Faça o seu comentário

:

:







Comentários

Página 2 de 3 (113 comentários)
« Ant. | Primeira | 1 | 2 | 3 | | Última | Prox. »

Vany Moreira em 08 de setembro de 2015 às 13:03:37»
Qdo a Carla Camurati exibiu o filme "Carlota Joaquina, a Princesa do Brasil", retratou algumas dessas nojeiras todas da família real portuguesa (e espanhola), e os europeus ficaram chateados com ela. Ora, ela pegou foi leve. Eles eram nojentos mesmo. O rei comia frango e não passava nem uma aguazinha nas mãos. Devia passar nas calças e nas cortinas. Daí acho que os ratos vinham roer. Rsrsrs. Concordo com o artigo.
Caio Borrillo em 07 de setembro de 2015 às 16:38:46»
Confesso que morri de rir com a parte de "despiolhar" o rei e de ter que bater uma pra ele. Gente, não há período para se viver do que o nosso. razz
odete de sousa leite bispo em 07 de setembro de 2015 às 16:13:48»
Graças a deus, que sou deste século, eles eram imundos inconscientes, coitados!
yyyyyyy em 05 de setembro de 2015 às 12:21:05»
Meu Deus ! Elas usavam buques pra disfarçar o cheiro :O !
Bryan Harms em 05 de setembro de 2015 às 11:56:09»
Que ignorânica.

Entendo que poucos na idade média acessavam a "velha sabedoria" da Bíblia (como por exemplo as instruções muito específicas e claras sobre a saúde e a higiene pessoal, contidas no livro de Levíticus).

Imagine quanto sofrimento, doenças, pragas, poderiam ter sido evitados por simples acesso ao que havia sido relatado muitos séculos antes. (É lógico que para isso, esperavam a tradução do Latim/Grego/Hebraico para a língua do povo.)

Hoje já temos a "antiga sabedoria" escrita e acessível em nossa língua.

Só imagino que coisas absurdas falarão no futuro sobre aspectos de nossa cultura no século 21...que continuaram a ignorar a "antiga sabedoria."
Bryan Harms em 05 de setembro de 2015 às 11:47:05»
Nojo total!

Fico lembrando que na idade media poucos acessavam as antigas escrituras, por example o livro de Leviticus...onde as instruções de higiene pessoal foram muito claras e especificas. Poderiam ter evitado muita doença, sujeira, e sofrimento, não acham?

