Faça o seu comentário

:

:







Comentários

Página 1 de 2 (54 comentários)
« Ant. | Primeira | 1 | 2 | | Última | Prox. »

A.B.Lima em 06 de outubro de 2015 às 19:22:13»
Uma caixa de papelão serve da mesma forma que um berço, e talvez com maior conforto, porquê como todos sabemos o papelão ondulado tem propriedades térmicas, ainda mais se levarmos em consideração que durante a maior parte do ano o clima é bastante frio na Finlândia.
Carminha em 31 de agosto de 2015 às 10:29:52»
Moro nos EUA e usei fraldas de pano no meu filho nascido em 2003. Todavia, naquela época existia uma firma que fornecia as fraldas limpas semanalmente e levavam as sujas para lavar. Era também fornecido um recipiente bem plástico bem lacrado para armazenagem das fraldas sujas. Nāo se sentia nenhum odor! Foi muito bom! Meu filho nunca teve assaduras!
Maria Beatriz Lopes Vieira em 30 de agosto de 2015 às 13:53:12»
São atitudes e fatos como esse que fazem a diferença! Maravilhoso!!! Verdadeira igualdade!!!
Katia Elaine em 30 de agosto de 2015 às 13:48:19»
Também concordo com a idéia de usar fraldas de pano inclusive quando era criança meus irmão caçula usava essas fraldas, mas minha mãe não trabalhava fora r tinha tempo pra lavar as fraldas, só fico pensando em como as mãe modernas de hoje irão lavar as fraldas pois a maioria trabalham fora de casa e os filhos ficam em creches, vão ter que juntar as fraldas sujas pra lavar no final de semana, pois duvido que os professores das creches irão lava-las!!!!!
Edi Rorato em 30 de agosto de 2015 às 02:34:07»
Se alguem chega a sugerir isto no Brasil iremos ler comentários do tipo: "Comunistas, querem impor suas regras" ou "Estão estimulando as pobres a ter filho", "Os bolsa-filho votam no partido X pois eles recebem tudo de mão dada do governo". E a mais suja: "Deveriam fazer laqueadura nessas pessoas que não tem condições de ter filho". O Brasil tem uma sociedade muito hipócrita para aceitar idéias generalizadas e comuns como esta. Vejam os gritos contra o Bolsa Familia até hoje.
maira em 29 de agosto de 2015 às 20:02:03»
Kkkkkkkkkk so rindo mesmo dos comentários sobre fralda descartáveis....
A mulherada so quer moleza por usar no bebê fralda descartavel? Nessas horas gostaria de nao saber ler....
Um gesto maravilhoso desse governo e ainda temos que ler isso... afffffff mil vezes...
Elis Freires em 29 de agosto de 2015 às 11:29:15»
Interessante, pela primeira vez me vejo no dever de defender nosso governo, pois, as pessoas só lembram de criticar, porém, já fui e vi muitas pessoas serem beneficiadas por garantias que o governo da. Há um tempo atrás conheci uma pessoa que fazia um tratamento caríssimo, com equipamentos e medicamentos importados e nunca faltou nada.
Gestor TI em 11 de agosto de 2015 às 20:37:04»
Prático, lindo, Brilhante!

