Faça o seu comentário

:

:







Comentários

Salupitre em 31 de agosto de 2016 às 22:06:51»
Fumo há mais de 20 e nunca tive esse probleminha aí. Sorry.
avatar
PadreTorque em 30 de agosto de 2012 às 21:49:07»
Considerações:
.
- Fumo desde os meus 17 anos.
- Broxei uma vez, já (tinha 18. Menos de um ano de consumo de fumo)
- Quando não levantar mais, vai me restar os dedos e a língua...
.
Caso solucionado...
biggrin
.
PS: O Luan foi o único sensato, em seu comentário...
Rsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrs
:-P
avatar
Fabio em 30 de agosto de 2012 às 14:01:34»
O que mata mais mesmo eh o trafico causado pelo conflito entre os proprios humanos ingenuos e o governo so quer ver a vossa carne queimando em ouro enquanto voce nao toma atitude, axo q é um problema q so se resolvera com uma especie melhor de "paz mundial" onde apenas um governo unico toma conta da terra inteira ou deixe de existir essa atual sociedade e evolua numa melhor '-'
Luan em 30 de agosto de 2012 às 13:56:52»
Só uma correção estatística importante: quando você diz que "Um estudo canadense confirma na atualidade que fumar um maço de cigarros por dia, equivale a 60% a mais de riscos de sofrer de disfunção erétil, em comparação com aqueles homens que jamais fumaram", você está dizendo que, calculadas as chances de alguém não-fumante ter disfunção erétil, aquele que fuma tem sobre essa chance um aumento de 60%, ou seja, o coeficiente do risco deverá ser multiplicado por 1,6.
Aí aparece seu salto: "O que equivale a dizer que quem fuma um maço de cigarro diariamente tem 6 chances em 10 de vir a broxar". Em vez de multiplicar por 100 + 60% a chance de um fumante ter o problema, você toma por garantido que 60% deles terão a disfunção. Esta é uma confusão grave que alguns leitores deixarão passar, levando adiante a informação incorreta.
Preacher Kane em 30 de agosto de 2012 às 13:02:21»
Com certeza, meu amigo. Isso também faz parte da hipocrisia mundial.
avatar
Moonwalker em 30 de agosto de 2012 às 11:57:13»
Isso é verdade... Mas eu acho bem complicado falar da vida em sociedade sem associa-la a uma certa hipocrisa...
E nem precisa falar em homofobia, racismo... a hipocrisia já começa em cumprimentar uma pessoa que a gente não gosta com um beijinho, só para estar dentro do socialmente aceitável... mrgreen
Preacher Kane em 30 de agosto de 2012 às 11:22:09»
Amigo, honestamente, eu acho tudo isso uma grande hipocrisia da sociedade. E não estou falando do Brasil somente e sim de toda a população mundial. Se fossemos guiados pela premissa de que "o meu direito acaba onde termina o seu", acredito que tudo seria mais fácil.

E isso se aplica a tudo. Não deveríamos ter homofobia, xenofobia, racismo, etc, etc. Mas daí a fazer campanhas em prol eu já acho que é demais. Simplesemnte cada um vivendo a sua vida, sem interferir na dos demais seria muito mais justo. O que cada um vai fazer contra ou a favor de sua própria vida não deveria dizer respeito a ninguém. Deixar a índole, as tendências, a herança espiritual, enfim, o que quiserem chamar tomar as rédeas...claro, desde que fique limitado a própria pessoa.

