Faça o seu comentário

:

:







Comentários

avatar
Politico Honesto em 04 de março de 2013 às 21:46:42»
Se a moda pegar, prevejo possibilidades capitalistas.
Juliane em 10 de fevereiro de 2013 às 18:48:16»
Hum... Acho que vou fazer uma conta no facebook para mim agora...
Balela em 09 de fevereiro de 2013 às 17:59:38»
Desativei o meu há quase 1 ano. Nem usava muito, entrava só pra responder mensagens de gente próxima. Só me fez bem. Apesar de ter perdido contato com algumas pessoas, era uma preocupação a menos, ñ precisava ver as besteiras mostradas nas atualizações e ñ ficava vendo novidades inúteis.

Recentemente vi por outra conta o perfil de pessoas que conhecia e após algum tempo vi que nunca precisei daquilo pra nada, ñ é divertido nem dá nenhuma sensação agradável.

Só sinto falta por ñ poder ter acesso a fotos e novidades felizes de parentes e amigos próximos. Mas de resto acho perca de tempo.
avatar
Sentinela em 09 de fevereiro de 2013 às 15:23:23»
Não acho que seja bobo. A menina mesmo disse que estava acessando muito e queria parar. O pai deu uma forma de incentivo. Provavelmente a garota não acha fácil ficar tanto tempo sem Facebook, haja visto que propôs ficar afastada menos tempo, em troca de menos $.

O duro é que hoje em dia, por livre e espontânea vontade, quase ninguém preferiria a mesma quantidade de dinheiro para parar de acessar também.
avatar
KaiserThel em 09 de fevereiro de 2013 às 12:36:43»
Essa moda podia pegar hein! KKKKK
Talyta em 09 de fevereiro de 2013 às 11:20:37»
Antes cortasse a Internet dela e a mandasse arrumar um serviço já que estava precisando de dinheiro e não queria desperdiçar tempo no Facebook. Que pai sonso.
avatar
Layla em 08 de fevereiro de 2013 às 23:01:17»
Os tempos mudam...
Acho que falta um pouco de pulso firme nesse pai, filhos precisam disso também, ainda mais na adolescência.
avatar
xandy46 em 08 de fevereiro de 2013 às 22:37:42»
Elbereth, acho que não pode ser considerado uma mesada. Na minha família só ganha mesada quem faz as tarefas estipuladas: como cuidar do jardim, lavar a louça, limpar a casa, etc. Desse jeito a criança já aprende a dar valor no seu trabalho e no dos pais. No caso ai o pai está pagando por um capricho em vez de educar. fool
avatar
LukeSchimmel em 08 de fevereiro de 2013 às 17:58:29»
Meu pai já tentou me convencer a refazer meu perfil no Facebook para que assim fique mais fácil de saber o que eu faço. Pena que não vale a pena, por outro lado meu computador é cheio de coisas que envia listas de site e screenshots regulares para ele... não me importo muito...
avatar
revolt4d4 em 08 de fevereiro de 2013 às 17:38:24»
Só fico mais tempo no facebook, por causa de algumas páginas de conteúdo relevante e uns joguinhos, não vejo muitos atrativos por lá.
avatar
Paulo Pereiros em 08 de fevereiro de 2013 às 16:56:27»
Afinal quem manda lá em casa? E que tal estabelecer um horário responsável de utilização? Se a filha se habitua a receber dinheiro fácil para fazer isto ou deixar de fazer aquilo em vez de ensinar o que está certo ou errado, depois no futuro não se admire da "profissão" que ela escolher...
avatar
Angelina em 08 de fevereiro de 2013 às 15:51:18»
É como pagar dinheiro no lugar de surra.
avatar
Elbereth em 08 de fevereiro de 2013 às 15:11:52»
Pode ser considerado um tipo de mesada, não é? Muitos pais só pagam mesada para os filhos se eles se comportam. E daí, é suborno?
avatar
Confortably Numb em 08 de fevereiro de 2013 às 14:39:04»
Não sei quem é mais besta, o pai ou a filha... rolleyes
avatar
msp1500 em 08 de fevereiro de 2013 às 14:36:39»
Foi uma idéia bem criativa e que pode funcionar, mas tudo vai depender da força de vontade dela.
avatar
Politico Honesto em 08 de fevereiro de 2013 às 14:33:19»
Se ela precisa de dinheiro, simples: pare de entrar no Facebook e procure um emprego.
avatar
Politico Honesto em 08 de fevereiro de 2013 às 14:29:43»
E o pai acredita fielmente nela, ok. Plutocracia não é a melhor forma de resolver as coisas; o acordo que fez com sua filha dá uma ideia de como ele a educa e por que ela se comporta assim.