Faça o seu comentário

:

:







Comentários

avatar
Politico Honesto em 23 de novembro de 2011 às 15:07:15»
Tá explicado.
Cristiano Bagé/RS/Tchê em 11 de fevereiro de 2011 às 14:13:24»
Acho que essa esposa de pastor não lia a Bíblia, sê leu, deve ter pulado o Livro de Cantares, onde Salomão "mandava" ver com sua esposa. E também deve ter esquecido de ler o Novo Testamento onde o apóstolo Paulo ensina aos casais não se abrasarem, ou seja, não se absterem do ato sexual sadio.
avatar
Evandro Eloy em 10 de fevereiro de 2010 às 20:54:13»
"Fingir uma doença, a falta de sono ou as dores de cabeça podem ser seus melhores aliados."

Já vi esta novela...
Lucas Brito em 10 de fevereiro de 2010 às 20:24:07»
ainda bem que os tempos mudaram...
avatar
Bihh em 05 de janeiro de 2010 às 14:59:36»
"Coitados de nossos bisavós."
rachei! cool
Loli em 25 de junho de 2009 às 14:49:25»
Vixe.. Pequei '-'
Juliana dos Santos Souza em 16 de janeiro de 2009 às 00:12:44»
...Aguas passadas...graças ao Meu bom Deuss...se o sexo fosse tão ruim assimm...Deus ñ o Fariaa...Affzzz Frigida e ipócritaaa..elaa mesmOoo divia transar igual uma vaca louca com o maridoO..!kkkkkkkkkkkkkkkkkk
lalalaS2 em 12 de janeiro de 2009 às 02:03:58»
nossa, deu até dó deles
Paranaense em 03 de dezembro de 2008 às 08:38:50»
Não concordo com as idéias desta esposa de pastor,será que é por isso que existe mulheres até hoje que não sabem o que é prazer sexual, porque foram educadas pelas bisavós que não podem se libertarem de suas vontades durante o ato, mas o engraçado que o sexo era bastante praticado!!!!
avatar
Evil em 26 de novembro de 2008 às 13:51:48»
Nada não... Realmente... cada um na sua... Fui... e "Aleluia irmã"... fool
Penso Asssim em 26 de novembro de 2008 às 13:27:16»
Evil, devolvo os 10% do bruto e não do líquido e muito mais. Todos têm o direito de investir no que acreditam, ou estou errada?? Mas, a propósito, o que isto te diz respeito?
avatar
Evil em 25 de novembro de 2008 às 20:31:47»
Penso assim: você realmente dá o dizimo (os 10%) de tudo o que você ganha ou "os por fora, sem comprovante" você joga pra cima e o que ficar é DÊLE e o que cair é seu ... rolleyes eek lol evil
xxxTTTxxx em 25 de novembro de 2008 às 15:52:14»
o engraçado é que tem uns conselhos desses que vez ou outra ainda são seguidos, como a famosa dor de cabeça...
penso assim em 25 de novembro de 2008 às 13:01:04»
Que pena que ela não tinha sabedoria, como esposa de pastor, deveria saber que Deus fez o homem e a mulher para serem felizes inclusive sexualmente. O sexo é uma bênção de Deus para o casamento. Na própria bíblia é dito sobre o desejo de um casal de forma absolutamente normal, inclusive o apostolo Paulo fala em não "defraudar" o companheiro sexulamente no sentido de não se negar a ele/ela. É claro que "há dias e dias", haverá momentos em que não "rolará", mas o normal é o completo prazer sexual em uma união de amor.
Pirulito em 25 de novembro de 2008 às 09:13:45»
Caramba ja viu aplicar este método nos dias de hoje, duraria 3 dias o casamento, ja com toda a liberdade é dificil as relações se perpetuarem
saim em 25 de novembro de 2008 às 09:06:03»
O texto, na verdade, é uma piada. O site "snopes" (em inglês), especializado em lendas urbanas, tem um artigo a respeito desse texto. Uma prova da fraudulência do texto é o uso repetitivo de palavras que não seriam usuais para a época, como "sexo" (que seria referido como "relação" wink . Uma tradução seria providencial, já que meu inglês não serve pra muito mais que ler o texto.
avatar
111111 em 25 de novembro de 2008 às 01:32:22»
Hoje esse livro se chamaria:
Como acabar com o "apetite" do seu parceiro.
ou
Dicas para dar fim à um relacionamento.
fênix em 24 de novembro de 2008 às 19:08:07»
loroloko, a repressão era só feminina, por isso mts filhos, o homem sempre pode ter prazer e para gerar filhos depende do prazer masculino.
avatar
R 3 N 4 T I M em 24 de novembro de 2008 às 19:01:43»
... velhos tempos ... rolleyes
avatar
Marya em 24 de novembro de 2008 às 18:57:56»
Não sou muito entendedora desse assunto porque não é da minha época ( talvez seja da época do Evil )
Mas se não me engano, esse era o tempo em que tinha que casar virgem, e,uma vez casado tinha que ser até morrer.
Bia em 24 de novembro de 2008 às 18:47:57»
que louca o_o
devia ser frigida...
avatar
Mih em 24 de novembro de 2008 às 17:50:19»
Eu heim?! eek
Ainda muito bem que os tempos
mudaram,hehe!!! sha
avatar
Elbereth em 24 de novembro de 2008 às 17:22:28»
É só respirar de boca fechada, Maria... e não sentir prazer.
avatar
Marya em 24 de novembro de 2008 às 16:48:11»
Loroloko,