Afinal, como poderemos qualificar o que é realmente "imoral", o que é realmente "ilegal", etc, se tudo são conceitos que se formam por repetitividade ao longo das gerações ou por imposição, ou por ignorância?
Muitas coisas são dignas de espanto aqui e são comuns em outros países. Quem está errado? Simples: todos e ninguém! O ser humano nasceu para ser livre!
avatar
Moonwalker em 30 de agosto de 2012 às 10:34:00»
Preacher Kane, nós sabemos! Mas a questão aqui é a legalidade, não a moralidade ou a simples intenção. Seja para proteger o cidadão ou apenas para não gastar com ele, o governo tem o poder de liberar/proibir as coisas.
Tentar se matar não é um crime. Mas sempre que houver um confronto entre direitos pessoais (exemplo: tentar um suicídio versus o direito a vida), deve-se observar a ordem de prevalência posta na Constituição. É por isso que o direito à liberdade não prevalece sobre o direito à vida, quer dizer, ninguém é livre para atentar contra a própria vida ou mesmo contra a integridade de seu corpo (CC, artigo 13). O “direito à vida” não significa que o ser humano seja dono absoluto de sua vida ou de seu corpo, a ponto de ter direito sobre a própria morte.
Preacher Kane em 30 de agosto de 2012 às 10:17:07»
Meus amigos, você precisam olhar mais além. Essa história de proibir isso ou aquilo é pura política. O governo, ou até mesmo o seu vizinho, na maioria dos casos, está nerm aí para o fato de vc morrer ou não, salvo se isso custar alguma coisa para eles.

Se a preocupação é tão grande com relação à saúde do cidadão, a ponto de imputar crime ao consumo de uma substância, pergunto o porquê de não condenarem juridicamente um cidadão que tenta o suicídio se cortando, com gás, etc. Ninguém vai para a cadeia ou paga multa por isso.

Já pensaram nisso?
avatar
Moonwalker em 30 de agosto de 2012 às 07:53:14»
É, isso é verdade, PH... mas, partindo dessa premissa, até o argumento lisérgido do xrafaelp abaixo faria um pouco de sentido... mrgreen
Por outro lado, a proibição faria as pessoas boas e cumpridoras da lei que fumam pensarem duas vezes antes de tentar conseguir um cigarro. Isso seria um ponto positivo, eu acho.
avatar
Politico Honesto em 29 de agosto de 2012 às 21:51:30»
Também tem o seguinte, Pulguento: se fosse proibido no Brasil (eu adoraria), haveria tráfico, numa escala maior que a das outras drogas, haja vista a quantidade de fumantes no país. Se o tráfico de drogas psicotrópicas já é responsável por inúmeros conflitos e crimes, o de cigarro causaria um estrago bem maior.
avatar
Moonwalker em 29 de agosto de 2012 às 18:20:40»
O que eu acho mais gozado nisso tudo é que cedo ou tarde, mesmo que levem meses, vai aparecer um defensor do cigarro aqui dizendo que é dono da própria vida e faz o que quiser.
Errado! Nessa vida ninguém é completamente dono de nada. Na Constituição Federal, inclusive, ainda que existam itens garantindo a liberdade individual, existe um item que deixa claro que o governo tem o poder de intervir em atitudes onde a pessoa se coloca por escolha própria em uma situação que atente contra a própria vida. Curioso é o governo não proibir a venda de cigarros, sendo que o consumo desse produto é justamente um atentado contra a própria vida. Enfim, deve ser por causa da ótima arrecadação que o comércio de cigarros proporciona.
avatar
Rafaelp em 29 de agosto de 2012 às 16:02:11»
DROGA de País.
avatar
Rafaelp em 29 de agosto de 2012 às 16:01:58»
E É TÃO DIFICIL ALGUEM PERCEBER QUE MACONHA NÃO MATA?
Pq cigarro é ligarado, e o cannabis não? Que mal faz a maconha para alguem, a não ser pra quem fuma?
Com o cigarro todos fumam em praticamente qualquer lugar, e com ele existe fumantes passivos. Mais, mesmo se liberado, não vai ter na praça tanta gente fumando para existir os fumantes passivos.
avatar
Marya em 29 de agosto de 2012 às 15:50:12»
Fumar também causa enfisema pulmonar
avatar
revolt4d4 em 29 de agosto de 2012 às 15:36:26»
Detesto cigarro e é muito ruim ser fumante passiva.
avatar
Politico Honesto em 29 de agosto de 2012 às 15:36:13»
Uma das piores drogas, e só traz malefícios.
avatar
MalditaGravit em 29 de agosto de 2012 às 15:31:40»
Ja li uma outra materia falando que sim.