Em países de 1º mundo, até a proposta da chegada da vida é diferente...
Teófilo em 07 de julho de 2015 às 00:53:31»
Matéria muito interessante, claro que a cultura daquele país está em sincronia com o programa. Comparar aquela Nação com a nossa é inadequado. Jamais um rico faria uso do material contido na caixa. Já vi pobre não aceitar presente de pacote de fralda por não ser de uma determinada marca. Precisamos evoluir culturalmente através da educação doméstica e acadêmica...
Vera de Oliveira em 06 de julho de 2015 às 22:17:37»
Luiza Oliveira, o Programa Mãe Paulistana, criado por José serra, hoje em dia dá direito à: 1 bolsa, 1 cobertor, 1 toalha, 2 macacões curtos, 2 macacões longos, 2 bodies, 2 culotes, 1 casaco com capuz e 4 pares de meias.
Willne em 05 de julho de 2015 às 22:09:05»
Parte da populacao, reclama do governo, mais ache igual, vende leite que são recebidos de graça, remédio, cadeiras de roda, material escolar etc. Suja as ruas, praças, córregos, etc. Queima e destrói, bens público s usado por nos, difícil, o que fazemos para melhorar nosso país nada, e como no meu condomínio todos reclamam, mais quando são convidados a colaborar ou ajudar na melhoria, não pode, não tem tempo e ainda são os primeiros a estragar e quebrar tudo, ter a caixa ou não só teria significado se a cabeça da populacao também mudar, e começar também a fazer sua parte, e cobrar que o governo faça o dele, sem badernas.
Luiza Oliveira em 05 de julho de 2015 às 13:00:26»
Que ingenuidade da nossa parte, como dito somos um 3 mundo com mais politicas de auxilio que existe. Vivemos num cultura de dar ao nossos filhos aquilo que não tivemos e inconscientemente ensinamos a eles que mais importante que o ser é ter. Hipocrisia dizer que colocaríamos nossos bbs em caixa por vezes gastamos o que não temos pra garantir o sonho, conforto, beleza deles e nosso. Vejo os kits fornecidos pelo mãe paulistana..que possuem o dobro do ofertado na tal caixa ...que tbem pesquisei....desde ja digo não são de ma qualidade..assim como vj os materias escolares e uniformes fornecidos ...vejo tbem a inversão cultural e de valores a qual ensinamos hj.
Guilherme da Cunha em 04 de julho de 2015 às 13:45:47»
Excelente política pública! Gostaria de vê-la no Brasil.

A reportagem, todavia, merece uma crítica. A caixa não é totalmente grátis. Ela tem um custo, que é suportado pelo governo, com o dinheiro dos impostos de todos os cidadãos.

Ou seja, os próprios pais pagaram por ela com seus impostos, com a ajuda de quem não tem filhos, mas paga impostos também.
Thaymara kelly em 03 de julho de 2015 às 21:05:31»
EU TENHO UM FILHO E CONDIÇÕES SUFICIENT PARA PODER CRIA-LO, GRAÇAS A DEUS' SOU HUMILDE E COM CERTEZA SE O GOVERNO DISTRIBUISSE UMA DESSAS CAIXAS PRA MIM , EU FICARIA MUIITO FELIZ!
HORAAAS PQ NÃO, a Finlândia sim é um país digno de orgulho, aqui no Brasil pagamos altas taxas absurdas porém o bom não se volta pra nós. Pois ao invés de vivermos num país digno , não vejo benefícios algum voltando pra população brasileira !
São meras obrigações do próprio governo investir no melhor pra população..
Walkyria campi em 12 de junho de 2015 às 11:31:53»
No Brasil eles iram instituir a rede dentro terá uma sacolinha para reciclar, uma carteirinha para vacinar, um número para matricular na creche, e um cartão para ter seu filho naquele dia caso não nasça terá que tirar outro e esperar a vaga ou desistência?...! ...
Heloísa chaves em 22 de maio de 2015 às 08:06:39»
A Finlândia e um pais fantástico! Lá existe museus exclusivos para crianças. Neste ambiente as crianças aprendem a ouvir.
Newton Galvão Pereira em 21 de maio de 2015 às 11:28:04»
QUE EXAGERO, COMPARAR O BRASIL COM A FINLANDIA.ELES SÃO PRIMEIRO MUNDO E NOS AINDA VIVEMOS NA PRE-HISTORIA. VAMOS TER QUE AGUENTAR AINDA MUITOS PTs DA VIDA, ANTES DE TERMOS A CAIXA PRO RECEM NASCIDO.
Denise em 20 de maio de 2015 às 15:22:40»
Otima ideia mas só funciona em paises desenvolvidos. Aqui no Brasil iriam cruar o bolsa caixa ou bolsa enxoval e as marcas envolvidas iriam superfaturar em cada item. Dai as mulheres iriam arrumar mais filho ainda ja que ganhariam tudo de graça.
Sol Mayer em 19 de maio de 2015 às 01:04:46»
O negócio é o seguinte : Finlândia 1o. mundo ; Brasil : 3o. mundo ! Brasil mais de 200 milhões de habitantes e reino da fraude, roubalheira e maracutaia com $$$ público ! Alguma dúvida do povão aceitar essa caixa ??? Acordem! Parem de sonhar, se receberem uma caixa assim aqui, vão vender na primeira oportunidade, para comprar drogas, cigarro e birita ! Cansei de dar em uma associação , enxovais completos para bebês, quando víamos nada mais tinham ! Isso é Brasil !
yeda regina da paixao em 17 de maio de 2015 às 16:58:02»
Pois eu comprei tudo em um Brechó,paguei super barato!!Enxoval..berço e carrinho de bebê, só não consegui a banheira que eu queria..mas economizei uma nota, é tudo muito caro e usa-se pouquissimo!! depois a gente doa mesmo!!
ahuehuehuheu em 17 de maio de 2015 às 12:24:37»
vem pra caixa tb!!
Hugo Antonio em 17 de maio de 2015 às 11:06:00»
Olha que interessante.

