Faça o seu comentário

:

:







Comentários

Marcos Vinícios de Moraes em 26 de novembro de 2009 às 11:32:12»
Os decendentes de Manfred Albrecht Freiherr von Richthofen (Barão Vermelho) quando questionados a despeito do possível parentesco com os Richthofen, da tragédia arquitetada pela "patricinha", negaram qualquer laço.

Só para evitar equivocos...
Zordrac em 13 de agosto de 2009 às 11:48:42»
A mocinha esta que comandou a morte dos pais é realmente decendente do Barão Vermelho (piloto).

A empresa Fokker utilizou o modelo Demoiselle de Santos Dumont, que não requereu patente, para desenvolver seus aviões iniciais.
alexandre dias teixeira em 23 de janeiro de 2009 às 15:43:23»
apesar da tecnologia de hoje nem um piloto ira se igualar a manfred,pois seus feitos eram de pura abilidade ele literalmente pilotava no braço,pilotava com o coraçâo,(barâo vermelho).
Gui Pimenta em 14 de novembro de 2008 às 15:44:59»
Ele é avô ou bisavô da patricinha. Quem disse isso foi meu professor de Teoria da Guerra. Deve saber dessas coisas...
batatinha em 11 de novembro de 2008 às 12:00:09»
Admin,
Concordo plenamente em grau e número com você.
Essa mania de endeusar as pessoas só porque morreram me irrita.

E "o viado é por sua conta" foi a cereja no bolo do seu comentário.

Quanto ao texto... Ótimo. Na alemanha lançaram este ano um filme chamado Barão Vermelho que eu queria muito ver. Só duvido que chegue até aqui.
avatar
Redação em 10 de novembro de 2008 às 23:22:12»
Nitroso, somente você viu preconceito.

Grande poeta? Sem dúvida.
Filhinho de papai? Do pior tipo.
Drogado? Grande viciado, inclusive traficava.

O viado é por sua conta.

Quando me vi obrigado a citar o poeta, não poderia de deixar de falar sobre o trapo humano. E não é por que ele morreu que passou a ser bonzinho.

Cazuza foi o melhor exemplo do jovem irresponsável que não merece o respeito de ninguém, no entanto os meios pouco falam disso.

Abraços
Nitroso em 10 de novembro de 2008 às 22:48:45»
Gostei da matéria "senão" pela frase preconceituosa e sem nada haver com o texto: "pelo grande poeta, filhinho de papai, viciado em drogas Cazuza que morreu em 1990 de Aids aos 32 anos."

Antes, adianto que NÃO SOU FÃ de Cazuza, "senão" da banda. Concordo que, quanto "exemplo de vida", o Cazuza tem muito pouco para oferecer. Talvez o "desejo de viver"... o que também pode ser discutível... Afinal, não foi ele que causou sua própria ruína?

Assim, não venham me criticar dizendo asneiras tipo "é drogado" ou "é viado".

Atentem que a crítica é levantada contra uma opinião dada de forma preconceituosa e, salientando, deslocada em relação ao texto da matéria, embora colocada no anexo Cultura Popular.
Ou seria da "cultura popular" ter esta veia, digamos, pouco educada, principalmente com quem já se foi?
Luciano Blues em 10 de novembro de 2008 às 08:51:22»
Li que a tática dele era ótima... caçavam uma esquadrilha, analisavam rapidamente o efeito da pressão deles sobre a esquadrilha, escolhiam o mais "fraco" (que geralmente saía primeiro da formação) e era atrás dele que o barão ia.

Assim até eu.
gabryella em 07 de novembro de 2008 às 19:18:35»
legal (;
Gih #) em 07 de novembro de 2008 às 13:54:57»
tipo, que foto amaldiçoada!
avatar
mandytm em 07 de novembro de 2008 às 13:12:17»
A foto não está errada.
"Naqueles tempos os pilotos, por superstição, não permitiam serem fotografados antes de um vôo por temor a sofrer de uma terrível má sorte. A última fotografia feita do Barão Vermelho foi feita, justamente, poucos segundos antes que voasse pela última vez enquanto brincava com um cão."

Nossa!

fool
avatar
R 3 N 4 T I M em 07 de novembro de 2008 às 12:55:16»
Nossa o cara foi foda mesmo, muito bacana a historia dele, post fiko muito massa, so aumentandoo meu nivel de cultura.
Picaço em 07 de novembro de 2008 às 10:44:35»
Barão Vermelho (sem Cazuza)
avatar
malukinha em 07 de novembro de 2008 às 10:19:08»
interessante! clap
avatar
acordajose em 07 de novembro de 2008 às 10:17:47»
Meu nivel de cultura ja estourou por hoje.... sad
primeirooooooo em 07 de novembro de 2008 às 10:13:17»
a foto tá errrrrrrradaaaaaaaa, nem lí. primeiroooooo