Faça o seu comentário

:

:







Comentários

avatar
Moonwalker em 22 de junho de 2012 às 14:27:12»
Não vou explanar aqui a óbvia diferença entre a existência de um pombo e de um ser humano no planeta.
Só sei que no dia em que "nem toda a humanidade puder ser salva", eu com certeza vou morrer, porque não tenho dinheiro, nem poder, nem fama, nem influência política... E por isso tomo as dores de quem é vilipendiado pelo governo. A vida pode não ser justa, mas deveria ser, pelo menos.
avatar
DanielWaos em 22 de junho de 2012 às 12:29:33»
Não li todos os comentários, mas concordo com gênero número e grau com a Maria e com a Moon fire, primeiro que se o fulano ja teve 1 filho com uma mulher ele que cuide desse filho, independente de estar com a mulher ou não é obrigação dele, (não só cuidar como educar), segundo que nem todas as pessoas nascem em berço de ouro, Eu também acho muito difícil criar um filho(a), e ter de pagar pelos filhos dos outros inconsequentes com os bolsa assistencialismo da vida. Então se ja teve 1, ótimo cuide, se quer ter mais de 1 que tenha grana para isso. Senão a operação de vasectomia é uma ótima idéia. (eu ainda não tenho nenhum mas me contento com 1) porquê não quero que meu filho ou filha seja criado igual bixo simplismente dando comida, ou a tal da pensão que muitas vezes tem valor irrisório perto das nescessidades de um filho... mas isso é o reflexo da educação que temos, da sociedade enfim das pessoas que sabem usar bem melhor a cabeça de baixo, a de cima é só para enfeite mesmo.
avatar
Marya em 21 de junho de 2012 às 20:29:00»
Por que não pegam um bom punhado de chineses ( tipo, uns 10 milhões ) e jogam lá no deserto do saara? Tem bastante espaço lá rolleyes
avatar
Luiz Felipe em 21 de junho de 2012 às 20:16:27»
"Controlar o aumento populacional matando indivíduos a gente faz com pombos, não com humanos."
Porque? Qual a diferença? a vida do pombo vale menos, se o pombo pode ser morto para diminuir a população, o homo sapiens pode tambem.
Só que tem que parecer acidental, sem querer manda um terremoto, um tornadinho, um tsunami.
Acho que essa medida de controle social não é tão cruel, cruel seria deixar passar fome até morrer.
Agora se for pelo lado que ninguem pode morrer, vai ser complicado a hora que nem toda a humanidade puder ser salva, vão preferir que todos sejam extintos do que alguns se salvem em contrapartida de outros, pois não é justo. É, não é justo, mas ninguem disse que a vida tinha que ser justa.
avatar
Moonwalker em 21 de junho de 2012 às 15:36:53»
Ou seja: não estou criticando o controle populacional, mas seria bom tratar os cidadãos com dignidade.
avatar
Moonwalker em 21 de junho de 2012 às 15:27:16»
É que tem que ter razoabilidade, PH. Controlar o aumento populacional matando indivíduos a gente faz com pombos, não com humanos. mrgreen
avatar
Politico Honesto em 21 de junho de 2012 às 15:17:09»
"Se antes de matar o governo perguntasse aos vizinhos de Feng Jianmei se eles preferiam que a criança fosse morta ou fosse imposta uma multa proporcional, acho que até na China as pessoas teriam escolhido a multa."

