Faça o seu comentário

:

:







Comentários

avatar
100Nossao em 31 de julho de 2015 às 21:03:43»
Não zé rosquinha, o gawain falou bobagem e você também. A mulher nasceu em 1905, portanto sua nacionalidade era russa imperial porque a Crimeia era parte do Império Russo. Ela guerreou em 1943, portanto ela era russa soviética porque a Crimeia era parte da União Soviética. E no final ela não era nem russa, nem ucraniana e nem otomana e sim tauri, gentílico dos povos da Táurica, nome dado à península da Crimeia pelos romanos.
zé rosquinha em 31 de julho de 2015 às 17:55:21»
Concordo com o Gawain,tá meio estranho,mas eu procurei.E quem nasce na Crimeia é ucraniano,mas muitos consideram que também é da Russia,mas a ONU não aceitou e diz que é da Ucrania,por isso a maioria de pesquisas pequenas dão pouca verdade.Resumindo surprised nde o Admin procurou era considerado russia.O Admin fala bem detalhado sobre o assunto em seu comenter,e se quer dar uma resposta respondendo o Admin,basta procurar na Internet e ver o link.Valeu😅
avatar
Admin em 31 de julho de 2015 às 11:46:59»
A República Socialista Autônoma da Crimeia foi criada como parte da República Socialista Federativa Soviética, e, portanto, um oblast russo. Só passou a ser ucraniana em meados dos anos 1950.

Se acha que a história está distorcida e não corresponde a realidade, a fonte está ali no final do texto.

Alguns de seus questionamentos são válidos e pertinentes, mas bem utópicos e, ao que parece, não têm correspondência histórica. E em vez de mostrar essa animosidade gratuita contra quem escreveu, questionando a qualidade da tradução, devia se propor a fazer uma melhor e eu teria todo o gosto em publicá-la.

Há também a entrada na Wikipédia em russo que corrobora toda a história escrita aqui. Questionar alguma coisa "eruditamente" sem se fundamentar é impostura intelectual.

Abraços fraternos!
avatar
Gawain em 31 de julho de 2015 às 10:52:11»
ma Alguma coisa está muito errada nesta história!
Primeiro ela não era russa pois nasceu na Criméia, ela era Ucraniana!
Segundo ela não poderia ter comprado um tanque e nem muito menos "vendido" suas "posses" e usado suas economias!
Ela vivia num país comunista! Aonde não existe nem propriedades e nem posses privadas! Tudo é coletivo e pertence ao Estado! Do mesmo modo seria impossível ela ter economias guardadas, pois posse de grandes quantias de dinheiro é considerado crime grave contra o estado! Passível de pena de morte! O cidadão que estiver de posse de qualquer coisa que represente valor significativo, como jóias ou qualquer peça de ouro ou gemas valiosas (A Rússia tem muitas regiões ricas em ouro, diamantes e rubis) deve entregá-lo ao governo para ser usado no bem coletivo!
E quem compraria algo que não pode ser vendido?? Ou quem venderia algo sabendo que é crime?
Vamos revisar isto e acertar esta tradução! ma
avatar
PadreTorque em 30 de julho de 2015 às 23:20:34»
É muita vontade !!!
Invejável !!!
:-o
avatar
Roberto 100 em 30 de julho de 2015 às 18:39:20»
As histórias da Primeira e Segunda Guerra Mudial me facinam, já assisti diversos documentários a respeito.
Não sou fascinado nas mortes e tragédias que elas provocaram, mas sim nos desfechos das histórias.