Faça o seu comentário

:

:







Comentários

Matt em 01 de janeiro de 2014 às 09:34:42»
Não se esqueça da pintura de banksy, "I can't believe you morons acctually buy this shit".
avatar
Dominique em 01 de abril de 2013 às 19:25:22»
Valeu pelo conselho Admin. Vou tratar de visitar alguns sebos amanhã.
avatar
Marron em 01 de abril de 2013 às 10:00:31»
o esqueleto do claude monet certamente esta se contorcendo na tumba...
avatar
Lyrion Matheus em 31 de março de 2013 às 17:21:12»
Tem cada uma... fool
Cdr em 30 de março de 2013 às 20:36:07»
Chega de viver nesse mundo de dementes!!!
avatar
Nato em 29 de março de 2013 às 21:55:56»
Chega dar raiva viu... mad
iego em 28 de março de 2013 às 09:37:54»
todas são absurdas e sem técnica como alguém pode admirar uma pintura como a n°4 e pagar 28 milhões por essa bosta?
se fossem quadros com algo pintado (pessoas,paisagens etc) até que vai,mas passar tinta numa tela e falar que é arte, dou muito mais valor em um pintor de parede que rala mesmo e procura fazer o trabalho com capricho
avatar
Politico Honesto em 28 de março de 2013 às 09:33:26»
Saber vender algo "sem valor" por milhões é uma arte. rolleyes
avatar
Brazuka em 28 de março de 2013 às 06:58:14»
E é verdade mesmo msp1500 pois atualmente, a apreciação do belo virou analfabetismo mas a idiotice, o ápice da intelectualidade!

A gente pode chamar essas merdas aí sujas numa tela de "A ARTE DA INVERSÃO DE VALORES" e vamo que vamo, pois enquanto houver besta no mundo, o sabido não vai precisar comprar cavalo. sha twisted
avatar
msp1500 em 28 de março de 2013 às 06:40:18»
Brazuka;
Disse tudo, amigo. Assino em baixo.
avatar
Brazuka em 28 de março de 2013 às 06:25:53»
E olha que vc só mostrou as pinturas, e as esculturas ?

Idiota quem fez e faz; mais imbecil ainda quem compra, pois ser idiota é um dom mas ser imbecil é que é uma Arte.

Não pagaria 1 centavo por uma merda dessas nem prá por areia num canto de parede prá meus gatinhos cagarem em cima e fique puto comigo e me chamem até de analfa quem quiser,pois amo pinturas e esculturas que tenham alguma noção, não umas merdas dessas, principalmente vendidas por quantias tão exorbitantes.

E salve Salvador Dalí e "um certo brasileito famoso" também, que nem como pixadores se sairam show e pior ainda como mestres da pintura, que na minha opinião pessoal, não passam nada mais e nada menos que lixo!
avatar
Haiduqque em 27 de março de 2013 às 22:39:41»
Gosto muito da pintura 1 e da 6, de Miró, de quem sou um incondicional. O resto, enquanto arte, acho desprezível.
Mas arte é uma convenção também. Se se atribuir a um objeto o estatuto de "arte", logo ele passsará a ter um valor de mercado.
Os critérios de valoração são ínvios e obscuros.
Uma nulidade como o "Blood Red Mirror" pintada por um anónimo teria valor zero.
avatar
Angelina em 27 de março de 2013 às 20:57:48»
Rsrs, engraçada história Edgar Rocha.
avatar
Politico Honesto em 27 de março de 2013 às 20:54:51»
Quanto às pinturas, não importa se são arte ou não – nenhuma delas me agradou, não fazem meu estilo. Prefiro os trabalhos que eu mesmo fazia no Photoshop (questão de gosto).
avatar
Luiz Felipe em 27 de março de 2013 às 20:53:40»
Pior é que se o suposto "arteiro" morrer, aumenta em 20 vezes o valor.
avatar
Politico Honesto em 27 de março de 2013 às 20:51:19»
Difícil definir exatamente o que é arte, pois não há um consenso universal. Técnica, beleza, "sentimento", expressão, história e até mesmo o autor da obra – todos esses fatores (e outros mais, talvez) podem funcionar como indicadores de arte.

Quando um monte de rabiscos desordenados numa tela é considerado arte, qual o critério utilizado para tal classificação? O mesmo critério se aplicaria a qualquer outro monte de rabiscos? Se não, por quê?