Se derem a escolha de multa proporcional, todos os casais irão optar por ela, o que levaria a um aumento populacional.
avatar
Moonwalker em 21 de junho de 2012 às 12:26:33»
Matheus:
1 - O que estou dizendo é que o governo chinês tratou como criminosa e puniu com a morte uma atitude que não passa de uma contravenção.
2 - Deixar a criança morta do lado da mãe é extremamente imoral, de mal gosto e deveria ser punido por enquadrar-se como tortura, dentro dos moldes do que diz a DUDH.
3 - Se antes de matar o governo perguntasse aos vizinhos de Feng Jianmei se eles preferiam que a criança fosse morta ou fosse imposta uma multa proporcional, acho que até na China as pessoas teriam escolhido a multa.
4 - Se mesmo assim você acha que seu comentário está certo, ok... cada um tem sua opinião. Só me fala seu nome completo para eu não votar em você caso seja candidato a presidente um dia... mrgreen
matheus em 21 de junho de 2012 às 12:20:16»
Se alguém decide não cumprir uma lei, isto é ilegal para o estado e imoral com os outros que a seguem. Se o gato não faz nada, os ratos fazem a festa, isto é, se o governo não castigar, logo a lei deixará de ser obedecida. Sendo assim o que o governo fez é legal e com moral porque a lei em si é um exemplo de respeito a vida prque não permite que sejam gerados crianças que terão uma vida desgraçada.
Mariel em 21 de junho de 2012 às 11:27:24»
Desculpas não resolvem nada. O pior já aconteceu e não tem como remediar.Mudem de atitude, isso sim é demonstrar arrependimento. Que não aconteçam mais casos como esse. Ou vão pedir desculpas toda vez que um caso vazar?
avatar
Moonwalker em 21 de junho de 2012 às 09:16:52»
Então, tem várias coisas complicadas nas atitudes de todos. Para resumir meu ponto de vista, eu entendo que o que a família fez foi ilegal, mas não imoral. E sendo apenas ilegal, uma advertência ou multa já resolveria o caso. Numa lei séria, feita para o cidadão, o governo poderia estabelecer uma multa que fosse proporcional ao que uma família de determinada renda pudesse pagar.
Já o que o governo fez foi legal (dentro da lei), porém foi imoral e um desrespeito a vida, porque essa família deve ter se sentido um lixo.
E pelo menos para mim não importa o que a lei diga, o que deveria valer é o direito pessoal de um cidadão, ainda que esse direito vá contra uma lei.
avatar
Leo Sllyver em 21 de junho de 2012 às 08:20:35»
Infelizmente, um pedido de desculpas jamais irá curar as feridas emocionais causadas à essa moça. Mas o que é uma cidadã chinesa? Em um país comunista, com tanta gente, uma pessoa não significa nada...
Quanto ao controle de natalidade, já está na hora dele ser implantado no Brasil em famílias de baixa renda, pois com o perdão da palavra, eu nunca ví povo pra gostar tanto de fazer filho que nem pobre!