Só imagino o que os relatos históricos (no futuro) falarão de nossa sociedade no século 21...que também ignoramos muitas vezes a "velha" sabedoria.
Celia em 05 de setembro de 2015 às 07:18:08»
Vivo na Italia à quase 14 anos e o conceito de higiene pessoal do europeu (mesmo nos dias atuais) è diferente dos nossos. É normal encontrar pessoas que tomem banho uma vez por semana (quem anda de transporte publico no verão aki pode concordar cmg. .se justificam que no inverno nao se transpira como no verão, mas a inhaca existe durante o ano inteiro) passei por situações em que me perguntaram se me hidratavo bem depois de cada banho diário, pois água e sabão todo dia resseca a pele. Àqueles quem toma banho todos os dias, o fazem de manhã e não à noite como nós, geralmente os mais jovens e que ja têm uma visão globalizada do mundo tomam banho todos os dias pq os mais V elhos vêm do período de guerra e pós guerra em que tudo era racionado, inclusive água e sabão. E sempre acho muito engraçado o fato dos italianos criticarem os franceses pelo fato de eles nao terem o bidê (aqui se faz bidê sempre depois de fazer o numero 2! Se vc è hospede de alguém, assim que vc chega com tua mala, eles te dão 2 tolhas: uma de rosto e uma pequenininha pro bidê hahaha)
valenciana santos em 04 de setembro de 2015 às 20:41:45»
Muito bom esses esclarescimentos medievais!! são curiosidades para muitos desconhecidas.
Alix Macedo em 04 de setembro de 2015 às 07:08:36»
O que mais me impressionou nessa nojeira toda,é as crianças tomavam poucos banhos e quando iam tomar era,numma água imunda que todos da casas já haviam utilizado....coitadas
vanderlei silva e sa em 03 de setembro de 2015 às 10:42:33»
felizmente nascemos em outros tempos kkkkkk
Domingos em 02 de setembro de 2015 às 16:58:15»
Na França, ainda nos dias de hoje é hábito tomar-se banho uma vez por semana. Um amigo meu, hospedou-se por algum tempo em minha residência e achava um absurdo saber que tomamos os nossos até três vezes ao dia. Ele próprio tomou apenas um em cinco dias. Fiquei feliz quando partiu.
marciakaladoa em 01 de setembro de 2015 às 22:37:47»
LEMBREI DO FILME O PERFUME, ...NESA EPOCA ELE SENTIA VARIOS OROMAS S CRIAVA PERFUMES.É UM FILME INTRIGANTE
Fabi em 01 de setembro de 2015 às 21:25:43»
Deve ser por isso que os perfumes euroupes são bons ne.
Jair Neto em 01 de setembro de 2015 às 20:58:45»
Faltou apenas a citação de fontes históricas, oque daria mais credibilidade ao texto.
Elayne Freitas em 01 de setembro de 2015 às 20:39:32»
Ainda bem que o tempo avança, e as pessoas também, principalmente em relaçao à higiene, né? Mas também devemos lembrar que ainda hoje existem pessoas com diferentes costumes e crenças: O que pode ser normal para nós brasileiros pode nâo ser para os diferentes povos europeus e africanos.
Arabella em 01 de setembro de 2015 às 16:11:07»
Queda de Constantinopla e Descoberta da América: prazer século XV!
Thereza Maria em 01 de setembro de 2015 às 15:53:42»
Povo nojento 😝 ,imundos. Grsças s Deus,ñ sou deste século.
Jorge Nascimento em 01 de setembro de 2015 às 11:27:22»
É bom destacar que isto se refere à Idade Média europeia. Quando os Mouros, africanos do norte levaram a Expansão Islâmica para a Península Ibérica em 711 d.c levaram para aquele território(Espanha e Portugal) não apenas a fé em Alah, mas também, o uso da energia eólica, o uso do astrolábio, as técnicas de navegação, a arquitetura mista árabe/africana bem como a prática do saneamento básico e o costume de tomar banho, até então pouco usual. Lembremos ainda, que a Peste Bubônica, evento que dizimou 1/3 da população europeia, se deu em muito justamente porque os ratos que vinham nos porões dos navios que saíam do Oriente Médio em direção à Europa, encontravam naquele continente, um ambiente propício para sua propagação, em virtude da grande insalubridade existente naquela região. Esgotos à céu aberto eram extremamente comuns neste período e as pulgas dos ratos, proliferaram-se rapidamente por conta disso.
Juliana* em 01 de setembro de 2015 às 11:19:36»
Não entendi porque relatam que as pessoas tomavam banho "a seco", apenas com uma toalha, e as imagens retratam pessoas se banhando em lagos...
José Alves em 01 de setembro de 2015 às 10:51:51»
Acho que deveriam se informar melhor.
A idade média começou com a queda do império romano em 476 e terminou com a queda de Constantinopla, em 1453.
Pois bem, os europeus tinham costume de tomar banho nessa época. Inclusive era comum casas de banho públicas, onde as pessoas que não tinham condições de ter seu próprio banheiro em casa iam tomar banho quase todos os dias, várias pessoas ao mesmo tempo, inclusive com muitas casas sem separação entre sexos, sem nenhum pudor.
O problema foi que essas casas de banho ajudaram e muito a peste negra se espalhar, aí elas foram acusadas como sendo o motivo da peste. Só que a peste negra ocorreu entre 1347 e 1350, ou seja, só no fim da idade média é que as pessoas passaram a abominar os banhos. Durante a maior parte da idade média as pessoas tinham hábito de tomar banho sim.

