Faça o seu comentário

:

:







Comentários

avatar
Bihh em 24 de janeiro de 2010 às 09:35:45»
eu acho que devia ficar aí mesmo... é como o Moonwalker falou, cada um faz o que quer com o que tem. essas imagens, pelo menos nos dão esperança que o haiti vai voltar a ser uma nação, com mais investimento e organização.pra mim elas são é reconfortantes...
avatar
Moonwalker em 22 de janeiro de 2010 às 07:56:01»
Sabe o que eu estava pensando aqui? Que apesar de ser revoltante, a indignação com os cruzeiros dá a impressão de que o ser humano não aceita que outros sejam bem sucedidos.
É a velha história: o cara compra uma Ferrari de 2 milhões, e aparece um monte de gente dizendo que ele deveria ter aproveitado para doar o dinheiro para alguma instituição.
Mas não é assim, cada um faz o que quer com o que tem, seja isso imoral ou não.
Ernesto São Thiago em 22 de janeiro de 2010 às 04:47:55»
Para quem critica as escalas de cruzeiros no Haiti, qual a saída? Os cruzeiros deixarem de escalar o Haiti e os haitianos perderem mais de 200 postos de trabalho em terra?
avatar
Mih em 21 de janeiro de 2010 às 21:51:38»
A vida não para povo.
Não adianta chorar,não resolve nada.
E infelizmente coisas do tipo tem q acontecer pra que muitos
olhem para esse país. confused
Que Deus seja com esse povo.
Malinha em 20 de janeiro de 2010 às 18:51:04»
Amigos,

Eu que pensei que isso já havia acabado nesse tempo,
vejo isso denovo, é uma pena.
avatar
Jean em 20 de janeiro de 2010 às 08:49:24»
No Hatiti tem brancos? sem ofenças, eu não sou racista mas não sabia que no Haiti tinha gente de pele branca. fool
Lobão em 20 de janeiro de 2010 às 08:34:11»
[b] e o que ela não precisa agora -e nem nunca- é de uma terapia de choque para acomodar sua economia aos critérios ideológicos dos doadores, sejam eles americanos, franceses ou brasileiros.
[/b]

