Faça o seu comentário

:

:







Comentários

avatar
PadreTorque em 17 de maio de 2015 às 19:27:08»
Interessante, heim ???
Curioso isso....
:-/
avatar
Moonwalker em 15 de maio de 2015 às 17:55:06»
Orra, que caras parrudos... eek
Não vejo como pobreza de espírito, é o que a situação deles permite.
Minha família tem suas gerações meio descontroladas, porque meus bisavós passaram dos cem anos, e meus avós estão quase passando. Então esse contato com eles me serve de experiência no sentido de dizer que é difícil desapegar de certos costumes e fatores culturais; imaginem num povoado, então...
sergio em 15 de maio de 2015 às 12:38:08»
Q pobreza de espirito
avatar
sol em 14 de maio de 2015 às 19:33:07»
Gostei.
Esporte, ausência de vícios, estudo.
A mistura é saudável e compreendo que queiram mais. Como a disciplina e constância já faz parte da vida deles acho que vão conseguir formar profissionais como o último rapaz falou.
edgar Rocha em 14 de maio de 2015 às 19:07:30»
São invejáveis, sem dúvida. Ainda mais nas condições em que vivem. Fizeram da prática do fisiculturismo algo digno.

Tudo vale à pena se alma não é pequena. Enquanto isto, aqui no Ocidente, gente com todas as condições sociais pra serem cidadãos agem como se cobrassem imposto por sua "admirável" presença. Vi o caso daquele rapaz, modelo, playboy, que vivia de dar pequenos golpes e agredir gente humilde no Paraná. Fiquei revoltado. O cara bateu num senhor taxista pra tomar-lhe o carro e ainda postou na internet. O valor agregado à prática do "culto ao corpo" no país é completamente equivocado. Lamentável.
Na Índia, felizmente, ha sempre a possibilidade de transformar algum comportamento em uma prática louvável. Não é sempre, mas, eles têm sabedoria suficiente pra ter escolhas. Os desta cidade, ao que parece, estão de parabéns.