Faça o seu comentário

:

:







Comentários

avatar
AlanFcker em 15 de abril de 2009 às 11:05:38»
Loroloko
O Lauro do EB respondeu bem sua pergunta, resta saber se vc concorda com esse tipo de solução.
avatar
AlanFcker em 15 de abril de 2009 às 11:03:22»
Loira
Se o atual governo faz ouvidos surdos é porque ñ fazemos barulho suficiente. Na França os operarios fazem greve, os estudantes fazem greve, os camponeses fazem greve, o setor terciario faz grave, os caras simplesmente param o país até q se chegue em um acordo. Claro q ñ da para comparar com um país q tem uma hitória de revoluções e revoltas populares mas o Brasil nunca teve um movimento de carácter popular após a República, tudo se decide por cima, meia duzia de gatos pingados na rua realmente ñ fazem a menor diferença.
O Brasil é o eterno latifundio: milheres de cabeças, todas condicionadas e sem ação própria, ao melhor estilo gado.
Ps: Ñ me leve a mal, ñ estou conbrando ações individuais de ninguem aqui, até pq eu mesmo to falando mas ñ faço muito sad
avatar
guizul em 14 de abril de 2009 às 23:03:12»
I ♥ P2P (para fazer um coraçãozinho igual Alt+3)
avatar
Deltafox em 14 de abril de 2009 às 22:38:29»
É Loroloko respondendo ao seu questionamento a respeito dos sem terras no tempo do militarismo, com certeza eles não seriam sem terra cada um ganharia 7 palmos.
avatar
R 3 N 4 T I M em 14 de abril de 2009 às 17:14:21»
I sz P2P
avatar
LoiraInteligente em 14 de abril de 2009 às 16:14:45»
Alan e Angélik,

De fato podemos muito, mas pouco fazemos.
De que resolve uma liberdade se não for usada?
O triste é que a maioria dos bandidos está na classe média ou rica, que não tem necessidade de roubar para se livrar da miséria.
Protestar no atual governo é quase perda de tempo. Eles são mestres em protestos ou em fazer ouvidos surdos.
avatar
AlanFcker em 14 de abril de 2009 às 13:08:36»
Continuando
"Se olharmos pelo ponto de vista da violência, não havia tanto traficante, viciados que os alimenta, bandidos soltos..."
A violência é uma manifestação direta da pobreza, miséria e insatisfação (nem sempre isso, mas no Brasil a maior parte é pos isso mesmo). Ñ quero dizer q seja algo natural mas o fato é q ocorre desde as sociedades mais ricas às mais pobres, aumentando em proporção ao grau de pobreza da sociedade.
Acho q ñ há uma maneira totalmente eficaz de se combater a violência, talvez com a própria violência, método utilizado pela ditadura.
Primeiro combate-se a violência com violência.
Depois previne-se a violência com violência. Daí pra cair em um governo totalitario, tipo um nazismo é só um passo.
avatar
AlanFcker em 14 de abril de 2009 às 12:50:29»
Loira
"Faltava a liberdade. Mas qual a liberdade que temos hoje?"
Temos a liberdade de podermos protestar e cobrar os politicos q aí estão, não é só votar em um politico a cada 4 anos podemos cobra-los, questiona-los e retira-los do poder, afinal estes governam para o povo. se ñ fazemos isso é pq somos acomodados e conformistas. Na ditadura o simples fato de estar escrevendo um texto destes era motivo mais q suficiente para me pegarem e aí já sabe. Na Argentina, por exemplo, qualquer coisa é motivo para fazerem panelaços e greves e olha q a Argentina está longe de ser o paraíso.
Nosso povo é bastante acomodado, ficar com a bunda sentada escrevendo mal sobre o governo e relembrando com saudades os tempos dos militares ñ é uma forma de reivindicação (ñ estou falando de vc minha querida) e se o país é essa merda q aí está, temos nossa parcela de culpa.
avatar
AlanFcker em 14 de abril de 2009 às 12:32:53»
Acho q defender a ditadura militar é um pouco demais ñ?
TOTAL ALIEN em 14 de abril de 2009 às 10:46:14»
Essas tentativas de coibir download, tentando punir usuários são patéticas.
Principalmente a industria fonográfica, que por muito lucrou muito tem que admitir que com o surgimento da Internet quase ninguem vai comprar cds, ou seja está a caminho da falência..............
avatar
LoiraInteligente em 14 de abril de 2009 às 05:36:55»
Loroloko,

Se ser Matusalem é ter experiência, gostaria de também ser uma Matusalem e viver o suficiente para ver o Brasil novamente amado e idolatrado salve, salve.
Um abração
avatar
LoiraInteligente em 14 de abril de 2009 às 05:34:13»
Loroloko, Lauro do EB e Msp,