No mais, chinezes gostam de pencar, não argomentao, não descutem com os países emfluentes. São intelijentes, porém desa vez foram burros (como alguns brasileiros), pois eziste piulula injeçao e sirurjia.
Estamos todos choqados! fool
avatar
Luiz Felipe em 20 de junho de 2012 às 22:52:06»
o que é pencar? pender de um galho igual um macaco. hehehe
Julia Jpn em 20 de junho de 2012 às 22:49:18»
Logo estarão juntamente com a India a procurar jovens para recomeçar, já que nessa politica de um filho por casal, certamente eles preferem os homens para fugir de pagar dotes e manter o nome da familia. Já começa a faltar moças para casamento e a população já está envelhecendo rápido. Preço alto a longo prazo de paises que assassinaram suas meninas. Foto muito chocante, quase chorei, que tristeza!
avatar
Politico Honesto em 20 de junho de 2012 às 22:45:10»
Nunca vi tantos erros gramaticais em tão poucas linhas. Meus olhos doem. fool
seliana em 20 de junho de 2012 às 22:40:32»
os chinezes tem q comessar a pencar em outras coisas eles nao tem em que pensar ficam pensando em cometer esse tipo de crime
por que os outros paises nao argomentao sobre isso nao descutem a respeito disso os outros paisses ricos e emfluentes so si metem com paises pobres e com pouco poder
os chineses sao tao intelijentes e desa vez foram burros eziste piulula injeçao e sirurjia nao tenho mas o que falar fiquei choqada
avatar
Luiz Felipe em 20 de junho de 2012 às 22:40:02»
Se estava dentro da lei, e ela não podia pagar a multa, então tá bom, foi trágico, com certesa alguem errou em não efetuar isso antes, mas sabe-se como governos são lentos.
As coisas são assim, era mais barato ter comprado preservativo antes, ela teve a escolha, ou ela não sabia não podia ter outro filho, resolveu arriscar? ou foi um "sem querer", é justamente para isso que existe o controle de natalidade, para evitar sem querer.
Toda vez que existir controle de natalidade, vão dizer que é cruel.
É facil ficar emocionado, afinal, são pessoas.
Mas o que ocorre é que o governo é impessoal e o objetivo dele é manter a sociedade como um todo, e isso pode fazer mal para algum individuo em detrimento do todo, por mais cruel que isso seja.
É um mal menor uma criança que não chegou a viver do que 10 que morreram depois de fome, ou pior, viraram marginais.
A conclusão, apesar do ocorrido, é que ambos os lados estavam errados e uma vida pagou por isso.
Quanto ao pedido de desculpa, eu já achei mais do que bom, em se tratando do governo da china, não esperava nem isso, e de qualquer jeito, não dá mais para ressucitar o morto.
ita em 20 de junho de 2012 às 21:32:46»
assunto interessante pois suscita duas frentes com argumentos consistentes e bem elaborados.É o tipo de situação em que não há mocinho ou bandido, ao mesmo tempo que é um método cruel, tal controle de natalidade evitou o nascimento de 400.000.000 pessoas ! Imagine a África se tivesse tal projeto ... quantas bocas famintas a menos ... difícil se colocar de qualquer dos lados.
avatar
LukeSchimmel em 20 de junho de 2012 às 21:05:17»
Não entendo essas pessoas "nham nham nhammmmmmmm aborto é errado blá blá blá..." mas eles conhecem a lei, e podem evitar ter filhos... claro que tem uma lei contra abortos em gestações por mais de 6 meses, mas a China tem quase 1,5 bilhões de pessoas, e deixar todos terem uns 3/4 filhos seriam a condenação do pais, e seria pior, pois morreriam de fome, gradualmente.
avatar
Sentinela em 20 de junho de 2012 às 20:45:49»
Isso me deixa nauseada.
avatar
Dominique em 20 de junho de 2012 às 18:59:09»
Concordo com a Maria. Que o governo oferecesse vasectomia ao marido que já teve o 1º filho.
avatar
Politico Honesto em 20 de junho de 2012 às 18:52:56»
Se eu apontei a incoerência no seu texto, não poderia escolher outra "fonte" para argumentar.
Ferpes-jlle em 20 de junho de 2012 às 18:41:33»
Colega, use as suas palavras pra argumentar, não as minhas.
Quem leu meu post inteiro entendeu bem a mensagem, não precisa tirar pontos isolados. "Descontextualizar é a forma mais barata (e traiçoeira) de mostrar o que se quer que veja, e não o que realmente é."
Jorge Silvério em 20 de junho de 2012 às 18:35:50»
"Dê o exemplo uma unica vez e não precisará se repetir" - Sun Tzu. Aposto que o governo sabia muito bem das consequências mas preferiu dar o exemplo, do contrário, pra que serve uma lei que ninguém respeita?
Quanto a mãe e a criança, sinto muito, mesmo.
avatar
Politico Honesto em 20 de junho de 2012 às 18:34:07»
"Político honesto: pra mim contradição é olhar pra foto do bebê morto ao lado da mãe despedaçada fisica e moralmente, e querer falar de lei. Me poupe."

"Ferpes-jlle em 20 de junho de 2012 as 15:54:20 »
Gente, lei é lei, e não se discute."