Aqui no RJ, as mães recebem algo muito parecido no programa chamado "Cegonha Carioca". É grátis e basta se cadastrar em um posto de saúde.

Achei este blog por acaso e estou adorando essa parada.

Parabéns pelo site.
avatar
PadreTorque em 17 de maio de 2015 às 01:10:33»
Outro mundo, né ???
:_/
fabio_netrix@hotmail.com em 16 de maio de 2015 às 20:06:41»
Na verdade ha também uma opção de receber dinheiro no lugar da caixa...algo em torno de $€400...so que a maioria da população prefere a caixa...e isso é em todas a faixas sociais...dos milionários aos menos abastados. ..!
Todos tem direito. ..!! todos!!!
Clara em 16 de maio de 2015 às 09:12:45»
Achei o máximo. Mas é cultura. Aqui, entre os mais pobres, provavelmente veremos as caixas no lixo, e entre os mais ricos...ah, essas não querem, e a classe média, não...agora podemos comprar um belo quarto para nosso filho!!
avatar
100Nossao em 15 de maio de 2015 às 20:12:29»
Não, não temos taxas de natalidade equivalente aos países escandinavos, nem a classe A ou mulheres com ensino superior completo têm. E o mais incrível, ao ler os comentários, é que constatamos quanta gente mediana temos por não saber que a percentagem de uma relação não significa fundamentalmente um número absoluto. O pessoal sem instrução do bolsa família continua com uma média de 3 filhos, enquanto as mais instruídas com ensino superior tem a de 1,1. Basta fazer as contas.
Jota Costa em 15 de maio de 2015 às 19:12:37»
A fertilidade, medida pela média de nascimento de filhos, não para de cair. Temos taxas de natalidade equivalentes a esses países escandinavos. E o mais incrível, e lendo os comentários constatamos o quanto somos preconceituosos, é que a queda da natalidade alcançou 10% na classe rica, 15% na classe média e 20% entre as que recebem o Bolsa Família.
Roberta em 15 de maio de 2015 às 18:47:22»
Ah... quero uma!

<3

Achei o máximo!
avatar
Moonwalker em 15 de maio de 2015 às 17:44:29»
Legal... smile Eu nem penso em filhos no momento, mas achei bonitinho.
Eu não vejo problemas em pagar impostos. É igual pagar condomínio, é ruim quando você percebe que da sua porta para dentro você tem que se virar, mas quando você anda pelo condomínio é vê melhorias, se sente bem. É a vida.
Agora, o Brasil não é esse inferno de Dante que estamos acostumados a pintar. Tenho visto por relatos de parentes que moram fora que a vida não está tão fácil assim.
avatar
Marya em 15 de maio de 2015 às 16:09:05»
Se fosse aqui no Brasil, a caixa ia ser bem vagabunda, porque um certo governo iria pegar o dinheiro que seria para comprar as caixas e iria embolsar 75% desse dinheiro e os 25% restantes que seria usado para a compra das caixas. Com isso, as caixas não poderiam ser de boa qualidade (claro), então na hora dos pais pegarem a caixa para levarem seus bebês para casa, o fundo da caixa cederia com o peso do bebê e eles levariam só as paredes da caixa para casa, o bebê e o fundo da caixa ficariam no hospital... rolleyes