Ahh, aproveitando para desmistificar outro mito da idade média que eu li aqui nos comentários:
Sim, as pessoas gostavam de sexo. Era comum pessoas, principalmente pobres, andarem no meio da rua nus. Era comum camponeses se juntarem e só se casarem quando a mulher estava grávida. Médicos da época diziam que se a mulher passasse muito tempo sem orgasmo ela morreria, então o prazer feminino era estimulado, inclusive elas tinham consolos de madeira para as satisfazer quando o marido viajava para as guerras. O povo era tão viciado em sexo que até o século 18, se não me engano, a maioria das ruas de Paris eram batizadas com o nome do puteiro que tinha na rua (ou seja, tinha puteiro em quase toda rua)

Isso tudo acabou com a reforma protestante, que dizia que o ser humano tinha que tentar ser o mais puro possível, e com a contra-reforma da igreja católica, que tentou dizer o mesmo. Só que isso já aconteceu no século 16, na idade moderna, e não na idade média...
Deise em 01 de setembro de 2015 às 08:32:43»
Como a própria matéria diz, as práticas de higiene durante a Idade Média eram fruto dos ainda incipientes conhecimentos médicos e do pensamento predominantemente cristão, que considerava a prática do banho pecaminosa. Não se pode considerar os homens e mulheres do medievo "imundos" por desconhecerem práticas de higiene que na contemporaneidade adotamos. Esse tipo de consideração é anacrônica, e na minha opinião, apenas reforça o mito de que a Idade Média foi Idade das Trevas. Mito que uma historiografia séria já ultrapassou. Mito que precisa ser desfeito durante as aulas de história.
Acho que o título da matéria deveria ser menos apelativo e mais comprometido com a história.
Ana Paula RGV em 31 de agosto de 2015 às 22:04:10»
Ainda bem que eles tinham esses hábitos. Caso ao contrário a crise de água tinha chegado antes. Pelo menos eles economizaram bons litros de águas para nós...rsrsrs...Vale lembrar que embora eles não tomassem banhos todos os dias eles se limpavam com toalhinhas umedecidas e por isso eles também desenvolveram os melhores perfumes. A questão do sexo era muito diferente do que hoje nos conhecemos, sexo na maioria das vezes era apenas pra procriação e a igreja tinha diversas imposições, como não era permitido o sexo oral, anal e muitas vezes nem o beijo na boca. Edcovar os dentes era outro hábito que não existia muito, os japoneses por sua vez mastigavam folhas de hortelã para manter o hálito fresco. Os portugueses quando vieram colonizar o Brasil se surpreenderam pela quantidade de banhos que eles tomavam e por fim, se conversarmos com nossos avós vamos descobrir que o banheiro da forma que conhecemos atualmente é relativamente novo. Muitas casas não existiam banheiros, as pessoas faziam buracos em seu terreno para fazer suas necessidades e a agua do chuveiro tinha que ser esquentada. Se for comentar com pessoas de outros países, vai perceber que é da nossa cultura tomar no mínimo um banho por dia, levar escova de dente para o serviço, comer com guardanapos e etc...
Egle em 31 de agosto de 2015 às 19:00:47»
Morando em paises com altas temperaturas realmente mais de um banho por dia se faz necessario. Moro em Dubai e de manha tomo um e, as vezes preciso de outro no meio do dia mas a noite preciso de outro.
Egle
Sandra Ramos em 31 de agosto de 2015 às 18:04:20»
um filme maravilhoso que retrata bem isso é PERFUME a
História de um assassino.
Esse filme pra mim foi o melhor filme. do ano do seu ano.
M Guarino em 30 de agosto de 2015 às 19:15:18»
Quem falou de paulista e desqualificado!
Michael em 30 de agosto de 2015 às 12:08:38»
O banho não serve somente para se higienizar. Moro na região norte e garanto ao que diz que mais do que dois banhos é um exagero que por aqui é louco com tanto calor. Principalmente se você desempenha uma função de contato direto com outras pessoas. Eu tomo de 3 a 4 por dia. Mas dependendo do que faço durante o dia e para onde vou tomo até mais.