Sei que o assunto é sério e amplo, mas vale postar algumas opiniões, especialmente para que a geração de nossos filhos e netos de alguns possam se inteirar do que acontece em nosso pais.
A anistia só serviu para repatriar a corja dos antigos guerrileiros, tidos hoje pela nata peteca com heróis. Vejo com muita tristeza o que estão fazendo com a educação. Sucateiam, depois fingem dar educação de qualidade doando livros e coisinhas mais.
Quanto ás forças armadas, não há muito
o que dizer. Basta ver a lista de baixas do efetivo. Os bravos militares não suportam a pressão da dura rotina, os desmandos das chefias incopetentes, os baixos salários, a insegurança de seu futuro e dão baixa. Ainda tem que suportar a arrongância de um ministreco civil que não entende patavinas da vida de quartel. Quanto ao orçamento, esse só não sofre corte na hora de beneficiar os cumpadres do governo. Alías, está indo nova MP para o congresso, dessa vez para calar o levante dos prefeitos.
Que dizer de um governo que vive a farra das MPs?
Os governos militares pelo menos eram mais econômicos com os AIs, e só os usavam extrema necessidade, cumpriam a lei.
avatar
Perfect em 13 de abril de 2009 às 22:33:11»
Uhuull! mostraram que tem alguma coisa na cabeçaa! clap
avatar
Deltafox em 13 de abril de 2009 às 21:42:28»
Oi Loira inteligente, oi loroloko! Vocês estão certos pois eu vivi uma parte do regime militar e me lembro do orgulho dos professores ao mencionar o nome do Presidente Geisel. O Brasil era outro, nosso sentimento patriótico era idêntico ao dos americanos, havia um respeito enorme pelas autoridades e a violência que eu assisti foi uma vizinha dando vassourada no marido por causa de cachaça. Hoje não tem nada a ver com aquele tempo que os mais velhos insistem em elogiar e a globo principalmente insiste em denegrir com suas mini séries e filmes endeusando um bando de vagabundos. Olhe o passado da Dilma Roussef, guerrilheira, ladra e assaltante de banco e é ministra do PAC e pré candidata a presidência. Isto é uma vergonha (sic)
avatar
msp1500 em 13 de abril de 2009 às 21:39:17»
LoiraInteligente e LOROLOKO;
Gostei tanto do tema, que estava adicionando um outro comentário, mas como ele é muito amplo, vou postar ainda hoje no amigos uma matéria sobre o período da ditadura, e vamos levar essa discussão prá um cantinho só disso. Acredito que muitos de nossos amigos gostarão de apresentar opiniões a respeito.
avatar
LoiraInteligente em 13 de abril de 2009 às 20:58:31»
Oi Loroloko,
Nasci após a revolução, mas não há como não traçar um paralelo entre os dois períodos. Infelizmente por não ter vivido a revolução, talvez me falta a experiência para opinar, mas ouço os mais velhos e os vejo com saudade do tempo que o presidente era um general. Parece-me que havia mais honestidade. Pelo menos apenas dois partidos políticos e políticos vocacionados e trabalhadores.
Mas, diga-me: Essa reeleição promiscua é melhor que a ditadura?
Estou começando a achar que precisamos de uma terceira via, a dos honrados pais de familia. Já esperimentamos a ditadura, não gostamos, esperimentamos a democracia, também há falhas.
Como dizia Jânio Quadros: "Precisamos varrer os corruptos", será que sobra algum?
avatar
LoiraInteligente em 13 de abril de 2009 às 20:35:42»
MSP,

Since
ramente acho que a Revolução de 64 não estava tão errada assim. Se olharmos pelo ponto de vista da violência, não havia tanto traficante, viciados que os alimenta, bandidos soltos...
Talvez, tirando os excessos como os vários Atos Institucionais ( AI), muita coisa boa sobraria. Pelo menos tínhamos soberania nacional, sentimento patriota, orgulho em ser brasileiros, empregos, dignidade.
Faltava a liberdade. Mas qual a liberdade que temos hoje? Vivemos acuados em nossos quintais com cerca elétrica, muros altos, vidro elétrico nos carros, segurança armada e por ai vai....
Aliás, antes governanvam com os AI, hoje são as MP...
Não sou a favor de nenhum tipo de ditadura, mas alguma coisa precisa ser feita. Onde estão os homens e mulheres confiáveis?
avatar
LoiraInteligente em 13 de abril de 2009 às 20:28:35»
Maria,

