Faça o seu comentário

:

:







Comentários

avatar
Luiz Felipe em 24 de maio de 2013 às 23:30:35»
Legal, otarios dando dinheiro para igrejas. Just usual business as always.
A vida é valiosa demais para reclamar disso, deixe os idiotas doarem seu dinheiro. Um ode ao charlatanismo e ao estelionato, e a culpa é da vitima sim, nesse caso.
Semiramis em 24 de maio de 2013 às 21:41:35»
Se não enfiar dinheiro no fiofó das "igrejas" levar para o inferno, Eu vou para o inferno, que do meu bolso não sai um p..t.. sequer para essa gentalhada!!! Chega o governo que nos rouba a cada segundo.
Juliane em 24 de maio de 2013 às 19:27:06»
Vi há um tempo um documentário sobre Jim Jones e o que ele fez, é de se revoltar com certeza. Usar a fé dos outros para conseguir dinheiro, o capitalismo só acaba com o ser humano. Algumas pessoas são cegamentes guiadas pela sua fé, e não utilizam a razão para ver o errado que está na frente do próprio nariz.
Osaminha em 24 de maio de 2013 às 17:04:19»
Não consigo nem sentir pena das pessoas que caem nesses golpes.
Na verdade meu sentimento é de raiva com essas pessoas. Um comportamento desse é o exemplo máximo de ignorância, de preguiça de pensar e alienação.
São como mulher de malandro, apanha todo dia do marido mas não larga.
Para esses casos eu quero mais é que acabem na miseria aqui na terra, já que deixam uma boa parte do seu já minguado salário para esses vigaristas travestidos de pastores com a promessa ridicula de terem seu lugar garantido no céu, então que sofram aqui para serem felizes no céu.
Essa é a opção deles!!!
avatar
Confortably Numb em 24 de maio de 2013 às 13:05:06»
Também não tento mais entender Layla, to nem ai, o dinheiro é deles...
avatar
Layla em 24 de maio de 2013 às 12:44:26»
Esse é o tipo de coisa que eu jamais vou entender. E nem faço mais questão.
Malinha em 24 de maio de 2013 às 10:57:00»
Li em algum lugar que o Silvio Santos, mandava gravar os cultos do Edir Macedo, para assistir e aperfeiçoar as técnicas usadas por ele
para conversão dos fiéis.
Malinha em 24 de maio de 2013 às 10:50:05»
JACU ESCASSEIA MAS NÃO ACABA.

ENQUANTO EXISTIR OTÁRIOS, VAI EXISTIR MALANDROS.

FALTA DE CULTURA DÁ NISSO.

PRÁ SE FALAR EM TÉCNICAS DE VENDAS, TEMOS QUE SE

BASEAR NESSES CARAS, ELES SÃO GÊNIOS, ISSO NÃO SE

DEVE NEGAR. EU ASSISTO SÓ PRÁ ME APERFEIÇOAR.

É MUITA PSICOLOGIA.
avatar
Politico Honesto em 24 de maio de 2013 às 10:44:19»
Para os charlatões, sim. 2V
avatar
Moe em 24 de maio de 2013 às 10:36:37»
Vish.
avatar
Moonwalker em 24 de maio de 2013 às 10:32:27»
V Eu discordo. Não é burrice, é esperteza... cool
avatar
Politico Honesto em 24 de maio de 2013 às 10:26:41»
Uma das tags do post resume muito bem a crença cega nessa picaretagem: burrice.
avatar
Moonwalker em 24 de maio de 2013 às 10:22:08»
Tem um vídeo perdido por essa internet à fora de um desses pastores famosos dizendo para o fiel algo do tipo "ah, doou o cartão, mas não doou a senha... assim Deus não vai abençoar"...
Se as pessoas lessem mais, já teriam aceitado que estão sendo enganadas.
Analisem o seguinte, que copiei de uma revista para responder este comentário: as leis de uma nação normalmente não são válidas fora do seu território. Por exemplo, a lei que obriga os motoristas na Grã-Bretanha a dirigir no lado esquerdo da pista não se aplica aos motoristas na França. Da mesma maneira, a lei que estabelecia o pagamento do dízimo fazia parte de um acordo exclusivo entre Deus e a nação de Israel. (Êxodo 19:3-8; Salmo 147:19, 20) Apenas os israelitas estavam obrigados a cumprir aquela lei.
Além disso, embora seja verdade que Deus nunca muda, seus requisitos às vezes mudam. (Malaquias 3:6) A Bíblia declara categoricamente que a morte sacrificial de Jesus, em 33 EC, “apagou” ou “aboliu” a Lei e, conseqüentemente, o “mandamento de cobrar dízimos”. — Colossenses 2:13, 14; Efésios 2:13-15; Hebreus 7:5, 18.
avatar
Politico Honesto em 24 de maio de 2013 às 10:21:52»
Putz.
avatar
Moonwalker em 24 de maio de 2013 às 10:16:02»
A melhor forma de evitar estes charlatães é fazer o que a Bíblia diz: “Faça cada um conforme tem resolvido no seu coração, não de modo ressentido, nem sob compulsão.” — 2 Coríntios 9:7.