Não precisa? O Haiti já era uma porcaria antes do terremoto, acho que eles não tem competência suficiente nem para decidirem o que precisam e o que não precisam.
Kleyton em 20 de janeiro de 2010 às 06:35:59»
a vida continua, é triste, mas é necessário. Nesse mundo capitalista, é necessoario continuar vivendo, respirando e COMENDO, pra isso é necessário dinheiro e trabalho. Paciência, é dura a realidade, sempre foi, mas é um mal necessário para sobreviver, aos que ficaram resta lutar e continuar a viver.
avatar
msp1500 em 19 de janeiro de 2010 às 23:33:45»
É realmente um contraste, uma situação nada fácil de ser resolvida e de extrema delicadeza. Rezo prá que aquele povo encontre logo o caminho da paz e da tranquilidade que tanto clamam, com emprego, dinheiro e alimentos para que eles possam prover sua subsistência com brio, moral e livrarem-se logo da humilhação que estão sendo obrigados a mergulhar, suplicando por uma porçãozinha de comida ou de água.
avatar
Siegfried Vagner em 19 de janeiro de 2010 às 22:39:18»
Isso é política pura, e como já disse e vou repetir a Política depende exclusivamente da miserabilidade do povo, sem miséria sem política. Os EUA ou seja lá quem for nunca vão deixar isso acabar por que acima do interesse dessa pobre nação devastada está o interesse próprio do cidadão americano.
Satiro em 19 de janeiro de 2010 às 22:23:01»
O Haiti não merecia isto !!
Alvinha em 19 de janeiro de 2010 às 21:01:02»
O capitalismo não tem tempo para se preocupar com a dor e os problemas sociais
Lucas Souza em 19 de janeiro de 2010 às 20:00:38»
Começo a achar aquela teoria de que os tremores seriam de origem americana, de qualquer forma detesto aquele pais.
camilinha em 19 de janeiro de 2010 às 19:51:28»
Esse lado da ilha q está inteiro, tem que continuar trabalhando, vivendo a vida e colocando dinheiro na (fraca) economia do país.
Todos sentem pelo acontecido, mas não podemos parar
a vida, nem parar o mundo até que tudo se ajeite.
Luiz Felipe em 19 de janeiro de 2010 às 19:30:21»
A vida continua, entao continuem as festas. ou entao continue lamentando, e morra de depressao.
Rahquelzinh@ em 19 de janeiro de 2010 às 17:52:57»
AS pessoas sao assim mesmo infelizmenteeee
avatar
wendelzao em 19 de janeiro de 2010 às 17:44:04»
ma
Ramon em 19 de janeiro de 2010 às 16:48:27»
Acho que deveria haver uma maior união entre os exércitos de Brasil, EUA e França enão uma "competição política" entre os mesmos pois quem sai perdendo é a população haitiana e quanto ao outro lado da ilha de fato é contraditório a situação atual do país, porém, são Cruzeiros agendados e ninguém ia adivinhar tal tragédia, o que aconteceu já foi o que podemos fazer é ajudar na recuperação dessa pobre população!
Helena em 19 de janeiro de 2010 às 16:42:30»
:O sad que vergonha 2
ChumoLoco em 19 de janeiro de 2010 às 16:36:29»
Na minha opinião, esse jogo está só começando.
bila em 19 de janeiro de 2010 às 16:23:02»
o problema é que o Brasil tá lá pra ajudar, mais nossos governantes são tão incompetentes por aqui imagina lá! e os americanos tradicionalmente são sanguessugas, um país como o haiti tinha tudo para ser uma potencia nas americas, mais o interesse estrangeiro fez virar numa somalia americana!
Zordrac em 19 de janeiro de 2010 às 15:28:14»
Não me consta que tenha colocado rótulo em alguem aqui nem tampouco pretendo criar discussões, nem sou socialista ou comunista,etc.

A mão de obra é barata pois ditadores como Papa doc, seu filho Baby doc , e outros ditadores mantidos pelos EUA por decadas, propiciaram as condições para tal. Quanto ao resto , sobre regras de governança corporativa, não vou comentar,pois, se leis ajustassem o mundo este seria um paraiso.
sem hipocrisia em 19 de janeiro de 2010 às 15:07:31»
1) o passageiro precisa reservar sua viagem no cruzeiro e tem data e local marcado de embarque e desembarque, assim como a empresa tem o roteiro de um ano inteiro préviamente programado, ou seja, sabe-se em janeiro onde o navio deve estar em dezembro.
2) ninguém foi capaz de prever ou de impedir o terremoto, nem o governo haitiano nem americano, o que dizer então da empresa de cruzeiro?
3) a tragédia aconteceu, a culpa então é do cruzeiro e seus passageiros felizardos? talvez eles devessem morrer também para redimir tal vexame?
4) a paralização desse setor turístico, que aparentemente sobreviveu à tragédia, traria algum benefício?
5) os passageiros e todo mundo estão cientes da tragédia, ninguém pediu isso, todos estão transtornados e constrangidos, todos sentem pelas vidas que se foram. Mas o mundo continuar a girar, a vida continua, ou será que agora é errado seguir em frente.
6) o que deveria ser um passeio lindo virou ruinas para todo lado, você acha que alguém está contente com isso?
7) tem gente dando as caras agora depois da repercussão mundial, mas a empresa de cruzeiro já estava gerando divisas e emprego local antes da tragédia acontecer, e mais do que isso, apostou no potencial da região.
avatar
Confortably Numb em 19 de janeiro de 2010 às 14:55:34»
Também não vejo pq parar o turismo.
é dinheiro entrando no país, e ajudando as pessoas daquela região.