lol lol lol
adriano Verdelli em 15 de maio de 2015 às 14:02:54»
Pelo amor de Deus, gente! Estamos falando de mundos totalmente diferentes. Aqui nem planejamento existe, se der isso para uma mãe que já tem 10 filhos ela vende pra comprar pedra. Para! E quem tem condições jamais vai por o filho dentro de uma caixa, pq isso envolve uma condição de afetividade, cuidado e entrega dos pais que é outra questão conceitual inabalável. Temos programa sociais a dar com pá aqui e pode ter mais um milhão que vamos continuar tendo crianças desassistidas, desnutridas, necessitadas. Fora ONGs, centenas de pseudos entidades de ajuda. Campanhas disso e daquilo e vc vê criança doente, necessitada, jogadas do mesmo jeito. Grande balela. Se fosse uma caixa a resolver os problemas...Isso pode ser bom na Suécia, aqui é Brasil.
lume em 15 de maio de 2015 às 13:12:54»
Os nossos impostos só são abusivos, porque são mal empregados. Já pensou se fossem usados como deveria? Ninguém precisaria pagar convênios caríssimos, por exemplo. Mas no caso das maravilhosas caixas, o desapego ao luxo tbm é coisa de primeiro mundo né?
avatar
Redação em 15 de maio de 2015 às 11:31:38»
Se houver mais uma discussão por motivos políticos, os comentários deste artigo serão fechados.
Sylvinha em 15 de maio de 2015 às 11:25:03»
Haters como este Ricardo deveriam ser proibidos de acessar a internet. Isso deveria ser um privilégio de poucos que sabem raciocinar.
avatar
100Nossao em 15 de maio de 2015 às 11:02:48»
Ricardo S., se o estado entrega este kit sem cobrar nada, ele não é gratuito?

Sim, a carga tributária na Finlândia é de 49%. No entanto a população paga sem reclamar porque ao mesnos lá os impostos retornam em forma de benefícios, assistência social e sanitária.

Você, acostumado com o nosso governo, é quem está afirmando que custa o dobro do preço. Pode provar isso ou está apenas sendo ordinário ao falar algo que não tem certeza?

Se você fosse um pouquinho mais inteligente deveria atentar para o fato que o cidadão não é obrigado a aceitar esta caixa. Eles podem inclusive, se não me engano, fazer uma retirada de 200 euros no nascimento de um filho. Ou então comprar o próprio enxoval e berço. Mas mais de 90% preferem a caixa.

Quem vive em sociedade deve pagar impostos, ninguém banca os filhos dos outros. Em que mundo você vive criatura?

É cada tipinho... ma
Ricardo S. em 15 de maio de 2015 às 09:59:57»
O texto diz que é tudo grátis. Esqueceram de dizer que a Finlândia tem uma das maiores cargas tributárias do mundo e essas caixas devem custar no mínimo o dobro do preço. Ainda por cima tiram o poder de escolha do cidadão que é obrigado a pagar por esses produtos mesmo que não queira utilizá-los, e o pior, quem não tem filhos tem que bancar os filhos dos outros.
MARIA DO SOCORRO SILVEIRA MAGALHAES em 15 de maio de 2015 às 09:41:41»
Acho fantástico saber economizar e ter criatividade. É preciso ter TER NOÇãO DO QUANTO é IMPORTANTE economizar. Vejo em hospitais, o grande desperdício de algodão, para apenas aplicar uma injeção, torneiras que vazam demais desperdiçando água, gastos excessivos de muitos produtos, o que acarreta grande ônus.
George Fox em 14 de maio de 2015 às 21:04:06»
Avisamos o GO ou deixamos que permaneça na ignorância? Finlândia, Dinamarca e Suécia tem um sistema chamado “jovens adultos” que compreende jovens entre 15 e 18 anos. A maioridade penal começa nos 18, mas um criminoso de 15 vai preso sim, e o tempo na cadeia depende da gravidade do crime.
Go em 14 de maio de 2015 às 17:15:14»
*Aos dados e estudos ONU
Go em 14 de maio de 2015 às 17:13:22»
Parabéns para o povo finlandês. Conscientes e atuantes, elaboraram grandes projetos sociais... Este é apenas um.
Por aqui querem diminuir a maioridade penal, em absoluta contrariedade aos aos da ONU e Unicef e de todo mundo desenvolvido.