Maria Lúcia em 26 de agosto de 2015 às 17:37:37»
Tá explicado os paulistas gostarem de parecer europeus. Kkkkk
Maria Aparecida da silva em 26 de agosto de 2015 às 13:42:52»
Cruzes credo ficar sem banho! Cada civilização com seus costumes.Eu adoro um banho ficar limpinha,nadar no rio,coisa mais deliciosa é água.Poderia ficar até sem banho,mas ficar sem lavar as partes íntimas seria terrível.
pedro martins em 23 de maio de 2015 às 15:35:48»
essa bosta pudia falar o aconteceu nos anos
Andréa em 30 de março de 2015 às 21:01:33»
ESSE MITO QUE OS ILUMINISTAS CRIARAM SOBRE A IDADE MÉDIA É
UMA FARSA,HAVIA BANHOS PÚBLICOS SIM,NA VERDADE A IMUNDICE
COMEÇOU NO FIM DO SÉCULO 16 E FOI ATÉ O 19.
andresa em 26 de março de 2015 às 18:40:12»
o meu trabalho foi sobre isso fiquei com muita vergonha de fala sobre isso na frente de todo mundo no final de tudo so foi kkkkkkkkkkk mais era antigamente nao tenho cupa. isso me ajudou muito a refleti varias coisas que agente se queixa
Enna em 05 de fevereiro de 2015 às 00:37:08»
Gente... que horror. D: Como aguentavam o fedor?
avatar
Luiz Felipe em 02 de janeiro de 2015 às 22:50:03»
Tudo bem que tem que tomar banho, mas tomar mais do que 2 banhos ao dia é um exagero.
avatar
PadreTorque em 24 de dezembro de 2014 às 20:32:44»
Adoro quando o homem compara as cagadas que ele mesmo fez, no passado, e agora admite o contrário...!
Gozo só de testemunhar isso tudo...
smile
Vieira em 03 de outubro de 2014 às 23:53:00»
Não se pode olhar o passado com os olhos do presente, bem como não se pode julgar costumes de outros povos pelos nossos. A idade média engloba um período de mais de 1000 anos, em que várias etnias com culturas diversas tiveram o seu apogeu ou declínio, passando ou não seu legado para a posteridade. O banho, como exemplo de higiene, explanado pelo texto, era relegado para ocasiões especiais ou nunca tomado pelos francos, da mesma forma que na atualidade ocorre em muitas culturas (ingleses, franceses, bolivianos, peruanos etc.). Por outro lado, era tido como obrigatório aos sábados, como no caso dos povos nórdicos (vikings). Não há de se esquecer que a popularização do uso do banho só se deu na segunda virada do século passado, quando a revolução tecnológica facilitou a prática, contando às habitações com instalações elétricas e hidráulicas, que possibilitavam o banho quente e farto, sem que não houvesse mais a necessidade de se banhar em gelados rios ou regatos, quando verão, ou o carregar baldes e baldes de água da fonte ou do poço, para depois de ter de cortar a cara lenha para esquentar a água, temperá-la, e ainda ter que esvaziar a tina ou banheira no dia seguinte, para evitar o choque térmico. Uma trabalheira sem fim.
avatar
Politico Honesto em 02 de maio de 2014 às 02:31:30»
Em alguns países da Europa, ainda existe um certo "vínculo" com o passado, em relação aos hábitos de higiene: quando um professor meu viajou à França, funcionários do hotel onde se hospedou perguntaram se ele tinha alguma doença, já que precisava tomar banho todos os dias.
avatar
guimaraes em 30 de abril de 2014 às 21:37:35»
Alo pessoal , não pensem que estamos muito longe disso não , porque trabalhei 3 anos nas Africas e mais 3 nas Indias , e por lá as coisas ainda andam bem proximas disso ai ... quando retornei ao Brasil cheguei a tomar 10 a 12 banhos por dia por conta do trauma desses anos todos ... hoje estou normal tomo apenas dois ou tres por dia ... sha
avatar
PadreTorque em 25 de abril de 2014 às 22:11:17»
Eu, heim ???
Crendeuspai !!!
:-/
avatar
Marya em 24 de abril de 2014 às 20:27:19»
Óh sim, ajudou muito. Obrigada.
Janaína em 24 de abril de 2014 às 18:38:13»
Só enumerei as 3 mais conhecidas, poderia citar dezenas de flores de dezenas de famílias como rubiáceas, passifloráceas, lamiáceas, oleáceas, etc. Quanto a floração, está relacionada com a resposta fotoperiódica da planta. As plantas de dias curto-longos florescem no início da primavera, mas não são a maioria (são as mais vistosas), garantindo que existam florações durante todos as época do ano. Espero ter ajudado.