A única forma de fazer valer seu voto é pela informação. Quem tem a informação tem o poder.
Se votou em alguém acompanhe de perto o que ele faz, comente com outras pessoas, denuncie, diga que não vota mais nele, caso sua conduta não seja a esperada. Faça-o saber disso. Outra forma é mostrar aos beneciados pelos programas sociais que o governo não faz mais que a obrigação. Esses, são de fato, os que elegem. Nosso voto entra na massa e talvez sirva apenas para ser "quoeficiente" eleitoral.
Enquanto houver pessoas sendo beneficiadas pelos vários programas socias e não tiver emprego e renda, estará se repetindo o voto do cabresto dos antigos coronéis. Só mudou a forma. O cabresto continua o mesmo.
Há um voto mucinipal, um estadual e outro federal. Todos eles tem muito peso em nossas vidas. Ano que vem lá vem eles...
avatar
msp1500 em 13 de abril de 2009 às 19:50:32»
Usando nosso título prá dar cartão vermelho prá esses políticos que aí estão. Na realidade, os patrões deles somos nós, nós é que damos esse "emprego" prá eles (se é que pode-se dar esse nome).
Cabe a cada um dos eleitores dar as costas pra eles, boicotando, tirando todos eles e repondo outros, e aí por conseguinte, se não fizerem nada, fica só 4 anos e renova outra vez, até que eles resolvam criar juízo e admitirem que estão lá por vontade nossa, e que eles não são eternos nem donos do poder.
Pensando dessa maneira, de forma uníssona, o povo brasileiro pode até não resolver a situação de imediato, mas estará mostrando pra eles que quem realmente manda no "pedaço" somos nós, jamais eles.
avatar
Marya em 13 de abril de 2009 às 19:17:59»
msp1500,

como é que se faz valer um pouco mais o nosso voto ?
- cobrando os políticos em quem votamos?
hum, vamos admitir que fosse assim...
milhares de eleitores deixando seus empregos num dia lá da semana e encaminhando-se todos para a Assembléia... ou Camara...
ruas tomadas pela turba humana, deputados, vereadores, senadores, todos atônitos e apavorados, pois a turba quer atitude... pois bem, o que acontece?
1- ou a turba invade a Assembléia e lincha os políticos,
2- ou os políticos chamam as forças armadas que acabam disparando contra a multidão matando e ferindo centenas...
Resultado: nada resolvido, continua tudo igual com algumas ( ou muitas ) mortes.

Me diga msp1500, como fazer valer o nosso voto?
avatar
NelsonCosta em 13 de abril de 2009 às 15:54:17»
justice was made..
avatar
Deltafox em 13 de abril de 2009 às 15:53:24»
Político é tudo igual só muda o endereço!
avatar
msp1500 em 13 de abril de 2009 às 15:40:54»
Loira;
Não quero ser radical, extremista, ou ainda ser taxado de qualquer estereótipo do gênero não, mas tem horas que eu acredito que a única solução seria algo nos moldes da atuação dos militares na revolução de 64. Não que eu queira algo parecido, principalmente o famigerado AI-5, mas deveria ser feito algo radical, do tipo: Fecha o congresso, levanta o passado de todos e leva às barras dos tribunais; destitui o presidente, nomeia um interventor, refaz a constituição, rasgar uma boa quantidade de leis que são fantasiosas, irreais, ou servem só para pobres, negros e pr_st_tu_@s, e acima de tudo, para distribuir benesses para apadrinhados e cupinchas, recomeçando os poderes constituídos, todos do zero, sem benesses ou concessões.
REPITO: Não estou incitando ninguém a fazer isso não, mas na minha opinião, o Brsil novo, moderno, decente, justo e igualitário, passa necessariamente por uma reformulação ampla, total e irrestrita.
avatar
Elton em 13 de abril de 2009 às 15:21:36»
até q emfim nesse mundo q está de pernas para o ar alguem tomou juízo!
ma
Gih #) em 13 de abril de 2009 às 15:12:48»
se fude**m
avatar
LoiraInteligente em 13 de abril de 2009 às 15:12:01»
MSP,

Quem sabe nova constituinte não resolva?
Deputados que formulam leis...
Senadores que aprovam... rejeitam... volta para a câmara...
Presidente que propõe leis, decretos...
Judiciário sem autonomia...
Bem, alguma está errada.

O parlamento Francês parece mais coerente. Será?
avatar
msp1500 em 13 de abril de 2009 às 14:54:41»
Finalmente mostraram juízo. Agora, só por curiosidade, essa Assembléia Nacional dele é o equivalente à nossa Câmara de Deputados, não é?
Pois é, 21 votos contra e 15 a favor, e foi suficiente para deliberarem a matéria.
Se fosse no Brasil, o que daria um total de 36 deputados, que é igual a 7,01 % de "Vossa Excelências", o que representaria 92,99 % desses nobres representantes do povo estariam ausentes. HAVERIA SESSÃO?
Sem querer ofender não, apenas não consigo entender porque o Brasil precisa de um congresso tão gicantesco como temos. Isso porque eu só falei em Deputados, deixei de lado assesores, diretores, aspones e muitos outros que por lá vagueiam. Isso quando não são fantasmas que só sabem receber pagamentos, muitas vezes morando até no exterior.
É UM ABSURDO.
Vamos pensar bem nisso e fazer valer um pouco mais o nosso voto nas próximas eleições.