Mas acredito que um dia chegaremos lá... Um dia.
joao costa em 14 de maio de 2015 às 14:53:30»
Perguntem aso grandes gestores se os filhos deles rcebem caixas de crat=oes para os fihlos deles? recebem sim caixas boradadas a ouro e co diamantes la dentro pra mlhes garantir o futuro deles dos filhos e dos netos ; sugando o Zé povinho até as ultimas gotas.
Matheus em 14 de maio de 2015 às 10:18:59»
Evidentemente que para fazer um programa social como este é preciso em conjunto dar educação e fomentar o conhecimento como formas de alertar a responsabilidade civil de criar um filho para ser um cidadão exemplar. Mas no Brasil é melhor dar “esmola” e promover a natalidade para aumentar o curral de ignorantes que preferem reclamar direitos sociais a estudar.
amandio Silva em 14 de maio de 2015 às 08:29:57»
Não bastam comentários a exaltar as mães finlandesas. É preciso seguir a prática. E o que vemos? "faz o que eu escrevo, mas não o que faço".
Mônica Lima em 14 de maio de 2015 às 08:28:54»
Lindo o programá que fornece o essencial aos primeiros meses do beb, enquanto apoia as mães neste momento importante. Tenho esperança em ver o amento de recursos públicos para as políticas sociais, e a diminuição de privilégios para quem atua nos três poderes. As famílias brasileiras, como sinaliza a Constituiçào Federal deveriam ter acesso à alimentaçào, saúde e educação. Mas o que assistimos é o desmantelamento deste trip, e o crescimento de privilêgios votados pelos três poderes.
Maria ines em 14 de maio de 2015 às 08:27:31»
Acho genial a idéia. Afinal , os bêbes têm mais que ser protegidos sempre independentemente de sua condição social. Mas, para os moldes assistenciais brasileiros deveria vir junto uma cartilha sobre responsabilidades paternas, cuidados a que crianças sempre devem ser submetidas e acima de tudo o DEVER de CUMPRIMENTO DO CONTROLE DA NATALIDADE. É preciso diminuir o numero de crianças sem devidos cuidados neste País!
narda amelia santander godoy em 14 de maio de 2015 às 08:16:24»
No ano 2005 eu trabalhe em BALNEARIO BARRA DO SUL SC BRASIL NA assistência SOcial em um programa em que se dava uma pequena ayuda para as mães si participavam em um programa pero com o tempo esse pequeno enchoval desapaecio
narda amelia santander godoy em 14 de maio de 2015 às 08:11:59»
si todos os países do mundo pensaram e actuaram assim tendriamos menos crianças abandonadas menos delírio pos parto mas mães felices e no aberia desigualdade socialo exclusão social todas os bebesseriam iguaes felicito ai governo Filandes por esa brilhante ideia PARABENS
Nicole em 13 de maio de 2015 às 20:27:16»
No Brasil sem esse apoio o povo arruma filho sem planejamento, imagina se receber enxoval! Kk
Claudia em 13 de maio de 2015 às 18:15:36»
Lá o programa vai além da caixinha, nenhuma criança fica solta na rua o Estado garante o cidadão até a fase adulta.
josé Cardoso Fontão em 13 de maio de 2015 às 14:17:09»
Mostrem isto aos demofascistas que temos no Podere já agora ao António Costa paro o tal Programa!
Página 1 de 2 (54 comentários)
« Ant. | Primeira | 1 | 2 | | Última | Prox. »