avatar
Marya em 24 de abril de 2014 às 14:17:41»
Ok então deveria ter sido dito que os buquês das noivas eram de gardênias, jasmins e alfazemas, e que esses três tipos de flores floresciam no mês de maio.
Janaína em 24 de abril de 2014 às 10:58:39»
De maneira evidente que o cheiro de uma rosa ou de um buquê não disfarça o cheiro ruim. Mas flores com alta dispersão de óleos voláteis e com maior concentração de osmóforos (como gardênia, jasmim ou alfazema) cobrem o fedor sim.
Wander em 24 de abril de 2014 às 08:11:34»
Para quem gosta do assunto tem um site com os mapas interativos da Idade Média http://www.medievalmap.org/
Vandré em 24 de abril de 2014 às 07:20:07»
Não é por acaso que a peste negra matou mais de 50 milhões.
avatar
Marya em 24 de abril de 2014 às 05:04:16»
Outra coisa; não adianta flores para disfarçar o mal cheiro... Se a pessoa esta fendendo, pode ficar até dentro de uma floricultura que continua a feder, bouquet de flor não disfarça mal cheiro, ainda mais que para sentir o perfume de uma flor a gente precisa praticamente encostar o nariz nela, portanto não sei onde que as noivas conseguiam disfarçar o fedor. Um fedor alias, como diz o texto, já estava todo mundo acostumado. Ou devo presumir ainda que a flor na lapela do noivo também disfarça mal cheiro?
.Tyr em 23 de abril de 2014 às 20:29:43»
De fato, Rex, o passado é um lugar onde não gostaria de viver.
E de-se por satisfeito de não contar o que os chineses e coreanos faziam naquela época.
rex em 23 de abril de 2014 às 19:20:24»
tyr, eu não sabia disso, mas por outro lado eu adoro japonesas então eu prefiro ficar com uma japonesinha do que com aquelas britânicas gordas biggrin (tenho que mudar meu apelidokkk).
felixferra em 23 de abril de 2014 às 18:12:44»
Artigo carregado de vícios elementares. A partir de alguns dados reais, não apenas interpreta onze séculos sob o ponto de vista das particularidades (por exemplo, como se a Idade Média fosse só num pedaço da Europa) como faz juízos de valor totalmente anacrônicos, ignorando o conceito de História de mentalidades. Mesmo nos piores casos citados, uma vez situado no mesmo contexto, o autor muito provavelmente se comportaria exatamente da mesma forma. Esse é o problema de julgar o passado com a mentalidade hoje. Dizer "tal coisa do passado é nojenta para mim hoje" está correto, mas fazer um julgamento de valor nas mesmas bases é anacrônico. Ontem mesmo um site famoso publicou um artigo sobre as chamadas "parafilias" atuais, dizendo que é não é incomum encontrar pessoas se excitarem com pés sujos, axilas ardidas, fezes, urina, etc.
avatar
Marya em 23 de abril de 2014 às 17:43:26»
Uma coisa que eu não entendo é, como eram os partos? Sim porque, com toda aquela sujeira, tanta porquice, os bebes não morriam no
meio da sujeira ou, não se afogavam na sujeira assim que colocavam a carinha no mundo?
E as parturientes, como faziam? Não morriam também, de infecção generalizada devido à tanta imundice?
Pois se num hospital, onde as pessoas tomam banho diariamente, tudo é esterilizado e limpo para não ter uma contaminação e uma infecção hospitalar,
como haviam nascimentos sem higiene na idade média, se as pessoas eram assim tão porcas?
Outra coisa, naquele tempo já existia pinico?
E já imaginou as moscas rondando as pessoas dia e noite? Como aguentavam?
E como que nas fotos acima as pessoas estão sempre no lago se banhando? Será que até tomar banho no lago era proibido?
avatar
Confortably Numb em 23 de abril de 2014 às 09:20:47»
Como já disseram abaixo, povos de outros lugares da terra deviam ser mais asseados.
Principalmente tribos próximas do litoral, é impossível entrar na agua do mar e depois não se banhar em agua doce.
Página 2 de 3 (113 comentários)
« Ant. | Primeira | 1 | 2 | 3 | | Última | Prox. »