Já ouvi especialistas em arte (pelo menos era o que diziam a respeito deles, numa reportagem) se referindo a uma tela contendo uma mistura caótica de cores como arte porque sua autora (uma garota de 5 anos) empregava uma técnica refinada para combinar as diferentes tonalidades, de forma harmônica. Por outro lado, o mesmo processo foi considerado apenas uma "obra comum", em outra situação.
Edgar Rocha em 27 de março de 2013 às 20:50:43»
Tenho um causo que aconteceu comigo. Na primeira vez que fui ao MAC (Museu de Arte Contemporânea da USP), vi uma instalação que achei intrigante. A gente chegava perto da obra e ela movimentava uma agulha que ia rabiscando um papel, como um eletrocardiograma. Fiquei divagando por uma meia hora sobre o conceito e me achando o máximo: "até que em fim, algo que eu entendi! A emoção do momento de contemplação do espectador diante da obra, o pulsar incessante dos batimentos cardíacos diante da tempestade mental que a arte proporciona a quem a contempla, etc., etc, etc..." Isto até o segurança bater no meu ombro: "Dá pra parar de brincar com o medidor de umidade do ar!!!" Fiz que ia cagar e fiquei quase um ano sem pisar lá. Esta é só uma de outras tantas gafes que eu e outros cometeram e que viraram conversa de botequim. Mas, a verdade é esta: às vezes a diferença entre um lixo sem significado e uma obra de arte é o prego na parede do museu onde ele está pendurado. A gente fica sem referência.
Edgar Rocha em 27 de março de 2013 às 20:42:12»
Me lembrou um filme que vi com o Caco Ciocler. O personagem dele era bem simplório e foi numa exposição onde só havia quadros de vários tamanhos e brancos. "Legal a ideia, a gente paga primeiro e você pinta depois?" Não vou esquecer esta cena nunca.
lorena em 27 de março de 2013 às 20:15:27»
simples: Lavagem de dinheiro. As artes sao a forma mais comum de se fazer isso.
avatar
msp1500 em 27 de março de 2013 às 19:43:53»
Matheus;
Não é questao de ser um gênio não.
E outra, eu sei que o dinheiro é deles, eu apenas disse que é uma tremenda de uma idiotice dar uma fortuna dessas num quadro que não tem nada de especial, apenas pra se aparecer.
Com uma fortuna dessas daria pra ajudar muitas pessoas necessitadas, investir em algo útil que possa gerar empregos e rendas, etc e tal.
Então eu te pergunto:
O que tem de tão especial nessas coisas que alguns insistem em dizefr inclusive que são obrasde arte?
Garanto que crianças do prezinho fazem coisas muito mais interssantes que algumas dessas telas.
avatar
revolt4d4 em 27 de março de 2013 às 18:48:28»
Até que gostei do primeiro.
avatar
Angelina em 27 de março de 2013 às 18:29:22»
Arte deveria ser técnica, significado e o visual.
Eu posso ser ignorante, mas nos quadros do Picasso eu não consigo entender o que ele quer passar, e não acho bonito, mesmo tendo técnica.
Matheus em 27 de março de 2013 às 18:28:53»
#msp1500

Falou o gênio, dê uma fortuna para você, o que você faria?

O que tem de mal em comprar quadros, você acha idiota, eles não acharam, o dinheiro é deles e não seu, então fica na sua.
avatar
LukeSchimmel em 27 de março de 2013 às 18:17:29»
Sabe o que acho? As pessoas menos afortunadas costumam comprar um quadro para achar ele "bonito" e não para colecionar e ganhar dinheiro.
Quadros carregam duas coisas: Nome dor artista e uma história. Isso define o preço.
avatar
msp1500 em 27 de março de 2013 às 18:12:34»
Absurdo. É isso o que dá deixar fortunas nas mãos de débeis mentais.
avatar
Sentinela em 27 de março de 2013 às 18:10:09»
Pode ser que o que eu vou "falar" aqui só sirva para atestar minha ignorância e falta de bom gosto, mas um quadro que foi vendido caríssimo e eu JAMAIS pagaria um centavo para ter é o O Grito. Acho que é o quadro mais feio que eu já tive o desprazer de deitar os olhos em cima. Todos esses quadros acima, embora me pareçam manchas coloridas, pelo menos não são feiosos. neutral
avatar
Sentinela em 27 de março de 2013 às 18:07:40»
Ufs, o quadro n°8 parece uma carta do filme "Meu nome é Rádio". lol