Acho que não é preciso tanto sensacionalismo, aqui no nosso quintal... os brasileiros endinheirados (principalmente os políticos) deixaram de curtir suas luxuosas festas de final de ano, por conta dos milhares de desabrigados por causa das inundações??
avatar
Cearense em 19 de janeiro de 2010 às 14:49:42»
Alex C Pereira disse tudo!

Devemos sim estar tristes e até mesmo rezar por essas familias que perderam tudo e por aquelas que se foram, mas por outro lado agradecer a Deus por nossas vidas e nossa saúde e mais do que tudo aproveita-la, porque eu sei que essas pessoas que estão sofrendo dariam tudo pra estarem se divertindo agora. Então não deve parar nada.
avatar
m4GnUm em 19 de janeiro de 2010 às 14:22:20»
que vergonha... mad ma
ff em 19 de janeiro de 2010 às 14:20:51»
mais um socialista... se a mão de obra é barata, porque não instalarem fábricas lá.... ademais empresas americanas possuem uma regra de governança corporativa tão forte (vide SOX, FCPA) que qualquer indício de trabalho escravo (ou infantil ou etc) causaria a prisão dos diretores destas empresas nos EUA... é um país sério (em que pese atitudes grotescas como o Iraque)...
Zordrac em 19 de janeiro de 2010 às 14:07:37»
Neste terceiro post sobre o haiti não pude deixar de comentar:
Academicos e integrantes de movimentos sociais fazem serias denuncias contra presença das forças da ONU que ao invés de "paz" são por eles nomeadas de "ocupação".Isto antes do terremoto.Na republica dominicana (pais que fica na mesma ilha que o Haiti) foram criadas zonas francas onde empresas internacionais se instalaram para explorar a mão de obra barata (escrava) do Haiti.Assim empresas como Nike, Adidas , Levis, etc tem produção mascarada e exportada aos EUA que fica do lado.Uma das primeiras atitudes dos 20.000 fuzileiros dos EUA que em 2002 entraram no Haiti foi acabar com organizações trabalhistas que reindivicavam salario base ,etc.Vejam que até o vice presidente brasileiro que tem empresa de tecelagem mandou seu filho há alguns meses para tratar da instalação de filiais no haiti.O atual presidente haitiano esta privatizando tudo e por primeiro e clarao as telecomunicações.Quem voces acham que irão assumir estas empresas?
http://www.anovademocracia....
ff em 19 de janeiro de 2010 às 14:00:51»
1. Não faz sentido parar o turismo, já que gera alguma renda para o país destruído. Ademais, contratos tem de ser honrados.
2. O Brasil não estava sendo capaz de orientar o tréfego aéreo na região (o que é meio óbvio, considerando o caos aéreo por aqui).
3. Essa aversão a tudo que vem dos EUA não faz sentido, se eles são capazes de realizar as tarefas adequadamente, é claro que eles devem assumir o comando.
avatar
Samuk em 19 de janeiro de 2010 às 13:54:14»
é uma coisa q fica um poko dificil de responder ....
avatar
Alex C Pereira em 19 de janeiro de 2010 às 13:47:38»
Se uma pessoa próxima a você morre, você vai parar sua vida?
Você tem que trabalhar, ganhar seu dinheiro... o povo não fará isso por você.

O pessoal que depende desse dinheiro, sentiu pelo acontecido, mas eles estão vivos e precisam trabalhar, se divertir... Eles estão vivendo!

Só temos uma vida, não podemos deixar que cada tragedia no mundo nos abale [não sou estou ignorante e sim otimista~]
avatar
Michel Sanderson em 19 de janeiro de 2010 às 13:43:00»
bom se as pessoas lá dependem do turismo acho que naum tem pq interrmoper as viagens, claro que eles podiam ser mais solidarios e pegar uma parte desse recurso pra ajudar as áreas devastadas pelo terremotto...
avatar
FireFox em 19 de janeiro de 2010 às 13:39:46»
pelo menos o lugar é bonito... rolleyes
avatar
CapitaoObvio em 19 de janeiro de 2010 às 13:38:14»
sha