é porque naquela época não existia a pílula anti-concepcional.
avatar
Lampa em 24 de novembro de 2008 às 16:43:10»
Tem que comer o arroz o feijão, a coxinha, empadinha, e todas
delicias mais que aparecer, ou vai ficar passando vontade, se
não pode comer o arroz com feijão, arrume um cardapio dos bons
que e so alegria.

Fraternos Abraços. idea idea idea
avatar
Marya em 24 de novembro de 2008 às 16:26:18»
E pensar que naquele tempo os casamentos duravam...
Será que eles estavam certos ? lol

*A esposa se manterá completamente em silêncio enquanto o marido sopra e ofega durante o ato *

Como pode a esposa se manter completamente em silêncio?! Só se ela for muda e não respirar durante o ato! fool
avatar
Elbereth em 24 de novembro de 2008 às 15:11:49»
Na verdade, acho que ela fez um manual do tipo: faça o contrário do que está escrito e será feliz. Vendo por essa ótica, as dicas até que são úteis. =D
avatar
Lene em 24 de novembro de 2008 às 14:52:08»
Com certeza nao fez muito sucesso, só se forem na teoria, pq na prática...
avatar
LoiraInteligente em 24 de novembro de 2008 às 14:21:13»
E pensar que esses "benditos" conselhos correram o mundo e influenciaram gerações...
É por esses e outros tantos precoceitos que á mulher foi renegado seu direito de sentir e sentir...
Fico imaginando como elas se sentiam suprimindo algo tão natural que é o desejo e também negando seu carinho aos maridos, quando isso é parte da mulher como o nascer do sol. Amputar a sensualidade feminina é certamente mata-la. Que moral é essa que destrói a cumplicidade familiar e do ponto de vista religioso também, uma vez que não permite a exata conclusão do termo "ser uma só carne"? Preconceito é que há.
Ainda bem que nasci em tempos bem contemporãneos. Caso contrário seria acusada de pervertida.
avatar
Anonimo em 24 de novembro de 2008 às 13:33:58»
Excelentes conselhos! Ruth Smythers está coberta de razão.
avatar
Evil em 24 de novembro de 2008 às 13:33:15»
Maria, nem tanto ao céu nem tanto ao mar... lol
Uma coxinha, uma empadinha, de vez em quando não faz mal... lol twisted mrgreen
Freehider em 24 de novembro de 2008 às 13:32:03»
Essa mulher era mal amada, de um marido brocha...
avatar
Marya em 24 de novembro de 2008 às 12:59:30»
Evil,

Então nesse caso os maridos deviam parar de comer arroz e feijão, já que faz tão mal.
avatar
Evil em 24 de novembro de 2008 às 12:54:49»
Maria, o problema é que não se pode comer arroz e feijão todo dia... rolleyes
Além de dar gases, enjoa... lol twisted mrgreen
avatar
Marya em 24 de novembro de 2008 às 12:39:09»
É engraçado; naquela época podia-se até entender que os maridos buscassem outras parceiras para se satisfazerem sexualmente, uma vez que em casa era quase proibido.
Mas hoje em dia não dá para entender os maridos continuarem procurando se satisfazer fora de casa uma vez que em casa eles já tem de tudo o que a atualidade proporciona em matéria de perversão sexual.

Desculpem se falei demais.

rolleyes
avatar
Lombradinho em 24 de novembro de 2008 às 12:33:28»
Já sabia dessa parada e inclusive que tinha um lençol com um buraco do tamanho de uma mão no meio, que a filha noiva recebia da mãe no dia do casamento e que derveria ser usado nas horas da relação sexual, pois era pecado prá mulher ficar nua na frente do marido e o marido ficar nu na frente da esposa.Só que este papo num cola legal na minha cabeça não, pois quando o bicho pegava, o fogo esquentava e o motor ligava, a primeira coisa que eles faziam, eram rasgar a merda do lençol começando pelo porra do buraco. fool
ju.xxe em 24 de novembro de 2008 às 12:31:43»
Graças a Deus os tempos mudaram! Fazer sexo é algo muito saudavel, além de trazer intimidade e cumplicidade para o casal!