Faça o seu comentário

:

:







Comentários

Kadu-Ce em 11 de julho de 2017 às 15:00:08»
Lá em casa procede. Meu irmão mais novo é um mimadinho que ganha tudo que pede. O do meio é um maconheiro perdedor, do tipo socialista de iPhone Plâs, que faz de tudo para envergonhar os velhos.

Minha educação foi bem rígida, pois os velhos se casaram muito cedo e não estavam bem resolvidos economicamente e tudo que tinham a me dar era amor e aconchego, que foi o bastante.
Jane em 11 de julho de 2017 às 10:49:04»
Não costuma acontecer em todas famílias. No meu caso sou a segunda filha e nunca me meti em encrenca, mas minha irmã mais velha é um caso perdido
Sylvinha em 11 de julho de 2017 às 09:36:59»
Como diz o texto, isso não é uma regra, mas que existe um risco envolvido. Sou a segunda filha e meus pais jamais tiveram problemas comigo, mas ao ter o terceiro filho, tudo todo foi diferente. Meu irmão só cria problemas, é insuportável, parece que sempre faz o possível para preocupar meus pais e ninguém sabe que fazer com ele.
Jaciley em 11 de julho de 2017 às 08:51:42»
Convenhamos que é normal que o primeiro filho receba mais atenção, afinal é a primeira experiência como pais de um casal. Com o segundo poupam essa insegurança e ai talvez esteja o problema.
Rafinha em 11 de julho de 2017 às 07:50:38»
Curioso que não mencionem que os psicopatas costumam ser filhos únicos. Obviamente não é minha própria experiência, já que sou psicopata mas sou o sexto filho. mrgreen