Mais uma vez se contradizendo; a menos que você não saiba o que está escrevendo. A "defesa" é pelo controle de natalidade, não por "impactos psicológicos".
Ferpes-jlle em 20 de junho de 2012 às 18:30:28»
Moom fire, É muito produtivo discutir idéias de democratização de espaço, deveres do estado e etc., mas me admiro ao ver um post extremo como esse ser discutido como se fosse mais um caso de governismo outoritário, ou solução forçada, ou sei lá o que..
Sei lá, parece que tratam o caso como mais uma foto sensacionalista de capa de jornal monopolizador de opinião, e que o correto é analisar o que está por trás disso.
Quantas mulheres já não devem ter passado por uma situação horrível como essa antes de ser publicisado?

Político honesto: pra mim contradição é olhar pra foto do bebê morto ao lado da mãe despedaçada fisica e moralmente, e querer falar de lei. Me poupe.
avatar
Politico Honesto em 20 de junho de 2012 às 18:29:04»
A lei se aplica a casais, não a indivíduos - é a inviabilidade que estou querendo apontar.
avatar
Marya em 20 de junho de 2012 às 18:25:01»
Se o cara já teve um filho, não pode ter mais! Ou se ele tiver 15 esposas ele vai querer ter 15 filhos? Dá licença! Não interessa se se divorciou, já teve 1 filho, se aquete! Ou vai querer me enganar se fosse com a mulher que teve 1 filho, e se divorciou e casou de novo, ela pode ter outro filho com o outro marido? Fala sério! ma
avatar
Politico Honesto em 20 de junho de 2012 às 18:17:46»
A ideia não é ruim, mas a sua inviabilidade é que existem os divórcios, e se o homem quisesse ter um filho com a próxima esposa, não poderia. V
Essa política, apesar de rígida, possui exceções e ambiguidades, mas é melhor que arcar com as consequências de uma explosão demográfica (duvido muito que o país atingisse o atual patamar econômico se não fosse por ela).
avatar
Marya em 20 de junho de 2012 às 18:04:01»
Se o governo não quer que as famílias tenham mais de 1 filho, então deviam fazer uma lei obrigando os maridos a fazerem vasectomia logo após o primeiro filho, ao invés de assassinar crianças inocentes. ma
moom fire em 20 de junho de 2012 às 17:22:45»
Ferpes - fútil e frio será o bandidinho fruto desta sociedade desgovernada e sem regras, que possívelmente tentará roubar algo que ele não pode ter, mas seu filho, concebido com amor e responsábilidade tem. E ele, o miserável, sem "oportunidades", marginalizado pela sociedade e tão estimado por este país onde o voto ignorante é mais importante que a educação, poderá apertar o gatilho que tirará a vida de seu filho(a). E ele não será punido, assim como os pais e responsáveis pelo delinguente também não foram quando colocaram 13 filhos no mundo e não cuidaram de nenhum! Cuidar da família é dever dos pais e não do Estado. Quem recebe auxílio do governo hoje? Famílias estruturadas? Não! Pessoas produtivas pagam impostos, contribuem com a econômia e o que recebem em troca? Insegurança e descaso. Sabe qual é o fator que pode te levar a ter mais benefícios sociais? O maior número de filhos.
Não afirmo aqui que todo bandido é fruto da desestrutura famíliar, mas com certeza a maioria é!
Desculpe a franquesa, mas falo como mãe, e quando a segurança do seu filho for sua maior prioridade, você vai me entender melhor.
Jorge Silvério em 20 de junho de 2012 às 16:38:14»
Fica claro pela foto tirada a intenção de transformar o delito da mulher em exemplo para os demais. O que não foi esperado foi a reação da população sobre ocorrido e demonstrando que ambos os lados erraram. Quem se descuidou sabendo das consequencias e quem foi negligente quanto á sua aplicação e posterior correção.
Não é errado tentar controlar a natalidade, afinal a China viu dias horriveis no passado por conta disso. O erro mesmo foi querer usar isso como forma de intimidar a população. Um tiro no próprio pé, diria com mais acerto.
avatar
Politico Honesto em 20 de junho de 2012 às 16:13:00»
