremamente corrupto que nunca fez nada na vida a não ser baderna em porta de fábrica, que elogia o "dinamismo" do filho que saiu de simples funcionário público de zoológico para ser um dos maiores empresários do país. A lei de Gerson impera e isto tudo me causa um nojo tremendo. Segue assim e logo teremos curandeiros dando plantão no SUS.
Página 1 de 2 (80 comentários)
« Ant. | Primeira | 1 | 2 | | Última | Prox. »