Faça o seu comentário

:

:







Comentários

Osaminha em 16 de setembro de 2013 às 17:45:40»
Eu jamais lutaria/morreria pelo Brasil, uma pais de merda que não proporciona condições minimas de saude e educação e que tem politicos que te roubam descaradamente, sem o menor pudor, e ainda riem da sua cara...
Vou dar minha vida pra manter isso? Não mesmo.
avatar
Nessa em 13 de setembro de 2013 às 11:06:58»
Cada um tentando sobreviver...
avatar
Tyr em 12 de setembro de 2013 às 21:20:05»
Fabio, desculpe, Japão.
Se um soldado não esta motivado o que vier pela frente pra fugir do confronto serve.
avatar
Politico Honesto em 12 de setembro de 2013 às 21:02:04»
Comer qualquer coisa, mesmo estragada. rolleyes
avatar
douglasbt89 em 12 de setembro de 2013 às 19:59:08»
Quem serviu nas forças armadas deve saber o que nego faz pra evitar os acampamentos... pegar uma dispensa na véspera do exercício de longa duração é o grande "bizú", tem casos da galera fazer fila pra se contagiar com uma conjuntivite fool
avatar
LukeSchimmel em 12 de setembro de 2013 às 17:06:25»
Agora eles comem comida vencida e roubam uns aos outros rolleyes
avatar
Fabio em 12 de setembro de 2013 às 16:11:49»
tinha que ser como na coreia que eles tinha a "honra"...
avatar
revolt4d4 em 12 de setembro de 2013 às 16:05:28»
Ok.
avatar
Tyr em 12 de setembro de 2013 às 15:40:09»
Tive acesso a relatos do front na primeira grande guerra.
Sabe o que é cagaço? Não? Ótimo.
Sabe o que é ver o parceiro acordar de madrugada e picar mula?
Ver o inimigo jogar granadas na sua trincheira?
Ver amigos terem o pescoço arrancado a base de baionetas?
Passar fome a ponto de comer fezes? Tomar urina no lugar de agua?

Isso foi na primeira, querem que conte os relatos da segunda?
avatar
Confortably Numb em 12 de setembro de 2013 às 15:34:41»
Eu iria preferir morrer na frente de combate... pelo menos daria pra levar alguns bastardos comigo twisted
avatar
Moonwalker em 12 de setembro de 2013 às 15:03:17»
Velho... Que história! Me parece óbvio, romanticamente falando, que o homem encontre na doença uma desculpa para deixar de cumprir algo que lhe foi imposto (todos fizemos isso elo menos uma vez para faltar a escola, não é?)...
Mas não tinha imaginado que isso poderia ocorrer em algo mais importante e de forma consideravelmente mais nojenta. Da-se um desconto referente a falta de conhecimento da época, mas enfim.
Estava pensando na proporção "uma prostituta para cada oito soldados no exército". Não li sobre isso, mas tendo toc para proporções, acho que a ideia era a seguinte: proporcionar sexo a um soldado por dia na semana, acrescido de um oitavo soldado, para que ninguem usufruisse o mesmo dia toda semana. Para nenhum soldado dizer: "hoje é meu dia de ter diversão", "segunda é meu dia favorito aqui no batalhão", essas coisas.
avatar
Tyr em 12 de setembro de 2013 às 14:57:48»
Ao longo dos anos notei que o meu amigo ficou mais ríspido, mas em contrapartida os posts ficaram melhores.

Ótima matéria.
avatar
Angelina em 12 de setembro de 2013 às 14:53:39»
Caramba.
avatar
Politico Honesto em 12 de setembro de 2013 às 14:40:04»
"Melhor morrer de uma infecção do que no campo de batalha"? Putz.