Faça o seu comentário

:

:







Comentários

LUCIAN BRILHANT em 19 de maio de 2010 às 15:34:47»
pense no lado bom da situação...ééé, é sou livre!!
agora pense no lado mal da situação....eta pião porco e vagabundo!!!!!!!
avatar
DanielWaos em 05 de março de 2010 às 22:36:09»
se pudesse eu viveria em um bosque... neutral
e porque você não vai? confused ,
porquê sem internet não vivo, vegeto.

internet =
google, blogs, youjizz rolleyes *, wikipédia, ruindows, amigos, e tantas outras coisas, fundamentais na vida contemporânea. wink
PS: deixe estar, logo logo vai ter notebook carregando somente a energia solar e um dia (espero estar vivo) o wimax ou qualquer outra coisa (que de para fazer um gato) vai cobrir aqui onde moro, aí é de se pensar viver em uma cabana mrgreen lol
Sandra Coppini em 31 de janeiro de 2009 às 17:20:44»
O bom mesmo e que ele não era nada positivista...
Diogo em 24 de janeiro de 2009 às 18:45:54»
Tem alguma coisa errada aqui: "não bebia vinho"? Uma vez li palavras do próprio Thoreau que diziam que o dinheiro era importante para ele porque comprava o seu vinho... Bem(????). Mas tudo bem...

Para aqueles que querem conhecer um pouco mais de Thoreau e Emerson, assistam "Sociedade dos poetas mortos". Esse filme contem os fundamentos básicos do Anarquismo verde e do Carpem Diem.
o.o em 21 de janeiro de 2009 às 18:00:25»
sei la c ele morasse com os pais aos 40 anos ngm faria um texto relaando a historia de vida dele mas n acho que viver como ele viveu valeria a pena para desfrutar de absolutamente nada...
se pra ele tava bom q c foda pra mim nao estaria rs.
avatar
Tiago nox em 20 de janeiro de 2009 às 18:53:09»
"Dizer não ao conforto é relativamente mais simples que conformar-se com o desconforto eterno."
eu estava analisando algumas coisas e esse aforismo veio em boa hora

vlw loira clap
avatar
ops em 20 de janeiro de 2009 às 10:26:03»
vale a pena comentar q um cara com uma vida tao saudavel morreu cedo por conta de uma doenca...vendo assim penso nas pessoas que se alimentam de luz rssrrs sei la acho meio estranho esta ideia, mas em questao de politica o cara e revolucionario!!!Abcs rolleyes
Zé Ruela em 19 de janeiro de 2009 às 22:16:35»
Grande sujeito...
me lembra o rapaz do filme "Na natureza selvagem" (Into the Wild)...mto bom filme por sinal!
wink
avatar
Gabriella em 19 de janeiro de 2009 às 21:38:28»
Politica e ignorancia. neutral
avatar
andrewmat em 19 de janeiro de 2009 às 21:37:17»
kra!
isso que é ser independente(totalmente!!!).
não gostaria de ser assim.
Gih #) em 19 de janeiro de 2009 às 20:45:32»
eu bem que queria ser livre assim..
avatar
Kodomo em 19 de janeiro de 2009 às 20:03:38»
É...depois que ele decidiu viver no bosque, viveu apenas 17 anos...Nada mais a comentar.... sha
Rê psicologa em 19 de janeiro de 2009 às 19:09:16»
Agora que eu liguei o 'nome a pessoa", o livro Walden II do Skinner ´r baseado na forma como ele viveu
Rener em 19 de janeiro de 2009 às 19:00:01»
história fantástica, mas temos que concordar com o que a loira inteligente disse. as pessoas buscam naturalmente por conforto, até o máximo que puderem e quem já atingiu um nível grande de conforto talvez se sinta entediado com tudo o que conseguiu, mas quem nunca teve nada dificilmente recusará mais liberdade, mais prazer, mais conforto, menos sofrimento, etc... eu penso que talvez chegue um dia em que a tecnologia livre o ser humano da miséria, dos trabalhos degradantes e cada vez mais seja proporcionado uma vida boa a todos.
avatar
NelsonCosta em 19 de janeiro de 2009 às 18:47:27»
MoonRa, muito bom filme. vi-o recentemente e adorei!
Básicamente é a história de um adolescente que termina a faculdade, doa todo o seu dinheiro a uma instituição de caridade e depois abandona a casa dos pais sem o seu conhecimento e parte numa viagem através da américa a pé e pedindo boleia com rumo a uma parte isolada do alasca para viver junto da natureza selvagem e fugir do materialismo. depois vai conhecendo pessoas muito interessantes pelo caminho. o filme tem paisagens muito belas e é realizado por Sean penn.
vale bem a pena
avatar
Marya em 19 de janeiro de 2009 às 18:37:42»
São Francisco de Assis ( e tantos outros ) também renunciou ao materialismo, renunciou a fortuna do pai, saiu de casa sem levar nada, nem as roupas do corpo, e foi viver como um mendigo, amava os animais e a natureza. Francisco de Assis fazia muitos jejuns.

Mahatma Gandhi foi um influente defensor do princípio da não-agressão, forma não-violenta de protesto. Gandhi fazia muitos jejuns.
avatar
msp1500 em 19 de janeiro de 2009 às 18:33:45»
Assino embaixo do comentário do MoonRa.
avatar
Marya em 19 de janeiro de 2009 às 18:29:53»
Loira Inteligente,

não entendi o que você disse.
Daria para trocar em miúdos ?
avatar
MoonRa em 19 de janeiro de 2009 às 18:17:17»
Não se compara com relação à obra publicada, obviamente...
Mas para que se interessou pela história, recomendo o filme Into The Wild (Na Vida Selvagem). Trata de uma situação similar, e cá entre nós, o filme é fantástico!
^^ em 19 de janeiro de 2009 às 16:49:54»
Ele não foi um desobediente errado ,ele foi mais certo do q nos q obedecemos!
avatar
Mih em 19 de janeiro de 2009 às 16:41:52»
Faço minhas as palavras da Loira!!! wink
avatar
CaraLesgal em 19 de janeiro de 2009 às 14:41:26»
putz
avatar
LoiraInteligente em 19 de janeiro de 2009 às 14:33:40»
É mais fácil renunciar ao que se tem do que viver sem sonhar com o que jamais se teve.
Dizer não ao conforto é relativamente mais simples que conformar-se com o desconforto eterno.
Porque será que é tão difícil ouvir histórias de quem nada teve e torna-se exemplo justamente por isso?