Chama os comentários abaixo - que são a favor de uma política de controle de natalidade - de fúteis, mas deixa claro que lei é lei. Contradição.
avatar
Lucy em 20 de junho de 2012 às 16:09:06»
Absurdo, embora nada mais mi surpreenda .
avatar
revolt4d4 em 20 de junho de 2012 às 16:05:15»
"Estou aqui representando o Governo Municipal para visitar-lhes e expressar nossas sinceras desculpas. Espero que entendam".
Simples assim, né? fool
Ferpes-jlle em 20 de junho de 2012 às 15:54:20»
Gente, lei é lei, e não se discute. O controle de natalidade é um mal necessário para que sejam evitados outros piores ainda naquele país. Mas a questão não é essa. Vou ser pai daqui a menos de um mês. Olho pra minha esposa todos os dias, aquele barrigão lindo, e não vejo a hora de olhar o rosto do meu filho, poder tê-lo em meus braços. O filho dessa moça está ali,ao seu lado, MORTO, depois de um aborto "consensual". Não há explicações, desculpas, nem mesmo comentários frios e fúteis como estes abaixo que possam equalizar uma situação como essa. A pessoa que fez isso, deixar o feto apodrecer ao lado da mãe, não é humana. Não posso acreditar que seja. Não merece ver o sol nascer quem tem a capacidade de fazer um mal tão grande como esse. Não sou a favor da pena de morte, porque já está comprovado que não é eficaz, não faz com que haja menos criminalidade. Mas por ódio, muito ódio, os responsáveis deveriam, sim, ser eletrocutados. E bem devagar. Mas não... foram demitidos. Putakeopariu!
avatar
Confortably Numb em 20 de junho de 2012 às 15:37:23»
Também sou a favor do controle de natalidade... do aborto e tudo mais.
Porém com sete meses eu achei bizarro... isso tem que ser feito na fase embrionária.
avatar
Politico Honesto em 20 de junho de 2012 às 15:02:52»
Realmente, pode ser uma política com falhas, mas é uma tentativa sensata. Se tal política não fosse adotada, o país teria problemas bem piores, hoje. Sou a favor de medidas drásticas para o controle de natalidade (melhor prevenir que remediar), pena que o Brasil não possui uma política como essa.
moom fire em 20 de junho de 2012 às 14:57:49»
Se você se compadecer desta mãe, volte os olhos para milhares de outras que matam ou displicentemente deixam morrer suas filhas e filhos, de fome, sede e doença, por gera-los sem as minímas condições de oferecer-lhes o básico: comida, educação, saúde!
Observem o nosso país, sem políticas rígidas de controle da natalidade e planejamento famíliar, onde uma família assalariada ou nem isso, tem por vezes uma dezena ou mais de filhos, sem as minímas condições de mante-los alimentados, quisá de educa-los, perpetuando a condição de extrema pobreza dos pais, e recebendo a maior parte dos impostos que nós, pessoas comuns, que trabalhamos para estudar, comer e morar, produzimos e pagamos! Estou farta de campanhas e de programas assistencialistas! Este caminho que a China adotou pode ter falhas como esta, vista nesta matéria, mas também evita que o governo destine todo o produto de uma sociedade aos "marginalizados". Não pode provar que tem meios de sustentar mais do que um filho, não os tenha! Eu, como mãe e trabalhadora, sustento minha filha e os filhos não programados de outros, e acho isso insultante. Não sou privilegiada, não nasci em berço de ouro. Fui uma criança não programada, abandonada pelos pais e criada pela avó. Conheço a realidade sobre a qual falo. E antes que alguém diga que se não fosse pela falta de planejamento famíliar eu não estaria aqui, posso seguramente lhes dizer que, se eu fosse fruto de uma família estruturada e bem planejada, com certeza teria sofrido menos para conquistar cada pequena vitória que obtive.
Krol em 20 de junho de 2012 às 14:32:57»
como se desculpas resolveria alguma coisa..
avatar
Politico Honesto em 20 de junho de 2012 às 14:17:46»
É a lei (embora tais servidores também tenham descumprido).