Faça o seu comentário

:

:







Comentários

avatar
PadreTorque em 10 de dezembro de 2015 às 19:30:35»
Fiquei curioso pra saber quem é o fracassado....!
:-/
avatar
Rex em 01 de dezembro de 2015 às 18:39:06»
A internet só é uma terra sem lei quando você cria um nick falso e têm maneiras de apagar seu rastro por ela. Por esse motivo, a presença de stalkers é enorme na internet, como também, a presença de trolls covardes, revoltados pela vida, ou apenas aqueles que querem ver o caos se alastrar, é quase impossível sua não existência em um lugar dito sem leis. Esses stalkers ou trolls da internet só param quando se têm suas identidades e endereço revelados, pois eles tem medo da vida real, e de perder os dentes lol
avatar
Roberto 100 em 30 de novembro de 2015 às 18:45:08»
Existe uma certa diferença entre o stalker e o cara que comete assédio virtual. Dá aquela olhadinha ou curtida na foto daquela garota que você conheceu na balada não é pecado tampouco assédio (mesmo porque a rede é social). Mas quando tal atitude assume outras conotações, como por exemplo comentários libidinosos ou ofensas morais, então a situação já é mais perigosa e pode ser entendida como crime.
Já faz algum tempo que a internet deixou de ser uma terra sei lei.
avatar
Haiduqque em 30 de novembro de 2015 às 16:36:22»
Infelizmente a percentagem de criminosos que acabam por ser punidos é ridiculamente pequena.
Felizmente existem os nicks, alter egos e doppelgängers que protegem aqueles que acham mais sensato separar o virtual do real.
Exibir o corpo ou a alma na praça pública internética é um direito, uma opção e um risco que implicam primeiro conhecer a arte e a técnica para o fazer. Como os prevaricadores não vão ficar sensibilizados com apelos ao bom senso ou à ética e encontram sempre forma de escapar à lei, então é melhor contar com isso.